Veja o status dos reforços do São Paulo para 2018

São Paulo contratou seis reforços para a temporada. Às vésperas do oitavo jogo do ano, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), contra o CSA, em jogo único em Maceió pela segunda fase da Copa do Brasil (vitória garante vaga, e empate leva aos pênaltis), só dois deles ainda não estrearam: o goleiro Jean e o meia Valdívia.

Todos os outros (Anderson Martins, Diego Souza, Nenê e Tréllez) já entraram em campo pelo Tricolor. Mas qual o status de cada um deles no elenco do São Paulo? Quem é titular absoluto? Quem briga por posição? Quem é aposta?

Veja abaixo, em ordem alfabética, a situação de cada um dos reforços:

Anderson Martins

Contratado do Vasco, o zagueiro fez três jogos como titular (Mirassol e Corinthians, pelo Paulistão, e Madureira, pela Copa do Brasil). No último, porém, sentiu incômodo muscular na coxa esquerda e foi substituído por Bruno Alves, que não saiu mais do time. Anderson Martins tem a confiança da comissão técnica, mas no momento enfrenta concorrência para ser titular.

Jogos: 3
Gols: 0
Status: briga por posição

Diego Souza

Ficou fora da primeira rodada no Paulistão, contra o São Bento, quando Dorival Júnior escalou time reserva, fez sua estreia no segundo tempo do empate sem gols com o Novorizontino e depois foi titular em todas as outras partidas. Atuando como centroavante, pode também ser usado como meia. Tem vaga cativa até agora.

Jogos: 6
Gols: 2
Status: titular

Jean
O goleiro foi contratado por R$ 10 milhões do Bahia. Mas ainda não teve a chance de estrear. Até mesmo quando Dorival Júnior escalou time de linha todo reserva na estreia do Paulistão, o titular do gol foi Sidão. Jean é uma das principais apostas do Tricolor para o futuro. Tanto que seu contrato é de cinco anos. Mas, por ora, ele terá de ficar mesmo na reserva de Sidão.

Jogos: 0
Gols: 0
Status: reserva

Nenê
O meia chegou a fazer dois jogos pelo Vasco, seu antigo clube, nesta temporada. Como fez pré-temporada no Rio de Janeiro, chegou pronto para jogar. Foi reserva diante do Botafogo-SP, mas entrou bem no segundo tempo. Tanto que ganhou a vaga de titular diante do Bragantino e está confirmado para começar a partida contra o CSA, em Maceió, na quinta-feira.

Jogos: 2
Gols: 1
Status: titular

Tréllez
O colombiano também começou a temporada em outro clube. Fez três jogos pelo Vitória. No São Paulo, o atacante estreou jogando 16 minutos contra o Bragantino. Ainda não recebeu chance de começar jogando e deve, por enquanto, ser uma arma para o segundo tempo, na vaga de Diego Souza. Mas também pode ser utilizado pelas pontas.

Jogos: 1
Gols: 0
Status: reserva

Valdívia
Último reforço apresentado pelo São Paulo, o meia, que estava no Atlético-MG e foi emprestado por uma temporada pelo Internacional, deve ser a novidade na lista de relacionados para o jogo contra o CSA. Valdívia conta com a admiração do técnico Dorival Júnior e pode ser uma boa opção para as pontas. Mas, por ora, apenas no segundo tempo.

Jogos: 0
Gols: 0
Status: reserva

GE

38 comentários

  1. Contra tudo, e contra todos, continuo a afirmar: como seria feito, em quais condições, com apoio de quem, enfim, não me interessa, mas já passou da hora de o SP contratar um GRANDE jogador, à altura de sua história e tradição… Um jogador que o represente, dentro de campo e fora dele… Alguém que seja “sinônimo de SP”… Como quando tínhamos o “SP de Raí”, ou, após, o “SP de Rogério Ceni”… De caráter, e, principalmente, qualidade, indiscutíveis… Que não restem dúvidas… Ou alguém, em sã consciência, vê algo, sequer similar, por exemplo, com relação ao nosso “camisa 10”, o Cueva?!… De fato, não restam “dúvidas”… Só certezas… As quais nem precisam ser citadas, por óbvias… rs…

    Curtir

    • Com uma boa administração é possível contratar 1 ou 2 grandes jogadores por temporada. Mas pra isso, não pode ter dinheiro comprometido com dívida bancária, empréstimos com pessoa física, adiantamento de cotas, CT lotado de jogador encostado recebendo 200 mil por mês e nem atletas emprestados com o clube pagando salário. Não precisa ter uma Crefisa pra poder bancar isso, é só ter profissionais capacitados na administração do clube.

      Curtir

  2. Os únicos que realmente jogaram aí e dá pra avaliar são A. Martins, Nenê e D. Souza. O zagueiro não foi muito exigido, mas também não foi muito bem quando exigiram. Acabou de chegar e tudo mais, vamos aguardar… D. Souza claramente fora de forma, sua entrada foi apressada pelo incompetente treinador, além de estar jogando na posição mais ingrata do esquema do prof. pardal: centro avante. A bola não chega. Nenê jogou um jogo e meio. Se veio pra ser titular, sofreremos muito, a idade pesa, já mostrava no Vasco que jogava melhor vindo do banco. Um absurdo o Jean ainda não ter jogado um jogo sequer.

    Sobre o Gustavo Sapeka. Sou a favor de garimpar no interior sim, achamos o Marcinho, que foi bem até a chegada do DJ que o tirou do time titular em favor do péssimo W. Nem e nunca mais deu chances, e o Morato que deixou uma boa impressão. O problema é que eu duvido que viram mais de 3 jogos desse cara. Contrataram o Caramelo depois de 3 jogos no profissional, contrataram o Thomaz depois de 2 jogos na libertadores, contrataram o Silvinho depois de apenas 1 jogo contra nós. Então ou faz uma avaliação bem feita ou não traz. E com certeza não fizeram. Esse dpto de Scout é uma piada.

    “Se for pra trazer, é melhor usar a base”. Tem que usar a base independente de trazer o Messi ou o Gustavo Sapeka. Temos a melhor base do país há anos e hoje só temos um jogador no time titular que veio da base (fora o R. Caio, que já é “veterano”), o Militão que só tá ali pq não trouxeram o horrível do V. Ferraz. Entre os reservas os únicos que jogarão serão Brenner, Shaylon e Araruna (os dois últimos só por falta de opção mesmo). Então já podem parar com a mentira de que o Dorival usa a base, de que revelou o Neymar (não foi ele) e mais meio mundo. Dorival usa a base da mesma maneira que o Muricy usava: é a última a receber chance e a primeira a sair do time. A diferença é que o Muriçoca não chamava a garotada pra completar treino pra fazer média com diretoria e torcida.

    Curtir

  3. Quanto precisamos ver de um jogador pra ser justo num julgamento de “excelente, bom, razoável, ruim”?

    Os poucos minutos q vi do Trellez, achei caneludo… Estaria eu sendo precipitado?

    Curtir

    • Creio que sim… Centroavantes técnicos existiram, sim, mas foram exceções… Reinaldo (Atlético/MG), Careca (SP), e alguns outros… Muito poucos… A grande maioria, quando artilheiros, são daqueles que “só” sabem colocar a bola para dentro… Dadá, Serginho Chulapa, enfim… rs… Talvez o Trellez se encaixe nesse segundo perfil… Com um detalhe: para marcar os gols, a bola tem que chegar, em condições para tal… E aí começam os problemas, no SP… E faz tempo, hein?!… rs…

      Curtir

  4. O grande diferencial para mim de uma boa gestão de futebol é conseguir manter um elenco e dar tempo de trabalho para um treinador (aqui não entro no mérito da capacidade do treinador, mas se esta lá deve ter tempo). Um time com esses reforços mais as manutenções de Pratto e Hernanes seria com certeza mais encorpado e preparado além claro desses jogadores contratados nesse ano entrarem em um conjunto montado no 2º turno do campeonato brasileiro, que foi um bom time.

    Agora o que vimos foi totalmente diferente, estamos na 8 rodada do paulista e na 2ª fase da Copa do Brasil e tem reforço que chegou a semana passada, quando eles começarem a ter tempo para trabalhar entra o meio do ano e 2 ou 3 são vendidos e da-lhe remontar o elenco no meio de um campeonato.

    Curtir

  5. Bom dia !!!!!!!

    Para aqueles que não entendem este tipo de contratação (do grande Sapeka) basta rever o programa “Aqui com Benja” onde o Rogério Ceni foi o entrevistado ( final de dezembro) e AFIRMOU sem meias palavras que durante o período em que foi treinador do SPFC, teve que bater várias vezes de frente com a diretoria para evitar diversas contratações que não faziam o menor sentido e que por isso percebeu que estava causando indisposição com a diretoria já que estava atrapalhando aquilo que alguns queriam

    Aí o Benja perguntou algo como…

    “Mas vc chegou a impedir algumas destas contratações ?”

    “Sim, claro” respondeu o RC

    Curtir

  6. Por mim investiram demais e errado…Hernanes e Calerri + os garotos que temos daria um timaço.

    1 – Sidão
    2 – Militão
    3- Arboleda
    4- Rodrigo Caio
    6 – Reinaldo
    5 – Perros
    8 – Hudson
    10 – Hernanes
    11 – Cueva
    7 – Marcos Guilherme
    9 – Calleri

    16 Milhões de Euros investido…sendo 10 no Hernanes e 6 no Calleri…são 64 Milhões de Reais.

    Sendo que esse valor teriamos com os seguintes nomes não sendo contratados.

    1 – Jean 10 Milhões + Salários 2.4 Milhões
    2 – Jucilei 4 Milhões + Salários 6 Milhões
    3 – Diego Souza 10 Milhões + Salários 5 Milhões
    4 – Trelles 6 Milhões + Salários 3.4
    5 – Nenê luvas 2 Milhões + Salários 2.5
    6 – Anderson Martins luvas de 2 Milhões + Salários 3 Milhões
    7 – Valdivia 300 por mês sendo ao final do contrato 3 Milhões ao todo
    8 – Edmar 400 Mil + Salários de 3 Milhões

    Total 62.4 Milhões aproximado

    Ou seja, perto do valor de aquisição dos dois…mas ai me dizem e o salário dos caras…eu ofereceria 800 mil por mês para os dois…mas se fosse o caso eu preferia pagar 2 Milhões de salário para qualquer um deles do quê pagar 500 para um Diego Souza…são diferenciados e decidem os jogos

    Curtir

    • Dessas contratações citadas, apenas Jucilei, pelo custo beneficio e Anderson Martins, por a saída de um dos zagueiros na próxima janela foram boas contratações. O resto não mudou em nada o patamar da equipe. Esses R$ 30 milhões gastos, trazia 2 jogadores de alto nível para as vagas do Hernanes e Pratto, o resto a base comporia. O que me incomoda é que o time montado em 2018, conseguiu ser menos intenso que o do ano passado.

      Curtir

    • Acho quase impossível o Hernanes chegar nesse valor, no mínimo custaria o dobro… sei lá.

      Calleri talvez menos, boatos ele teria aceitado 450 mil ano passado aí os empresários preferiram no final deixar na Europa.

      O ponto que também acho que agora com um elenco já satisfatório buscar nomes que agreguem de verdade no time e não mais pensar em elenco…

      Curtir

    • É o que penso. Dizem que não temos dinheiro e vivemos afundados em dívidas. Certo. Por que então todo ano gastamos tanto com contratações?

      Se for pra gastar, gaste com quem vale a pena gastar. Um time de base com os “medalhões” corretos sempre vai ser mais sustentável e produzir melhor do que isso o que vivemos todo ano.

      Eu, particularmente, não investiria no Hernanes, apenas no Calleri. Não teria Contratado o Juça (de quem gosto do futebol), tendo o Hudson na mão.

      Os primeiros jogos com Shaylon, LF, Brenner, Caíque, Araruna (na posição correta) mostraram que os garotos conseguem dar conta do recado se escalados de maneira correta. Alguns até mesmo fora de posição produzem.

      Mas esse papo infindável de “reconstrução” é só gogó mesmo. Colhão que é bom, não tem.

      Curtir

      • Com exceção do Araruna (jogador “água de salsicha”, a meu ver…), concordo em tudo o que você disse… E até com o fechamento do seu texto: “colhão, que é bom, não têm”… Inclusive os oriundos de Cotia: na base, “mandam prender, e mandam soltar”… Já quando chegam no ‘time de cima’… Nem tanto… E, pior: quando mostram o ‘mínimo do mínimo’, já são negociados, e pela primeira oferta, sob o argumento de que “não queremos segurar jogador que quer sair”… E assim caminha a mediocridade… Estamos ferrados, para não extrapolar no termo… E não se vislumbra qualquer luz ao final do túnel (só se for um trem vindo em direção contrária… rs…)… E, depois, ainda me vêm alguns, dizendo que eu sou “excessivamente crítico”… Tsc… rs…

        Curtir

  7. Eu ainda estou dando meu voto de confiança para o Rai. Dentro do possível ele esta desenhando o time dele. Realmente não estamos no patamar de Palmeiras e Cruzeiro hoje, mas acredito que com a vinda do Valdivia se formou em tese o elenco que o Dorival pedia em termos de posições carentes no elenco. Não espero título no paulista, mas somente que o time comece a se entrosar para o brasileiro. Na copa do brasil vai ser aquela história novamente, ou seja se der tempo de encaixar o time sem ocorrer um desastre antes podemos chegar longe.

    Curtir

    • Não sei qual é o peso da palavra do Rai nessas decisões, por isso evito de criticar um ou outro, mas é evidente que gastaram muito para pouca qualidade.
      Apostaram na quantidade. E ao meu ver, superdimensionados.
      E o pior, pelo jeito estouraram com a folha salarial.

      Curtir

      • Penso parecido mas acho que o Rai analisou e concordou com tudo e contratou esses jogadores por 1 motivo, não existia time nem elenco no São Paulo…

        Ou você jogava com a base tendo praticamente só a base no banco tb ou contratava, e o mercado que o Rai encontrou foi fraco com o agravante do pouco tempo que ele teve.

        Outro ponto que os principais nomes (Scarpa e Lucas Lima) já estavam fechados.

        Mas é fato que se gastou muito mais que o nescessario pelos nomes, mas eu acho que foi pela necessidade mesmo.

        Curtir

  8. Eu achei boas as contratações do Anderson Martins e do Nenê, e acho que precisávamos de um centroavante, embora não saiba se o Trellez será o nome para a posição. Entretanto, as posições mais carentes para mim eram as pontas e a lateral direita, nenhuma das duas supridas. Talvez o Morato receba chances e sirva, mas ainda faltará reposição.

    Além disso, eu até acho que o time precisava de um titular no gol, pois não confio no Sidão, mas parece que o Jean não é esse cara para o Dorival.

    Curtir

        • Pode até comprovar sê-lo (tomara…), mas, de qualquer forma, ao ser contratado, não era o que deveria ser: “O” goleiro do SP… Alguém que chegasse, dissesse que ‘era uma honra’ (como todos dizem, ao chegar aos novos clubes…), treinasse uma semana, e assumisse a titularidade, sem deixar dúvidas: chegou “O” goleiro do SP… Um time com a tradição e história gloriosas do SP, tem que buscar “O” goleiro… E ponto.

          Curtir

  9. Infelizmente o Rai ou a diretoria teve que contratar esses jogadores se não iria ter que jogar com Shaylon e Brenner no lugar do Diego e do nene, não que seja ruim mas você seria quase obrigado já que não tinha nomes. E acho ruim depender de um jogador, ainda mais da base.

    Jean achei precipitado mas foi uma aposta que será o goleiro do SP no futuro, é novo, bate falta ( o que não é importante mas nos relembra ao MITO), e fez um ano regular no Bahia onde geral via futuro nele apesar que as críticas aqui é que ele não está pronto…

    Valdívia veio para agregar no elenco, custo só de salários etc

    Anderson Martins não tinha reserva, ou contratava ou contratava… Tinha que escolher alguém.

    Trellez não tinha centroavante reserva, igual o Anderson Martins.

    Não que eu concorde com os nomes, mas acho que algumas carências foram realmente supridas (não sei se de forma satisfatória, principalmente o Trellez).

    De fato eu acho que o SP poderia ter gastado em 3 nomes (LD, Meia e o 9) com mais afinco pq hoje ainda acho os piores nomes do time. Se traz Calleri, Ganso (Já que o profeta não vejo como segurar) e o Rafinha ou Zeca ou o LD do Porto que um cara falou aí outro dia já dava um time para brigar pela ponta.

    O SPFC deveria ter feito isso na minha opinião, só não sei se era possível pq o Calleri não sai antes de julho e o Ganso não queria voltar, por exemplo.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s