Estruturação por Etapas no São Paulo

O São Paulo pós Juvenal Juvêncio, Getúlio e sua tropa, reestruturou as categorias de base. Hoje a única coisa boa no São Paulo é justamente as categorias de base.
O Raí está no Departamento de Futebol Profissional.
O Raí contratou o Ricardo Rocha, o Lugano e surge a possibilidade do Jardine virar Auxiliar Técnico.
É uma Reestruturação por Etapas.
O maior legado que o Raí pode deixar no São Paulo, é se ele conseguir que o Departamento de Futebol Profissional que foi praticamente desmantelado pelo Juvenal Juvêncio, tenha uma excelência contínua.
Vejamos uma empresa. Mesmo quando é trocado de Gerente, a empresa continua com uma qualidade na prestação de serviços.
É isso que tem que acontecer no São Paulo.
Se um dia sair o Raí, o Ricardo Rocha, o Lugano e o provável Auxiliar Técnico Jardine, a excelência no Departamento de Futebol continua.
O que o Departamento de Futebol tem que sempre buscar: Equipes entrosadas, equipes com padrão de jogo, Elencos competitivos, jogadores com qualidade técnica.
Essa tem que ser a cartilha do Departamento de Futebol.
Cleiton Ferreira

7 comentários

  1. Bom dia, é por ai Cleiton. Mas no SPFC a reestruturação passa pelo asilo montado no Conselho, enquanto estiverem lá os fantasmas de outros Juvenais estarão sempre assombrando a possibilidade de rebaixamento.

  2. Perfeito, Cleiton. Eu, como muitos aqui, entendem que devemos criar um estilo, uma filosofia, uma proposta de jogo a ser implementada desde as mais tenras categorias até o profissional.
    Quando o garoto chegar no principal, já sabe o que tem de fazer e como o time joga, porque é assim desde que entrou no clube.

  3. O grande problema de uma estruturação eficiente, tanto no São Paulo quanto do Brasil, é o troca troca político. O presidente normalmente ganha fazendo coligações e depois que assume começa a indicar seus aliados para cargos importantes. Não há manutenção de filosofia ou estrutura nisso, mas sim uma constante degradação. Para corrigir isso é complicado, mas por enquanto sigo acreditando no Raí, Lugano e cia.

  4. 1) Saida de Jardine da Base tem que ser planejamento de médio prazo

    2) Efetuar o planejamento e discutir com ele.

    3) Dar tempo.pro Jardine preparar seu sucessor

    4) Enquanto prepara seu sucessor, certifica com cursos da CBF e FIFA.

    5) Torna-se interino do profissional

    6) Permanecer algum tempo como interino. Nao subir na primeira saida de técnico. Dar tempo ao Jardine aprender a lidar com profissionais, lidar com imprensa, torcida e pressão. O maior desafio nao é técnico, é pressão de torcida, conselheiros, imprensa e por final so clube.

    7) planejar com urgência mas executar com tranquilidade sem antecipar eventos.

    8) Ter em mente que quando Jardine deixar o profissional, deixará o clube. Provavelmente.

    9) Dentro desse raciocínio, subir direto agora, nao teríamos seu sucessor na base que manteria seu estilo atual. O risco de subir agora seria o de nao atingir objetivos e também cair. A mesma torcida que enaltece, execra também. Perderiamos numa unica tacada, o atual técnico da base, a manutenção do estilo ofensivo de linhas avançadas da base, o futuro técnico profissional por longo tempo.

    10) Nada de precipitações. Planejamento já.

    Carille era interino quando torcida organizada pediu a cabeça do Tite no day after Tolima. Torcida invadiu o CT e pediu reunião com a presidência. Presidente lá disse não.
    Preparação breve e inadequada iguala os desiguais. Jogo contra o Tolima foi com 15 dias de preparação, isto é, quase sem preparação.
    Preparação com pouco tempo nem Tele conseguia, basta ver paulista de 1979 que terminou em 1970.

  5. Esse assunto de integração, futebol padronizado com o principal, estou ouvindo desde 2012; quando trouxeram o Renê Simões, pessoa integra e de caráter, diga-se de passagem,foi ver o funcionamento do Barcelona e etc…, e saiu com menos de 1 ano, alegando motivos pessoais, depois veio o caso Maidana, o Chavares que fazia um bom trabalho também saiu, parece que o buraco é mais profundo e menos teórico!

Deixe uma resposta