Análise 2018: São Paulo após 7 jogos

O São Paulo concluiu na noite da última quarta-feira uma pequena “maratona” neste início de pré-temporada. Foram sete jogos em 36 dias, levando-se em conta a data em que o time começou a treinar. E a avaliação de Dorival Júnior foi positiva.

Ao bater o Bragantino por 1 a 0, a equipe tricolor alcançou a quarta vitória em sete partidas realizadas. Tem ainda um empate e duas derrotas – uma na única vez que escalou reservas e outra no clássico para o Corinthians, atual campeão brasileiro.

“Não vamos ter qualidade de jogo agora. É aquela situação que já havíamos falado: queremos quantidade ou qualidade? Desde a primeira etapa eu já percebi que a equipe caiu de produção, tudo pela grande quantidade de jogos, que é um absurdo. Com 35 minutos, a nossa marcação já dava sinais de que não estava encaixada. Mas gostaríamos de ter deixado uma impressão melhor”, disse Dorival.

O treinador também celebrou o período que terá para preparar o time. O próximo duelo será daqui uma semana, no dia 15, contra o Ituano, em Itu, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Tempo que permitirá descansar e entrosar mais os titulares.

Mas será que, assim como Dorival, o torcedor tricolor também tem motivos para se dizer satisfeito neste início de temporada? Veja abaixo um balanço sobre o estágio atual do time.

PRESSÃO INTERNA

Ainda que oficialmente nada tenha sido dito pela diretoria, Dorival Júnior trabalha pressionado para conseguir resultados positivos. Ele sentiu isso logo na estreia quando o time perdeu para o São Bento por 2 a 0. Mesmo com reservas houve cobranças.

Admitiu na quarta que aquela derrota o fez modificar o planejamento e antecipar a escalação dos titulares. No segundo jogo (um empate sem gols com o Novorizontino) a torcida já viu quase força máxima dentro de campo no Morumbi.

Se os resultados até são positivos neste momento, a atuação da equipe ainda é alvo de desconfiança. É provável que a sequência alcançada dê tranquilidade para Dorival Júnior trabalhar nesses próximos dias, mas o caminho será bem longo.

ELENCO FECHADO

A exemplo do último ano, o São Paulo se mexeu pouco na pré-temporada e trouxe apenas três reforços: o goleiro Jean, o zagueiro Anderson Martins e o meia-atacante Diego Souza, tendo gasto cerca de R$ 20 milhões no total.

A falta de recursos fez a diretoria apontar que a solução/ajuda estaria no grupo de nove atletas subidos da base, casos de Bissoli, Caíque, Gabriel, Lucas Paes, Lucas Perri, Marquinhos Cipriano, Paulinho, Pedro Augusto e Ron. Dorival, que já tinha outros seis jogadores promovidos do ano passado no elenco, chegou a afirmar que os jovens estavam muito verdes ainda para tamanha responsabilidade.

Oportunidades de mercado fizeram com que o clube buscasse mais reforços ao treinador. Assim vieram o meia Nenê, o centroavante Tréllez e o meia-atacante Valdivia, cujos gastos representaram R$ 6 milhões (pagos só no jogador do Vitória).

Agora, a diretoria avalia que o elenco está fechado e Dorival Júnior tem condições de montar um time competitivo. O tempo para treinar chegou agora, com a folga na tabela obtida no Carvanal.

Novidades? Só se uma situação boa de mercado aparecer, isto é, um jogador com potencial sem necessidade de investimento financeiro. Ou se for o caso de oferecer um contrato de produtividade para Luis Fabiano, que aprimora a forma física no centro de treinamento da Barra Funda, se juntar ao elenco em uma temporada que poderia marcar a sua despedida dos gramados.

DEFESA SÓLIDA

Um dos setores mais criticados nos últimos anos, a defesa tem números para se orgulhar neste início de temporada.

Foram apenas quatro gols sofridos em sete jogos, sendo dois marcados pelo São Bento diante de um time reserva do São Paulo e outros dois pelo Corinthians, no Pacaembu. Um retrospecto que o São Paulo não ostentava há 14 anos.

A última vez que sofreu somente quatro gols nos primeiros sete jogos oficiais foi em 2004, quando o São Paulo era treinado por Cuca. Naquele ano, o time ainda conseguiu a façanha de ficar invicto, com seis vitórias e um empate.

ATAQUE ECONÔMICO

Um gol por jogo é algo que o torcedor do São Paulo não viu neste século. Ou seja, o atual desempenho ofensivo tricolor é o pior desde 2001 porque está exatamente nesta linha de corte. Foram sete gols anotados em sete jogos.

O desempenho mais próximo do atual ocorreu em 2016 e 2008, quando o time fez oito gols em sete jogos oficiais. Ano retrasado a equipe estava sob o comando de Edgardo Bauza e há dez anos sob a batuta de Muricy Ramalho.

Nas outras 15 temporadas sempre fez mais de dez gols nos sete jogos iniciais, tendo feito incríveis 22 em 2005.

Os atuais artilheiros do São Paulo são Diego Souza (2), Brenner (2), Cueva, Marcos Guilherme e Nenê.

AJUSTES

A atuação diante do Bragantino apresentou elementos já conhecidos da torcida: um time que chuta pouco ao gol, um tempo bom e outro ruim, falhas defensivas que resultam em chances de gol e grandes defesas de Sidão.

Ou seja, o São Paulo segue oscilando.

Há ainda ajustes para serem feitos, mas o time que venceu o Bragantino está bem próximo do ideal. Pode se dizer que a única dúvida está na zaga. Quem será o companheiro de Rodrigo Caio? Na quarta, Bruno Alves atuou, mas ele é o quarto na ordem de preferência. A disputa será entre Anderson Martins, que ficou no banco, e Arboleda, que recupera-se de um problema físico.

O meio de campo deve ter mesmo a formação com Jucilei e Pretos, e Marcos Guilherme, Cueva e Nenê mais adiantados. Diego Souza jogará com liberdade, entrando e saindo da área para finalizar e criar jogadas.

ESPN – Rafael Valente

39 comentários

  1. Time sem padrão tático nenhum…..quase um ano no comando e o tricolor apresenta a mesma falta de criatividade, triangulações e etc…tirando 4 meses de Hernanes não se salva nda

  2. Vamos ver a bola de neve.
    É um entra e saí de jogadores.
    A Diretoria pressiona o Dorival.
    Que é demitido.
    Vem um outro Técnico e diz: Eu quero outros jogadores!
    É um novo entra e saí de jogadores.
    O desempenho do time é pífio.
    Com a Diretoria pressionando esse novo Técnico.

  3. Alguém esta vendo o jogo do time sem cor? Entrou um tal de Hugo Cabral que esta deitando e Rolando no jogo.. Rss o Santo André virou o jogo.. Rss

  4. Acho que é um time que tem pouca velocidade, poucas triangulações e falta jogadas para chegar ao gol adversário. Isso sem contar a pouca mobilidade do time, todos ficam escondidos da bola e parece que não podem se movimentar em campo.

    Tudo isso é falta de treino ou treino mal dado.

    Não é possível que o Dorival não consiga criar uma jogada para os laterais conseguirem cruzar a bola em boas condições e que os atacantes e meio-campistas já saibam onde a bola vai.

    Não pode ser que um time que jogue com dois volantes, espere criar boas jogadas com ambos estáticos no meio-campo quando temos a bola. Deve existir movimentação, nem que o volante da direita tenha que ir fazer uma jogada na esquerda. E lógico, treinar a recomposição para um caso desses.

    Outra questão é: passes lentos e sem força. Nenhum jogador no mundo vai conseguir espaço ou vantagem sobre seu marcador se a bola vem atrasada ou devagar. No início do movimento do jogador que irá receber a bola, ela já tem que estar sendo passada, para que ele tenha velocidade e ganhe tempo sobre seu marcador, podendo escolher uma melhor jogada. Ou se ele já estiver marcado, um passe forte impedirá que o defensor se antecipa a jogador tricolor.

    Isso dentre outras coisas, mas isso são questões básicas do futebol. Mas parece que tem gente que não vê.

  5. Nem Football Manager ando jogando só para não criar uma ulcera. xD
    Minha meta Pessoal é ver o SPFC até as Quartas da Copa do Brasil que vai pagar 50 Milhões
    E classificado para a Libertadores de 2019.

    O resto é sonho! Paulista pra mim só serve para revelar jogador pronto da base se o time tiver juízo e planejamento, é um titulo que não paga nada e não leva a lugar algum. Troço para que um dia os times da serie A sejam obrigados a jogar com a mesma regra dos jogos olímpicos

    • O Dorival colocou a base no primeiro jogo.
      Fizeram um carnaval.
      Vacinado, desistiu.
      Depois falam que ele Dorival só usou a base no Santos por causa que lá não tinha dinheiro.
      Pelas ultimas noticias, parece que não chove dinheiro no Morumbi. Pediu até dinheiro adiantado.

  6. Boa noite! Péssimo treinador! Todo esse tempo como técnico e o time ao inves de melhorar piorou. Não há uma jogada ensaiada. Nada, zero. Agora tirou toda a mulecada para colocar os “medalhões”. Tem que ser dispensado o quanto antes. Se um estagiário foi dispensado por bem menos, o que fazer um com esse técnico experiente e entendido???? Olho da rua!

  7. O SPFC deveria pagar o que o Militão pede. Será salário de titular e satisfeito com o que ganha. Em 2 anos ele será negociado e o clube vai recuperar e lucrar com o investimento.

  8. Levar 2 gols em 6 jogos com o time titular ainda em formação? Isso é um mérito indiscutível, pois ano passado com nosso time titular já na 1ª partida levamos 4 gols do Audax.

    Um dos principais responsáveis pelos bons números da nossa defesa é o excelente R. Caio; o Militão e o Jucilei também vêm jogando muito bem…

    A tendência é ficarmos ainda mais fortes com a volta do Arboleda no lugar do apenas razoável B. Alves.

    É isso: temos que começar a montagem do time por uma defesa forte, que é o que ganha campeonatos… Nossos anos gloriosos sempre seguiram esse padrão; quando resolvemos querer “jogar bonito” nos perdemos.

    • O São Paulo tem tomado poucos gols por jogar com praticamente 4 zagueiros no sistema defensivo.
      Militão improvisado na lateral, Jucilei que era zagueiro na China + a dupla de zaga e Edimar que praticamente não atacava.

      O problema disso é que acaba comprometendo o ataque, por isso seria importante jogar com um lateral esquerdo mais ofensivo como o Reinaldo pra tentar dar equilíbrio ao time.

  9. Não há padrão. Há um sistema tático definido e uma tentativa de forçar atletas (sem a característica) para se adequar ao sistema. Só isso.

  10. Gostaria de ver o São Paulo jogar com a seguinte formação contra times piores tecnicamente (Ou em caso de ter que reverter um resultado).

    Sidão

    Militão/Arboleda – Jucilei – RC/AM

    MG – Petros/Hudson – Nenê/Shaylon – Reinaldo/Tavares

    Cueva – DS/Trellez – Valdívia/Brenner

    Seria uma variação que o Dorival já usou no Santos quando ele recuava o Renato pra jogar entre os zagueiros e utilizava os laterais pra armar o jogo.

    • Eu faria um pouco diferente

      a) montaria dois times nivelados mesclando jogadores para que possam se acostumar com as funções e substituir quando necessário;
      b) jogaria com três zagueiros para permitir maior avanço dos alas;
      c) colocaria dois volantes com velocidade, assim cobririam os avanços dos alas, que seriam quase meias (criando jogadas pelas laterais);
      d) Diego Souza, Cueva e Nenê precisam jogar na meia e chegando ao ataque, não nas pontas ou de centroavante, para isso temos brenner eTrellez.
      e) minha dúvida é se deixo valdívia na ala e Shaylon centralizado ou o inverso, começaria testando Shaylon aberto, pois tem bom cruzamento e qualidade nas jogadas pela lateral de campo.

      ………………………. Jean …………………………….
      ….. Militão …. Arboleda …. R. Caio …………….
      MG …….. Petros ……. Araruna …….. Reinaldo
      ……….. Diego Souza …….. Cueva ……………….
      ……………………. Brenner ……………………………

      ………………………. Sidão …………………………….
      ….. Anderson …. Jucilei …. Aderlan …………….
      Shaylon …… Hudson ……… Pedro …….. Junior
      ………….. Valdívia ………. Nenê ……………………
      ………………………Trellez ……………………………..

  11. parece que o pessoal aqui tá economizando palavras para o SPFC não ter tomado mais gols nesse começo de ano, não tem milagre, nem sorte, tem um goleiro chamado SIDÃO !!

    SIDÃO é que salvou o time em alguns momentos, ele pode não ser o goleiro dos nossos sonhos, mas vamos parar de rodeios e sermos justos, começar dar nomes aos bois

    SIDÃO fez ótimas defesas até agora.

    • Isso é verdade também, em quase todos os jogos tivemos três ou mais chances claras de gols dos adversários, que pararam em grandes defesas do Sidão ou mesmo na trave.

      Detalhe, o excesso de jogadores com vocação exclusivamente defensiva prejudica a transição para o ataque e a chegada com eficiência.

      • As bolas rebatidas para ele todo jogo TB conta? Ele tem visíveis erros técnicos de fundamentos…e aquele goleiro q tanto pode fazer defesas espetaculares ou rebater bola boba no pé do atacante….

  12. Dorival poderia testar essa formação, duvido que seria tão lento e previsível quanto a atual, mesclando os garotos e os medalhões.

    ———————– Jean ————————-

    Militao ——- R.Caio ——– Arboleda— Reinaldo

    ————- Hudson ————— Petros(Liziero)–

    ————— Cueva —————– Diego Souza–

    ——- Marquinhos Cipriano ——– Brenner —–

  13. Dorival poderia testar essa formação, duvido que seria tão lento e previsível quanto a atual, mesclando os garotos e os medalhões. Jogadores tem, reclame menos e faça esse time jogar!!

    ———————– Jean ————————-

    Militao ——- R.Caio ——– Arboleda— Reinaldo

    ————- Hudson ————— Petros(Liziero)–

    ————— Cueva —————– Diego Souza–

    ——- Marquinhos Cipriano ——– Brenner —–

  14. Se perde jogando bem reclama
    Se ganha jogando mal reclama
    Se escala a base reclama
    Se escala veterano reclama
    Se insiste em lateral esquerdo q não joga nada reclama
    Se muda no jogo seguinte reclama

    Enfim

  15. E a Independente está apresentando um show na avenida, parabéns irmãos tricolores independentes, apesar do problema no carro abre-alas …, na garra, no amor, na luta e na fé.

    Na torcida também pela Dragões da Real.

    Torcida tricolor show no carnaval SP

    Quanto ao time e futebol do SPFC nem vou falar nada, pois estamos piores que 2.017 e desta vez só temos a torcida.

    Tomara que o show na avenida continue nos estádios.

    #Te cuida Dorival, pois estamos muito mal …, falamos depois do carnaval.

  16. Se muda treinador rápido reclama
    Se deixa treinador fazer pré temporada reclama
    Se vende reclama
    Se compra reclama
    Se empresta reclama
    Se pega emprestado reclama
    Se vende barato reclama
    Se vende caro reclama

  17. Cueva , Nenê e Diego Souza não podem jogar juntos . Isso é o que eu penso . O time se arrasta em campo e o técnico não consegue fazer o time ter marcação la em cima e não consegue dar padrão de jogo ao time . Bruno Alves , Bruno , Edimar , Paulinho Boia , esses caras são bem fracos para jogar no SPFC

    • Jogaram juntos Kardec, Pato, Kaká e Ganso.

      Você vê o biotipo do Nene e percebe que o cara tem agilidade, mobilidade, inclusive mais que o Ganso depois das várias lesões… O Cueva não é um jogador pesado, lento, senão baixinho, rápido, que até lembra um pouco o Jadson pelo porte físico. O D. Souza realmente é mais pesado e por isso, a meu ver, deve jogar mais à frente, porque tem menos capacidade de recomposição; mas isso não significa que deva ficar estático lá perto da área.

      Enfim, eu acho que é possível jogar com os 3 juntos, basta Cueva e Nene, principalmente, terem consciência tática, e isso o técnico que deve inculcar. Evidentemente não jogarão todos os jogos, e por isso temos os reservas… Aliás, eu acho bem mais fácil jogarem juntos no meio-campo Cueva e Nene do que Nene e D. Souza, porque o peruano tem uma capacidade de fechar a linha de meio-campo maior que a do nosso centro-avante.

      Seja como for, nesse comecinho de temporada ainda é difícil tirar conclusões. Visivelmente o Diego e o Cueva ainda estão mal fisicamente.

  18. o jogo contra o CSA é muito perigoso . Vivem um grande momento e com exceção do SCCP , é o melhor time que o SPFC vai enfrentar até agora . Se não respeitar o adversário e jogar pouco , corre risco sim

Deixe uma resposta