O S√£o Paulo se absteve de votar na importante quest√£o do √°rbitro de v√≠deo. O presidente Leco n√£o participou da reuni√£o porque teve um ”imprevisto”, conforme explicou a assessoria de comunica√ß√£o do clube. Se houve imprevisto, n√£o¬†houve gazeta. Mas √© preciso ser um imprevisto muito importante para justificar a aus√™ncia. Porque ela, a aus√™ncia, impede, moralmente falando, o clube de se juntar aos que reclamam de arbitragem.

A diretoria do São Paulo é omissa. Não reclama, por exemplo, de fazer três jogos fora de casa nas quatro primeiras rodadas do Paulistão. Para evitar problemas maiores, Leco deveria explicar que imprevisto foi esse que impediu o o clube que dirige de se posicionar em assunto tão importante. O árbitro de vídeo foi rejeitado. A milionária CBF quis empurrar a conta para os clubes. Como se o dinheiro que entra lá não fosse feito da paixão clubística.

Menon

https://blogdomenon.blogosfera.uol.com.br/2018/02/05/leco-e-o-imprevisto-dificil-de-explicar/?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook