Vamos apostar em Brenner

Amigos tricolores

A inspiração para escrever esses artigos vem de diversas fontes: Sites, Blogs, Facebook, grupos de WhatsApp, bate papo com outros torcedores (nem sempre só tricolores). Em muitos casos, acabo escrevendo em um dia 3 ou 4 artigos, que acabam sendo postados um mês depois que eu escrevi, por isso, as vezes, alguns erros ocorrem. Na correria do dia a dia, acabo esquecendo de atualizar, mas para 2018 ficarei mais atento a isso.

Esse artigo, por exemplo, surgiu no dia em que o São Paulo oficializou a venda de Lucas Pratto ao River Plate. Eu não acho que Pratto era o centroavante ideal para o São Paulo, eu como a maioria dos torcedores preferia o Calleri de volta a chegada de Pratto em 2017, mas ele ao menos, deu o sangue pelo tricolor e isso conta, porém, não foi efetivo, uma vez que ele foi contrato para “fazer gols e não para dar carrinhos” frase do próprio Pratto usou em 2017. Esperava mais dele, apenas isso!

Minha esperança por dias melhores está abalada!

Me motivava ver um quarteto com Hernanes, Cueva, Pratto e Diego Souza, ao menos, na noite do réveillon as chances desse quarteto iniciar o campeonato eram reais. Poucos dias depois, Hernanes e Pratto se foram. Agora é esperar mais um ano do São Paulo, mas dessa vez, que seja ao menos disputando títulos, para isso, precisaremos de um Cueva e Diego Souza inspirados em campo. Jucilei e Petros é quase certeza de entrega e qualidade – dificilmente jogam mal – Arboleda, Sidão, Rodrigo Caio e Eder Militão darão a segurança na defesa que deram no fim de 2017, aposto nisso! Pois é, tenho mais esperanças hoje do que no inicio do ano passado, vejo um time mais formado do que no ano passado quando Rogério precisou montar um time e perdeu peças importantes ao longo do campeonato.

 

Brenner. Talento indiscutível.

O currículo do atacante diz tudo,, olha a quantidade de títulos, onde foi o melhor jogador e gols o “moleque” fez. Campão da Copa Ouro Sub-17 (2016), Taça BH Sub-17 (2016), Salvador Cup Sub-16 (2016), Aspire Tri-Series Sub-19 (2016) e do Campeonato Paulista Sub-17 (2016). Melhor jogador da Copa Santiago Sub-18 (2017). Artilheiro da Copa Nike Sub-15 (2015, sete gols) e Artilheiro da Copa Santiago Sub-18 (2017, oito gols). E ele só tem 18 anos (completados no ultimo dia 16/01)

O que me deixa com dúvida é Brenner, pois o seu talento é enorme, mas a sua idade não. Em 2018, Brenner fará 18 anos, um menino, que não pode receber a missão e responsabilidade de fazer os gols do São Paulo. Se estivéssemos na fase de 1992/93 onde ganhávamos tudo, ok, mas colocar o garoto como titular, responsável por fazer os gols, em um time que está precisando de um título, pode queimar o garoto.

Eder Militão tem personalidade. Que Brenner se inspire no amigo

Venho defendendo que Eder Militão mostrou uma personalidade muito grande. Entrou na lateral, que não é a sua, não sentiu o peso da camisa. Personalidade, difícil de ver em um garoto, que até o começo do ano era pouco conhecido da torcida. Entrou, tomou conta, não sentiu. Araruna e Lucas Fernandes, por exemplo, sentiram mais o peso da camisa e crise e ainda não jogaram no time titular, o que jogavam no sub-23.  Torço, de verdade, para Brenner ir na mesma linha que Eder, tenha personalidade para não sentir a pressão, ter liberdade e principalmente, paciência da nossa torcida com o garoto. Vaiar quando ele for mal, pegar no pé porque ele jogou um jogo mal de nada vai adiantar em seu amadurecimento. David Neres, pouco tempo ficou no São Paulo, nem deu tempo de ser ídolo ou criticado – e convenhamos está jogando um bolão na Holanda. Luiz Araújo ficou mais tempo, foi elogiado e criticado. Saiu do São Paulo cedo demais, mas teve tempo de sentir o amor e a fúria da torcida.

O São Paulo precisa ir com calma

Na crise de títulos que estamos, o amor e o ódio andam lado a lado, a mudança de um para o outro é muito rápida. No 1o tempo, ele faz um gol, no 2o tempo, erra um gol cara a cara com o goleiro e já será questionado. Mas futebol é paixão. E é assim mesmo! Telê Santana, Muricy, Pelé, Garrincha, Canhoteiro, Zico, Falcão, Sócrates, Pedro Rocha, Gerson, Careca, Muller, Raí, só “cara fraco” já foram vaiados. Credita-se a Telê, em 1982 e a Zico, 1986, perda de Copa do Mundo. A partir daí, já se vê como a paixão do torcedor brasileiro deixa, em muitos casos, cego!

Experiência também se passa

O que venho batendo na tecla é que Brenner é novo, mas não está sozinho. Fora de campo, ele terá exemplos como Ricardo Rocha e Raí, que ele, pela idade nem viu jogar, mas como são paulino sabe o que eles representam, mas ambos, tem a missão de deixar o “moleque” calmo e tranquilo, para entrar em campo e fazer o que sabe. Em campo, ele terá a companhia de Petros, Jucilei, Cueva e Diego Souza, que deverão – assim espero – dar o respaldo para Brenner jogar. Aconselhar, ajudar, melhorar, aquele papo de experiência mesmo, para deixar ele focado em fazer gol. Seus números mostram, que fazer gol é com ele mesmo. Há claro, ainda a figura de Dorival Jr, nisso tudo para não apenas posicionar e pensar em jogadas para que a bola sobre para ele, mas para dar a tranquilidade. Ele precisa ouvir do time “moleque, vai lá e mete gol. O resto, a gente cuida”.

Base promissora

Sem a menor dúvida, há tempos temos uma base promissora. Não vencemos a Copa São Paulo, mas em 2016, Jardine nos deu muito mais que isso! Somos Campeões da Libertadores Sub-20. No final do ano, o time se sagrou campeão da Copa RS Sub-20 com uma virada linda em cima do Palmeiras, por 4X3, no final do jogo! Precisamos usar mais a base e depender menos de jogadores que custam milhões para dar carrinho!

*Felipe Morais. Publicitário, apaixonado pelo São Paulo Futebol Clube. Sócio da FM Planejamento, Palestrante sobre marketing digital, comportamento de consumo e inovação. Coordenador do MBA de Marketing Digital e do MBA de Gestão Estratégica de E-commerce da Faculdade Impacta de Tecnologia. Autor dos livros Planejamento Estratégico Digital (Ed. Saraiva) e Ao Mestre com carinho, o São Paulo FC da era Telê (Ed Inova) – www.livrotele.com.br – facebook.com/plannerfelipe e @plannerfelipe

Anúncios

71 comentários

  1. Beleza. A base deve ser incentivada. O problema é que 90% dos jogadores de base não vingam no profissional, e uma parcela menor ainda está apta a jogar em time grande. E aí, como faz?

    Curtir

      • E tem esse fator para complicar ainda mais. Não é todo dia que vai dar certo de formar um time com Diego e Robinho, como o Santos fez. E mesmo lá, nesse time, não foram todos da base. Muitos vieram de outros times. Contratação de jogador nunca vai acabar. E o que é pior: não conseguimos formar um lateral esquerdo que seja capaz de colocar Reinaldo no banco. Então, assim, a base serve ao clube com um ou outro talento excepcional. É utopia achar que teremos sempre times competitivos sem contratar. E estou dizendo times COMPETITIVOS, nem me referi a times vencedores.

        Curtir

    • Exato. O que tem que ter é bom senso. Nem queimar logo um garoto e nem ter protecionismo com quem não vai ser nada além de um mais ou menos. Jogador tem tempos diferentes de maturação. A própria Inter de Milão se desfez fácil do Coutinho e hoje ele é isso que vemos. Por outro lado, acertamos por não ceder às exigências do Henrique Almeida. É muito difícil esse ponto de equilíbrio.

      Curtir

  2. Sou fã da base, se derem oportunidade, Auro, Militão, Shaylon e Brenner podem terminar o ano em condições de ser titular do tricolor.

    O problema é que entendo ser necessário um titular mais experiente e lançar os garotos aos poucos. Da oportunidades efetivas mas sem a pressão de só ter eles.

    Curtir

  3. Os chamados empresários, verdadeiras aves de rapina, que muitas vezes atrapalham a carreira desse garotos, com promessas mirabolantes, acabam na maioria das vezes tirando o foco desses jogadores, que veem a Europa como prioridade, e não os seu clubes formadores. Muitos criticam a diretoria por se desfazarem prematuramente dessas jovens revelações, mas acredito que, muitos não sabem, é que os próprios jogadores, forçados pelos interesses do seus empresários fazem de tudo para serem negociados. Essa é a triste realidade do futebol brasileiro e sul americano.

    Curtir

  4. Depois do rei do morre morre, criou um tipo de torcedor que quando é para falar da base, falam só isso:

    Que o moleque não está pronto!

    Não pode queimar o moleque!

    Tem que ter calma!

    Jogadores de base não vingam no profissional!

    Casemiro.
    Hernanes.
    Lucas.
    Kaka.
    Simplicio.
    Jamelli.
    Caio Ribeiro.
    Julio Batista.
    Militão.
    Breno.
    Denilson.
    Volante Denilson.
    Fabio Aurélio.
    Edu.
    Wellington.
    David Neres.
    Lucas Fernandes.
    André Luiz.
    Vitor.
    Oscariotes.
    Doriva.
    João Schimidt.
    Boschilia.
    Araruna.
    Kleber Gladiador.
    Renan.
    Fabio Santos.
    Rodrigo Caio.

    No dia que 100% da base vingar no profissional, essa lista não caberá aqui no Blog.
    E sabe o porque não vinga no profissional 100% da base?

    Resposta: Se o Casemiro que é um craque era criticado, imagina quando o jogador que é bom mas não é um craque, tem a oportunidade.
    Se tem Técnico que não queria usar o Hernanes que é craque, precisou o Juvenal escalar o jogador, imagina quando o jogador que é bom mas não é um craque.

    Curtir

    • Cara, para cada um que você citou outros 100 não tiveram nível para jogar no profissional, o que é totalmente natural. A base trabalha com um nível de incerteza alto, principalmente por se tratarem de crianças e adolescente ainda em formação de personalidade, mental e física.

      Curtir

  5. https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2018/01/11/etoo-no-brasil-atacante-aciona-empresario-para-buscar-clube-no-pais.htm

    Jogador com 36 anos, já teve nível mundial, aceitaria salário na casa de 800 mil reais, hora de centroavante e atacante pelos lados. Apesar do salário altíssimo, será que valeria a pena ter ele no São Paulo por 1 ou 2 anos, fazer ação de marketing com a imagem dele?

    O que acham?

    Curtir

      • Não pagaria para nenhum jogador mais que o Teto do Clube… Futebol e coletivo… Vide nossos times campeões…

        Esse negocio de galácticos até no Real Madrid já deu problema com o ciúmes

        Curtir

        • No time do Cruzeiro campeão o único jogador que eles investiram muito e veio com status de craque (Júlio Batista) ficou no banco. No fluminense o time ia bem ate o Abel ser “obrigado” a usar o caríssimo Deco e quase perde o campeonato. Também prefiro um time equilibrado em qualidade e, principalmente, operário. Esse é o diferencial nos pontos corridos.

          Curtir

  6. Na verdade se fossemos um time de uma liga Rica e nem dependessemos de vender jogadores, seria possível ter um time formado somente pela base e jogadores vindos de equipes menores por valores pequenos, quase como era antigamente.

    Curtir

  7. O garoto é tão bom que pode quebrar o galho pelos os lados, óbvio que é mais efetivo jogando centralizado no ataque pq é um goleador, mas hoje temos uma imagem de sempre 3 atacantes.

    Diego Souza de centroavante e Brenner encostando no ataque tenho certeza que iria render, mas isso é uma das inúmeras possibilidades. Outro que levo muita fé, é o Shaylon. Moleque chuta muito bem, habilidoso porém ainda erra passes. Amadureceu bastante. Vai nos dar alegria.

    Muito bem destacado o texto sobre o Militão, vestiu o manto e não sentiu o peso. É novo, vai ter suas oscilações mas temos que ter paciência. Apesar do Sidão ser bom goleiro e experiente. Acredito que irá perder a vaga pro Jean.

    Jean

    Militão Rodrigo Caio Arboleda Reinaldo

    Jucilei Petros

    M. Guilherme Cueva Brenner

    Diego Souza

    Esse o time base que acredito.

    Pra mim temos algumas dores de cabeça boa pro técnico.

    Sidão/Jean

    Arboleda/Anderson Martins/ Militão

    Petros Jucilei / Hudson

    Militão/ Hudson

    Aos poucos estamos montando um time sólido e com reservas capazes de variações.

    Chegando Scarpa e um Lateral, já estaremos pronto pro primeiro semestre.

    Curtir

    • Você ter o Reinaldo, que gostando ou não fez um bom trabalho nos últimos 2 anos.
      Ter o Júnior que fez um excelente primeiro semestre ano passado e depois caiu sim de rendimento por n motivos mas que é muito promissor.
      E colocar o Edimar, um cara que não ataca e não defende, se posiciona mal, o passe é ruim, não é rápido, e mais um monte de defeito é pra dar uma tristeza imensa na torcida

      Curtido por 3 pessoas

  8. Eu concordo com tudo. A torcida do SP se cega às vezes. Criticam o técnico que pede os jogadores “bons e baratos” porque tira espaço da base. Mas quando sobe um menino e ele oscila (o que é normal), já falam que o jogador não presta, que não sabe este ou aquele fundamento. Lucas Fernandes, por exemplo, era um que antes da cirurgia eu só ouvia/lia elogios a ele. Jr.Tavares no primeiro semestre do ano passado era elogiado a cada jogo. Agora querem se desfazer de ambos, mas novamente pedindo outras crias de Cotia, ou seja, querem gente ainda mais nova e mais inexperiente para queimar, pois o de 20/21 anos já não deu certo.
    Pelos discursos eu entendo o seguinte: o cavalo do Lucas Fernanes já passou selado, agora é a vez do Shaylon. E se o SP empresta para dar rodagem, só pode emprestar uma vez, pois se emprestar mais que isso, vão dizer que o tricolor não dá chances ao mlk. A falta de paciência é tremenda quando o time não está conquistando títulos.

    Curtir

    • Eu não sei o custo, porém a criação de um time B (começando lá embaixo nas divisões inferiores e ir subindo) seria fundamental pra evitar essa perda de talento.
      Não é todos que vão dar certo, mas alguns necessitam dar certo para cobrir os custos de Cotia e para nos ajudar a ter um time competitivo.

      Curtir

  9. Falando especificamente do Brenner, acho que o garoto tem potencial, já perceberam isso, e ele realmente faz parte dos planos para 2018.
    O que vai acontecer depois só Deus sabe e depende de uma série de fatores. Inclusive financeiros…
    Não existe uma fórmula feita e acho que, dentro de uma margem de erro aceitável, até agora conduzimos bem essa relação base x profissional.
    De cabeça não consigo lembrar de mais de 2 ou 3 jogadores que tenham sido dispensados e que depois se transformaram em grandes jogadores em outros clubes.
    Talvez o grande erro nesses anos tenha sido não usar a base como deveria para compor elenco. Mas isso tb é relativo.

    Curtir

  10. O pouco que vi de jogos não vi nda demais…masss o pouco que tinha visto do Lucas Fernandes na base achei q seria um David Neres….então vou esperar o rapaz jogar mais para fazer uma análise …..o Lucas Fernandes me decepcionou um pouco…

    Curtir

    • Concordo que o Lucas ainda não rendeu, mas alguns torcedores queimam o garoto sem necessidade.
      É preferível apostar mais 1 ou 2 anos nele ou no Thomaz ? No cícero ? Jonatan Gomez ? Denílson ?
      Aposto que o Lucas recebe menos que esses citados e tbm possui mais talento.
      A gente precisa parar de contratar jogador meia boca para compor elenco e deixar a base fazer isso, assim da tempo de alguns jovens amadurecerem e mostrar serviço e paramos de gastar com uns perebas

      Curtido por 1 pessoa

      • Meu plano B seria o Zé Rafael do Bahia, acredito que o DS não tenha físico para fazer a função do Hernanes em todos os jogos, acho que seria mais em alguns casos esporádicos ou em algumas situaçoes de jogo

        Curtido por 1 pessoa

        • Tem isso…outro jogador teria que se sacrificar para suprir essa deficiência do DS. Seria o mesmo caso de ter o Ganso no time. Ganha num lado e perde em outro.
          Não lembro de ver o Zé Rafael jogando, falam muito bem dele, mas parece que o preço é alto e tem alguns times interessados.
          Fato é que essa novela tem que acabar rápido. Se não for o Scarpa tem que já ter em mãos um plano B.

          Curtir

  11. Tem que ter paciência com o Brenner, Júnior Tavares teve um bom início ano passado com propostas do Ajax, cruzamentos perfeitos e bom posicionamento defensivo e no segundo semestre caiu vertiginosamente, esse é só um exemplo do cuidado que temos que ter com essa garotada de hoje que se dislumbra com o dinheiro e com o sucesso, por isso acho que ele deveria ter uma sombra mais experiente.

    Curtir

  12. SP deveria se aproveitar da bagunça do Vasco e trazer mais jogadores. As gaivotas estão quase fechando com Matheus Vital. Vale a pena investir em Paulinho ao invés de deixá-lo ir para Portugal. O empresário é o mesmo do Breno e Anderson Martins.

    Curtir

  13. Jogador da base tem que apresentar futebol quando lançado no profissional, essa é a regra de ouro de um esporte altamente competitivo .se o atleta e lançado e não corresponde pelas diversas razões, o técnico e obrigado a procurar outras opções por que ele ,técnico, tem suas responsabilidades e compromissos .nenhum técnico e contratado pra preparar jogadores, ter anos de paciência até o jogador vingar não apresentar resultados.

    Curtir

  14. Jogador da base tem que apresentar futebol quando lançado no profissional, essa é a regra de ouro de um esporte altamente competitivo .se o atleta e lançado e não corresponde pelas diversas razões, o técnico e obrigado a procurar outras opções por que ele ,técnico, tem suas responsabilidades e compromissos .nenhum técnico e contratado pra preparar jogadores, ter anos de paciência até o jogador vingar não apresentar resultados.

    Curtir

    • Mas o tecnico chegar e falar “A Lucas F nao rendeu, traz o Thomaz, o Marcinho, o Denilson, o Robson, o Jean Carlos, pq esses vão mostrar mais resultado e tem mais futuro” é uma irresponsabilidade.
      Técnico é um professor, algm que ensina, que passa conhecimento, que mostra uma forma de jogar, que adapta o jogador

      Curtir

  15. Falando sobre o Scarpa
    Se ele decidir ir para o Palmeiras por causa de dinheiro será a maior burrice da carreira dele, além de brigar por posição com o Lucas, lá ele não vai ganhar nenhum título.
    O melhor pro futuro dele seria vir pro SP, agora se o Palmeiras conseguir levar, o SP deveria entrar na briga pelo Goulart

    Curtir

  16. Acho que nossa política deveria ser a mesma da última era vitoriosa, copiada pelo Corinthians. Time titular e reserva, quase do mesmo nível, não importa se é da base ou não, com estilo de jogo definido. Mudamos em 2010, para essa utopia do time de Cotia, uma ideia sedutora, mas que não deu resultado, nem dará consistentemente. Revelamos e vendemos muito, nos tornamos “reféns” de um novo Lucas. Trabalho sem consistência, basicamente uma incubadora da Europa.

    Curtir

  17. Sem dúvida esse ano é do Brenner, mesmo com DS acredito que ele vai ter muitas oportunidades, principalmente se o DS for pra copa…já na estréia com certeza o veremos em campo pq o DS não está inscrito ainda. Arrebenta moleque!

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s