Negociação com Victor Ferraz não avança com o São Paulo e está emperrada, diz Globo Esporte

O São Paulo tem interesse na contratação de Victor Ferraz, do Santos, mas a negociação pelo lateral-direito ainda está bastante distante de ser concluída.

O jogador foi indicado ao Tricolor pelo técnico Dorival Júnior, com quem trabalhou no Peixe. No entanto, de acordo com o empresário Marcos Casseb, representante do lateral, não há avanço sobre o caso.

– Não tem nada andando. Tudo meio parado. Essa negociação não é fácil de acontecer – disse.

A decisão sobre o futuro do jogador ficará para o ano que vem. O Peixe pretende esperar a chegada do técnico Jair Ventura para que ele faça uma análise do elenco e escolha com quais atletas vai contar. O Peixe discute com o Botafogo o pagamento da multa do treinador e ainda não pode anunciá-lo.

Hudson por Victor Ferraz?

Santos e São Paulo, aliás, cogitam uma troca. Se o clube da capital quer Victor Ferraz, o Peixe está de olho no volante Hudson, que retorna de empréstimo do Cruzeiro. Nenhuma proposta foi feita até o momento, mas os contatos devem ser intensificados no início do ano.

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Santos, Victor Ferraz caiu de rendimento em 2017 e passou a ser contestado por boa parte da torcida.

Hudson acabou a temporada em alta na Raposa, mas dificilmente terá espaço no São Paulo por conta da concorrência com Petros e Jucilei, titulares com Dorival.

GE

45 comentários

  1. Estaria muito preocupado, e ai sim desapontado, se o SP estivesse anunciando uma baciada enorme de perebas, como aconteceu em todos os últimos anos…

    Estamos tendo informações relacionadas ao saneamento progressivo das nossas dívidas, e esse é o ponto a ser valorizado, vez que o equacionamento e equilíbrio das finanças é sem sombras de dúvidas o caminho que nos reconduzira à capacidade de investimento que tanto nos diferenciava em 2005…

    Ainda temos uma folha de pagamentos altíssima e completamente descasada com a situação econômico financeira atual, onde o volume e fluxo das receitas se mostram muito aquém dessa fortuna gasta mensalmente com o elenco profissional…

    De forma transparente e responsável vem sendo anunciada a necessidade de um volume de mais 90 milhões em vendas em 2018 para ajustar eficazmente o planejamento financeiro do clube.

    Temos um elenco relativamente equilibrado e até certo ponto bem competitivo quando comparado com a maioria dos demais clubes brasileiros, carecendo é verdade, de reforços pontuais pra corrigir e compor posições específicas, fortalecendo ainda mais a espinha dorsal já existente…

    Temos em nossas categorias de base a receita que melhor atenderia essa equação: reduzida capacidade de investimento e necessidade premente de drástica redução do custo mensal da folha.

    Safras muito promissoras já algum tempo, com revelações de bons nomes ainda pouco aproveitados e vendidos para cobrir rombos financeiros.

    Jogadores atualmente disponíveis no mercado nem de longe supririam satisfatoriamente as carências do clube, ainda mais nessa fase e momento de consolidação das finanças.

    Os nomes que vem sendo amplamente especulados dão uma boa base e noção do quão dispensáveis seriam a vinda de jogadores de baixo nível e nenhuma perspectiva favorável.

    A relação custo benefício e a equação incapacidade de investimento e necessidade de corte de despesas apontam para uma condução fundamentalmente responsável e racional por parte da Diretoria assumida pelo Rai nesse momento que impõe e exige pulso firme e juízo absoluto.

    Dentro desse contexto, teríamos tranquilamente uns seis ou até dez pratas da casa, dentre eles considerados os que já estão junto ao profissional, e os que já fazem por merecer um aproveitamento em 2018.

    ——

    Pra reflexão – Vejam a situação geral dos demais clubes:

    Dívidas, dívidas e mais dívidas, salários atrasados, jogadores querendo sair e ninguém aceitando ir para lá, dificuldades extremas para contratar, folhas de pagamento astronômicas, elencos fracos, ou em situações menos favoráveis que a nossa, como é o caso do: Fluminense, do Atlético MG, do Cruzeiro, do Botafogo, do Corinthians, do Santos, do próprio Grêmio, e por ai afora…

    ——

    E tem muitos colegas desesperados, se descabelando e surtando porque o clube não anuncia a grande lista de contratações, equivocadamente imaginadas.

    • Nossas laterais são as maiores deficiências, mas temos Reinaldo e Jr na esquerda, bem como militão e Hudson na direita (fora os de ofício e os da base).
      Atacante de velocidade temos MG e vários da base, bem como podemos usar mais um meia (Shaylon pie exemplo).

      Não há desespero, apenas fortalecimento.

      • Bem por ai, e com uma pre temporada bem conduzida de forma plena e desde o início, temos tudo pra ter um elenco e time mais ajustados…

  2. Não deveria envolver o Hudson nessa negociação, pois ele vale mais que o santista e tem um mercado mais promissor. Aliás, eu usaria o nosso jogador… pode até ser na própria LD que ele vai bem.

  3. Se envolvermos Hudson ou Júnior Tavares pelo Victor Ferraz, sairemos perdendo. Esse é meu ponto de vista. Melhor ficar com os dois jogadores caso não apareça propostas melhores. Para ninguém sair no prejuízo, a troca ideal seria Bruno pelo Victor Ferraz, são jogadores equivalentes.

    • Não contrataria o Bruno para ser jogador do SP.

      Mas ele teve uma boa fase no fluminense antes de ser trazido e muito provavelmente voltaria a ter desempenho semelhante se contratado por algum clube como o próprio Grêmio ter feito.

      Temos visto muito “perebas” jogadores medianos que não se enquadram no SP, conseguindo atuar em outros cantos.

      Quem sabe o Dorival Júnior não conseguiria aproveitá-lo melhor em 2018, ao menos pra compor como alternativa para 2018.

  4. Que saudades de bola rolando (qualquer uma, até da Copa SP), a central de boatos do Mercado da Bola está uma bobajada só, e quando contratam, pagam o que não tem em pereba e/ou veteranos sem mercado nem na China….
    O pior é ver auto-declarados são paulinos com saudades dos pacotões de “reforços” do Juvenal…
    Deixem o Raí e o pessoal deste blog trabalharem em paz!!!!

  5. a maioria dos times no Brasil estão jogando com duas linhas de 4 na defesa, os laterais se tornaram quase que zagueiros, são obrigados a ser bom na marcação defensiva, por isso o Dorival quis que o SPFC comprasse o Edimar, pq ele foi o menos pior de todos os laterais na esquerda, pq marca “melhor”

    e depois que o Dorival colocou o Militão na direita, veja como nossa defesa melhorou MUITO !! pois os nossos dois laterais tem como prioridade a marcação defensiva

    Então eu acredito que para um time no Brasil ter sucesso, os laterais precisam ter como perfil principal, a forte marcação na defesa, e o Vitor Ferraz não tem !!

    portanto chego a conclusão que ele poderia virar uma espécie de “Bruno” no SPFC, pois ele é um jogador caro, e muito ineficiente na defesa

    • Essa é a grande questão do futebol brasileiro.

      Os clubes precisam definir de forma objetiva a forma e jeito que atuarão, o esquema e padrão de jogo adotados, e a partir dai montar os seus elencos.

      Estabelecer se nos esquemas de jogo adotados serão privilegiados laterais marcadores ou alas ofensivos, pois é praticamente impossível encontrar jogadores que desempenhem satisfatoriamente essas duas funções, defensivas e ofensivas.

  6. Pq contratar esse rapaz de 30 anos que nunca teve destaque em lugar algum ao invés de dar chances ao Auro e L. Farias (esse ja ate rescindiu)? Pq acreditar que um cara de 30 anos vai jogar o que nunca jogou na vida ao invés de acreditar que o moleque de 21 evoluiu ou pode evoluir? Moleque esse que ja jogou bem por aqui num time bem montado. É muito bizarro ver o time com Auro e Jr. Tavares indo de Reinaldo, Edimar, V. Ferraz, Bruno e outros que sao farinha do mesmo saco.

  7. Se eu tivesse que apostar no “sucesso” entre Edimar e Reinaldo no SPFC, eu apostaria todas as minhas fichas no primeiro

    o Reinaldo foi bem na ponte e na chapecoense, ele é mais “técnico” que o Edimar, mas ainda sim é mais fraco na marcação defensiva, e na disciplina tática que o Edimar

    vcs vão ver o Edimar vai ganhar essa disputa por causa disso, e quem for melhor marcador na direita tbm ganhará a disputa

    quem viver verá !!

      • eu tbm queria, ele tem um ótima técnica, mas é um péssimo marcador defensivo, e fraco na disciplina tática

        Paulo, nem sempre o melhor tem sucesso no futebol !

        se o JT entender que precisa melhorar isso nele e corrigir esses defeitos, com toda certeza ele seria titular com os dois pés nas costas.

        Paulão anota ae e depois me cobra, lateral que não sabe marcar, é fracasso garantido !!

        ou o JT tenta a sorte em outro setor, ou ele aprende a marcar senão será apenas mais um que passou pelo futebol

        • Mas perder um talento desses, sem que se tente transformá-lo, é um desperdício enorme.

          Chego a imaginar um garoto deste quilate, mas mãos de um Osório …, que “inventou”
          Breno de volante, quando ninguém sequer imaginou.

          • E quando o lateral “subir” ou “descer” ao ataque, basta um volante fazer sua cobertura …, só que há anos não temos sistema defensivo sólido, organizado e eficiente.
            Nossos laterais não apoiam, nossos volantes não marcam, nossos meias não armam e nossos atacantes não fazem gols.
            Só faltou falar da dificuldade dos goleiros em “agarrar” as bolas que vem em direção ao gol do SPFC.

            # ReageSPFC, é necessário.

          • mas ae vai muito do treinador ter paciência e moldar o jogador, e o mesmo querer aprender e ter força de vontade

            se um dos dois lados não fazer o trabalho direito, não tem estrutura grandiosa nenhuma que dá jeito

            • Concordo com ambos, e a baderna vivida pelo SP nos últimos tempos não possibilitou que algum treinador conseguisse montar e organizar um jeito e padrão de jogo, adequadamente.

              Situação construída no Corinthians com as passagens do Mano, do Tite e do próprio Carile.

              Iniciada no Grêmio pelo Roger e consolidada pelo Renato.

    • Reinaldo teve sucesso jogando como ala.

      Edimar, como bem observado por você tem mais facilidades e melhor desempenho, defendendo.

      Quando exigido a desempenhar as duas funções, penso que o Edimar acabando sobressaindo um pouco mais.

      Júnior Tavares, penso eu, se equivale e se assemelha à situação do Reinaldo.

  8. De que adianta o SPFC ter uma moeda tão valorizada, para perder em negociações nefastas.

    Hudson – melhor opção para o SPFC., caso Militão seja deslocado à zaga.
    E seria um ótimo reserva, para 2 posições.

    Júnior Tavares – melhor opção para o SPFC., caso utilizá -lo no meio campo.
    E também seria ótimo reserva.

    Não liberaria Hudson ou Júnior Tavares,
    nem Buffarini ou Pratto.

    Mas OutLeco não pensa assim.

    Porisso nossa base está sendo muito bem utilizada no Lille, Ajax, Torino e futuramente na “Vecchia Signora” …, e continuamos a alugar bondes, ao invés de formar times de futebol e conquistar títulos.

  9. lateral no Brasil se não souber marcar bem tá lascado com o torcedor !! A maioria das criticas dos torcedores é ver um lateral não saber marcar

    então não é coerente torcedor pedir laterais “habilidosos” e com perfil ofensivo, se xinga o mesmo jogador quando o mesmo deixa uma avenida lá atrás

    • Na minha opinião os laterais no Brasil ficam muitos expostos devido a como os times aqui jogam. Se o lateral sobe, o espaço em que ele está não pode ficar vazio. Os times aqui são muitos espaçados então os laterais ficam no mano a mano muitas vezes por jogo.

      Lembro muito daquele jogo entre o São Paulo e o Palmeiras em que o Buffarini ficava o tempo todo no 2 contra 1 porque o Cueva, que deveria estar ajudando ele, estava a Km de distância.

      • Senso, organização e disciplina tática, coletiva e individual…

        Inexistentes no SP a muito tempo….

        Muito diferente na época do Telê, por exemplo…

        • Inexistente soh no SPFC?

          Os jogadores brasileiros sofrem mundo afora porque poucos sao obedientes taticamente falando.

          E eh exatamente por esta razao que os jogadores argentinos como Buffarini, Centurion etc nao rendem por aqui, pois eles soh rendem dentro de um esquema tatico bem definido e bem treinado.

          Aqui, exceto um ou outro time, eh bumba-meu-boi ou anti-jogo mesmo.

          Abs

      • Sim Vitor Lourenço a sua observação tem fundamento, mas é por isso que a maioria dos treinadores estão optando por laterais mais defensivos, pra diminuir esse dano pois já perceberam que o meio campo no Brasil é muito aberto

        agora não sei se é uma deficiência dos treinadores que não consegue solucionar isso, ou é o jogador brasileiro que não aprende pois a safra que fica aqui é inferior a que joga na Europa, mas acredito que deve ser um pouco das duas coisas.

  10. vitor ferraz e zeca eram no santos as opções mais criativas de ataque, dorival colocou os dois pra atacar na diagonal, entrando entre os zagueiros e o lateral e eles foram muito bem durante o tempo em que jogaram.
    sao jogadores velozes, de bom paase, capacidade de drible, e recomposicao defensiva muito boa.podem dar certo no sao paulo,, podem.. podem dar errado, tambem podem. porem o futebol e assim, voce tem que arriscar, As laterais com Militao e Edmar ficam muito engessadas,os passes sao muito previsiveis, as passagens são somente pela lateral do campo e sem capacidade ofensiva, sao laterais de apoio . levam a bola ao meio de campo e so.
    no sei se estou lendo nas entrelinhas corretamente, mais parece que esse ano de 2018 sera o ano dos clubes que conseguirao pagar seus salarios em dia. onde a capacidade financeira estiver mais saneada. vejo o Santos , corinthians, fluminense, atetico com serios problemas,,, flamengo dizendo que nao irão investir , gremio e inter fazendo nada por falta de dinheiro,, cruzeiro com problemas.. botafogo sem cacife, vasco sem grana..

      • Essa é a verdade nua e crua..

        O Palmeiras passou por um longo período de reestruturação organizacional e saneamento econômico financeiro…

        O Flamengo também…

        Os demais, e o SP em especial, viveu um caminho inverso, com toda a estrutura organizacional e modelo de gestão sendo absolutamente sido desmanteladas, e as finanças arrebentadas…

    • Mas Reinaldo, em tese, fará isso pela esquerda, dai ter um mais defensivo no lado oposto. Mas, com esse perfil mais ofensivo na direita nós já temos o Auro, que poderia ter nova chance.

      Pode parecer loucura, mas para a direita o melhor investimento seria o Zeca, que pode ser um jogador diferenciado em um setor em que raramente aparece um bom nome.

    • Mas Reinaldo, em tese, fará isso pela esquerda, dai ter um mais defensivo no lado oposto. Mas, com esse perfil mais ofensivo na direita nós já temos o Auro, que poderia ter nova chance.

      Pode parecer loucura, mas para a direita o melhor investimento seria o Zeca, que pode ser um jogador diferenciado em um setor em que raramente aparece um bom nome.

  11. Eu concentraria esforço no gabigol (ou Marinho ou boi) e manteira o Hudson pela polivalência (volante e lateral direito). Acho, inclusive, que nos jogos em que militão seja zagueiro, ele e Petros podem alternar as posições durante a partida (gosto mais da chegada ao ataque e cabeceio do Hudson).

    Se é para testar um lateral mais ofensivo eu daria nova chance ao Auro. Mas, se for para contratar, que seja uma revelação com muito potencial ou alguém que venha para resolver (inquestionável) e isso o Victor Ferraz não é.

    • Penso que o Auro se assemelha à questão de laterais defensivos ou alas ofensivos…

      Se fosse adequadamente usado como ala pra chegar o tempo todo ao fundo, seria muito proveitoso e dependeria obviamente de um esquema adequado, com a defesa sempre bem composta e protegida por volante de ofício, além de senso e disciplina tática coletiva, a exemplo do que se viu no Corinthians com o Carile nesse ano.

      A verdade é que a organização tática e o treinamento adequado do time é que propiciam as condições para os laterais atuarem…

      Vitor Ferraz e Zeca no Santos.

      Edilson e Cortêz no Grêmio.

      Fagner e Arana no Corinthians.

      —-

      E porque não, Bruno ou Hudson e Reinaldo ou Edimar ou Júnior Tavares ?

      Temos opções que outros clubes certamente desejariam muito…

  12. Zeca é uma ótima pedida. Já esse Victor Ferraz, não vale um Hudson não. Por mais que o Dorival goste dele, é preciso critério na hora de contratar, pq depois o treinador é demitido e ficam as heranças do tipo Bruno, Carlinhos e Wesley que demoramos anos pra nos livrar.

  13. se a diretoria vender o Pratto eu iria atras do Felipe Vizeu do Flamengo

    alias o Flamengo tem outros nomes interessantes que terminaram o ano em baixa … Mancuello, Everton Ribeiro, Romulo, Arao

  14. Acredito que só teremos noticias concreta lá para o dia 10 de janeiro.

    Pessoal do blog vai ter algum acompanhamento prévio ou publicações sobre nossos garotos que vão a copinha?

Deixe uma resposta