Prazo de empresário se encerra e Santos se interessa por Hudson, diz jornal mineiro

O Fim de ano do Cruzeiro segue marcado por disputas políticas, crise financeira e o planejamento para a temporada de 2018. No meio disso tudo o presidente empossado Wagner Pires de Sá precisa tomar uma decisão estratégica: ficar ou não com o volante Hudson? Tal definição é emergencial, pois o Santos já monitora a situação do volante.

Caso o Cruzeiro não exerça o direito de compra previsto em contrato, o Peixe vai atrás do São Paulo para tentar a contratação do jogador.

Hudson está emprestado ao Cruzeiro, que tem até o dia 31 de dezembro para adquirir o meio-campista. O valor inicial previsto em contrato que o clube mineiro teria que pagar ao São Paulo era de R$ 5,8 milhões em seis parcelas trimestrais por 50% do atleta. No entanto a Raposa não tem dinheiro para arcar com esses valores. A solução foi negociar.

Mas a primeira tentativa de negócio por parte da diretoria do Cruzeiro falhou. Os dirigentes da Raposa ofereceram R$ 1,5 milhões (400 mil euros)  mais 25% do atacante Lucca – pertence ao Corinthians e jogou pela Ponte Preta neste ano – pela metade dos direitos de Hudson, valor negado pelo Tricolor Paulista.

Na última segunda-feira (18), Wagner Pires de Sá confirmou em entrevista coletiva antes da cerimônia que o empossou presidente do clube, que Cruzeiro segue buscando acordo com o São Paulo. E a última cartada celeste acontecerá nesta semana.

O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado, aumentará a proposta por Hudson. Oferecerá ao São Paulo R$ 2,5 milhões (700 mil euros) mais 25% dos direitos do atacante Lucca.

O empresário de Hudson, Luciano Couto, até deu um ultimato à diretoria estrelada e avisou que a situação deverá ser concluída até esta terça-feira (19). E foi respondido por Pires de Sá, que reiterou o prazo do Cruzeiro para fechar a negociação: “temos até 31 de dezembro, prazo contratual”, disse.

“Nós estamos fazendo uma proposta dentro das nossas possibilidades. Se chegarmos a um acordo, será excelente. Mas vamos aguardar. Não tem nada resolvido. Hoje, o Cruzeiro é muito bem servido nessas posições do meio de campo. O Hudson é de uma importância enorme, é um grande jogador. Seria excelente se ele continuasse com a gente. Mas nós temos que ver também o orçamento do clube, temos que olhar isso com cuidado”, explicou Wagner Pires de Sá em entrevista coletiva no Cine Theatro Brasil na última segunda.

Hoje em Dia

31 comentários

  1. O SPFC está doido para o Cruzeiro desistir… Hudson poderá ser moeda de troca com Santos, Fluminense e outros clubes… o jogador tem mercado…

    Bom para nós, mesmo se não quisermos ficar com ele.

  2. Qual a lógica da oferta de 25% do Lucca?
    Pra que serviria esse percentual?

    Se tivermos que negociar com os travecos, que tem 60% dos direitos econômicos e os direitos federativos, pra que cargas d’água serviriam os tais 25%?

    O Cruzeiro ficou com um percentual “morto” de um jogador. Quem quiser contatar o Lucca não precisa nem saber que as Marias tem um pedaço.

    • A forma correta é a que nós fizemos com o Porto na negociação dos dois moleques pelo Maicon ou a que o Atlético-MG fez conosco na negociação do Pratto, ou seja, colocar no contrato cláusulas que garantem pagamento extra em caso de venda futura e/ou pagamento do restante dos direitos em caso de o jogador ficar no clube.

  3. Informação de reforços: O zero Hora noticia que o São Paulo entrou na briga com o Inter por Rithely, boa opção.

    Confesso que me preocupou a necessidade de vender jogadores no montante de 90 milhões de reais. Assim sendo, sobre a montagem do elenco para 2018, particularmente prefiro que não haja desmanche e mantenhamos a base do time, bem como, que sejam contratados um atacante de velocidade e um goleiro. Se possível, um lateral direito.

    Todavia, se de fato precisaremos vender jogadores totalizando 90 milhões de reais (como seria a previsão do ORÇAMENTO), prefiro que seja feito logo também. Assim montamos AGORA o time de 2018 (e não alterando durante a temporada).

    Assim sendo, poderiam pensar no seguinte:

    Vendas:
    a) Pratto: 33 milhões de reais (10 milhões de dólares);
    b) R. Caio: 46,68 milhões de reais (12 milhões de Euros na parte do São Paulo – 80%).
    c) Cueva: 58,35 milhões de reais (15 milhões de Euros na parte do São Paulo).
    Total arrecadado: 138,03 milhões de reais.

    Trocas e contratações:
    a) Com Bahia: Jean, Juninho Capixaba e Zé Rafael
    Daríamos: Renan Ribeiro, Bruno e Matheus Reis + 25 milhões de reais.
    Explicação da proposta: os três seriam aceitos pelo clube baiano em propostas anteriores, mas ainda queriam uma compensação financeira. Poderiamos incluir empréstimos de garotos com muito potencial também.

    b) Com Fluminense: Henrique, Scarpa e Henrique Dourado
    Daríamos em troca: Douglas, Bruno Alves, Reinaldo, Wellington, Cipriano e Maicossuel + 15 milhões de reais.
    Explicação da proposta: Reinaldo e Cipriano possuem interesse declarado do Fluminense, os demais jogadores foram bem comandados por Abel Braga. Ainda poderia incluir algum garoto por empréstimo (tipo Lucas Fernandes).

    c) Com Santos: Victor Ferraz, Zeca e Ricardo Oliveira.
    Daríamos em troca: Jr Tavares + Hudson + Thomaz
    R. Oliveira pode rescindir se não renovar, Zeca envolto em liminares judiciais. Seria um negócio possível.

    d) Com San Lorenzo: Cerutti
    Daríamos: Buffarini + Gomez

    e) Com Sport: Rithely
    Daríamos: 8 milhões de reais e perdoaríamos os dois milhões restantes do Rogério: total 10 milhões de reais.

    No final, sob o aspecto financeiro, teríamos toda a arrecadação projetada (inclusive permitindo a quitação imediata de débitos – diminuindo o custo dos juros) e tornando desnecessárias vendas durante a temporada.
    Ademais, em termos desportivos, embora houvesse uma grande mudança no time titular, ter-se-ia a qualificação do elenco com jogadores de muita qualidade, a manutenção da forma de jogar e um time pronto desde o início do ano para ser trabalhado e qualificado.

    Jean – Sidão – Perri
    Victor Ferraz – Auro – Walce
    Henrique – Militão – Maidana
    Arboleda – Aderlan – Tuta
    Zeca – Juninho Capixaba – Weverson
    Jucilei – Rithely – Pedro
    Petros – Araruna – Liziero
    Hernanes – Shaylon – L. Farias / Frizo
    Scarpa – Zé Rafael – Morato
    Cerutti – Marcos Guilherme – Murilo / Anthony
    Henrique Dourado – R. Oliveira – Brenner / Bisoli

    Lógico que sei que dificilmente isso ocorreria, mas dá para pensar em organizar as finanças do clube (quitar as dívidas com a arrecadação do s 90 milhões limpos) e ainda assim montar um time bastante competitivo, com titulares e reservas de qualidade.

  4. Boa noite a todos.

    Estou achando o spfc meio calado, algo está por vir. Quando se trabalha assim, na surdina, fica mais fácil de conseguir o objetivo. Vamos aguardar, tomara que venha algo de muito bom para nós. Até pq merecemos, principalmente depois de um ano sofrido como este que passamos.

  5. Só espero que não vendam o Pratto, faria muita falta não só no campo mas fora também pela liderança e maturidade em relação ao futebol e a vida ,fica quase impossível substituir pq na hora de repor ninguém vai facilitar venda ao são paulo como já temos visto…respeito mas acho muito estranho alguns torcedores apoiarem a venda, daqui meses estarão reclamando que a base do time não é mantida, que não ganhamos títulos, vai começar pelo Pratto, daqui a pouco vai Cueva, Rodrigo Caio, Miltão e quando formos ver já teremos um time completamente diferente daqui meio ano!

  6. Que noticia ridicula desse jornal! Falou, falou e só repetiu o que todos ja sabem sobre a negociação entre Sp e marias.
    Daí, do nada, lança: “… o peixe vai atras do jogador ”
    Qual a fonte? De onde levantaram isso? Apuraram onde?
    Q ridiculo. Q especulação… isso é só pra gerar clique e acesso no site deles.

  7. Pessoal, vejam: o Cruzeiro já tem garantida a possibilidade de comprar o Hudson por 1,5 de Euros em 6x.
    E irão comprá-lo, se não conseguirem nada melhor.

    Apesar disso, da forma correta pelo ponto de vista deles. estão tentando algo melhor, propondo trocas por jogadores que não os interessa para o próximo ano ou porcentagem de atletas cujos direitos federativos pertencem a outro clube (Lucca).

    Nesse ponto, o tricolor tem agido certo… é esperar o tempo passar.

  8. Não tem prazo algum.
    Até dia 31, o cruzeiro pode comprar pelo valor no contrato. Fora isso, o São Paulo não tem obrigação alguma de sequer ouvir as propostas do cruzeiro.
    Hora de começar a estudar as propostas do Santos, principalmente se envolverem Vitor Ferraz ou Copete.

Deixe uma resposta