Projeto 30 anos: Conselho Administrativo do São Paulo

Depois que o Morumbi foi inaugurado, o São Paulo teve uma sequencia de títulos nos anos 70, 80 e 90.
Essa sequencia de títulos é que fez o São Paulo ser o clube mais vitorioso do futebol brasileiro.
Hoje o São Paulo está 5 anos sem títulos.
O São Paulo precisa dar o primeiro passo, conseguir uma formula para conquistar 1 título.
Depois disso, o São Paulo tem que usar a mesma formula para uma nova sequencia de títulos.
Um projeto de 30 anos conquistando títulos.
Igual aconteceu nos anos 70, 80 e 90.
Usar essa formula, não importando quem seja o Presidente e o Diretor de Futebol.
É isso que poderia ser debatido no Conselho Administrativo.
Um projeto de 30 anos conquistando títulos.
Implantar no clube uma formula para conquistar titulos.
Debater essa formula pontos por pontos.
O que é preciso para conquistar títulos, sendo que só um ganha e todos querem ser campeões (Inter, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Santos, Cruzeiro)?
Bom Diretor de Futebol.
Bom Olheiro.
Time Arrumado.
Time Entrosado.
Time técnico.
Base sendo usada para conquistar títulos.
Querer ganhar tudo, não importa o campeonato.
Avaliar o motivo de uma derrota em clássico e de uma eliminação.
O Conselho Administrativo poderia debater esse tema.
Um projeto de 30 anos conquistando títulos.
Pode até não conseguir ganhar esse ou aquele.
Mas vai tentar.
Até porque, os títulos que farão o São Paulo assinar bons patrocínios, valorizar a marca, obter melhores contratos de TV, vender produtos oficiais do clube, aumentar os sócios torcedores, ter mais forças nos bastidores.
E daqui 30 anos, o São Paulo não pode ficar mostrando aos seus torcedores, as conquistas dos anos 80, 90. O São Paulo vai precisar contar aos seus torcedores, novas conquistas.
Se os outros clubes conseguem ficar campeão, porque o São Paulo não? Vamos buscar uma formula de sucesso a ser seguida, que possibilite ao São Paulo conquistar títulos.
Já está tudo pronto para o São Paulo buscar essa sequencia de titulos: O São Paulo tem Centro de Treinamento, estádio, a terceira maior torcida do Brasil, uma boa categorias de base, os jogadores querem jogar no São Paulo, os Técnicos querem treinar o São Paulo.
Falta agora elaborar um jeito de montar equipes fortes, manter essas equipes e conseguir fazer essas equipes serem bem treinadas.
Nos próximos 30 anos, o São Paulo tem que ter um Projeto para conquistar títulos.
Seguir uma formula de sucesso.
E seguindo essa formula, o São Paulo tem que ter um esquadrão acima da média por década.
O Olheiro capacitado do São Paulo, tem que montar 1 esquadrão acima da média por década.
Zagueiros – Que saiba cabecear, defender, marcar e sair pro jogo: Miranda, Oscar.
Laterais – Que saiba defender, marcar, atacar e cruzar: Cicinho, Junior.
Volantes – Que saiba defender, marcar, armar jogadas e fazer gols: Hernanes, Mineiro.
Meia – Que seja o cérebro do time: Raí, Danilo.
Atacantes – Que tenha o faro de gols: Amoroso, Ricardo Oliveira.
Craque – Que decida jogos e campeonatos: Messy, Zico.
Eu peço que essa mensagem fique arquivada no Conselho Administrativo, para que seja seguida a risca essas orientações. É uma especie de trabalho a ser realizado pelo Conselho nos próximos 30 anos.
Por favor faça isso Conselho Administrativo. O São Paulo não pode ficar 30 anos sem conquistar títulos, pelo contrario, tem que ficar 30 anos conquistando títulos.
A meta é: Tentar ganhar tudo. Pode não conseguir mas vai tentar. Mesmo se a situação financeira não for das melhores, o São Paulo vai montar com ajuda de um Olheiro qualificado um time para ser vitorioso. Não importa se os nossos rivais vão ter times muito fortes, o São Paulo vai entrar em uma competição para ganhar. Se não ganhar, é necessário avaliar o porque não ganhou, não importa o campeonato que perdeu. Se não ganhar, fazer ajustes para ganhar o próximo campeonato. Se ganhar, não se acomodar, querer ganhar o outro campeonato. Se o Técnico achar que o campeonato não vale a pena, impedir que o Técnico desista do Campeonato. Tiver disputando 2 campeonatos ao mesmo tempo, querer ganhar os 2. Pode ganhar um e pode ganhar os 2 e ganhando os 2, a marca valoriza muito, é uma baita história escrita pelo clube.
Eu vou propor algo que poderia virar tradição no Conselho Administrativo: Dê inicio a esse projeto de 30 anos conquistando títulos. Todo mês de Janeiro antes de começar os jogos, os membros do Conselho Administrativo iriam se unir no Memorial, tendo em mãos os campeonatos que o São Paulo vai participar e os troféus de cada campeonato. Iria ser discutido, aonde cada troféu vai ficar no Memorial. Ao conquistar o troféu, os membros do Conselho Administrativo iriam colocar o troféu no local e tirar uma foto na sequencia.
Em Dezembro caso o São Paulo não conquiste nenhum campeonato no ano, seria debatido pelos membros do Conselho Administrativo o que aconteceu e o que fazer para que isso não se repita no ano seguinte. Caso o São Paulo esteja em jejum de títulos de 10 anos de determinado Campeonato, em Dezembro mesmo que o São Paulo ficou campeão em outros campeonatos, seria debatido pelos membros do Conselho Administrativo o que acontece e o que fazer para que o desempenho do São Paulo melhore nesse Campeonato que o São Paulo está 10 anos sem títulos. Seria discutido tudo: Inicio do campeonato, o desempenho do time, o trabalho do Técnico, os clássicos, os mata matas, as lesões, os desfalques, o ataque, a defesa, o elenco, as contratações.
Nada escaparia dos olhos do Conselho Administrativo: O porque determinado jogador da base não foi aproveitado no São Paulo e vingou em outro clube (Oscar), o porque determinado jogador não foi aproveitado no São Paulo e vingou em outro clube (Arouca), como usar a venda milionária de algum jogador para montar um super time. O Conselho Administrativo poderia ter umas metas: Uma delas, seria em colocar no Memorial, o troféu de todos os campeonatos nesses 30 anos. Outra meta, seria no período de 5 anos, os membros do Conselho Administrativo levar ao Memorial um troféu por ano. A outra meta, é que em um ano seja colocado no Memorial pelos membros do Conselho Administrativo, troféus de todos os campeonatos que o São Paulo participou no ano. Os membros do Conselho Administrativo, não iriam desistir de cumprir essas metas.
Se as metas não vem sendo realizadas, o Conselho Administrativo iria debater como aprender a receita de como bem administrar o futebol. Não seria um papo sem fundamento de torcedor, mas uma discussão para cumprir com essas metas de 30 anos conquistando títulos. Iria ser discutido, se os outros conseguem conquistar títulos, porque o São Paulo não pode fazer o mesmo.
Eu vou dar dicas ao Conselho Administrativo para cumprir as metas: Tem Técnicos que ganham títulos, tem Técnicos que perdem títulos. Tem Diretor de Futebol que sabe ser campeão, inclusive de campeonatos complicados. Tem Olheiros que sabem montar equipes vitoriosas, inclusive esquadrões. Tem craques que decidem jogos e campeonatos. Nesse projeto de 30 anos conquistando títulos, o São Paulo tem que conciliar tudo isso daí.
Cleiton Ferreira

43 comentários

  1. Vou repetir o que falei na época da sua contratação. O Dorival é o melhor técnico que o SPFC contratou desde Telê Santana, excetuando-se Osório e Muricy, pelos títulos conquistados. E os efeitos disso já começam a parecer. O Gabriel, por exemplo, dizendo que quer jogar no SPFC, Jucilei baixando salário drasticamente para continuar, etc. Jogador só faz isso se tem confiança no comando técnico, e poucos treinadores tem capacidade de transmitir essa seriedade e honestidade. Se o velho asqueroso der tempo ao tempo, vamos ter ótimos resultados com Dorival no comando do nosso Tricolor.

    • Boa, Ronaldo! Se o Dorival e o Raí tiverem tempo, tranquilidade e independência para desenvolverem suas trabalhos, teremos condições de brigar por todos os campeonatos que disputarmos.

      Temos que manter uma base de jogadores e buscarmos reforços que efetivamente ajudem o time. Gabigol é um ótimo jogador, rápido e bom finalizador. Vai acrescentar bastante, até pq está tentando provar que ainda tem futebol.

      Já com relação a Scarpa e Diego Souza, receio que venham a peso de ouro e não correspondam em campo. Tomara que eu esteja errado.

      Abraço a todos!

    • Na minha opinião eu acrescentaria Cuca e deixaria de fora Osório. Pessoal chama tite de encantador de serpentes, mas esse apelido pra mim se aplica perfeitamente a Osório.

  2. Bom, é como sempre tenho frisado.

    Para o São Paulo voltar aos tempos de glória, algumas coisas devem mudar no que tange a maneira de pensar dos dirigentes, jogadores e torcedores.

    a) Dirigentes

    Os dirigentes tem que focar sua administração no clube. Implantar planejamentos sérios e metas realísticas dentro do clube. Sua atitude com o torcedor deve ser de respeito e não de zueira como aquele Gil Guerreiro que ficou rindo em uma situação ridicula que o clube passou. A eliminação de pessoas que só almejam glórias pessoais deve ser primordial dentro da gestão do São Paulo.

    b) Jogadores

    Os jogadores tem pensar no grupo. Devem por em mente que ganham para defender o clube e fazer o seu melhor. Honestidade deve ser primordial. Se não quer jogar pelo clube então seja honesto e peça para sair para dar lugar a quem realmente quer mostrar serviço ao clube.

    c) Torcedores

    Sei que a torcida comum tem feito seu papel nos estádios o que tá de parabéns, mas…não é nem de perto suficiente.

    O que eu percebo que dentro da torcida há muita gente criticando as pessoas não pelo que tange a competência da pessoa, mas sim por alguma mágoa ou fanatismo de algum ídolo ou jogador comum.

    A torcida do SP especialmente entre os mais jovens tem um grande defeito que são não saber a história do clube e não dar valor aos verdadeiros ídolos que por sinal anda em esquecimento só porque jogou muitas décadas atrás.

    O foco do torcedor deveria ser o time do São Paulo e não determinado ídolo ou cara que eles gostam no time. Esse lance de dizer “Se não fosse por fulano o SP ia perder” tá com nada. Primeiro que ganhar ou perder é do jogo, não é sempre que ganha e também não é todo jogo que jogador joga bem, então cabe o torcedor relevar a situação pois as vezes o jogador tem problemas que não sabemos e está tentando dar volta por cima e precisa do apoio do torcedor.

    Outra coisa, se o time ganha, tem que lembrar que não é somente mérito do ídolo de alguns torcedores, mas sim um conjunto de fatos e jogadas. Um exemplo, se o Hernanes fez gol, o torcedor tem que lembrar que o Hernanes não iria fazer o gol se alguém não passasse para ele a bola, da mesma forma esse determinado jogador não iria passar para o Hernanes se não tivesse recebido a bola de outro companheiro de time. O que faz ganhar é um conjunto de fatos que muitas vezes o torcedor nem percebe ou ignora. Todos lembram do jogador que fez o gol, mas poucos lembram quem participou da jogada que culminou no gol do SP. Criticar jogador x ou y é fácil, mas lembrar que o mesmo participou da jogada parece que para alguns torcedores é dificil. Um jogador que vejo a torcida criticar muito é o Marcos Guilherme, critica injusta, ele já participou de tantas jogadas que resultaram em gols em pró do SP e ainda é criticado. Isso deve ser abolido pois criticas sem razão não ajuda em nada.

  3. A torcida do SP realmente é fantastica, mas o que estraga é criticas sem nexo de alguns torcedores e aqueles caras que só transmite idéias que sugere negativismo, tudo para desanimar os demais torcedores que são otimistas.

  4. “Até porque, é os títulos que vai fazer o São Paulo “…precisa começar primeiro , a aprender a escrever.
    E esse é apenas um dos muitos erros.

  5. “Eu que liguei para o Hernanes! Eu o convidei para vir, mas o clube não tinha condições… Quando eu saí, uma semana depois ele foi contratado.” #MitoFoxSports #AquicomBenja

  6. ——————— ?????? ——————–
    ???? – Arboleda – R. Caio – Zeca?
    ——————– Jucilei ———————-
    ———- Petros ——– Hernanes ——-
    ——————— Cueva ———————-
    ——- gabigol ———- Pratto ————

    ————————– Sidão —————————
    Militão – Maidana – Aderlan – Reinaldo
    ———————— Hudson ————————-
    ————- Araruna ——– Shaylon ————-
    ————————— Morato ————————-
    ——- M. Guilherme ———- Brenner ———-

  7. Até os idos de 2005 o SPFC era o grande exemplo de estrutura organizacional e o espelho de modelo de gestão almejado e seguido pelos os outros clubes brasileiros.

    O Tricolor era gerido com muita inovação e planejamento, com um departamento de futebol muito bem estruturado funcionando como se uma grande empresa fosse, composto pela presidência, vice presidência, diretoria, superintendência e gerências de futebol.

    Contava inclusive e de forma específica com uma diretoria de planejamento.

    Com uma equipe multidisciplinar, composta por fisiologista, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo entre outros profissionais do setor.

    Com uma comissão técnica permanente, composta por auxiliares técnicos, treinadores de goleiros, preparadores físicos, além do próprio treinador que não trazia mais ninguém junto quando era contratado.

    Tinha o Morumbi e era um dos poucos clubes que tinham estádio diferenciado como o nosso.

    Somente o SP possuía um REFFIS tão bem montado e funcional, sequer imaginado pelos demais clubes.

    O Centro de Treinamento da Barra Funda, quando praticamente ninguém mais tinha sequer um local apropriado e adequado.

    O Centro de Formação de Atletas de Cotia, um sonho àquela época, inimaginável e inatingível, para todos os demais clubes.

    Ainda hoje, a nossa estrutura física e logística é diferenciada e bem acima da maioria dos clubes brasileiros, mesmo com a construção de arenas por alguns deles.

    O CT da BF e o CFA de Cotia ainda estão muito acima dos demais.

    O SPFC não tinha dívidas, sequer de ordem fiscal.

    E até politicamente falando, era um clube fechado e sempre discreto, nossos dirigentes também eram vistos como diferenciados e modernos.

    O SP ganhava tudo o que ganhou porque era absolutamente diferente e diferenciado e por conta disso tudo era muito competitivo e eficiente.

    O SP não ganhava todos os títulos que ganhava porque queria.

    Ganhava porque podia ganhar !

    Estava preparado e pronto pra competir não de igual pra igual, mas bem acima dos demais clubes.

    Não se ganha títulos apenas sonhando e querendo, mas sim estando pronto e preparado para tal.

    ———-

    O grande mal e problema foi o total e completo desmantelamento de tudo isso, ao longo dessa última década !

    Tal qual em qualquer grande corporação, há que se ter estrutura organizacional, modelo de gestão e gestores profissionalizados.

    Além, claro, de um planejamento estratégico muito bem estruturado e gerido !

  8. Bom dia

    Gosto do Ceni, um mito. Vou torcer muito pelo Fortaleza este ano.
    Mas fiquei decepcionado com a sua entrevista, em momento algum reconheceu erros no seu trabalho e disse que o time estava evoluindo ao final do primeiro turno. Eu achava uma bagunça. Creio que um dia voltará ao tricolor como técnico, mas mostra que ainda não está pronto.

    Boa sorte ao mito e ao Fortaleza. Este ano terei mais um time tricolor para torcer

    • Tem muita análise imediatista na imprensa. O SP tem a receber uma boa grana por causa das vendas e no momento devido a entrada de dinheiro será contabilizada, como parece ser o caso da matéria.
      O caso do flamengo é o oposto. Contabilizaram toda a receita antecipada da TV e o time virou um Real Madri nas análises. No próximo balanço não terá essa grana e os números se aproximarão da realidade.

  9. Pablo Gravellone‏
    @gravep
    13m13 minutes ago
    More
    Atentos los hinchas del Sao Paulo: esta semana River va a fondo por Lucas Pratto y Boca buscará cerrar la llegada de Buffarini.

  10. Messy ou Messi?

    Temos que fechar logo as contratações para podermos vislumbrar algo pro ano que vem.

    Tem gente que ainda vive de passado. Temos que viver o presente e trabalhar pelo futuro. O passado é história.

  11. E o David Neres vai arrebentando nessa temporada do campeonato Holandês dessa temporada… Lider da artilharia do Ajax empatado com o Schone, e líder de assistências para gols do campeonato todo, empatado com o Zyech (também do Ajax)… Espero que essas metas que ele tinha que alcançar para o SPFC receber mais grana ainda estejam contando,

    • Tipico jogador pronto.

      Ano passado time estava na zona do rebaxamento ate meados do segundo tempo contra FLU.
      Ele entra e impõe uma correria e time empate.
      Mantem a correria e time ganha saindo da zona do rebaixamento.

      Depois com ele de titular ganha jogo seguinte e time ganha respiro.

      No primeiro jogo já demonstra capacidade, personalidade e liderança.

      Em 2001 time perdia para o Bota no Morumbi e perdia a decisão da Rio-SP.
      Kaká entra aos 30 mnutos e time vira e se torna campeão.,

      Imagina time este ano sem o Nem e com o Neres.
      Com o Neres não teríamos o Pratto.
      Prato foi contratado logo depois da venda do Nem, usamos quase todo o dinheiro na compra dele.
      Vendemos por 40 e meta de 50, contratamos metade do cara por 20mi.
      Uma grande cagada.

  12. Esse Leco foi o grande articulador do desmanche da comissão técnica fixa.

    JJ acabou com o sistema de governança do clube.

    O grupo dele abriu as portas do inferno.

    Fez inimigos para o clube por toda a parte.

    Deixou o clube 50 anos atrasado no tempo.

    Eu lembro que o próprio Zanquetta se iludia acreditando que deixaríamos os adversários 50 anos atrasados com a modernização do Morumbi para a Copa.

    Um conselho gagá é apegado demais ao passado para almejar um futuro do qual jamais terão a oportunidade de desfrutar pela idade. Por isso pensam apenas no momento.

    Pra crescer novamente o clube precisa de rejuvenescimento. Gente que vai estar aqui daqui 30 anos pra ajudar a colher o que plantou agora.

    O passado a gente celebra. Não se apega.

  13. Caro Cleiton, muito bom o seu post.

    Seria o equivalente a políticas de Estado, quando projetados a um país. São aquelas ações que independem do governante seja ele qual for, e que fazem o país consolidar suas instituições.

    Porém, não vi nada no post que faça menção à “política externa”, ou política de bastidores no caso do futebol.

    O SPFC está fragilizado politicamente, e isso nos enfraquece não apenas fara de campo.

    Quantas vezes fomos prejudicados na arbitragem dentro de casa inclusive?

    Quantas vezes fomos prejudicados na tabela?

    Aqui mesmo alertei as ações de bastidores do cara furada não apenas para favorecer a marginália, mas também para nos prejudicar.

    Pois deveríamos nos precaver desse tipo de ingerência, e para começar deveríamos reconstruir as relações políticas destruídas pelo Juvenal com todas as entidades que mandam no futebol, não para nos favorecer, mas para parar de nos prejudicar.

    Para mim, a política é absolutamente TUDO em qualquer situação, pois fazemos política até em casa.

    O resto é trabalho duro e determinação.

    Abraço!

  14. Acho que o problema maior não são nomes de jogadores e como jogam. Tem que começar mudando o foco, hoje o foco 1 é vender jogador e se der ganhar alguma coisa, e por incrível que Parece, quanto mais vende, mais se deve e aumenta a folha de pagamento, isto tem que mudar urgente, o resto vem como consequência.

Deixe uma resposta