Raí fala de reforços, Dorival, Scarpa, Pratto, Lugano…

Quando assumiu o cargo de diretor executivo de futebol do São Paulo, Raí disse que uma das prioridades em seu novo cargo seria criar uma identidade de jogo condizente com a história vitoriosa do Tricolor. Para alcançar o objetivo, uma das primeiras ações do cartola foi ligar para o técnico Dorival Júnior e traçar os planos para a temporada que se aproxima.

Em evento organizado pela Fundação Gol de Letra, na qual Raí ocupa o cargo de presidente do Conselho Curador, o cartola tricolor não deu maiores detalhes sobre o papo com o treinador. Apesar disto, se mostrou confiante com o início do novo trabalho no São Paulo e, aos poucos, assumirá as negociações que já estão em curso.

– Falei por telefone e por mensagem com Dorival, mas ele está em viagem e vamos esperar. Ele deve voltar em breve e vamos conversar pessoalmente para poder desenvolver ideias mais concretas. Podemos adiantar alguns assuntos que são internos, mas nada muito profundo pela situação. Temos um diálogo muito aberto, franco e sempre gostei dos trabalhos que ele desenvolveu. Quando nos encontramos no São Paulo, a conversa sempre fluiu muito. Não tenho nenhum receio disso, estou muito otimista também por este aspecto, disse o cartola.

Com o elenco e a comissão técnica em férias, a função de Raí, pelo menos neste momento, será detalhar o planejamento para a próxima temporada e tocar as negociações em andamento, como a permanência do volante Jucilei, emprestado pelo Shandong Luneng, da China, até o fim desta temporada e as possíveis vindas do goleiro Jean, do Bahia, e do meio-campista Gustavo Scarpa, do Fluminense.

Bicampeão da Copa Libertadores com o Tricolor, em 1992 e 1993, Raí ainda não teve tempo hábil para se concentrar nas questões burocráticas e, por isso, o São Paulo ainda não anunciou nenhum reforço. A tendência é de que o clube exerça um trabalho mais intenso nos bastidores a partir dos próximos dias.

– Estou acompanhando (o andamento das negociações), as pessoas estão me informando, criando esse fluxo de informação para eu saber de todos os detalhes, e pouco a pouco, vou dando a minha opinião, explicou Raí.

Confira mais trechos da entrevista

Como estão as negociações por Gustavo Scarpa?
Ainda é muito cedo para falar. Cheguei agora. É um grande jogador, é algo que já vinha sendo comentado há tempo. Não tem nenhuma novidade.

Você pretende trazer algumas pessoas para te auxiliar no departamento de futebol? E, se sim, Lugano é uma delas?
Não vou citar nomes porque minha ideia e convicção é conhecer a estrutura do clube e ver onde eu posso ajudar. Obviamente, que tenho características e qualidades naturais que vão se impor pouco a pouco naturalmente e outras que vou ter que trabalhar comigo mesmo. Primeiro de tudo, preciso fazer esse estudo do que existe e conhecer um pouco mais da função. Tem o elenco que vai chegar, a comissão técnica e, pouco a pouco, vamos ver onde cabe uma peça ou outra. Mas, sem dúvida nenhuma, vamos fazer uma avaliação e trazer pessoas que possam ajudar o São Paulo.

Chegou a conversar com alguns ex-jogadores do São Paulo antes de aceitar o cargo de diretor executivo de futebol?
Com vários, vários. É óbvio que quando existe transição dessas há um receio vindo das pessoas que gostam de você. Elas parabenizam, desejam boa sorte e coragem. Tem os dois lados. Primeiro, parabenizar pelo desafio, pela iniciativa de querer. E, ao mesmo tempo, sabem que não é uma missão fácil. É uma responsabilidade grande, mas confesso que receber esse carinho é algo muito bom. Vários jogadores me mandaram mensagem. O Kaká e alguns outros me procuraram e me mandaram mensagem. Isso nos fortalece muito. É importante. Essa rede de relacionamento que eu conquistei me conhece e sabe que vou precisar me adaptar o mais rápido possível.

Há alguma possibilidade do Pratto deixar o São Paulo?
Essa é fácil responder porque o presidente anunciou que o Lucas Pratto vai ficar. É um cara muito querido aqui por todos, pela torcida. Não dá para falar de jogadores porque estou pegando ponto a ponto, quero entrar de cabeça, saber detalhes de cada um e situação contratual. À primeira vista quero tentar ajudar a criar um ambiente para que todo mundo cresça de produção, que o time se sinta mais confiante e próximo da comissão técnica. E, pouco a pouco, ir participando de outras coisas que estou me inteirando.

L!

Anúncios

23 comentários

  1. Esta chegada, meio estranha, do Raí à direção de futebol do SP, só reforça, ainda mais, a prática comum no clube, de já há alguns bons anos: come-se mortadela, e arrota-se caviar… Como este está, como sempre também, com o ‘pires nas mãos’, sem condições de reformular o seu elenco, como seria o correto, tão recheado de ‘perebas’ como nunca antes, joga-se uma ‘cortina de fumaça’, aos incautos, fazendo-os crer que, com a simples presença do Raí, esses mesmos perebas farão o time do SP se encorpar, e o SP ‘voltar a ser SP’… Para exemplificar, observe-se o caso da negociação do Scarpa… Quem este escolherá (e o Flu…) para ‘fechar’ a mesma, entre a ridícula proposta do SP, e qualquer uma outra, que venha do Palmeiras e sua patrocinadora (leia-se ‘Dona Pepa’)?!… Se algo de diferente não for feito, Raí não resiste até maio (início do Brasileirão…)… Enquanto até o Small já se reforça, com Junior Dutra e Renê Junior, o Palmeiras ‘nada de braçada’, e o Santos se reorganiza, a partir de suas eleições, no SP é só especulação pra cá, especulação pra lá, e, de efetivo, ‘niente’… Nunca foi tão fácil ‘cantar’ uma bola com tanta antecedência… Maio vem aí… Raí fora do Morumbi… Infelizmente para ele, mas, muito mais, para o SP, e para nós, torcedores, que trocamos os papéis com os do Small… Agora somos nós os ‘sofredores’… Até no posicionamento… Frequentando os estádios nas piores horas do clube… Quem diria… Sinal dos tempos…

    Curtir

    • É muito melhor assim.
      Lembro quando o São Paulo era time quieto. Todo mundo anunciando vários jogadores e o tricolor quieto. De repente, bomm, apresentada o pacote ou um grande jogador.
      Estilo essa do Jucilei. O cara vale milhões, o tricolor foi lá na humildade, quietinho, e comprou o cara por 1mi de euros. O Hudson vale mais que isso.
      Então, que seja assim.
      Se não tivessem vazado a informação do Scarpa, o porco não teria feito investida no cara. E ele seria apresentado aqui sem muito alarde.

      Curtir

    • Só time quebrado e mau pagador quer jogadores do sp, já notaram? E outra, eu não faria negócio com o Boca pq foram mto espertalhões no negócio do Centurión. Assim como daria por encerrada a negociação Hudson- Cruzeiro.

      Curtir

  2. NO Santos Futebol Clube a eleição pra presidente e decidida por votos dos sócios torcedores.No sabado a torcida do Santos pos o Modesto Roma pra correr.No São Paulo A eleição pra presidente tem queser assim também.Vamos lutar pelo direito de votar nação são paulina! Que em 2020 nos decidimos quem sera o próximo presidente.,pois o velho Modesto Roma queria se perpetuar no poder.e dançou

    Curtir

  3. Não como é a organização no SPFC, mas tipo de organização que o Vasco deseja faz sentido.

    Se no SPFC não tiver algo parecido, a situação é preocupante. É complicado quando até o Vasco parece mais organizado. Espero que o Raí acerte essa questão tb, se for o caso.

    https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/libertadores-pes-no-chao-euriquinho-detalha-planos-do-vasco-no-mercado.ghtml

    Como é o processo de mapeamento de mercado do clube?
    A gente tem um departamento que chamam de CIA, o Centro de Inteligência e Análise. Tem oito a 10 funcionários, caras jovens, envolvidos com futebol que fazem pesquisa diária durante o ano. Monitoramento, relatório de atletas que vão terminar contrato, que vão ficar livres, que encaixam no nosso perfil e que podemos contratar.
    Isso tem uma integração com o Zé Ricardo. Um menino da CIA participa da equipe do Zé Ricardo. Quando chega no fim do ano a gente tem um mapa de diversos atletas para as posições que achamos que precisamos contratar e vamos a campo numa ordem estabelecida. Vamos seguindo essa ordem para ver o que conseguimos formatar para o elenco.

    Curtir

    • O clube que mais precisa de um meia com as características do Scarpa é o Tricolor..Eles devem estar pedindo mais do que querem…pela idade, e pra dar um bolo na porcada e nas frangas seria interessante o Tricolor levar…

      Curtir

  4. Simples assim:

    – Deem liberdade ao Raí
    – Tragam o Lugano para a diretoria de futebol
    – Não vendam o Pratto
    – Contratem o Jucilei
    – Esforcem-se ao máximo para manter o Hernanes
    – Mantenham o Cueva
    – Contratem o Scarpa e/ou Diego Souza
    – Contratem um lateral direito de verdade
    – Deem chances aos moleques da base (e tenham paciência com os mesmos – diretoria e torcida)
    – Foquem em trazer jogadores que resolvam, específicos de cada posição carente, e não em perebas de empresários conchavos
    – Emprestem ou negociem os perebas encostados
    – Se não sabem conduzir o futebol, passem a bola pra quem entende mesmo do assunto, dando liberdade, confiando e os deixando trabalhar
    – Esforcem-se em ao menos demonstrar o mínimo de integridade e caráter, sendo transparentes. A torcida burra de pão e circo ficou na década de 90

    Acho que não é difícil construir um time para disputar título. O que falta é profissionalismo e integridade de quem tá no topo.

    A lista é longa, mas dá pra fazer tudo de uma vez e mudar nosso patamar de 4ª força do Estado de SP, colocando o time onde ele NUNCA deveria ter saído. Devolvam o nosso SP, a torcida já mostrou que apoia em qualquer circunstância.

    Vamos SP ❤

    Curtir

  5. Não vejo razões de preocupar ou dizer “se deixar trabalhar” mesmo porque o Rai não é bobo em entrar em uma empreitada sem saber como fazer e quem contar.

    Se o Rai aceitou a parada, é porque deram carta branca a ele já como já foi dito pelo Leco.

    O Leco também não é bobo, sabe que se pisar na bola com Rai, a sua reputação que não é lá essas coisas, irá ficar pior.

    Além disso, vejo que tem muita gente fazendo sensacionalismo demais sobre isso.

    Não penso que o Leco pense no Rai como escudo, mas sim como meio de melhorar e ajudar a sua administração a melhorar. Li em algum lugar que o Leco quer alguém no departamente que cuida de patrocinadores e negócios alguém capacitado e experiênte nessa area. Sinal que não será qualque cara que entrará.

    Curtido por 1 pessoa

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s