Sidão espera um 2018 diferente para ele e para o time do São Paulo

Titular do São Paulo na reta final do Campeonato Brasileiro, o goleiro Sidão teve um ano marcado por altos e baixos. Escolhido a dedo por Rogério Ceni no fim do ano passado, o arqueiro começou muito bem sua jornada no Tricolor, agarrando dois pênaltis na final contra o Corinthians e garantindo o caneco para a equipe do Morumbi. Apesar do início promissor, caiu de rendimento e perdeu a titularidade, que só seria recuperada no segundo semestre. Ao fazer o balanço de sua temporada, o jogador se diz feliz e mostra confiança para o ano que vem.

– Foi um ano de muito aprendizado. Acho que eu e o clube vivemos as mesmas emoções: começamos bem o ano, cheio de expectativas e depois passamos por momentos difíceis. Depois, nos recuperamos e terminamos a temporada confiantes de que 2018 será melhor, confidenciou o goleiro tricolor em entrevista ao site do São Paulo.

Ao todo, Sidão fez 25 partidas oficiais pelo São Paulo e sofreu 35 gols, o que lhe garantiu uma média de 1,4 gols sofridos por partida. Apesar do número alto, o são-paulino acredita que pode render mais no ano que vem e recolocar o Tricolor na briga por títulos importantes, o que não acontece desde 2012, quando o clube faturou a Copa Sul-Americana.

– Tenho muita esperança de que 2018 será diferente, com títulos. De 2017 queremos manter o espírito deste final de temporada: guerreiro. Que no próximo ano a gente brigue por títulos, porque o São Paulo tem que brigar por títulos em todas as competições que entrar. Tenho certeza de que será assim e vamos em busca disso, finalizou o camisa 12 do São Paulo.

Ano que vem, inclusive, o goleiro terá mais concorrência. Isto porque, o São Paulo está apalavrado com Jean, do Bahia. O acerto depende do resultado das eleições no clube de Salvador. Escolhido o novo cartola do Tricolor de Aço, a assinatura do contrato deve ser firmada e Jean anunciado como reforço do Tricolor Paulista.

L!

10 comentários

  1. palmas ao Dorival que liberou o Léo Natel pro Fortaleza . Parabéns , liberou o nosso melhor atacante de velocidade para 2018 . Só temos agora Morato e Marcos Guilherme . Ta na hora de investir pesado nesse setor . Falei aqui no David do Vitória e falei também da dívida que o Santos tem com o Wolfsburg pelo Bruno Henrique e o SPFC poderia assumir essa dívida e trazer o cara pra cá

  2. Contratações pontuais isso é que precisamos um zagueiro ( Márcio do coxa ) lateral direito ( Marcos Rocha ou Vitor Ferraz ) volante ( Bruno Silva e João Paulo do Botafogo) meias ( Nenê do Vasco, Guerra do Palmeiras, Mancuello do Flamengo Conca que rescindiu seu contrato ainda tem muita bola ainda) atacantes ( Telles , Diego Souza, Henrique Dourado, Lucca , Ricardo Oliveira, Tulio de Melo )

    • Desses aí eu não concordo com Nenê, já está em fim de carreira, conca, não mais um garoto e está sem atividade, pra mim é uma incógnita; Guerra tenho lá minhas dúvidas, tem contrato com as pepaas que não iam facilitar para nós. e por fim Ricardo Oliveira, outro que está na reta final. Não sei se é interessante trazer jogador só pra encerrar a carreira aqui. Os que tiverem que fazer isso, srão aqueles que tiverem anos de clube e parar por aqui. Tipo um Hernanes jogas mais uns 04 anos e pendurar as chuteiras. Isso é o que eu acho. Do resto são nomes para serem analisados.

Deixe uma resposta