Tudo da Coletiva de Raí: Reforços, Identidade, Dorival, Lugano, Ceni, Base e Momento do Clube

Leco abre a coletiva de apresentação de Raí falando de Pinotti

“Isso ocorre em qualquer circunstância de relacionamento. Quero enfatizar que a decisão tomada pelo Vinicius Pinotti não reduz o apreço, respeito e admiração que tenho por ele. Não tem qualquer significado negativo e sinto pena de que ela tenha ocorrido por conta de suas qualidades pessoais. Ele tem sua importância ao São Paulo”

Leco sobre Pratto e Cruzeiro

“Os meios de comunicação tão fartos e férteis oferecem essa possibilidade. Falou-se sobre a perspectiva dele jogar no Cruzeiro e quero aproveitar a oportunidade, me valho desse ensejo, para dizer que o Lucas Pratto não foi sequer cogitado de ser negociado.  Quando o Cruzeiro me consultou a respeito, me perguntara se eu negociaria e eu disse que não. O São Paulo não está negociando e não vai negociar o Lucas Pratto.”

Leco introduz Raí como Diretor 

“Recepcionar de volta esse campeão de tudo do São Paulo, este ídolo do São Paulo, este homem que fez tudo pelo São Paulo. Ele é um homem vitorioso e bem-sucedido em tudo que fez na vida. O São Paulo o traz como executivo de futebol. Ter o Raí aqui é um motivo de grande alegria e peço licença para assistir, junto com vocês, as respostas dele”

Raí começa a falar sobre o cargo e sobre experiência como gestor em 2002

“Acho que foi uma situação bastante diferente. Estou acreditando muito nesse momento novo do São Paulo. Dedicação integral de seus diretores e integrantes. Bastante busca desse profissionalismo.

Naquele época, em 2002, não tinha uma função muito definida. Muito diferente da situação de hoje em dia. Está claro a minha função. Neste ano faz 30 anos que cheguei ao São Paulo, 25 anos do Mundial. Terminei minha carreira em 2000 e de lá para cá tive várias experiências de empreendedorismo social e também empresarial. Isso me trouxe um conhecimento muito grande nessa parte administrativa. Me sinto muito preparado. Com relação ao momento anterior deste convite, me aproximei do São Paulo em abril ou maio quando fui convidado para fazer parte do conselho”

Identidade e Carta Branca

Terá carta branca para dirigir o departamento de futebol e quais são seus conceitos de gestão? “Carta branca foi dada. Obviamente, que estou chegando e preciso conhecer algumas pessoas. A primeira coisa a ser feita é entrar de cabeça e conhecer a estrutura. Serei o responsável pelo futebol. Nesse período vou me apoiar em gente que já está aqui dentro e, pouco a pouco, vou impondo minhas ideias. A base do meu trabalho vem do meu conhecimento de campo. O São Paulo precisa construir uma identidade de jogo, de estilo. Não está muito longe do que o Dorival acredita. Nesse começo de temporada e trabalho já ir construindo junto com a comissão técnica um estilo próprio de jogo e que tenha a ver com a sua história, com sua torcida e com sua cultura vitoriosa. O São Paulo tem que criar essa identidade baseada nesse histórico. Mostrar qual o estilo e característica que o São Paulo quer ter como clube de futebol”

Aprendizado

“Se o São Paulo não obteve êxito, obviamente, aprendizados a serem colhidos. O que eu peguei nesse meu período de admnistração é uma avaliação dos erros e planejamento. Acredito que o São Paulo está no caminho certo”

Saída de Ceni e medo de fracassar

O que pensou quando pensou o convite. Refletiu sobre a forma como o Ceni saiu? “Isso pesa. No momento, tenho 52 anos e sou independente para tomar minhas decisões. Estou confiante. São novos desafios e o que mais vai importar é o São Paulo. Sei da minha capacidade e sei do que posso agregar para que alcançar isso”

Resultados no Futebol

“Todo mundo sabe que o futebol envolve riscos e resultados. Uma das minhas principais qualidades foi construir um ambiente harmônico. Os jogadores que estão aqui tendem a render muito mais se construirmos um ambiente favorável. O São Paulo, nos últimos anos, teve uma série de problemas extra campo.”

Negociações do São Paulo 

“Sobre as negociações estou tomando pé ainda e não dá para falar. Em breve vocês terão notícias”

Lugano

Pensa em ter o Lugano? “Não sei as intenções do Lugano. Ainda não conversei com ele. Uma das minhas crenças que quero colocar no São Paulo é uma equipe que seja independente do São Paulo e crie uma identidade ”

Dorival Jr 

Dorival será seu treinador? E o elenco precisa de mud?anças “O Dorival é o treinador do São Paulo, não é o meu treinador. Acredito muito no trabalho dele e estou muito confiante de que ele possa fazer um bom trabalho”

Reforços e Identidade

“Na minha opinião, esse elenco não precisa de grandes mudanças e vai crescer muito em 2018. Tem uma base forte, mas sempre pode melhorar. O futebol brasileiro tem um equilíbrio técnico muito grande e, com um clima bom de trabalho, acredito que possamos melhorar bastante coisa e fazer com que os jogadores que estão aí possam render muito mais”

Qual seria essa identidade? Você sente que o sistema defensivo precisa ser reforçado? “Todo time para conseguir segurança para desenvolver um futebol vistoso, bonito e ofensivo precisa de segurança; Segurança a gente sente de que vem melhorando e vai ser trabalhado na pré-temporada. Historicamente, o que mais se identifica com o São Paulo é um jogo alegre, leve e vitorioso”

Base, Militão e Marquinhos Cipriano

Militão e Cipriano. Renovação é prioridade? “É uma prioridade. Evidentemente, por tudo que o São Paulo representa é importante ter um treinador que acredite na base e agregar esses garotos na equipe principal”

Plantel, Dívidas e Problemas

O clube tem condições de manter a base durante toda a temporada? “A situação do São Paulo não é diferente dos outros clubes do país. O clube vem se planejando para ter mais poder de investimento. Não tenho dúvida de que o São Paulo tem condições de manter seu elenco durante toda a temporada e reforçando seu elenco pouco a pouco ”

Encerrada a Entrevista de Raí

Blog do São Paulo

67 comentários

  1. Leandro Matias

    Raí falando sobre sua prioridade em trazer um estilo de jogo definido ao São Paulo, independente de sua comissão técnica, baseada na história do clube, citando eras de Cilinho e Telê. Mais preciso impossível. Isso me alegra.

    (espero que dure no cargo para realizar essa ideia)
    ———————————————————————

    Eu só espero que seja ele quem defina nossas prioridades e não o escudo do Leco e se, caso perceber, este tentar que o Raí saia da função denunciando a tentativa de centralização. Já que nosso estatuto continua sendo assassinado quanto a experiencias, mas a parte do remunerado vem sendo cumprida a rica.

  2. Não vou criar expectativas …, mas gostaria de “El Prof°” Osório de volta, com Ceni de auxiliar.

    Boa sorte e sucesso ao Raí …, e de quebra …, o futebol tricolor de voltas às origens.

    • Esse prof. Pardal usou o SPFC pra conseguir o que queria e ainda por cima não vem até o fim da Copa, dependendo até de como for o México no mundial.

      • Não seja injusto, a diretória mentiu pra ele dizendo que manteria o elenco e ainda reforçaria o grupo. Quando ele aceitou o projeto a diretoria desfez o time e vendeu 26 jogadores.

        O time dele pode até ser considerado desequilibrado, mas fui uma das poucas vezes que vimos o SPFC jogando sem ser covarde só na base de contra-ataques até contra o XV Ibis.

        Alias o Mesmo foi feito com todos os técnicos que vieram depois do Muricy. Ai não tem elenco e planejamento que se sustente e por tal é que estamos colhendo frutos na parte de baixo da tabela.

        • Nem adianta discutir, brother… Mesmo entre os que não caem nessa pira de ódio ao cara por ter topado um convite de uma Seleção depois de ter seu time dizimado e ser traído pelo Aidar, El profe é 8 ou 80.

  3. A tarefa é enorme, com inimigos principalmente de dentro da Diretoria, mas confio no Raí, se deixarem, ele pode fazer um grande trabalho no Tricolor!!!!

  4. Magnífico! Este o resultado na primeira entrevista de Raí.

    Tirando o time titular que terminou o ano e quase todos já sabem a sua formação, e tirando alguns jovens valores que ainda precisam de chance inicial para disputar a posição de titular, todo o restante do plantel – incluindo os que estão emprestados – está disponível para negócio. O que faltava no contexto era um negociador de respeito, mas agora o Raí tem tudo para suprir isso, ainda mais contando com a consultoria de um Gustavo de Oliveira, pessoa próxima e de sua confiança. Esses homens podem levar o São Paulo, mesmo com recursos monetários limitados, ao patamar mais alto do futebol brasileiro. Vamos aguardar para ver os próximos lances, porque são os atos efetivos, não a conversa com a imprensa, que mostram se o novo dirigente é de fato um craque na posição. Raí tem tudo para se firmar como dirigente altamente capaz de recolocar o São Paulo no seu devido patamar de liderança no futebol brasileiro.

  5. Aviso a aqueles que adoram digitar texto, ou parte dele com caixa alta…

    Nós não permitimos o uso de caixa alta para os comentários.

    Isso serve para os que já frequentam o blog, como tbm para os que postam pela primeira vez.

  6. Opa! Com Diego Souza e Cueva solidários do jeito que são…. Agora vai. Entramos com menos dois. Torço que seja mais um boato de férias.

  7. Raí é minha última esperança em prol de um SPFC mais vitorioso.
    Espero que consiga se manter nesses dois anos pra depois alçar um voo maior
    E que o Leco fique de fora de tudo, seja colocado de lado.
    Que seja um simples adereço.
    Quase impossível, mas não custa sonhar.

  8. Gostei muito da parte de identidade de jogo! Ja passou da hr de termos um conceito de jogo, e trazer p o clube so quem e capaz de se adaptar ao msm! Nao da p tirar osorio e por bauza!
    A medio prazo facilitaria mt a transicao da base, fundamental p o clube, e diminuiriamos muito o risco nas contratacoes, se precisamos de um volante, ja sabemos o perfil tatico e tecnico necessario, limitando riscos de adaptacao a parte psicologica, comportamental!
    Hj temos essas aberracoes, muricy pediu o bruno, muricy foi, bruno ficou, bauza pediu o buffa, tao ae os dois encostados e o dorival quer outro lateral! So infla a folha de pagamento, aumenta dividas e o time nai sai do lugar!

    • Sem dúvida, foi talvez a parte mais animadora da entrevista do Raí. Sinceramente, não me lembro de no São Paulo algum dirigente sequer mencionar essa preocupação, coisa que em diversos clubes na Europa é princípio básico, como no Borussia Dortmund e Atlético de Madrid, cada um em seu polo de estilo de futebol.

  9. De verdade, acho que todo o esforço possível pelo Scarpa valeria a pena. O rapaz além de uma realidade há pelo menos três temporadas é dinâmico, um grande armador e tem uma finalização de longa distância que falta ao São Paulo, apesar de depois da lesão no primeiro semestre ainda não ter recuperado plenamente a confiança que vinha demonstrando.

    Pena que não vem. E aparentemente o grande risco é vir alguém com custo similar e que não entregue a metade.

    PS: você vê o subtítulo da notícia do GloboEsporte sobre o Diego Souza e é muito engraçado, ainda chamam o Neto de ex-jogador hahahaha

    • Scarpa cairia muito bem jogando ao lado do Hernanes porque não teria que jogar tendo que ser o principal jogador, além de no extra campo encaixar bem com o nosso atual perfil de jogadores.

      Só não concordaria em incluir o Lucas Fernandes naquela lista de disponíveis pra negociação…

      • Concordo em ambas as opiniões Felipe, acho que um negociador mais habilidoso conseguiria costurar um negócio interessante sem envolver um menino tão promissor quanto o Fernandes. Ainda tenho fé nele.

  10. Não tenho opinião formada em relação ao Diego, a principio prefiro que subo um moleque da base, ao menos é dinheiro nosso sendo capitalizado

    • Mas sobre seu comentário, eu não acho uma boa.
      O Ferraz já está com 30 anos. Trocar um jovem com potencial de mercado por ele, é praticamente dar um monte de dinheiro ao Santos.
      É claro que é um risco, pois não sabemos se o Junior se tornará um jogador caro no futuro, mas eu prefiro não arriscar.
      Seria bem mais interessante uma troca por um jogador da mesma faixa etária, como o Hudson, se assim o Santos e o jogador quiser.

  11. Segundo o “craque Neto” o São Paulo fechou com dois meias de seleção,presumo que um foi o Diego Souza e o outro quem será.Se ele acertou o do Diego isso quer dizer que o outro também é verdade.Quem será?

      • kkkkkkkkkkkkkkkkkk…e parece que a troca do Junior Tavares com o Victor Ferraz é por empréstimo.Parece Também que o São Paulo entrou firme com interesse no Ricardo Goulart,será que é esse o outro meia de seleção?Vamos torcer…

        • Bem, na minha concepção o Goulart é um jogador em alta na China. Ganha um salário alto e está jogando um bom futebol.
          Pra vir pro SPFC, ele teria que ter uma identificação muito grande com o time, caso que não é com o SPFC. Ou ganhar algo próximo do que ganha lá, o que também não é caso caso com o SPFC. Goulart pra mim só viria pro Palmeiras, que é quem tem condição de pagar por ele…

          • Eu vi e li no Cosme Rimoli na qual ele fala que o Palmeiras iria tentar ele por empréstimo pagando parte do salário,900 mil “dinheiro pra caramba”, ele ainda fala que São Paulo e Flamengo ou Cruzeiro tem interesse nele…acho difícil.Também dizem que o Lucas Moura pode chegar e quem deu o furo foi a mãe do Junior Tavares…

            • Mas o Lucas se encaixa mais no “quem tem identificação com o clube”. Então pra mim, seria bem mais plausível o Lucas vir do que o Goulart.
              Talvez pro PSG seja negócio emprestar ele, pra ele ter um possível destaque e assim conseguir vender ele. O problema é que o Tite não gosta do futebol dele, então mesmo se ele vier, mesmo que ele arrebente aqui, não será convocado pra Copa!

              • Concordo além que seria uma contratação Bombástica,imagina quanto camisa,quanto de patrocínio que atrairíamos.Com toda a certeza é contratação pra ser apresentada em um Morumbi Lotado fora que ganharíamos dentro de campo com a qualidade dele.Quanto a seleção o Hernanes é exemplo,chegou no meio do ano e jogou o fino da bola e o próprio Tite já avisou que vai convocar ele .Serve de exemplo pro Lucas se ele que realmente ir pra copa essa é hora,pega o avião e vem…

                • Mas na posição do Lucas, as coisas já estão mais resolvidas/decididas na seleção do que na posição do Hernanes…
                  Sem falar que no auge do Lucas no PSG, que foi temporada passada, na sua mais artilheiras fase na carreira, o Tite nem chegou a cogitar convocar ele. Imagina agora, onde ele teria que mostrar serviço no paulistão? Hahahaha. SE fosse outro treinador, até teria chances, mas com o Tite, que não gosta do futebol dele, eu duvido muito que seja convocado!

                  • Realmente o Tite deu mostras que não está muito interessado em convocar,também surgiu a noticia que ele pode ir pra Inglaterra…se ele realmente está disposto a sair bem que poderíamos fazer aquele esforço e de quebra já fecharia com a Adidas…

  12. “Pratto é inegociável”
    Sábado 9/12: “Leco aceita e Pratto vai a MG fechar com Cruzeiro. Equipe do Morumbi receberá 1 pao de queijo, 2 doce de leite, 1 jogador lesionado e o pagamento será parcelado em 36x.”

    Sorte ao Raí, que tem lucidez suficiente pra saber onde está entrando.

Deixe uma resposta