Marcinho é o 3o jogador dispensado do São Paulo

Mais um jogador antecipou a saída do São Paulo nesta semana. Depois de Gilberto e Denilson, liberados na última terça-feira, o também atacante Marcinho deixou o Tricolor nesta quarta, como informa seu estafe. O jogador de 22 anos estava emprestado ao clube do Morumbi até o fim deste ano, não foi procurado para renovação, mas não deve nem voltar para o São Bernardo, que detém seus direitos econômicos. Duas equipes da Série A, além do Fortaleza de Rogério Ceni o procuraram.

Marcinho chegou a se aproximar da permanência no São Paulo quando engatou boa sequência sob o comando de Ceni, responsável por indicá-lo e que o escalava até como lateral-direito. Com o Mito, foram 11 partidas, todas como titular, um gol e duas assistências. O atacante ainda fez um jogo com o interino Pintado e outros nove com Dorival Júnior.

Com o atual treinador, foi titular sete vezes e marcou um gol logo na estreia do técnico, no empate em 2 a 2 com o Atlético-GO. O golaço, no entanto, ficou esquecido diante do gol perdido contra o Coritiba, em derrota por 2 a 1 no Morumbi. O jogo estava empatado sem gols, Marcinho entrou sozinho na área, demorou a tomar uma decisão e levou a torcida à loucura. Depois, chegou a discutir com torcedores no Instagram. A reação do jogador diante das críticas e da pressão deixou o São Paulo ressabiado em pagar R$ 1,5 milhão ao São Bernardo para comprar 50% dos direitos de Marcinho. O time do ABC Paulista agora espera a volta do atacante, mas para negociá-lo, já que disputará a Série A2 do Campeonato Paulista. O Fortaleza, comandado justamente por Ceni, já fez consulta para ter Marcinho no Campeonato Cearense e na Série B do Brasileirão.

UOL

Anúncios

65 comentários

  1. E pensar que podíamos ter tido um time com Sidão (ou Gatito como especularam), Militão, R. Caio, Lyanco, Jr. Tavares, Jucilei, T. Mendes, Cueva, David Neres, Luiz Araujo e Gilberto com um bom técnico desde o início. Muito superior aos times que ganharam a Libertadores, Brasileiro e Copa do BR.

    Obs: Óbvio que é fácil falar agora que tá acabando o ano, não tínhamos como saber que o Giba jogaria tão bem, a proposta pelo D. Neres com 8 jogos no profissional era interessante e a “troca” pelo Pratto parecia a melhor opção (precisávamos mais de um centro avante na época, Chavez horroroso), etc.

    Curtir

  2. Quanto ao Marcinho. Não foi pior que o M. Guilherme (gosto do futebol dele, mas tá devendo) e Maicosuel e foi bem superior a Neílton, W. Nem e Denílson. Teve jogos muito bons lá no começo contra Palmeiras, Atlético-MG, etc..

    Na hora que o cerco apertou sobrou pra ele pela falta de nome e pq o Dorival não foi com a cara dele (trocou ele pelo W. Nem quando ele tava bem e não fazia o menor sentido). Acho sim que mereceu o banco mais pro fim do campeonato, mas não merecia o limbo. Podia muito bem ter entrado em algumas das várias vezes que o Denílson entrou. Enfim, Morato, Caíque, Léo Natel e Cipriano aparentam ser melhores, mas torço pra que o Marcinho tenha sucesso…

    Curtido por 2 pessoas

  3. Parabéns aos tricolores gaúchos. Cícero, Cortez, Leo Moura, Fernandinho e Maicon. De desvalorizados por aqui a campeões da libertadores.

    Teremos G8 e ainda pode ser g9

    Curtir

  4. Fernandinho, Cícero, Cortez..

    O quanto reclamamos desses jogadores… Eu inclusive.
    Mas, a verdade é uma só.
    Elencos estão sendo a todo instante reformulados no São Paulo. Incluindo técnicos com todo tipo de bagagem.
    Só que a raiz podre se encontra justamente em quem tem montado os grupos e extraído deles o que podem fazer de PIOR.
    Sim, nossa diretoria (eterna) é responsável por toda nossa estagnação. É culpada por estarmos sendo a cada mês, a cada ano ultrapassados pelos grandes times do país.

    Curtido por 1 pessoa

    • Verdade seja dita, o Lanús ontem não teve a capacidade e grandeza que alguns tem para vencer uma Libertadores. Eles até tiveram competência, deram uma virada espetacular no River na Semi, mas no momento derradeiro derraparam… Em que pese o RG ter armado muito bem sua equipe ontem.
      Mas o Grêmio tem mais tradição na competição e soube fazer a parte dele.

      Curtir

  5. E pensar que se o Luan jogasse aqui já teria sido vendido faz tempo.

    Assim como Pedro Rocha que foi tão importante nos últimos títulos e que é uma versão Luis Araujo deles. Lembro que a torcida pegava no pé dele d+ por perder tantos gols.

    Curtir

  6. Olha o nivel dos jogadores do sp…vai tarde. …grêmio tricampeão da libertadores nossa sorte que não tem a mínima chance no mundial. …futebol brasileiro fraco. …cor, e grêmio campeões com times medonhos. …e o sp então não preciso falar.

    Curtir

  7. Enquanto aqui ninguém presta, no Grêmio, Maicon, Cortez, Leo Moura, Cícero, Fernandinho, Barrios e outros são Campeões da América……e com o Renato Gaúcho que faz o arroz com feijão….

    Vamos refletir….

    Curtir

    • Exato. E creio que essa fórmula a maioria aqui já entende que é a correta.
      O RG é algum super técnico ou o elenco do Grêmio é primoroso?
      Não!
      Mas a manutenção de um trabalho e de um elenco aliado a bagunça que vivem os demais clubes fez o Grêmio se destacar e estar na
      galeria de tricampeões da Libertadores.
      Tivéssemos uma Diretoria que prestasse e ano passado poderíamos ter comemorado o nosso Tetra, mas…

      Curtir

  8. O que me resta??
    Parabéns ao Grêmio, que está ao nosso lado hoje.
    E que o SP possa um dia voltar a ser o que já
    foi, em algum lugar no passado… com ou sem o Leco.
    Mas sem ele, convenhamos, será muito mais provável…

    #LecoInexpressivoCovardeIncompetente

    Curtir

    • Enquanto o tricolor paulista se desfaz de mais uma leva de sub utilizados, os execrados Cícero, Cortez, Fernandinho e Maicon ganham a América. O que é lixo pra uns vira ouro pra outros. Parabéns tricolor gaúcho.

      Curtir

  9. Olha que dado interessante, pra não dizer triste: desde 2007, chegamos a uma única final de campeonato, que foi a Sulamericana de 2012. Não considero a Recopa, a Copa Suruga, bem como a Copa Euzébio (todas em 2013), pois nesses casos não houve uma fase anterior. Em resumo: 01 final em 11 temporadas. Ainda em 2007 e 2008 ganhamos o Brasileirão. A coisa tá feia. E não é coisa só de Leco e Pinotti, não.

    Curtir

    • “E não é coisa só de Leco e Pinotti, não”.

      Na verdade eu quis dizer que temos mais culpados além dos dois. O Pinotti é o menos culpados, pois chegou há pouco tempo.

      Curtir

  10. E pensar que todos os comentaristas cravavam que Palmeiras e Flamengo seriam sérios candidatos ao título desta libertadores. Libertadores está mais fácil que antigamente, hoje o maior adversário é o árbitro.

    Só dá tristeza em saber que, se continuarmos anos e anos nesse “nhaca”, logo vai aparecer time brasileiro com 4, 5 libertadores.

    Curtir

  11. O Perrone resumiu 2 horas de reunião nesse textinho. Obviamente ele, assim como os integrantes da Independente, vão manter em segredo outros assuntos discutidos pq se várias coisas complexas o Perrone disse que foram comentadas de maneira sucinta o resto do tempo foi pra que? Comer a pizza?

    E sobre um trecho da reunião: “Leco também explicou os motivos da escolha dos nomes que compõem sua diretoria. Sem especificar, o presidente disse que acredita na capacidade de todos os seus diretores e enxerga, além de competência, grande vivência deles dentro do clube. Ele citou por exemplo que, como o presidente não pode ser reeleito mais, os profissionais de fora temem por ter vida curta no trabalho no clube pois ficariam sujeitos a demissão com outra gestão. Apesar disso, o presidente falou que futuramente pode convidar profissionais de fora. “Estamos em uma gestão de transição de estatuto” afirmou.”

    Em outras palavras, o Leco deu cargo pra quem apoiou ele e não pela competência da pessoa. Ele pode ficar 10 horas tentando explicar isso e não vai conseguir justificar. Essa histórinha de “profissionais de fora temerem por ter vida curta no trabalho” é a mesma histórinha empurrada guela abaixo sobre a multa rescisória do Rogério Ceni, um absurdo tão grande quanto foi a história do Jorginho.

    Quanto a dívida, fico a espera do anuncio do tamanho dela pra que eu possa elogiar o Leco.

    Curtir

  12. A grana do vizinho é sempre melhor. O grêmio apostou em refugos e na base não por planejamento mas por falta de opção. E deu certo, parte pela qualidade dos veteranos (Ghroe, Geromel e Kannemann), parte pela qualidade dos garotos da base.

    Neste caso, Mérito de quem conseguiu fazer com que os garotos rendessem.

    Marcelo Grohe (GOL) – desde 2005, veio da base, foi reserva por anos até assumir a titularidade.
    Edílson (LAD) – desde 05/2016. Refugo do time sem cor. Estava amargando banco e pediu liberação para ir jogar no grêmio.
    Pedro Geromel (ZAD) – chegou em 2014 por empréstimo depois de ter decepcionado na Alemanha (extremamente criticado e sem oportunidades).
    Bressan (ZAE) – garoto formado na base do juventude, não se tornou e foi emprestado dias vezes (também sem desempenho satisfatório), ficou por falta de opção para transferir (refugo).
    Obs.: Kaneman é o titular, chegou no meio do ano passado.
    Depois, Rafael Thyere (ZAD) – base, com empréstimos para times pequenos (boa e Atlético-GO).
    Bruno Cortez (LAE) – refugo tricolor paulista. Nem precisa narrar a história. Chegou esse ano ao grêmio.
    Jailson (VOL) – garoto da base. É reserva do lesionado Maicon (praticamente expulso daqui).
    Arthur (VOL) – garoto da base. Se tornou titular esse ano.
    Depois, Michel (VOL) – jogador emprestado pelo guarani de palhoça, chegou esse ano depois de sucessivos empréstimos a times menores.
    Ramiro (MEC) – veio do juventude em 2014, da base de lá.
    Luan (MEC) – garoto da base
    Fernandinho (MEC) – refugo. Foi sucessivamente emprestado pelo grêmio, retornando esse ano.
    Lucas Barrios (ATA) – refugo da Crefisa. Jogador que sequer ficava no banco.
    Depois, Cícero (MEC) – refugo. chegou a dos jogos vindo daqui, onde estava afastado.

    E AINDA tem no banco refugos como Cristian (recém chegado dois sem cor) e Léo Moura (o refugo eterno).

    Curtir

  13. Concordo plenamente contigo, Márcio…

    Óbvio, que os nossos gestores deveriam ser competentes o suficiente para não haver a necessidade de acompanhamento, controle e cobranças externas, sendo essa a essência da boa gestão e governança de um clube do tamanho do nosso, mas óbvio também que diante de uma cultura organizacional absolutamente viciada, sem oposição alguma, com um organograma funcional todo desmantelado pelas gestões JJ e considerada toda a inocuidade representativa de quase a totalidade dos nossos omissos conselheiros atuais, alguém deve e precisa fazer alguma coisa…

    Louvável pois, iniciativas como essa, meio eficaz aliás para que a nossa comunidade exercite a sua SamPaulinidade…

    Alguém tem que desempenhar e exercer o papel desses “velhotes” omissos e desinteressados..

    A politicagem barata, não pode jamais fazer frente a essa necessidade.

    Veja o posicionamento relacionado às questões da politicagem, extraído da própria matéria:

    O evento é histórico pois pela primeira vez a diretoria do São Paulo de fato abriu diálogo com o seu torcedor. Tem gente que enxerga isso positivamente e gente que enxerga isso negativamente. Não há verdade absoluta. A minha opinião é que a reunião foi válida porque a diretoria e o presidente entenderam que não poderão mais cometer erros graves. A cobrança em caso de erros de gestão será do tamanho do apoio em caso de vitórias e títulos. Baby, presidente da Independente, em dado momento afirmou: “Sabemos que o que destrói o clube é a politicagem, sabemos quem são as pessoas que torceram contra o ano todo e não vamos deixar de apoiar esse time, mas queremos retorno no ano que vem.” É boa a cobrança. Torcemos por um clube enorme, constantemente sob pressão e precisamos voltar a rotina de títulos.

    Curtir

  14. Com essa gente que está dirigindo o SPFC não tenho esperanças de que o clube venha a desempenhar seu papel de time que dispute títulos. Como se vem falando, o SP se tornou um verdadeiro balcão de negócios de jogadores de maneira que quando se compra um jogador já está programada sua venda.
    O que foi feito com os 170 milhões de Reais gerados pela venda de inúmeros jogadores ?
    A estrutura do clube, que já foi padrão para os demais times brasileiros, hoje é uma VERGONHA.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s