Maidana: Diretores temem que caso retorne à tona e jogador pode não voltar ao São Paulo, diz L!

Destaque do Paraná, o zagueiro Iago Maidana está cheio de moral após ajudar a recolocar o clube de Curitiba na Série A do Brasileirão depois de uma década inteira jogando a Segunda Divisão. Mesmo com o bom futebol, o defensor pode não retornar ao São Paulo ao fim de seu contrato de empréstimo. Tudo isso por conta do episódio envolvendo o ex-presidente Carlos Miguel Aidar.

Os paranistas, que terão o atleta por empréstimo até o dia 31 de dezembro, informaram que pretendem contar com o jogador para a próxima temporada e que estão dispostos a abrir negociações. Por sua vez, o São Paulo, com quem Maidana possui contrato até setembro do ano que vem, não se posicionou quando foi procurado pelo empresário do atleta e tampouco abriu as conversas, deixando as dúvidas no ar.

Como os curitibanos já garantiram o acesso à elite de forma antecipada e o Tricolor se livrou do rebaixamento à Série B duas rodadas antes do fim do Brasileirão, os clubes devem iniciar as negociações apenas agora, restando pouco mais de um mês para o término do vínculo de Maidana com o Paraná. No entanto, mesmo que o São Paulo se mostre animado para ter o jogador de volta, o clima é negativo para que isto ocorra.

Apesar de saber que perderá o uruguaio Lugano ao fim da temporada e que Maidana poderia ser um bom nome na composição do elenco para 2018, os gestores do São Paulo temem que o retorno do atleta possa trazer à tona o caso, ocorrido em 2015, que culminou na renúncia do ex-presidente Carlos Miguel Aidar.

Na época, Maidana havia sido vice-campeão mundial com a seleção brasileira sub-20 e se destacava no Criciúma. Ele foi comprado por R$ 800 mil por uma empresa chamada Itaquerão Soccer. Depois, foi inscrito no Monte Cristo, clube da Terceira Divisão de Goiás, e vendido ao São Paulo na sequência por R$ 2 milhões, referentes a 60% de seus direitos. O caso chamou a atenção da Fifa e acabou resultando em uma grave crise política no Tricolor.

L!

61 comentários

  1. Tem que ver em que pé está a questão jurídica… se não ocorrer penas com ele atuando, tem sim que voltar ao SP. Jogou muito bem no Paraná e tem tudo para ser titular no SP atual.

  2. Não há mais risco algum. O prazo já se exauriu. Se quer vender, que o faça por um valor alto e seja honesto quanto a venda, repondo com um boné de qualidade.

  3. Caramba, mas com tantos juristas na diretoria (incluindo o Leco), e um Departamento Jurídico dentro do clube, será que não é possível alguém fazer uma consulta à CBF e a FIFA para saber a possibilidade de contar com o Maidana para o ano que vem?

  4. Vão perder um menino promissor por que um bandido fez uma maracutaia na contratação?
    É isso?
    Se for, o Leco tem que ser processado e destituído do clube pelo prejuízo que isso vai acarretar!

  5. Medo de que? De quem? Ja faz 1 ano e se ele é jogador do clube que volte. No final o que o Vaidar disse se virou contra o clube O SP se apequena a cada ano. Pqp

  6. Mas o SPFC politicamente é a puta do Brasil. Totalmente sem moral. O Parana usou o jogador sem problemas, mas se for jogar no SPFC corre risco de punicoes. Se TODOS os clubes grandes o SPFC é o mais fraco politicamente, reflexo da diretoria lixo e dos conselheiros inúteis

  7. A tal preocupação com o caso voltar à tona não se dá por conta de uma possível punição, pois o prazo para tal já passou (era de 2 anos, portanto o “crime” prescreveu).

    O medo dessa diretoria sobre o caso voltar à tona é porque tem gente que continua lá e estava no rolo com o Aidar em 2015, o Sr. Ataíde incluso, que mandava e ainda manda muito dentro do futebol do clube, não à toa o SPFC está na situação em que está, esportiva e administrativamente.

    Uma vergonha! Cadeia é pouco pra esses chupins que estão sugando o Tricolor.

    • Bingo!!! Vc matou a.pau, desconfio que seja isso.mesmo,afinal, como já disseram aqui,.porque com tantos advogados o.SPFC não pode fazer uma consulta no STJD/CBF?

      Eh medo do que pode vir à tona ou desculpas pra.mais uma venda, pois rende “aos cofres do clube que está sempre em deficit”.

  8. Oh pessoal, esportivamente falando o Maidana está livre para atuar no São Paulo ou em qualquer outro clube. O São já sofreu a punição em 2015 envolvendo o rolo da negociação. A punição foi uma multa imposta ao São Paulo na época. O jogador está livre para jogar onde quiser. O problema é que se ele voltar, o medo da mídia relembrar esse e outras negociatas estranhas é grande. Então esses “grandes dirigentes” que o São Paulo possuem não devem querer ver o Maidana nem pintado de ouro. Nosso clube está infestado de ratos. Haja camisa forte para não segurar o rebaixamento. Com esses bandidos mandando e desmandando é só questão de tempo o rebaixamento.

  9. Pura balela essa com o Maidana, qual a culpa do rapaz, foi usado na tramóia do presidente da época, tem mostrado que é um bom zagueiro e pode fazer parte do grupo em 2018.

  10. Kaká, vendido pelo São Paulo ao Milan a preço de banana, estará hoje assistindo a partida entre Milan e Áustria Viena, pela Liga Europa, tendo como cicerone Daniele Massaro. Depois, o “´diavolo rossonero”, na pessoa de Marco Fassone, administrador delegado do presidente do Milan, o empreendedor esportivo chinês Li Yonghong, deve fazer uma oferta para Kaká assumir a direção de esportes da entidade.

    O futebol na Itália é uma empresa com atividade empresarial bem definida e regulamentada, por isso está no comando um chinês, sem chance do clube perder sua identificação italiana. Se o São Paulo F.C. fosse uma empresa assim, seu corpo diretivo de hoje estaria em outra condição, porque nenhum diretor hoje tem cacife para estar à testa do capital majoritário da empresa, embora os mais capitalizados pudessem compor o corpo diretivo. O que precisa é ter regras claras, bem definidas e constantes para levar avante um empreendimento futebol-empresa, mantendo a identidade do clube e dando lucro aos acionistas.

    Vamos aguardar o desenrolar de Kaká na Itália. Quem sabe ele venha do Milan para mudar as ideias dos nossos são-paulinos velhos de casa.
    https://sport.sky.it/calcio/serie-a/2017/11/23/ricardo-kaka-a-casa-milan.html
    http://www.milanismo.it/20171123/kaka-torna-casa-milan-cuore

  11. Detalhe o contrato dele vence em setembro de 2018, em março ele pode assinar um pré contrato com qualquer time. Capaz de perder ele de graça.

  12. Não sei se eles quando falam do caso vir à tona se referem à questão jurídica ou política. Se não usarem o rapaz por medo de atingir o Aidar, aí é o fim do mundo da inversão de valores.

    • Pode ter certeza Mario Melo que é isso. No São Paulo há muito tempo não há valores. O Aidar foi expulso do conselho só para dar satisfação à mídia. Ele ainda tem poder lá. Tem muito nego lá que roubou junto com ele. Ninguém rouba e faz as maracutaias sozinho. Tem um tal de Dedé lá, que é conselheiro, que é cupinxa dele declarado.

  13. Paulo Scala, meu amigo ufólogo me assegurou que o Leco é um reptiliano, e que delegou ao Mansur a viabilização de transformar o SPFC numa empresa. Tudo faria parte de um plano extraterrestre para dominar o futebol, e depois estender essa hegemonia a outras áreas, até colonizar definitivamente a raça humana.

    Achei exagerada essa perspectiva. O que vc acha?

    • Pensei nisso, porque o dono do blog não dá muito certo com eles. Mas depois raciocinei melhor e vi que vindo daquela turma isso é perfeitamente possívil.

    • Falei isso no final do jogo do Botafogo.
      Não sei oq é mais triste. O ano do SP e este final de campeonato BR melancólico que fizemos ou esse intervalo que acontece até o inicio do paulita onde faltam noticias e pipocam todo tipo de coisa.

  14. Não entendi? Não jogou o ano de 2017? O Paraná vai ser punido pela CBF? Reintegra o muleke sim, ele não tem nada a ver com a sujeirada do Sr. Aidar.

  15. O jogador, não tem nada com isso…foi problema do Aidar…por isso o SPFC não vai trazer, ou renovar o contrato que vence em setembro/2018…vai perder dinheiro…ridículo.
    No mínimo tem que renovar por mais três anos…ficar…emprestar…
    Notícia mal intencionada…ou tem rolo…ou tem alguém querendo R$…ou…

  16. O Leco quer mesmo, com todas as forças, rebaixar o SPFC.

    O pior não é nem isso. O pior é ele tentar e NINGUÉM lá dentro resistir.

  17. Olha, pelo que entendi a preocupação maior é com requentarem o caso dentro do Morumbi do que com alguma punição.
    Se o prazo para punição já venceu só pode ser isso.

  18. Tem contrato com o clube..
    Tem qualidade e condições de ajudar o São Paulo,tem que voltar e jogar pelo clube..Caso contrário porque contratou?

  19. Essa justificativa para o nao aproveitamento do jogador é ridicula.
    Antes de tudo ele é patrimonio do SP.

    Agora se o Parana tiver bons atletas que possa nos ceder em troca dele (por ex: lateral, atacante, meia), ai uma troca se tornaria viavel.

  20. Sou são-paulino mas não vejo uma luz com essa diretoria, e especialmente com esse Conselho. O Conselho só tem anciãos ou gente com interesses próprios. Não tem competência ou vontade de ajudar o clube. Uma grande parte é de vitalícios ainda, ou seja, não vai mudar nunca. Eu acho que o São Paulo deveria fechar as portas. Vende o patrimônio, quita as dívidas e fecha. Prefiro ficar com as alegrias do passado na memória.

Deixe uma resposta