Atrasado no planejamento, elenco do São Paulo para 2018 ainda é incógnita

Cada vez mais seguro de que irá permanecer na Série A em 2018, o São Paulo já começa a montar discretamente o planejamento para o ano que vem. Um dos grandes empecilhos para a diretoria é o fato de que algumas peças importantes do elenco comandado por Dorival Jr não possuem garantias de que permanecerão no Morumbi por muito tempo, uma vez que os seus empréstimos estão se aproximando do fim. Justamente por isso, a alta cúpula tricolor terá de se movimentar para tentar manter parte dos titulares da equipe.

Dos atuais titulares de Dorival Jr, dois vivem a expectativa de definir seu futuro, já que seus contratos chegam ao fim em dezembro deste ano. Dono da lateral-esquerda, Edimar já manifestou o desejo de ficar no clube paulista, mas depende do aval do Cruzeiro, que por sua vez está interessado em seguir com o volante Hudson, que pertence ao “Tricolor”. A “Raposa” deve aproveitar a situação para usar seu atleta como moeda de troca.

Outro jogador que tem seu empréstimo chegando ao fim é Jucilei. Um dos nomes mais aclamados pela torcida, principalmente nos últimos jogos do clube, também garantiu que pretende seguir vestindo a camisa do São Paulo, mas sua situação é ainda mais delicada pelo fato de pertencer ao Shandong Luneng, clube chinês que não costuma ceder nas negociações. Ciente de que os detentores de seus direitos econômicos dificilmente facilitarão sua permanência no futebol brasileiro, o camisa 8 tricolor ainda aguarda o desenrolar dessa história.

A situação do São Paulo é um pouco mais favorável quando o assunto é Hernanes e Marcos Guilherme. O “Profeta”, que também pertence a um clube chinês, o Hebei Fortune, foi emprestado ao “Tricolor” até junho de 2018 e por conta do grande desempenho no retorno ao clube que o revelou, há a possibilidade de os orientais o quererem de volta. O próprio jogador admitiu que as chances de seguir no Morumbi são bem pequenas.

Marcos Guilherme é o titular emprestado que conta com um prazo maior para tentar seguir no São Paulo. Peça de desafogo no esquema de Dorival Jr, o jovem de 22 anos a princípio ficará no Morumbi até o final do ano que vem. Cedido pelo Dinamo Zagreb, da Croácia, o atacante retomou o bom futebol que o fez disputar o Mundial Sub-20 de 2015 e já balançou as redes em seis oportunidades neste Campeonato Brasileiro.

Por enquanto, o único atleta que renovou seu empréstimo com o São Paulo foi Morato. Ainda no início do ano o jogador rompeu os ligamentos colateral medial e cruzado posterior do joelho direito, sendo forçado a permanecer durante toda a temporada no Reffis. A única partida que o atacante participou foi a vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, pela quarta fase da Copa do Brasil, em que deixou uma boa impressão aos torcedores e diretoria, fato que o levou a renovar seu vínculo com o Tricolor até o fim de 2018.

Confira os jogadores emprestados ao São Paulo e a data de vencimento de seus respectivos contratos:

Jucilei (Shandon Luneng) – contrato até o final de 2017

Edimar (Cruzeiro) – contrato até o final de 2017

Wellington Nem (Shakhtar Donetsk) – contrato até o final de 2017

Marcinho (São Bernardo)– contrato até o final de 2017

Denilson (Granada) – contrato até o final de 2017

Hernanes (Hebei China Fortune) – contrato até junho de 2018

Marcos Guilherme (Dínamo Zagreb) – contrato até o final de 2018

Morato (Ituano) – contrato até o final de 2018

Aderlan (Valencia) – contrato até o final de 2018

ESPN

24 comentários

  1. Mantendo a espinha dorsal, o resto se ajeita. “Jogador bom é jogador caro”, essa frase do Jucilei não poderia ser mais verdadeira. Na vida também é assim. Cabe a esses patéticos diretores descobrirem uma forma de manter os bons que já estão no time, e trazer mais um ou dois para completar. O restante, dá pra equilibrar com os jogadores que temos. Se esse time se mantiver, teremos para 2018 o melhor meio campo do futebol brasileiro com sobras. E isso é um excelente começo.

  2. O time será montado durante o ano. Como sempre. A pre temporada é quase inútil. A deste ano foi uma ilusão. Espero que ao menos o Maicossuel aproveite.

  3. Se o negócio do Edmar não tiver sido sacramentado, bem que poderia dar um clarão de sensatez na dupla da foto e não contratarem.
    Pra pagar por um meia boca, que fiquemos com o Reinaldo que não tem custo de aquisição.

  4. “Leco” e “Planejamento” no mesmo texto, só com adjetivos como : ruim, péssimo, atrasado, inexistente.

    Em 20 anos de clube nunca fez, pq faria agora?

  5. bom dia..
    cueva é foda velho….o sampa ainda nao se livrou totalmente do rebaixamento e o cara some…! nao sei o que pensar..o cara estava sendo importante….mas vamos la…se livrar do rebaixamento..e planejar melhor o ano que vem..pois esse ano melhor nem comentar!

  6. Sem Hernanes e Cueva, é boa oportunidade para que outro jogador também seja decisivo. Talvez o Pratto, o Marcos Guilherme ou mesmo o Fernandes.

    • Quando feche todas as janelas de negócios. Enquanto existir essa possibilidade, não tem como garantir que não chega nem sai jogador.

  7. Claro, na sua história o SPFC sempre teve jogadores desequilibrantes, que faziam a diferença. Mas também tinha um elenco para encontrar alternativas.

  8. Todo ano a mesma coisa…….

    Sao Paulo monitora “A”

    São Paulo monitora “B”

    São Paulo monitora “Y”

    No final não vem ninguém que resolva….

    Leco, vc deu entrevista que em 2018 teríamos um time muito forte, cumpra com a palavra!!1

  9. O planejamento passa pelas boas relaçoes com empresario A ou B. Tem alguns torcedores que sempre perguntam quem é o empresario desse ou daquele jogador. A resposta esclareceria muitas coisas.

  10. Desde a gestão JJ o atual presidente está ou faz parte do poder, portanto entendo que hoje no Pacaembú a torcida (principalmente as organizadas) deveriam gritar a plenos pulmões: “”.
    A única coisa positiva neste ano de 2017 foi o apoio incondicional do torcedor São Paulino que poupou os jogadores, a comissão técnica e a diretoria, entretanto ultimamente só brigamos para escapar da zona de rebaixamento.

  11. Então quer dizer que o São Paulo não fechou a contratação do Edimar em definitivo? Ainda existem esperanças!!!

    Hoje pela manhã ouvindo a CBN, um jornalista comentou do sucesso do Corinthians em 2017 (Titulo Paulista e do Brasileiro), mesmo com o clube totalmente endividado. Segundo ele, o sucesso dos títulos está no departamento de futebol, montado desde a época de Tite.

    Olhando por este prisma, as campanhas bizarras do São Paulo nesses últimos anos, passam diretamente pela falta de um departamento de futebol competente no clube, principalmente em uma instituição que pregou a profissionalização em seu novo estatuto.

  12. Sem querer queimar o prata da casa, mas o Lucas Fernandes está tendo muitas oportunidades e não está correspondendo…….lento demais no raciocínio…..

  13. Eu não acredito que esses incompetentes estão atrasados no planejamento,esse ano já n ouve planejamento,agora para o ano que vem a mesma história tem que expulsar esse bando do São Paulo .

Deixe uma resposta