“Deixei claro que quero ficar e existe a possibilidade” diz Jucilei

Emprestado pelo chinês Shandong Luneng até dezembro, o volante Jucilei virou peça fundamental no esquema do técnico Dorival Júnior e um dos jogadores mais queridos pela torcida. Nesta quinta-feira, inclusive, o camisa 25 disse que aceitaria uma redução salarial para permanecer no clube do Morumbi em 2018.

“Existe a possibilidade de eu ficar no São Paulo. O desejo é muito grande, como falei, eu fui bem acolhido no São Paulo, fui muito bem recebido. Em relação ao salário, transferência, é um caso a ser conversado. Eu sei que o que eu ganho na China é difícil no Brasil. Eu tenho que abrir mão de alguma coisa. Isso é fato”, disse o atleta de 29 anos, em entrevista ao canal Sportv.

A situação, no entanto, não é simples. O Shandong Luneng dificilmente renovaria o empréstimo do jogador, cujo vínculo com os chineses vai até junho de 2019. Assim, para o clube asiático, apenas uma venda seria interessante.

O problema é que Jucilei é caro para os padrões brasileiros e teria que se adequar à realidade salarial do São Paulo, que até o fim do ano dividirá os vencimentos do atleta com o clube chinês.

“Deixei bem claro para a diretoria que quero ficar no São Paulo, mas não depende só de mim. Eu acredito que não existe mais empréstimo, agora é compra. Quanto os chineses vão pedir, eu não sei. Por isso, não depende só de mim”, disse, antes de demonstrar ansiedade pelo acerto. “‘Jucilei, você quer ficar?’ Eu assino agora. Vamos esperar, vamos focar nesses jogos que restam e vamos ver o que vai acontecer em dezembro”, acrescentou.

Com 42 jogos e um gol na temporada, Jucilei retornou à equipe titular do São Paulo na vitória por 2 a 0 sobre o Flamengo, em 22 de outubro, no Pacaembu. No mesmo estádio, se destacou no triunfo por 2 a 1 sobre o Santos, sendo ovacionado pela torcida ao final do clássico.

Líder de desarmes do Tricolor no Brasileiro, o volante voltará a campo neste sábado, às 19 horas (de Brasília), para o duelo com o Atlético-GO, no Serra Dourada, válido pela 32ª rodada do torneio nacional. Alinhado ao discurso dos companheiros, Jucilei visa alcançar os 47 pontos antes de pensar em objetivos maiores na competição.

“O foco, nesse momento, é sair dessa zona de perigo. O time está focado em sair dessa situação. Quem sabe mais para a frente? O foco neste momento é o jogo contra o Atlético-GO, ganhar, se livrar de vez dessa zona de perigo. Quem sabe, mais para a frente, pensar em Libertadores? O primeiro passo é se afastar da zona de rebaixamento”, determinou.

A sete rodadas do fim do Brasileiro, o São Paulo ocupa o 11º lugar, com 40 pontos, cinco acima da zona de rebaixamento. Já o Atlético-GO, com 27 pontos, figura na 20ª e última posição.

GE

Anúncios

18 comentários

  1. já é a milésima entrevista onde ele alega que quer ficar, salário não deve ser problema então, ele sabe da realidade do clube.
    agora é convencer os chineses a fazer um preço bom, o que eu duvido que aconteça.

    Curtir

  2. Tomara que fique. Impõe respeito na frente da zaga, mas precisamos tb de um jogador de mais mobilidade ali pelo meio para dar opção de saida mais rápida, nas situações que somos acuados.
    Outra coisa DJ, pensa bem na LD para amanhã. Porque não entrar com mais um zagueiro e fazer o RC ocupar aquele espaço do lado direito. É hora de pensar na equipe (inclusive esse é o discurso dos atletas) e o RC já jogou por ali.

    Curtido por 1 pessoa

    • “Porque não entrar com mais um zagueiro e fazer o RC ocupar aquele espaço do lado direito.”

      Concordo. Mas precisa ver se o moleque de condomínio quer ajudar tb, né?

      Curtir

      • Nas entrevistas recentes todos os jogadores colocam que o clube está acima de tudo, portanto, momento para comprovar que a prática espelha o discurso. Lamento, porém, que o DJ nem cogitou esta possibilidade.

        Curtir

  3. Espero que fique, faz tempo que não temos uma dupla de respeito.

    Fiquei bobo quando li : “São Paulo tenta primeira trinca no Brasileirão após 2 anos e meio”, é por isso que entra ano sai ano e a briga contra o rebaixamento continua.

    Curtir

  4. dos jogadores de linha na base , Liziero eu vejo ele pronto pra subir . O Hélio Júnior eu o enxergo com muito mais potencial que Caique , Paulinho Bóia . Poderia subir . Marquinhos Cipriano está verde ainda

    Curtir

    • Do jogo de ontem contra o Figueirense gostei do Hugo Gomes, Vinicius e Lucas Perri.
      O Auro parece estar fora de forma e não vi fazer uma boa jogada. Não insistiria em manter.
      O Foguete, sobe constantemente no ataque e cruza melhor que todos que estão no principal. Mas defensivamente não é confiável. Poderia dar certo como ponta.
      Paulinho Bóia tem defeitos à serem corrigidos, mas vale a pena ficar de olho. Um empréstimo para um time menor e que tenha um treinador que se preocupe em trabalhar os fundamentos seria uma boa. Mesma coisa para o Gabriel (l.e.).
      Do resto, não vejo muito como aproveitar.

      Curtido por 1 pessoa

  5. Temos que focar os esforços nas duas faixas laterais ( laterais e pontas na esquerda e na direita).

    Pq não está fácil.

    Tirando o Marcos Guilherme, o Maicosuel ( que é bom,mas vive quebrado) e o Cueva (que está jogando melhor qdo cai por dentro), é uma opção pior do que a outra (seja por ruindade ou falta de experiência).

    Curtir

  6. O GE fez uma reportagem com o Marcio Aith pra falar desse esquema de corrupção descoberto no marketing. Vale a pena ler e cada um tira sua propria conclusão. Eu só pincei duas perguntas pra mostrar como o novo estatuto tem pontos subjetivos e totalmente questionáveis (como na questão sobre contratação de profissionais com notório conhecimento da area). Acho que ajudaria muito o SPFC se a oposição pudesse propor, pra ontem, mudanças pra deixar esses pontos mais objetivo. Chega de “tapa” dado por advogados no SPFC.

    GE: Uma das críticas da oposição é que nas diretorias executivas estão pessoas que estavam no clube antes do novo estatuto entrar em vigor, o que não é o seu caso. Assim o estatuto estaria sendo retorcido para manter esses profissionais…

    M.A: Do ponto de vista formal: o estatuto não proíbe nomeação de conselheiro ou sócio. Pode questionar se avaliar pessoa por pessoa. Pegamos o caso do Lapolla: antes de eu nascer trabalhava com marketing e publicidade. Se além disso conhece do clube não vejo problema. Vinicius nem conselheiro é. O fato de estar no clube não significa que tem de trazer alguém de fora.

    GE: No caso dele o questionamento é sobre o notório saber no futebol…

    M.A: Ele certamente saberá dar essa resposta melhor do que eu. Mas digo: é um argumento mais politico do que formal. É caso a caso. Tem de ver se a pessoa é competente para exercer o cargo, já que o estatuto não proíbe.

    https ://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/caso-alan-diretor-do-sao-paulo-detalha-como-descobriu-esquema-irregular.ghtml

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s