Agente de Buffarini pede reunião para tratar de saída

O ciclo de Buffarini no São Paulo está cada vez mais perto do fim. O lateral não foi relacionado por opção da comissão técnica para o jogo contra o Atlético-GO, neste sábado, às 19h, no Serra Dourada. Dorival Júnior convocou 23 jogadores.

Em contato com o GloboEsporte.com, o empresário do lateral, Darío Bombini, disse que vai se reunir com o São Paulo em aproximadamente 15 dias para saber o que o clube e o próprio jogador pensam sobre o futuro. Aos 29 anos, ele tem contrato até metade de 2019.

Bombini também disse que Buffarini é um jogador muito profissional e que a decisão de não usar o atleta nas partidas é de Dorival.

Internamente, a avaliação é de que o lateral rende bem nos treinos, mas não repete o desempenho nas partidas. Ele não conta com a aprovação de parte da comissão e de dirigentes.

O corte de Buffarini contra o Atlético-GO mostra como o lateral perdeu espaço no São Paulo. Mesmo com o desfalque de Éder Militão, titular da lateral direita e em recuperação de um estiramento na coxa esquerda, e Bruno em recuperação de uma cervicalgia (dores nas costas), Dorival optou por Araruna no setor.

Assim como Militão, Araruna também é formado em Cotia. Nenhum dos dois é lateral-direito de origem. Ou seja, a lista de relacionados não tem alguém de ofício para o setor (Edimar e Júnior Tavares, ambos canhotos, são os convocados).

 Araruna, contudo, era usado com mais frequência nesta posição antes de subir para o profissional. O novo titular atuou pela última vez contra o Atlético-PR, dia 14, no Pacaembu. Na ocasião, ele substituiu o próprio Militão no segundo tempo. Buffarini estava no banco e não foi usado.

A formação titular será: Sidão; Araruna, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Jucilei; Petros, Hernanes, Marcos Guilherme e Cueva; Lucas Pratto.

Por opção da comissão, Buffarini ficou fora até do banco de reservas nos jogos contra Vitória, Corinthians e Sport. Voltou a ser opção diante de Atlético-MG e Atlético-PR, mas foi cortado contra o Fluminense. Agora, depois de ser reserva diante de Flamengo e Santos, voltou a ser barrado.

A última partida dele pelo Tricolor foi no dia 9 de setembro, contra a Ponte Preta, pela 23ª rodada do Brasileirão, quando entrou no segundo tempo.

GE

12 comentários

  1. Antes de despachar tentava no meio. Vai q… Haha

    Tive mta esperanca nele. Mas decepcionou. Alguns jogos medios. Maioria ruim.

    Passou mto tempo no chao enquanto faziam gols em nos pela direita…

  2. O típico jogador argentino que não teve êxito no futebol brasileiro.

    Que seja usado como moeda de troca, ou vendido pelo mesmo valor que veio. Liberar sem ter nada a ganhar não rola, mas como se trata do Leco não duvido que isso aconteça.

  3. Ruim no desarme, ruim no apoio. Nos prós e contra, pende muito mais para o negativo. Poderia render uma boa troca com outro argentino bom de bola numa posição carente do elenco.

  4. Eu daria uma chance pro Buffa contra o Atletico GO. Acho o Araruna bom jogador, mas nos ultimos testes na lateral ele tambem nao foi bem. Prefiro deixa-lo como reserva do Petros do que queima-lo na lateral. Ja o argentino merecia uma ultima chance.

Deixe uma resposta