O Rei de Roma no Morumbi

Um dos grandes nomes do futebol brasileiro e mundial, Paulo Roberto Falcão.

Começou jogando pelo Internacional, onde foi tricampeão brasileiro.

Ganhou grande destaque por seu estilo clássico.

Foi para a Itália.

Teve papel importante na conquista do título nacional da Roma, após quase 40 anos de jejum.

Coroado Rei de Roma, passou a ser titular da Seleção Brasileira de 1982.

Não conquistou o titulo mundial.

Logo sonhou em voltar ao futebol brasileiro.

Tinha uma proposta da Fiorentina que era 3 vezes maior que a do Tricolor.

Obviamente, veio para o São Paulo.

Através de um pool de empresas, Falcão foi contratado.

Algo inédito no futebol brasileiro até então.

http://www.youtube.com/watch?v=JtCVdAj6agQ

Sua estreia aconteceu em um amistoso frente seu antigo clube, o Internacional.

Quase 50 mil pessoas compareceram na vitória por 1 a 0 do São Paulo em 26 de setembro de 1985.

Eram os tempos dos “Menudos do Morumbi”.

Falcão foi titular por mais três partidas.

Acabou perdendo a posição para Marcio Araújo.

Para o técnico Cilinho, não importava o seu reinado na Velha Bota.

Voltou a ser titular apenas nas semifinais do Campeonato Paulista.

http://www.youtube.com/watch?v=-ZZQzQYZeKc

Fez a diferença…

A equipe tricolor era muita jovem.

Foi o grande comandante.

O São Paulo passou por cima do Guarani, do jovem Neto, nas Semifinais.

Já nas finais, foram duas vitórias épicas sobre a Portuguesa, do veterano Luís Pereira.

São Paulo campeão paulista com o Rei de Roma.

Falcão jogou ainda mais duas partidas frente ao Fluminense em 1986.

Foram ao todo 15 jogos e apenas um gol, justamente em sua ultima partida.

Teve um papel importante no São Paulo.

Naqueles tempos tínhamos apenas um título nacional, mas certamente passamos a ser conhecidos mundialmente desde então.

José Renato Santiago

53 comentários

  1. Não lembro da época do Falcão no SP, mas pelo visto, apesar das pouquíssimas partidas, deu sua colaboração.
    Sobre o Ganso, que de seis em seis meses é notícia, acho que é jogador para time que joga em função dele. Como na Europa só CR7 e Messi tem cacife pra isso, não acredito no sucesso dele por lá.

  2. Falcão foi um grande jogador. Começou sua carreira no Sul do Brasil e foi campeão Brasileiro em 1976 contra o Corinthians a qual tentou burlar o regulamento para colocar o jogo no Morumbi, mas a CBD não deu bola para o Matheus na época e a decisão foi em Porto Alegre ganhando de 2×0 titulo pela qual consagrou Falcão como o jogador de destaque. De lá foi para a Roma e então foi para o SPFC, foi reserva, mas contribuiu para o titulo de 1985 no paulista.

  3. Como tem gente chata ein rs… David Neres realmente era uma peça importante para o SP, mas o SP com dividas tinha que vender os jogadores e David Neres era um desses. Fui contra a venda de muitos jogadores, mas sua estadia no SP não iria garantir titularidade ou utilização dentro do esquema do treinador. O SP não chegou a situação caótica por causa das vendas em si, mas sim pelo clima que o treinador deixou lembrando que o Rogério já tinha perdido o grupo e o clima do vestiário não era o mesmo. Então pare de ficar usando as vendas como meio de justificar a situação que vive o clube.

    • Belo comentário, e com certeza é frequentador do vestiário do time para ter conclusões brilhantes.

      E o problema não é a venda do D Neres e sim de 18 jogadores, um time inteiro e a compra de outro. Ai o entrosamento pode ser bem fácil mesmo.

      E espero que ninguém queira usar como exemplo o Carille….rs

        • Por isto que se chama elenco. Você tem 30 para usar 11. Mas quando você precisa, o jogador está lá.
          Reclamamos das mexidas do Dorival durante os jogos. Mas quando vc olha para o banco vê o quê????

          • Problema caro Wagner que esses garotos tem outras oportunidades de atuar em qualquer outro clube e não tem que ficar esperando a boa vontade do treinador. O grupo do primeiro semestre já apresentava deficiência e olha que tinha LA e DN e nem assim o treinador usava. O problema nunca foi as vendas, mas sim o clima que estava no clube onde predominava o ego e estrelismo de algumas pessoas. Podia ter até mesmo um Messi no clube que seria a mesma coisa pois o clima era horrivel. Hj ainda se vê problemas como vc mesmo disse que não tem um banco decente, mas isso é em parte culpa do outro treinador que dispensou alguns jogadores que hj jogam bem em outros clubes.

    • A venda de David Neres é um crime lesa-clube. É jogador que poderia estar fazendo a diferença no campeonato brasileiro. venderam o neres e o clube continua endividado . E , pior, disputando para não cair para a série B. É o que acontece a um clube ter um presidente incompetente e desequilibrado. Rogério Ceni teve seu trabalho destruido pelo leco, só quem tem ódio pessoal dele não entende isso. Fique com leco, eu fico com o Ceni e o SPFC.

  4. Pedro Venancio
    @PEDROVENANCIO
    Jogo até agora é igual. Mas Brewster fez os gols. Brenner, quando teve a chance, não fez. Essa é a diferença no placar. #trsub17

  5. Sobre o assunto Cuca, eu já sou bem direto Deixe o Dorival trabalhar.

    A continuidade de um trabalho é algo bem importante para o clube ter sucesso. A campanha do segundo turno é equivalente a sexto lugar como um dos nossos colegas do blog mencionou, está tentando fazendo o seu melhor e o SP melhorou muito em questão de clima e comunicação desde que ele iniciou seu trabalho no SP. Portanto mesmo que não seja um trabalho alá Mestre, ainda assim temos que confiar no trabalho do Dorival e apoiar ele e a equipe.

    • Com certeza o trabalho está dando resultado de não é por causa do clima. Mesmo com alguns percalços o Dorival está mantendo a base do time e os jogadores estão melhorando o entrosamento e a qualidade individual.

      Agora imagine este mesmo time sem o Petros, Hernanes, Arboleda, etc.

    • Melhorou o clima coisa nenhuma. Filho de Dorival foi o responsável pelo afastamento de Jucilei. Duvido que Dorival e sua trupe permaneçam em 2018, e que venha o mestre Cuca.

      • Olha…Nem sei porque tenho que ficar respondendo um cara mal educado como vc, mas o Jucilei não tem nenhum problema com o filho do Dorival tanto é que ele(Jucilei) disse que conversa muito com ele e que ele(filho do Dorival) incentivou junto com pai a ele melhorar e voltar a atuar melhor. esses anti-Dorival. Como já disse se tá com mimimi por causa do Dorival, então que vá torcer para o Palmeiras.

  6. Eu estava no Morumbi na estreia dele. E depois fui ao CT num dia de treinamento e até conversei com ele. Sempre muito educado e muito gentil com a torcida. Bons tempos.

    • Isto é conversa para boi dormir. O Jucilei tem sido o mesmo quando joga ou quando esta na reserva. ninguém vê ele indo para a imprensa reclamar. Ele entendeu o momento e a dificuldade do Dorival de esclá-lo naquele momento e continuou treinando para ter outras chances e foi o que aconteceu.

  7. Vamos acompanhar mais um pequeno favor do pinotti – escândalo software.( cedo o sistema de graça e vocês me matem como diretor de futebol)…tudo normal…..

  8. Paulino, vc não sabe debater com respeito?

    Todo comentário vc rebate de forma contundente e tenta desmerecer a pessoa que tem pensamento diferente do seu…

    Pensa nisso…

Deixe uma resposta