Sidão atinge melhor sequência desde que chegou ao São Paulo e dispara: ‘Sensação de dever cumprido’

Sidão está cada vez mais consolidado como goleiro titular do São Paulo. No último domingo (22 de outubro), contra o Flamengo, o camisa 12 fez três grandes defesas no segundo tempo e garantiu o triunfo por 2 a 0. Com os pés no chão, ele comemora a “sensação de dever cumprido”, após protagonizar falhas com os pés em partidas anteriores.

“A profissão de goleiro é assim: não pode errar, porque um deslize pode custar uma vitória. E felizmente consegui ajudar os meus companheiros. Fiquei feliz com o reconhecimento da torcida, mas vou manter a humildade para mostrar no dia a dia que tenho condições de vestir esta camisa”, disse o arqueiro de 34 anos, que prosseguiu.

“Como goleiro não joga no ataque para marcar os gols, nossa satisfação profissional é poder praticar as defesas e impedir as investidas dos adversários. Quando somos acionados lá atrás e conseguimos garantir as defesas, principalmente para um resultado importante como este, temos a sensação do dever cumprido”, acrescentou.

Invicto como mandante – sete jogos no Morumbi e dois no Pacaembu -, Sidão ainda agradece ao técnico Dorival Júnior pelo respaldo. O goleiro atingiu o décimo jogo consecutivo na meta são-paulina, a sua maior sequência pelo clube.

“Só nos treinamentos não temos como provar nada, principalmente para quem está de fora, mas são oportunidades importantes para mostrar o trabalho para o grupo e a comissão técnica que o atleta tem condição de jogar. O Dorival me deu a oportunidade e agradeço por isso. Trabalho para retribuir esta confiança”, ressaltou.

Com a vitória sobre o Flamengo, o São Paulo subiu para o 14º lugar do Campeonato Brasileiro, com 37 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento, a oito rodadas do fim da competição. O que não dá margem para a equipe relaxar, segundo Sidão.

“Temos que manter os pés no chão, porque com humildade sairemos desta situação que não está totalmente resolvida. O Campeonato Brasileiro está bem embolado, difícil, mas dá um alívio poder trabalhar fora das últimas colocações. Seguiremos firmes para sair desta situação incômoda”, concluiu.

Novamente diante de sua torcida, o São Paulo terá como próximo compromisso o clássico com o Santos, neste sábado (27), às 17 horas, no terceiro jogo da série de cinco como mandante no Pacaembu.

FOX

Anúncios

42 comentários

  1. Prefiro ficar com o Sidão pro ano que vem do que trazer Valter, Weverton ou rafael.
    Já tá identificado e pegando muito … Faz tempo que não vejo mais críticas sobre nossos goleiroa, passamos 1 ano e meio sem goleiro !!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Trocamos o preparador de goleiros e começamos a colher frutos, o ex profissional da área era da panelinha, que era amigo de quem ?

    Milton Cruz que era o X9 quando foi demitido do São Paulo depois de 22 anos, sua demissão foi comemorada nas redes sociais por ex jogadores como Amoroso, Leandro Guerreiro, Palhinha e outros tantos.

    Quem era o melhor amigo do Milton Cruz no clube ?

    Tirem suas próprias conclusões.

    Curtir

  3. Com o curica nessa situação, dá mais alento pra uma vitória nossa no sábado, já que na maioria das vezes em que os auxilia, a gente ganha.
    Mas na nossa situação atual, é matar ou morrer!

    Curtir

  4. Tem apresentado alguma melhora mas ainda não me passa confiança.

    Nesse ponto, eu achava o Renan mais seguro.

    E de todo modo, eu acho que precisamos de um goleiro pra nós garantir vitórias no ano que vem, quando o ataque falhar.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sidao se recuperou. Faz um bom campeonato. Aos poucos está adquirindo confiança. Pro ano que vem espero uma disputa mais equilibrada no gol tricolor, pq Renan e Denis não tem nível pra jogarem no gol tricolor.

    Curtir

  6. Espero que a confiança adquirida ao fazer defesas importantes em jogos que o SPFC venceu, como foi contra Flamengo e Vitória, se reflita em atuações ainda melhores e mais seguras e ele continue rendendo nessa reta final do ano.

    Mas, dever cumprido!? Nem de longe há qualquer dever cumprido por parte dele e de nenhum dos jogadores que lá estão. Todos estão aquém e em dívida com o clube (que lhes dá toda a estrutura e paga seus salários em dia) e a torcida (que lhes apoia incondicionalmente apesar do péssimo futebol).

    O mesmo vale para quem comanda o futebol, presidente, vices, diretores e comissão técnica. O desempenho é muito abaixo da estrutura e gastos do clube, portanto eles estão muito mal também e – como tal – devem ser fortemente cobrados (especialmente os cartolas, principais responsáveis).

    Gosto da figura do Sidão, parece ser um cara de fácil convívio, que faz bem ao grupo, mas esse tipo de declaração entra bem naquilo que o Hernanes reclamou após o jogo contra o Fluminense.

    “O time não amadurece. É inaceitável. Hoje pela desatenção perdemos. Não temos maturidade. Ganhou um jogo e parece que alcançou todos os objetivos da temporada. Não é bem assim. Precisamos de regularidade para uma recuperação.”

    Uma vitória como a de domingo não vai significar nada se o time não mantiver a pegada e tiver um mau resultado contra o Santos. Assim como já aconteceu diante do Coritiba depois de ganhar do Botafogo, entre outras.

    Esse tipo de “relaxamento” não pode existir… é por isso que esse time não consegue somar 3, 4 resultados positivos consecutivos e está sempre na gangorra. Nada está bom e os jogadores precisam saber disso.

    Se contentar com o que eles estão vivendo… achar que a vida é ótima por fazer 2 ou 3 defesas e ganhar um mísero jogo contra o Flamengo é pensamento de clube pequeno e isso não serve para o SPFC.

    Parabéns aos cartolas e conselheiros do SPFC, em especial o miserável do atual presidente, cuja incompetência está incutindo essa cultura derrotista no maior vencedor entre os clubes de futebol do País.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Sidão evolui a cada jogo e tem uma qualidade que talvez Dorival viu que é de gritar e ter garra,parece que o grupo gosta dele e aquele gols de fora da area pararam né?nem lembro do ultimo.Só ta faltando voltar a ter ritmo mesmo e começar a defender uns penaltys que era uma das suas caracteristicas pois é um goleiro de muita explosão.Falhar de vez enquando todos goleiros falham,até ‘CENI’ nos dois ultimos anos cansou de falhar,ontem o badalado Catito tambem falhou.Mas gostou da sua garra e estrela.Valdir Peres tambem não era um goleiro tão regular assim e tomava seus “frangos” tambem,mas tinha muita estrela.Claro que se vier um goleiro “inquestionavel” ok.Mas acho que nossas prioridades estão longe de ter um goleiro.

    Curtir

  8. Ainda dá um certo arrepio com a bola nos pés, mas parece que tem ganhado confiança.
    Mas não cravo que é o goleiro certo para o São Paulo não. Uma boa partida não pode apagar erros recentes.

    Curtir

    • Na verdade ele vem de uma sequência de bons jogos… está se consolidando no gol. Mas ainda não vejo com maus olhos contratarem um goleiro pro ano que vem ser titular.

      Curtir

    • Jucilei bem fisicamente e motivado e jogando de primeiro volante,é um dos melhores volantes do Brasil e ainda tem uma qualidade de biotipo que é ser um atleta alto que ajuda tanto na bola aerea defensiva como ofensiva.Se conseguir trazer é um baita reforço.

      Curtir

      • Disse tudo amigo, vem fisicamente, motivado e escalado na posição correta.

        O que causa medo é que alguns jogadores emprestados ao SPFC nos últimos anos, depois de adquiridos definitivamente, caíram muito de produção.

        Curtir

      • Exato, jogando de primeiro volante, como no último jogo. É melhor até do que Petros, tecnicamente falando. Só o Dorival que via que ele rendia algo como terceiro homem de meio-campo.

        Curtir

  9. Bom dia galera blza?

    Rapaz, fiquei sem comentar durante uns tempos , pois o clima por aqui estava pesadaço, Marcio deve ter trabalhado muito esses dias lkkkkkkkkkkkk.

    Não trocaria o Dorival para o ano que vem, eu o acho bom técnico, acho que qualquer técnico que assumisse essa bomba atômica que é o SPFC esse ano iria ter seus altos e baixos, vamos começar 2018 se Deus quiser melhor, deixando ele avaliar o elenco, trazer atletas que tenham características para o esquema adotado por ele, ter uma pré temporada com o elenco.

    Quem viria assumir uma bucha dessa? O cara veio e dá a cara pra bater , muito diferente desse presidente tosco que temos que se acovarda na saia desses conselheiros playboys.

    Deixa o cara trabalhar, que prossiga em 2018 com um projeto e elenco equilibrados, para que ai sim, poderemos cobrar.

    Curtir

      • Muito bom treinador o Jair, e esse Alberto Valentim que foi nosso jogador também é muito bom, além do Carille.

        São treinadores jovens e modernos, que foram inicialmente trabalhar na base, depois de auxiliares de treinadores mais experientes, depois assumiram interinamente por algumas vezes e bem depois assumiram times grandes, feito o caminho certo e correto, comeram poeira na estrada para chegarem onde chegaram, os 3 terão futuro, além do mais são humildes. Essa é a nova safra.

        Curtido por 1 pessoa

    • Pra tocar o SPFC com tantas influências externas (geralmente negativas), como a ingerência do seu presidente, do diretor de futebol, dos adjuntos ligados ao Ataíde e de um monte de conselheiro vagabundo, tem que ser um técnico muito bom de vestiário, alguém que saiba gerenciar um grupo de atletas e cascudo o bastante pra fechar o grupo contra o acesso dessa gente e sua influência negativa.

      Não sei se Dorival é esse sujeito, visto que foram os problemas de vestiário e a panelinha religiosa do Pastor Oliveira que o derrubaram no Santos esse ano.

      O problema não é a torcida deixar o cara trabalhar, a torcida do SPFC consegue – por amor ao clube – apoiar até projetos natimortos como Ricardo Gomes e Doriva.

      O problema são os cartolas e conselheiros, que além de não entenderem p***a nenhuma do riscado, ainda adoram aparecer, tanto com entrevistas constrangedoras como tentando se intrometer no dia a dia do futebol.

      Sem um anteparo que evite o contato direto dos incompetentes com o grupo de atletas, alguém que saiba falar a linguagem dos jogadores e – principalmente – que consiga conquistar o respeito alheio (uma figura como foi o Luiz Cunha em meados de 2016), qualquer treinador que entrar no clube está frito já de antemão.

      Talvez os únicos nomes nacionais com peso pra segurar a situação atual seriam Tite (na seleção), Felipão (fim de carreira e não deve voltar mais ao Brasil) ou Cuca (com péssimo retrospecto recente).

      Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s