Sob pressão: Conselheiros cobram Pinotti sobre mesada à ex gerente suspeito de corrupção no São Paulo

Conselheiros cobram o diretor executivo de futebol, que deu dinheiro do próprio bolso a Alan Cimerman, demitido da gerência de marketing após esquema de desvios de ingressos

Não é de hoje que o diretor executivo de futebol Vinicius Pinotti é questionado internamente no São Paulo. Dono do cargo mais cobiçado do clube, o empresário convive com críticas. E a pressão cresceu após a divulgação de que ele deu dinheiro a Alan Cimerman, ex-gerente de marketing demitido sob acusação de chefiar esquema de corrupção sobre ingressos de shows no Morumbi.

Conforme publicou o “portal UOL” na terça-feira, Pinotti fez diversas transferências no valor de R$ 9.100 cada para Cimerman entre abril do ano passado e fevereiro deste ano – o ex-gerente foi demitido em agosto de 2017. A quantia paga pelo diretor a a Cimerman passaria dos R$ 100 mil, todos em nome da pessoa física de Pinotti e com a contrapartida de serviços de consultoria de marketing, justificativa das notas fiscais.

 Entre conselheiros, sua maioria da oposição, o fato só reforçou que Pinotti deveria ser responsabilizado pelo escândalo com Cimerman por ter sido ele a levar o profissional ao clube. O ex-gerente foi contratado no início de 2016, a pedido de Pinotti, então diretor de marketing.

Na época, a chegada já ocorreu sob críticas, pelo fato de Cimerman ter sofrido com processos contra sua empresa por problemas na organização de eventos da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. No total, 14 empresas o acionaram na Justiça. Agora, isso é usado como argumento para criticar Vinicius e afirmar que o problema poderia ter sido evitado.

Com toda a polêmica, conselheiros têm exigido que o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva tome uma atitude sobre o caso. Leia-se uma punição a Vinicius Pinotti. Ao mesmo tempo, um grupo político criou abaixo-assinado na internet para um pedido de impeachment do mandatário.

Vinicius Pinotti admite o pagamento a Alan Cimerman, mas alega que foram de caráter pessoal, para ajudar uma pessoa que passava por dificuldade financeira. Diz que nada tem a ver com o esquema de desvio de ingressos. De fato, não há nenhum indício que ligue as duas situações.

A polêmica que culminou na demissão por justa causa do ex-gerente de marketing é sobre ingressos para shows da banda irlandesa U2 e do cantor Bruno Mars, que se apresentarão no Morumbi entre outubro e novembro. Cimerman teria desviado bilhetes de camarote para que fossem comercializados por uma empresa à parte, com a qual dividiria os lucros. Isso teria gerado um prejuízo de mais de R$ 1 milhão ao clube.  O caso ainda está sendo apurado pela polícia civil.

Cimerman nega as acusações e sustenta que nunca cometeu nenhuma infração enquanto profissional do São Paulo, apesar de ter assinado a demissão por justa causa. Ele também diz que não houve nenhuma irregularidade nos pagamentos que recebeu de Vinicius Pinotti.

Alçado no cenário político do clube depois de emprestar o dinheiro para a contratação do argentino Ricardo Centurión no início de 2015, Pinotti atuou como diretor de marketing nas gestões de Carlos Miguel Aidar e Leco e, em abril deste ano, foi transferido para o cargo de diretor executivo de futebol, sendo o homem forte da pasta.

L!
Anúncios

30 comentários

    • A própria matéria ressalta…

      “Dono do cargo mais cobiçado do clube, o empresário convive com críticas…”

      Imagine o que os interessados de plantão são capazes de fazer almejando sentar na cadeira que ele vem ocupando.

      O objetivo é claro, cargo e poder custe o que custar e seja da forma que for.

      Politicagem de quinta categoria.

      Não estão nem aí com o momento crítico vivido pelo time no campeonato e a necessidade de união e paz.

      Nada de trégua.

      Alucinados pelo cargo, desesperadamente praticam o uso e costume do quanto pior melhor.

      Qualquer semelhança com a situação do país, não é mera coincidência.

      Triste demais, afinal alcançados seus intentos, será esse mesmo tipo de pessoas que conduzirão os nossos destinos.

      Curtir

      • Não existe ruptura suave de um modelo corrupto. A sociedade não deve nunca parar de fiscalizar ou apurar fatos sob pretexto de momento. Essa fala sua é retrógrada e anti republicana, resquício de um pensamento de terceiro mundo que vê o problema em quem denuncia mas nunca nos verdadeiros violões que são os maus administradores. Quando chegar o ano que vem você provavelmente vai falar que não é o momento de criticar por que a temporada está no início é o “trabalho novo” ainda não teve tempo de aparecer. Pra quem pensa assim nunca é a hora de mudar. Graças a Deus existem pessoas que ignoram e tem a coragem de enfrentar as situações.

        Curtir

        • E muita gente que pensa do teu modo, sem se prestar a exercer de fato e de direito a sua cidadania, mas sim, pregar o caos e praticar a política do quanto pior melhor, sem jamais apresentar qualquer tipo de alternativas reais e verdadeiras.

          De incendiários inconsequentes e sem propósitos, o mundo vive cheio.

          Pregam o caos, falam em mudanças, e se encondem por trás de suas inconsequências e incapacidades para apresentar soluções.

          Curtir

            • Concordo e apoio todo tipo de acompanhamento e fiscalização da gestão.

              Combater ferrenhamente as irregularidades e corrupções, mais que iniciativa é papel da sociedade como um todo e das autoridades constituídas em especial.

              Cabe e compete sim, ao Blog, aliás se constituiria em iniciativa e papel de extrema relevância, encontrar formas e maneiras de suprir a inoperância e omissão dos nossos conselheiros (autoridades constituídas) que nada fazem nesse sentido.

              Mas fazê-lo de forma estruturada e organizada, dentro de um modelo de atuação próprio e por meio de ações sistematizadas para bem cumprir esse papel e missão.

              Não é simples e nem fácil, demanda tempo e recursos.

              Tentar criar, estabelecer e manter um canal de comunicação entre o Blog e os Conselhos/Diretoria, poderia ser bem mais adequado, funcional e eficaz.

              Apontar erros, fazendo-o de forma não sistematizada, postando e reproduzindo notícias, boatos e informações, entendo, em nada resolverá, ineficazes, improdutivas e inócuas, como se apresentam.

              Estabelecido um canal de comunicação, os questionamentos e mesmo as informações havidas, se dariam de forma oficial, chegando até os dirigentes e conselheiros.

              O SP precisa ser passado a limpo e recriado desde as suas entranhas.

              Sou absolutamente favorável a todo modelo de gestão e governança corporativa, efetivo e absoluto, e louvo a tua atuação e entrega, se interessando e se dedicando às questões e problemas relacionados ao SP.

              Curtir

  1. Boa noite nação .O mais legal de tudo isso é que o cidadão emprestou ou deu o seu próprio dinheiro certo .. Ai eu pergunto aonde esta o roubo ou qualquer coisa desse tipo .Aparentemente mais uma tentativa da midia de contaminar e desestruturar um equepe que tenta desesperadamente sair da zona da degola .boa noite nação

    Curtir

    • Alemão, onde há uma fumacinha, tem uma brasinha, essa brasinha tem que ser contida, senão vira fogo e se espalha, já “queimaram” tantas coisas relevantes no clube, imagina só, ultimamente os sinistros não param de aflorar nos bastidores da política interna, precisa sim focar nesse ninho de ratos, dizima-los de uma vez antes que vire uma “praga” incontrolável. Infelizmente tudo de ruim está acontecendo ao mesmo tempo no SPFC, até os jogadores já sentiram o baque, mas, também acho que já estão se acostumando com os tremores provocados pelas guerras internas, a torcida faz luta por fora, e parece que está surtindo efeito positivo para os jogadores e comissão técnica.

      Curtir

  2. 2018 vai ser … 9 jogadores saem, fora o desmanche que o Pinotti é acostumado a fazer, pelo bem da comissão deles.

    Calculo que teremos em Janeiro, menos de 18 jogadores disponíveis para a pré temporada.

    Curtir

  3. Poderia ser um caso sem importancia. Mas…
    O que deixa esse caso estranho são as versões diferentes que abrem espaço para especulações.
    Agora nenhuma justificativa cola.

    Curtir

  4. LECO – Cadê a investigação?

    Vinicius Pinotti é funcionário do SPFC – está na folha de pagamento mensal. Tem que ser investigado por peritos especializados e por iniciativa do presidente do clube.

    O que são essas: “Diversas transferências no valor de R$ 9.100 cada para Cimerman entre abril do ano passado e fevereiro deste ano”?

    Isso está sendo ventilado como fatos de moralidade duvidosa do executivo Vinicius Pinotti, diretor funcionário do São Paulo. Afinal, Alan Cimerman, foi “gerente de marketing demitido sob acusação de chefiar esquema de corrupção sobre ingressos de shows no Morumbi”.

    Leco – cadê a investigação? Neste caso, não investigar é ser conivente. Se houver improbidade administrativa, medidas judiciais se fazem cabíveis contra a presidência.

    Curtir

  5. Esse ato samaritano do Pinotti no mínimo deixa uma suspeita sobre os motivos que o levaram a contratar o tal Cimerman.
    Não parece ter sido por critérios profissionais.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s