Quando Maradona enfrentou o São Paulo de Careca

Não teve jeito…

Após grandes atuações durante a Copa do Mundo de 1986 e de um Campeonato Brasileiro magistral, Careca acabou sendo negociado.

Sequer a Taça Libertadores, chegou a disputar, com a atenção devida, uma vez que só passou a atuar pela equipe tricolor quando a classificação já estava comprometida.

O destino de Careca, o maior jogador que vi jogar ao vivo, seria Nápoles.

Jogaria com o maior jogador do mundo, Maradona.

Fato que torcedores de outros clubes só estão sabendo o que é agora.

Outros, entretanto, jamais saberão.

A negociação incluiu a realização de uma partida entre o atual campeão brasileiro e o atual campeão italiano: São Paulo x Napoli.

O jogo aconteceu em 30 de maio de 1987, no estádio San Paolo.

Sob o comando de Zé Carlos Serrão, o tricolor entrou em campo com: Gilmar Rinaldi, Éder Taino depois Batista, Oscar, Vagner Basílio, Denys, Bernardo, Paulo Martins, Pita, Lê, Careca, depois Betinho e Edivaldo

Do outro lado o Napoli viria com Di Fusco, Bruscolotti, Caffarelli, Ferrario, Sola, Bagni, Muro, Romano, Giordano, depois Puzone, Maradona, Carnevale depois Carannante.

Pois é, Maradona conheceu a força tricolor.

Logo de cara, aos 12 minutos do primeiro tempo, Carnevale abriu o placar para os italianos.

Aos 24 minutos, coube a Careca empatar a partida, com uma cobrança de falta perfeita .

Os italianos não esperavam ter dificuldade frente o tricolor.

Ainda assim, fomos castigados com um gol ao final do primeiro tempo.

Aos 40 minutos, Giordano marcou 2 a 1, um golaço.

Já no segundo tempo, só deu São Paulo, com um destaque inusitado.

Denys, lateral que tinha sido quase que escorraçado do Palmeiras, após a derrota na final do campeonato paulista de 1986.

Naquele dia, jogou muito.

O empate demorou, mas veio através de um golaço do saudoso Edivaldo, após receber um passe magistral de Bernardo.

Ao final um empate em 2 gols.

Para os brasileiros a certeza de que enfrentaria de igual para igual quaisquer das grandes equipes europeias.

Já aos italianos, a certeza que estaria levando um dos maiores jogadores da história do futebol mundial e que faria uma dupla infernal com Maradona.

Para quem quiser ver os melhores momentos deste jogaço: http://www.youtube.com/watch?v=gNL_NLEghaU

Alguns anos depois, em 27 de março de 1993, Maradona voltaria a enfrentar o São Paulo.

Desta vez no Morumbi, jogando pelo Sevilla, perdeu por 2 a 0, 2 gols de Raí.

José Renato Santiago

40 comentários

  1. Nosso proximo jogo é dia 31 ou dia 01? to meio perdido com esse negocio de calendario, parece que agora tem alguns meses a mais com 31 dias…

  2. Para mim o melhor 9 que vi com a camisa do São Paulo.

    E o cara do jogo mais emocionante que assisti na vida, a final do Brasileiro de 86 contra o Guarani.

  3. Nossa historia é tão rica, tão recheada de grandes jogadores, que podemos dizer que um jogador do quilate do Careca foi apenas “mais um”.

    • Quem foi melhor? Serginho ou Roberto Dinamite? Ambos eram ótimos finalizadores tanto com os pés quanto no cabeceio e o Dinamite, um excelente cobrador de faltas. Os cariocas torciam o nariz pelo Serginho, diziam que era uma nova versão do Dadá Maravilha.

  4. Se fosse nos dias de hoje, o Careca já iria direto do Guarani para a Europa. Trouxemos mais um grande jogador do Guarani que foi o Renato, mas perdemos outros craques deles para um rival como Amoroso, Djalminha e Luizão.

    • De 45 a 47 pontos para não correr risco de cair !!

      Mas o SPFC não cai mais, Dorival achou o time

      Só lesões inesperadas de jogadores chaves podem mudar isso

      • Acredito que ele achou um time titular, mas ainda deve ter ajustes (a meu ver Lucas Fernandes joga centralizado, Maicossuel/Shaylon seriam os ponteiros).

        Seja como for, enquanto não faz os “ajustes finos” é preciso definir um substituto para cada um deles de forma a não ter uma grande queda nas hipóteses de suspensão ou ausências diversas.

        Petros/Jucilei
        Hernanes/Araruna
        Cueva/LF
        Maicossuel/Shaylon
        Marcos/Brenner
        Pratto/Gilberto

        • Fazer o máximo de pontos para fugir do rebaixamento e terminar o campeonato com um pingo de dignidade.
          Começar traças os planos para 2018, eu terminaria o ano com Dorival, demitiria ele é tiraria do botafogo o Jair Ventura, contrataria goleiro do Jean do Bahia. E junto com Jair já tracaria 2018 com reforços e metas.

  5. Nossos inimigos são a turma que está no poder , Leco e cia . , e também a turma que não está no poder e quer ganhar o poder a qualquer custo , custe o que custar , mesmo que seja o fim do clube .

    • Certíssimo. O grande desafio que temos é como resolver esse problema institucional e estrutural.
      Isso não se resolve com contratação de grandes jogadores e grandes treinadores. Ameniza, mas sempre fica uma fagulha perto do barril de pólvora.

      • Acho que a única solução é a eleição de um nome de consenso entre todas as facções ( sim , facções porque são todos bandidos ) , teria que ser outro JJ que comprasse todo mundo .

      • veja o caso desse Pedro Mauad que deu entrevista falando que Leco o tinha agredido , só que no boletim de ocorrência disse que Leco estava agressivo .

  6. “O clube tem uma postura firme nos jogos valendo três pontos. Está acostumado a pontuar. Isso faz parte do clube. Afinal, foi o ex-presidente Marcelo Portugal Gouvêa, um cavalheiro, quem mais batalhou para o Brasil ter seu torneio nacional da forma mais justa, por pontos corridos. Repito, o São Paulo é o clube que melhor soube lidar com este tipo de disputa.”

    Quando um presidente de verdade atua pelo clube, luta pelo clube e da cara para o clube… Até esse presidente (MPG) que tinha o JJ como VP de futebol o SP praticamente ditava o ritmo do futebol do país…

    Com mais de 30 anos na bota deles o Leco não aprendeu nada???

  7. Ou seja, Maradona tb é nosso freguês hehehe, estamos invictos contra ele!!!!
    E concordo com o colega, se fosse hj em dia, o Careca iria direto do Guarani, com 17 anos mesmo para algum time milionário ( ou um grande, não é exatamente a mesma vida, mas enfim) da Europa, nem teria o tempo de amadurecer e evoluir seu futebol, como teve no São Paulo antes de ir para a Europa, foi um cracaço de bola realmente, só faltou ser campeão do mundo com a Seleção!!!!

Deixe uma resposta