Jogadores aprovam e curtem o silêncio no São Paulo

Jogadores e comissão técnica estão satisfeitos com a suspensão temporária das entrevistas coletivas diárias no São Paulo durante a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Poucos atletas falaram sobre a preparação do time para o jogo contra o Vitória, no último domingo, e esta fórmula se repete nesta semana de clássico contra o Corinthians. “Precisamos falar menos e jogar mais”, avaliou o atacante Marcos Guilherme. “É uma semana importantíssima, que mexe com a cabeça de todos e precisamos de concentração”.

O clássico, pela 25ª rodada do Brasileirão, será neste domingo, às 11 horas, no Morumbi, em São Paulo. O ‘silêncio’ foi adotado na semana passada, após uma polêmica envolvendo o meia peruano Cueva, que ironizou um comentário de Rodrigo Caio feito em uma coletiva dias antes e que acabou despertando uma crise interna. Dias depois, o técnico Dorival Junior explicou que a suspensão das entrevistas não foi imposta e deu o tom do discurso que o time passou a adotar sobre o tema. “Temos que falar o mínimo e trabalharmos o máximo que pudermos.”

Além do silêncio, os treinos estão acontecendo com portões fechados, reforçando o mistério sobre as estratégias de Dorival Junior para o clássico. O treinador terá praticamente todo o elenco à disposição. O lateral-esquerdo Edimar e o volante Jucilei retornam de suspensão e a principal dúvida é no meio de campo: Cueva, Jonatan Gomez e Jucilei brigam por uma vaga. O São Paulo está perto de quebrar mais um recorde de público nesta edição do Brasileirão. O clube esgotou os ingressos ao público e anunciou que 50 mil foram vendidos para o clássico contra o Corinthians. Agora restam apenas bilhetes de camarotes, cadeiras cativas e ingressos corporativos.

Estadão

84 comentários

    • Bom dia. O momento é justamente esse.

      Mas mudando de assunto: eu prefiro o Júnior Tavares ao Edimar. O ganho de velocidade da equipe não passa apenas pela eventual saída do Jucilei – de quem eu gosto e acho que deveria preceder o Petros na escalacao-, mas também pela presença do Júnior e o desafogo que ele dá na lateral esquerda.

        • Roberto, eu não vejo o Edimar esse primor defensivo, não: falhou contra o Botafogo e contra o Palmeiras em lances capitais, além de não dar ao ataque as opções que o Júnior oferece.

          Ademais, creio que se o Militão guardar posição e tirar espaço do Arana, o Jucilei pode cobrir eventuais espaços deixados pelo Júnior Tavares. Sei lá, acho que é um problema que o técnico tem que resolver, pois não dá para abrir mão de jogadas laterais e é isso que significa a entrada do Edimar, que é muito burocrático/lento/trotador.

  1. É ruim pra imprensa e pra nós que ficamos sem noticia a semana toda,mas como esse momento é dificil e cheio de polemicas talvez é melhor o silencio mesmo.Mas tem que jogar bola e se possivel ganhar dos travecos pra amenizar o ano,quem sabe um replay do ano passado com o Cuevas arrebentando nos passes(sonhar não custa nada).Time dos travecos é bem chato,vai ter que fazer a melhor partida do campeonato pra ganhar,pois eles vão querer compensar a desclassificação de ontem e pra afundar a gente,mas estou confiante,acho que que o time esta mais encorpado e confiante e se todos começarem a jogar no seu potencial temos chances de vencer.Se Cuevas e Prato estiverem num bom dia vai ser meio caminho andado.

    • Olha Wagner respeito seu pensamento, eu, quando leio essas “noticias” das entrevistas de jogador , fico com a sensação de ter perdido alguns minutos/segundos preciosos da minha vida.

      A maioria das noticias são do tipo Estamos trabalhando durante a semana para conseguir os 3 pontos e subir na tabela. Prefiro ficar sem noticia e ver o time ganhar , pq ultimamente tem sido muita noticia e pouca vitoria

    • Por isso que falo há tempos aqui que nosso “maior” problema na temporada foi o péssimo trabalho de campo realizado desde a nossa Pré Temporada.

      Não há nenhum bicho papão no futebol brasileiro, mesmo com o elenco que iniciamos a temporada e com o atual, éramos para estarmos em situação melhor.

  2. Se vencer o classico pode ficar sem dar entrevistas sempre…

    essas entrevistas quase nunca agregam nada mesmo

    é só pra imprensa criar noticia

  3. Essa ideia de que povoar meio campo com volante tras segurança defensiva é balela. O que melhora o sistema defensivo é a dedicação tática dos jogadores durante os 90 minutos.

  4. Concentração total para o Clássico contra às GAIVOTAS,pois será um jogo difícil e precisamos dos 3 pontos em jogo.Ja garanti meu ingresso para arquibancada azul onde todos os São paulinos presentes apoiarão o time até o fim da partida.
    Agora com respeito as dúvidas no meio não há motivos para deixar o Cueva no banco,tem que jogar ao lado do Hernanes ajudando na criação onde ele pode fazer a diferença…

  5. eu sinceramente não sinto nenhuma falta quando jogador do SPFC deixa de dar entrevista, isso é puro marketing, até pq a maioria das perguntas que os jornalistas fazem é sobre fofoca, ou alguma polêmica pra criar caso na mídia, então se isso está ajudando no ambiente entre os jogadores, por mim pode ficar assim sempre !

    quem fica choramingando que não tem entrevista é esses jornalistas patifes que só querem criar polêmicas pra ter audiência, são eles que ficam criando caso com isso.

  6. O único porém, acho, é q ao ñ dar entrevistas a exposição dos patrocinadores diminui (sempre tem os produtos na bancada, visíveis).

    Mas acho necessário: neste momento os jogadores precisam do menor número possível de coisas, frases, notícias q tirem sua concentração, confiança, etc.

    Aliás, isso é parte do Marketing: sempre achei q deveriam trazer uns caras dos EUA, especialistas em transformar os eventos esportivos deles em verdadeiros shows. Acho q mais do que uma cobertura o q atrairia os torcedores seria um espetáculo maior. No intervalo poderíamos ter aquelas bandas, coreografias (cheerleaders), etc. Poderiam trazer o Ira, ou Sepultura (ou até o Zezé e Luciano), eventualmente (todos são paulinos). Precisamos fazer coisas q nos coloquem novamente na vanguarda. Confiar q a torcida vai lotar sempre “só pelo amor” é errado. Temos q “incentivar o amor”.

    A torcida não lotava tanto nem no tricampeonato seguido, então ‘apenas’ o esportivo não é o suficiente (o esportivo é o principal, claro), mas outras coisas ajuda. Comida, atrativos, tudo.

    Precisamos tratar nossos jogos como o que são: eventos de entretenimento.

  7. treinamento fechado tbm, se a comissão técnica e os jogadores resolverem achar que é melhor por mim tbm pode ser, tudo que for pra ajudar o time a melhorar e deixar o ambiente mais agradável possível pra unir o grupo, eu topo

    SPFC em primeiro lugar, que se lasque a imprensa se não gostam !!

  8. Hora de falar menos e jogar mais, mesmo pq o cor praticamente já é campeão brasileiro, enquanto nós temos que nos preocupar com o z4 nesse momento.
    Obs: Muito Feliz com as eliminações do cor e san pena que o bostafogo não aguentou o gremio.
    torcer para todos os brasileiros saírem de todas as competições internacionais (sula e libertadores)
    Sp sempre em primeiro lugar, depois seleção.

  9. Hora de “todos” se calarem, agora é hora de nos unirmos para tirarmos o time dessa situação, muita fofoca, intriga e agitação.

    Após o término da temporada teremos o tempo necessário para discutir gestão, os erros, o Pinotti, o Leco, as contratações erradas, e tudo o que não deu certo.

    • Claro, só podemos falar mal do ex-treinador no momento e ficar vislumbrando o que seria o ano sem sua vinda. Algo que nem a mãe Dinah conseguiria. Vamos ficar apenas imaginando passado ilusórios. O resto tudo é proibido…

      Tá ‘serto’!

      • Sim, mas futebol é paixão, emoção, imaginação, pois é um esporte apaixonante.

        Com os eternos bordões…

        “a bola entrou”, “foi penalti”, “e se”, “foi gol”, etc etc etc.

        Pois todos temos opiniões com o intuito de estarmos certos.

        Abraços.

  10. Nunca entendi como era possível ter tanta gente, que não jogadores e comissão técnica, dentro de um vestiário como acontece no morumbi. Deve ter até bisneto de conselheiro sentado junto com os jogadores em dia de partida e tomando gatorade.

  11. Gostava do passado onde os setoristas, que se preocupavam apenas com o futebol, tinham transito livre e entrevistavam quem queriam. Hoje as coletivas são engessadas, não fazem nenhum sentido e a maioria dos jornalistas (?) presentes são ‘foquinhas’ que mal sabem falar e perguntar. Mas HOJE com o São Paulo na corda bamba o silêncio é ouro.

  12. Silêncio é a melhor palavra para essa fase do time mesmo. Jogar mais e falar menos. Torcer mais e falar menos.

    SPFC 1 X 0 Galinhada.

  13. Pelas barbas do profeta: “Cueva, Jonatan Gomez e Jucilei brigam por uma vaga” . Só na cabeça de um retardado mental haveria esse tipo de dúvida. Cueva não pode ficar fora do time, ele sempre foi o cérebro do SPFC e , contra o Vitória teríamos tido dificuldades sem o peruano. Gomes é ruim de bola, aliás, é um Buffarini de meio-campo. Raçudo como o lateral, mas péssimo dos péssimos como jogador. Já Jucilei perde uma corrida com uma tartaruga, talvez funcione como zagueiro ou , no máximo, como primeiro-volante. na posição em que Burrival o coloca faz o meio campo do SPFC não marcar nem criar, seria o caminho mais fácil para a derrota para o Small. Atenção, Muricy: impeça seu amigo Burrival de fazer essa loucura, o time não pode decepcionar as mais de 60000 pessoas no morumTRI.

    • Acho que pela falta de caráter e o corpo mole que o Cueva já demonstrou, acho que não precisa ser “retardado mental” para ficar em dúvida em quem colocar na posição. Jucilei tem que ser no lugar do Petros, mas o sr. Dorival não enxerga isso. O Gómez foi péssimo no último jogo… matou contra’ataques, fez faltas bobas… se o Cueva jogar de verdade, ele é titular absoluto, mas se ele jogar igual a maioria dos últimos jogos, melhor colocar o Thomaz.

  14. Comemorando muito a eliminação do santos. Afinal, eu não suportaria um tetra-campeão da Libertadores que não fosse o SPFC. E comemorando também a eliminação da travecada. Agora é torcer pelo Barcelona dos pobres eliminar o Grêmio. Uma das Libertadores de mais baixo nível da história.

    • Tbm gostei da desclassificação do Santos pelo mesmo motivo, Joaquim!

      Mas não podemos dar chance ao azar… 12 anos sem Libertadores… se vacilar mais seremos passados logo logo. Temos que voltar a estar brigando lá em cima o mais breve possível.

      • Isso mesmo, Allan. Estamos dando muita sopa para o azar. Essas últimas administrações do SPFC foram um terror, que Deus nos ajude a superarmos logo essa fase.

  15. Bom dia galera!!
    Como disse aqui outro dia, jogo contra os travecos precisamos entrar com pelo menos um lateral q apoie bem. Ja que o momento do Militao é muito bom, e ele defende bem melhor do que qualquer outro q temos, eu manteri Junior na esquerda.
    O time sem cor usa muito seus laterais, jogar contra ele sem conseguir segurar um dos laterais deles com o apoio constante de um dos nossos é suicídio.
    Domingo, 4×1, novamente show de Cueva

Deixe uma resposta