Raí Raí, o terror do Morumbi

Meu maior ídolo…

Meus anos de torcedor de arquibancada do tricolor aconteceram, principalmente, durante a década de 1990.

Inegável, portanto, que tenha como maior ídolo, o aniversariante da semana, o inesquecível Raí.

Sua chegada ao tricolor veio em meio de certa desconfiança.

Após um começo, apenas razoável, no Botafogo de Ribeirão Preto em 1984, Raí ganhou destaque da mídia por ser irmão de Sócrates, capitão da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1982.

Contratado pela Ponte Preta, durante uma temporada, seu retorno a equipe de Ribeirão Preto foi um claro sinal que Raí não passaria de irmão de um jogador famoso.

Novamente no Botafogo, Raí fez um bom campeonato paulista e voltou a mídia, desta vez como um jogador promissor.

Não há como negar, no entanto, que este grau de parentesco foi decisivo para sua contratação junto ao São Paulo.

No passado, seu irmão Sócrates estava com toda sua contratação, junto ao Botafogo, acertada pelo São Paulo.

Naquela oportunidade, o presidente do alvinegro paulistano, Vicente Matheus, fez uma manobra, de ética questionável, e levou o Doutor para os campos da fazendinha, em feito, até hoje citado com orgulho por seus torcedores.

Bem, cada torcida se orgulha daquilo que lhe cabe.

Pois bem, na vez de Raí, os dirigentes tricolores se cercaram de todos os cuidados e trouxeram o meio campista sem que houvesse qualquer chance de nova manobra.

Após um período de adaptação, em que conquistou “apenas” um campeonato paulista e um vice-campeonato brasileiro, em 1989, Raí passou a se tornar a grande referência de uma das maiores equipes da história do futebol mundial, o São Paulo de Telê.

Telê chegou ao São Paulo em 1990 e passou a usar Raí como grande referência de sua equipe.

Ao contrário do que aconteceu com seu irmão Sócrates, com quem Telê disputou duas Copas do Mundo, sem que as conquistasse, a dupla Telê e Raí ganhou tudo no tricolor.

Apenas para citar as competições mais conhecidas, foram dois Campeonatos Paulista, em 1991 e 1992, um Brasileiro em 1991, duas Taça Libertadores, em 1992 e 1993 e um Mundial Interclubes em 1992.

Os gols na final frente ao Barcelona em 1992 foram seu ápice, o segundo então: http://www.youtube.com/watch?v=gP3h9-o3wWU

Contratado pelo Paris Saint Germain, onde se tornou um dos maiores jogadores da história da equipe francesa, Raí voltou para disputar a final do campeonato paulista de 1998, frente os alvinegros paulistanos.

Resultado?

O óbvio

Gol, vitória e título para o tricolor.

Deixou de desfilar sua arte em campo em 2000, com mais um título paulista.

Raí é e foi, acima de tudo, um extrato do melhor que o futebol brasileiro e mundial já produziu.

Por: José Renato Santiago

Anúncios

49 comentários

  1. Tenho 41 anos e pra mim, é o maior ídolo da história do SPFC. O mais interessante é que dizem por aí que o craque aparece nos momentos mais decisivos. Esse era o Raí em campo. Não tinha final que ela não guardasse o dele.

    Curtir

  2. Tenho minhas dúvidas se esses 15 dias “parados” vai servir para alguma coisa.
    Testa daqui, testa dali, sai um, entra outro e pelo jeito ainda não temos um time definido.
    Isso é incrível.

    Curtir

  3. Minha opinião, maior vencedor da história tricolor , portanto maior ídolo, Raí não macule sua bela história de vitórias confundindo seu histórico vitorioso com o desastre da derrocada do Leco, sua imagem é de vitória de ídolo supremo , Leco não preciso nem mencionar qual ideia sua imagem transmite.

    Curtir

  4. Oi bom dia nacao tricolor noticia confirmada pelo menon o nosso idolo dios lugano recusou proposta do glasgow rangers 5 colocado da escocia proposta de 2 anos o dobro do qur ganha no sp disse que nao vai largar o sp nessa situacao esse tem carater com certeza honra o manto

    Curtir

    • Lugano é monstro, é outro nível de jogador!!

      Não importa se não é mais o mesmo de 10 anos atrás, não importa se é inferior tecnicamente (tenho lá minhas dúvidas), que os outros zagueiros… não importa!!

      Agora é hora de colocar em campo quem ama o clube ou pelo menos está afim de se doar pelo clube!!

      É o nosso único campeão mundial no elenco, meu único ídolo atual e o único que confio 100% que vai dar o sangue por esse clube e nossa torcida… Lugano tem que jogar!!!

      É hora de separar os meninos dos homens!

      Curtir

  5. Poxa, nasci em 94, nao vi rai jogar :/

    Acompanho SPFC mesmo, diariamente a partir de 2003, final do paulista contra os travecos.

    Entao, meus maiores idolos são os jogadores do tri liberta e mundial e tri hexa.

    Rogerio ceni, lugano, cicinho, mineiro, miranda, borges, chulapa, amoroso, junior, josué.. idolatro esses caras demais, mas fico triste de nao ter acompanhado tbm os times de 90 a 94

    Mas por tudo que sei que o Raí fez pelo clube, sou fanzaço mesmo sem ter visto jogar

    Curtir

    • Normal meu amigo, isso não o torna menos são paulino por exemplo…

      Eu tbm sou frustrado por não ter visto, Leônidas, Sastre, Zizinho, Canhoteiro, Poy, São Sergio, Pedro Rocha, Gerson, Paraná, Muricy, Serginho, Forlán, V. Peres, Oscar, Don Dario, entre tantos outros que com certeza eu esqueci de mencionar…

      Quem viu conta que eram fodásticos tbm…

      Esse clube é gigante…

      Curtir

      • Põe gigante nisso.. acho que deve ser o clube com mais ídolos incontestaveis no Brasil.

        No site oficial tem uma página listando 70 ídolos, vi e ainda assim lembrei de uns “esquecidos” kkk são muitos

        Curtir

  6. Meu maior ídolo também, além de arrasador, decisivo, tem um caráter exemplar.
    Craque, injustiçado nas copas de 94 e 98 pelos imbecis do Parreira e Zagalo idiota, que o “queimou” colocando pra jogar no Maracanã naquela seleção contestável.
    Ali o Zagalo queirmou ele e o Muller, pois o.povo bairrista do Rio vaiou os dois.
    Bom, perdeu a copa, bem feito pro Zagallo e pra CBostF.

    Curtir

  7. Apesar do post ser do craque Rai, quero falar do Lugano, exemplo de amor ao clube, o que muitos jogadores que foram cria da base do São Paulo (ex: denilson) não tiveram e não tem !!

    Pra mim o Lugano Mito !!

    Curtir

  8. Sou de novembro de 85 e minha primeira lembrança viva como torcedor do SPFC é uma final de Paulista 91, onde Raí destrói, faz simplesmente 3 gols na partida contra o Corinthians e desde então lembro de vários jogos que ele foi decisivo. É meu maior ídolo com certeza, Ceni tb tem sua importância mas até pelo simbolismo do grande camisa 10, o Raí pra mim é outro patamar… Tenho fé que voltaremos a ser um time campeão de tudo e que teremos ídolos nos representando…

    Curtir

  9. E a nojenta Midia Gambá, falam que Sócrates foi melhor que RAí: veja o Curriculum: Sócrates – 1 Taça Cidade de São Paulo (1977) pelo Botafogo-SP e 3 Campeonatos Paulista (1979, 1982 e 1983) pelo Corinthians., Raí- 2 Campeonatos Paulista, em 1991 e 1992, 1 Brasileiro em 1991, 2 Taça Libertadores, em 1992 e 1993 e 1 Mundial Interclubes em 1992 e Campeão Mundial pela Seleção em 94. Tirem suas conclusões.

    Curtir

  10. “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”
    “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”
    “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”

    Às vezes esse Hino ecoa aos meus ouvidos… estádio lotado, em alguma final de campeonato
    ou algum grande clássico, Mestre Telê no banco… e Rei Raí ditando o ritmo em campo, no
    colosso do Morumbi!
    Quantas lembranças!!!
    O Bi da Libertadores, o Mundial de 92, as finais paulistas de 91 e de 92 (ele fez 3 gols no 1o
    jogo com as Peppas também, lembram?), seu retorno final para a final paulista de 98, até sair
    para encerrar a carreira em meados de 2001… Jogador-atleta, se cuidava, era cerebral, não
    tão técnico e habilidoso quanto seu irmão, mas muito mais feliz na carreira. Apesar da minha
    comparação com o irmão, Raí foi mais completo, pois era atleta – jogador – líder e tinha estrela,
    era decisivo nos momentos cruciais, até não chegava a ser um craque total como por exemplo
    Pita que brilhou com nossa camisa nos anos 80. Mas não deixava de ser craque, como sendo
    um jogador completo.
    Mas quero chamar atenção para um fato que soube quase no final de sua careira.
    Rai voltara em fins de abril de 98 para detonar a galinhada naquela inesquecível final paulista
    de 98. Em abril ou maio de 2000, discutia-se se prorrogariam o contrato dele (que ocorreria e
    ele só sairia em meados de 2001, encerrando a carreira).
    O Presidente do SP era o Paulo Amaral, de não tão boas recordações. Havia um certo clima de
    fim de festa, como se Rai não fosse mais tão importante… estavam achando que pagar o salário
    que ele recebia era demais… e marcaram um dia e o aguardavam para discutir a renovação.
    Raí chegou ao clube, entrou na sala, pegou um contrato em branco, assinou e o entregou aos
    incrédulos dirigentes, dizendo: “O que vcs decidirem fazer está bem decidido e aceito por mim.
    Agora, senhores, com licença, que preciso correr para o treino pois estou atrasado…” e saiu!

    Rei Raí…
    Eterno ídolo, um dos maiores ídolos da minha vida, com certeza!
    Talvez. o maior… talvez…

    Aquele som ainda ecoa na minha cabeça…

    “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”
    “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”
    “Raí, Raí, o Terror do Morumbi!”

    Curtir

  11. Exatamente o que falta ao SPFC nos dias atuais: alguém que o represente dentro de campo, perante aos rivais / adversários, bem como perante ao seu torcedor… Alguém que este torcedor possa “encher o peito” e dizer: este me representa!!!… Ou como o Cerezzo, que chegou, já consagrado, vestiu a camisa, sentiu que esta lhe caiu bem, foi lá e ganhou o mundo… Estamos carentes de jogadores desse naipe… Não só nós, torcedores do SP… Nós, brasileiros, cada qual torcendo para o seu clube… Quem é o grande ídolo, de qualquer dos clubes daqui, atualmente???…

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s