Poucas horas depois de ser afastado pela diretoria do São Paulo, Cícero apareceu para se defender. Por meio de nota oficial enviada pela assessoria de imprensa, o meio-campista negou ter qualquer inimizade dentro do elenco, como chegou a se especular, e se disse vítima da má fase do time dentro de campo.

‚ÄúInfelizmente, a fase que o S√£o Paulo se encontra dentro e fora de campo n√£o √© boa, e como normalmente acontece no futebol, quiseram achar um culpado por toda situa√ß√£o‚ÄĚ, disse.

A decis√£o de afastar o jogador foi tomada por diretoria e comiss√£o t√©cnica ap√≥s reuni√£o realizada na noite da √ļltima ter√ßa-feira.

O problema √© que C√≠cero j√° atuou o n√ļmero m√°ximo de jogos permitido no Brasileir√£o e n√£o poderia defender outra equipe da primeira divis√£o. Assim, ele s√≥ ficar√° treinando separadamente dos companheiros at√© achar uma alternativa.

Veja a nota completa de Cícero:

‚ÄúGostaria de esclarecer algumas informa√ß√Ķes que est√£o sendo veiculadas na imprensa sobre a minha situa√ß√£o no S√£o Paulo. Quero deixar claro que n√£o tenho inimizade alguma dentro do elenco, muito pelo contr√°rio, tenho muitos amigos e sempre tive uma √≥tima rela√ß√£o com todos. Fiquei muito feliz em receber liga√ß√Ķes de v√°rios companheiros prestando solidariedade nesse momento.

Retornei para o São Paulo para ajudar o time a conquistar grandes coisas. Saí da minha zona de conforto, pois estava muito bem adaptado ao Rio de Janeiro, e aceitei a proposta de voltar por confiar no projeto que a diretoria e a comissão técnica me ofereceram. Infelizmente, a fase que o São Paulo se encontra dentro e fora de campo não é boa, e como normalmente acontece no futebol, quiseram achar um culpado por toda situação. Vale lembrar que, dos 19 pontos conquistados pelo clube no Campeonato Brasileiro, 15 deles eu estava em campo ajudando meus companheiros.

Retornei ao clube através de um convite do Rogerio Ceni, homem escolhido pela direção para comandar o time na temporada, mas que teve seu trabalho subitamente interrompido para que uma nova comissão técnica assumisse o comando do elenco.

Em todos os clubes que defendi, sempre trabalhei da forma mais profissional possível e nunca tive histórico de problemas de relacionamento. Construí ao longo dos anos uma carreira séria, com muitas conquistas e gostaria que isso fosse respeitado.

Fico triste com a decis√£o tomada pela diretoria do S√£o Paulo, mas vou respeitar e continuar trabalhando de forma s√©ria, como sempre fiz. Agrade√ßo pela oportunidade de vestir novamente essa camisa que √© t√£o importante no cen√°rio mundial‚ÄĚ.

ESPN