Por que acreditar numa recuperação épica do São Paulo?

RECUPERAÇÃO ÉPICA?

 

O TIME É DA FÉ E A GENTE TEM MAIS É QUE ACREDITAR!

 

Novatos, laboratório:

 

Coincidentemente, e de forma surpreendente, algumas das maiores equipes da elite do nosso futebol apostaram em treinadores em início de carreira, debutando nesse Brasileirão 2017.

 

Pontos fora da curva:

 

Terminado o primeiro turno, alguns pontos fora da curva, dois deles bastante marcantes, podem ser observados, pra surpresa geral.

 

O Corinthians do Fábio Carile:

 

O primeiro deles, o Corinthians, do debutante Fábio Carile, com 82,50% de aproveitamento, campeão invicto, com 14 vitórias e 5 empates, 32 gols marcados, apenas 9 gols sofridos, com um saldo fenomenal de 23 gols.

 

Filosofia de jogo, um por todos e todos por um.

 

Iniciou a pré-temporada priorizando um esquema e sistema de jogo excessivamente defensivista, organizando e arrumando os setores de criação e ofensivo, no entanto, durante o campeonato.

 

Consciência e disciplina tática, acima de tudo, todos defendem e alguns atacam sempre de forma organizada, e apenas “na boa”, explorando os contra ataques sempre com muita velocidade.

 

Pouca posse de bola, muita marcação, velocidade, eficiência de bola parada, defensiva e ofensiva, entrega, muito espírito de time.

 

Jogam com paciência, esperando a hora certa pra atacar, sendo incisivos e eficientes, nas chances criadas ou nas falhas cometidas pelos adversários.

 

O São Paulo do Rogério Ceni:

 

E o segundo, o São Paulo, do também debutante Rogério Ceni, com 33,30% de aproveitamento, na zona do rebaixamento, com 5 vitórias, 4 empates e 10 derrotas, com um dos ataques mais inoperantes e ineficazes, apenas 22 gols marcados e uma das defesas mais vazadas, com 26 gols sofridos, grande parte deles, de maneira lastimável e inexplicável.

 

Filosofia de jogo, cada um por si e Deus por todos.

 

Iniciou a pré-temporada priorizando um esquema e sistema de jogo excessivamente ofensivo, com linha de marcação sempre muito adiantada e agressiva (estilo Barcelona), ainda que sem o mesmo nível técnico, obviamente.

 

Fazia muitos gols, mas desequilibrado, tomava uma enxurrada, também, atuando com um sistema defensivo sempre muito exposto e fragilizado.

 

Sem balanceamento algum, a ordem era atacar, atacar e atacar.

 

Suscetível às críticas, à avalanche de gols sofridos e aos resultados, sucumbiu à invertida sofrida na Arena das Peppas (0x3), e a partir de então, tudo se perdeu.

 

Poderia ter mantido a proposta ofensiva e agressiva, promovendo o ajustamento do setor defensivo.

 

Pode ter faltado experiência e bagagem pra manter o propósito, e a aposta no novo, no jeito diferente de propor a peleja.

 

Coragem, quem sabe.

 

É bem verdade, e não restam dúvidas, as indispensáveis saídas de jogadores vendidos pra fazer caixa, o clube não tinha outra saída, atrapalharam muito e contribuíram demais para o desfecho alcançado.

 

Contudo, diferentemente do Corinthians do Fábio Carile, o time do SP nunca deu sinais algum, de consciência e disciplina tática.

 

Nunca existiu organização alguma, entrosamento nenhum, a posse de bola sempre foi muito alta, mas da mesma forma absolutamente ineficaz.

 

Um time sempre muito impaciente, descontrolado, falhando demasiadamente tanto na frente quanto atrás, tomando um montão de gols bobos e inexplicáveis, e da mesma forma, perdendo praticamente todas as oportunidades que criava ou que se apresentavam, em decorrência de falhas dos adversários.

 

Quem sabe, não teríamos dois pontos fora da curva, mas os dois no aspecto positivo, cada qual apostando numa filosofia de jogo, diferentes, e completamente antagônicas, no início, mas que poderiam se equivaler ao final desse primeiro turno.

 

Os dois jovens treinadores poderiam estar desfrutando de resultados favoráveis, mesmo que jogando, com estilos, diversos.

 

Por que, não?

 

Ponto fora da curva – positivo:

 

Atropelados pelo resultado invejável e não menos surpreendente do ponto fora da curva, positivo, um pelotão que não fosse a disparidade havida, se contentariam com o histórico de desempenho do campeonato ao longo dos anos. Grêmio, Santos e Palmeiras, jogaram pro gasto, com 39, 35 e 32 pontos, respectivamente.

 

Ponto fora da curva – negativo:

 

Acima do inesperado, inexplicável e não menos surpreendente ponto fora da curva, negativo, o nosso São Paulo, se situaram o glamoroso elenco do Flamengo, o desacreditado Sport do mais desacreditado ainda, Luxemburgo, o Cruzeiro e o Atlético PR, com 29, 28, 27 e 26 pontos, respectivamente, acompanhados pelo Coritiba, Fluminense e Botafogo, os três com 25 pontos cada, o Coritiba, mesmo que em estado cambaleante.

 

O imponderável nesse sentido é tão maior e inesperado, ainda, considerando que mesmo os times acostumados com a zona de rebaixamento, também acabaram o primeiro turno, um pouco acima, grudados na nossa vexatória pontuação.

 

Vasco com 24, Bahia e o também pomposo Atlético MG com 23, e a Ponte Preta e Chapecoense com 22 pontos.

 

Zona da degola – a bola pune!

 

O glorioso SPFC com miseráveis, 19 pontos.

 

Abaixo da gente, pasmem, somente o Vitória com a mesma pontuação, o Avaí com 17 e o Atlético GO segurando a lanterninha, com sofríveis 12 pontos.

 

Nossos resultados, rodada a rodada? Seria triste se não fosse cômico!

 

01ª – Cruzeiro (f) 0x1 (vários gols perdidos e aquela famosa pixotada do Maicon)

02ª – Avaí (c) 2×0 (uma dificuldade e uma sofrência danada, mas ganhamos)

03ª – Palmeiras (c) 2×0 (ofensividade extrema x retranca absoluta. 3 zagueiros)

04ª – Ponte Preta (f) 0x1 (vários gols perdidos e pixotadas grotescas)

05ª – Vitória (c) 2×0 (um resultado não tão confortável, contra um time fraco)

06ª – Corinthians (f) 2×3 (confrontos dos dois pontos fora da curva) (falhas)

07ª – Sport (f) 0x0 (um jogo “ganhável” empatado pelo medo de perder)

08ª – Atlético MG (c) 1×2 (1 caminhão de gols perdidos e 2 falhas clamorosas)

09ª – Atlético PR (f) 0x1 (1 falha clamorosa e 1 caminhão de gols perdidos)

10ª – Fluminense (c) 1×1 (avenida pela direita, falhas goleiro, gol bobo de falta)

11ª – Flamengo (f) 0x2 (já no desespero, falhas e mais falhas defensivas)

12ª – Santos (f) 2×3 (muita gente nova, Pintado, e um baile do Copete)

13ª – Atlético GO (c) 2×2 (chuva de gols perdidos, desatenção geral e ++ falhas)

14ª – Chapecoense (f) 0x2 (Osório montou o time pra ganhar. Falha Renan e JT)

15ª – Vasco (c) 1×0 (jogamos bem ofensivamente, mas sufoco na defesa)

16ª – Grêmio (c) 1×1 (a galera empurrou e empatou o jogo pro time)

17ª – Botafogo (f) 4×3 (jogamos nada até os 37 ST. Virada Épica)

18ª – Coritiba (c) 1×2 (+++ falhas, ofensivas e defensivas. Juizinho. Um horror!)

19ª – Bahia (f) 1×2 (+++ falhas, ofensivas e defensivas. Juizinho. ++ horror!)

 

Por que acreditar numa Recuperação Épica?

 

  1. A torcida está com o time, apoiando e empurrando o tempo todo;
  2. Mesmo que muito modificado, nosso elenco e time é superior que muitos outros;
  3. Perdemos para nós mesmos, em muitas das 10 derrotas sofridas;
  4. Estamos a apenas uma vitória, da Chapecoense e da Ponte Preta, e temos os confrontos direto com os dois, ainda;
  5. O mesmo em relação ao Atlético MG e Bahia, estando a quatro pontos, deles;
  6. Idem, e a cinco pontos do Vasco;
  7. A mesma coisa, e a seis pontos, do Botafogo, Fluminense e Coritiba;
  8. Sem considerar e levar em conta, as pontuações do Atlético PR, do Cruzeiro e do próprio Sport, inclusive;
  9. São 12 times, perfeitamente na nossa alça de mira, que podem sim, ainda ser alcançados;
  10. Tem todo um turno ainda pela frente, são 19 partidas, onde tudo poderá ainda acontecer, e a tabela será dura para o SP, mas também será para os demais;
  11. Jogaremos, 10 dessas decisões, em casa;
  12. Teremos pela frente, confrontos diretos, com todos esses doze, concorrentes;
  13. Esses concorrentes terão confrontos diretos, entre eles mesmos;
  14. Farão jogos duríssimos, dentro de casa, contra times com necessidade de ganhar, seja pra escapar, seja para se classificar;
  15. Tivéssemos vencido, e tivemos tudo pra vencer, pelo menos três desses concorrentes diretos, circunstancialmente à nosso frente, em jogos perdidos, estaríamos disputando a vaga para a Libertadores;

 

Xô, degola!

 

Vamos escapar dessa e sair dessa sinuca de bico, e tão logo isso esteja resolvido, o nosso Conselho de Administração precisa e deveria ser convocado para um conversinha de pé de ouvido.

 

Conversinha ao pé do ouvido!

 

Colocá-los todos sentadinho no centro do gramado do Morumbi, perfilados junto ao Leco, e ouvir o que eles teria pra nos falar, sobre o SPFC para 2018!

 

SOMOS O TIME DA FÉ!

 Por: Carlos Takei

Anúncios

89 comentários

      • Roberto, esse texto Lozetti mostra exatamente a situação do nosso Tricolor. Eu realmente não gosto de ver críticas desse nível ao SPFC, porém elas estão certas, e se nossa presidencia/diretoria/comissão técnica/jogadores não tiverem humildade para aceitar essas críticas e corrigi-las rapidamente eu não vejo saída para o nosso tricolor.
        Nos dois últimos jogos eu estava acreditando na recuprecuperação do time em função dos adversarios fracos, porem os resultados deixaram-me totalmente sem esperança no futuro do tricolor.
        Gostaria de estar totalmente errado porém infelizmente acho que errado está o SPFC.

        Curtido por 1 pessoa

      • Cara, o FBN é bem crítico em relação ao Ceni. É verdade. Mas de uns tempos pra cá, ele admitiu que a diretoria também errou. Então, nem pego mais no pé dele. rsrsrs
        Mas para mim, o texto falou 110% do que eu penso sobre o SPFC

        Curtir

    • Não é zica, mas continuo acreditando que não vamos ganhar de níngreme
      O elenco parece bom, mas deve tá uma bagunça tão grande internamente que o negocio não evolui
      Acho que uma solução plausível seria a criação de uma diretoria de futebol – pque não temos nada parecido com isso até agora … Mais umas derrotas e o Mac vai ser convocado pra ajudar … Quer apostar ?

      Curtir

    • Não é zica, mas continuo acreditando que não vamos ganhar de níngreme
      O elenco parece bom, mas deve tá uma bagunça tão grande internamente que o negocio não evolui
      Acho que uma solução plausível seria a criação de uma diretoria de futebol – pque não temos nada parecido com isso até agora … Mais umas derrotas e o Mac vai ser convocado pra ajudar … Quer apostar ?

      Curtido por 1 pessoa

    • Eu ia postar agora esse link. Não adianta a gente teorizar dizendo que o RC foi errado, que jogador X ou Y, uma queda sempre vem anunciada, e no nosso caso, de longo tempo. Com o sccp e a sep foi assim. Espero (e torço muito por isso), que fiquemos na Série A. Mas é como o Lozetti escreveu no texto, se não cair agora, cai em 2018, 2019, 2020, caso não mude tudo o que tem lá dentro. O final do texto foi magistral:

      “O modus operandi clássico tricolor é minar quem ousa apontar suas falhas e contestar sua soberania. Quando o clube conseguir baixar a crista, admitir o atraso e atender suas necessidades, será um ótimo começo.”

      Isso também vale pra boa parte da torcida.

      Curtido por 1 pessoa

  1. Nesse momento, so há uma alternativa para o São Paulo não cair em 2017. Torcermos para o treinador atual conseguir montar uma equipe minimamente competitiva. Jogadores existem no elenco, há uma ou outra peça ruim, porém há vários jogadores com condições técnicas muito superiores aos demais adversários da zona de rebaixamento.
    Eu vejo os treinadores em dois tipos . Um tipo é o treinador tático, estratégico,, um cara que define uma maneira de atuar , observado o elenco que ele tem em mãos , e procura fazer com que os atletas desempenhem funções específicas em campo, com a confiança que agindo assim o resultado virá.
    O segundo é o treinador empírico,, Esse tipo de treinador monta uma equipe e vai observando o desempenho individual dos elementos. e vai trocando aqueles que individualmente não correspondem. Esse tipo de treinador demora um tempo maior pra montar uma equipe competitiva, pois precisa de jogos e mais jogos pra ir testando as diversas peças e ir encaixando numa equipe.
    Torço desesperadamente para que Dorival não esteja no segundo time de treinadores, por que não temos tempo..temos somente 19 jogos e precisamos de uns 25 a 29 pontos… Se ele não ganhar pontos nas próximas 4 ou 5 rodadas, baterá o desespero e a Diretoria irá demiti-lo sem nenhuma dúvida. E aí teremos 10 ou 12 rodadas desesperadoras, ou com técnico interino ou com alguém bombeiro que se disponha a pegar o time e tentar fazer milagre.

    Curtir

  2. Complicado para o SPFC, vejo times inferiores apresentando um melhor futebol, vamos brigar para não cair até às últimas rodadas.

    Dorival tbm tem que dizer pra que veio, pois não mudou merda nenhuma em relação ao treinador anterior.

    Time oscilando muito e totalmente sem padrão tático.

    Curtir

    • E pior Rogério, se diretoria fosse toda culpada, tem times bem acimas do SPFC e ganha títulos ultimamente com dirigentes amadores dez vezes piores que a do Leco e cia….

      Curtir

      • FBN,

        Aceita que dói menos… que desde o terceiro mandato do JJ até os dias de hoje esse Conselheiros e o Sr Leco fazem de tudo para derrubar o SPFC…

        Desculpa mas chega a ser patético a sua defesa a essa diretoria…

        Curtido por 1 pessoa

  3. Bela coluna. Concordo com tudo. Espero que na pratica DJ de um jeito, e logo. A reação deve começar contra o Cruzeiro domingo. Direção, ingresso a preços promocionais!!

    Curtir

  4. Um pequeno adendo ao texto do Takei.

    O elenco do Corinthians já estava fechado durante a pré-temporada. Todos os reforços pretendidos pelo clube e seu técnico se apresentaram ao treinador Fábio Carille no início do mês de janeiro. Especialmente os titulares que hoje se destacam, como Jadson, Jô e Gabriel, além da volta do volante Maycon, pós-empréstimo.

    Dos titulares atuais, apenas o zagueiro Pablo se apresentou ao clube em fevereiro, pois seu clube – o Bordeaux (FRA) – tentou negociá-lo antes na janela europeia.

    Já no SPFC, o elenco que se apresentou ao Rogério para a pré-temporada em janeiro sofreu uma completa metamorfose.

    Atletas jovens estavam sendo oferecidos e negociados com o futebol europeu já em janeiro (David Neres, Lyanco e posteriormente Luiz Araújo).

    Além disso, todos os reforços chegados no início do ano (ou seja, que fizeram pré-temporada) foram jogadores para – no máximo – completar elenco (Sidão, Cícero, W. Nem, Neílton, entre outros).

    Os jogadores para “chegar e jogar” vieram apenas a partir de fevereiro e continuaram chegando até esse mês de julho. Jucilei, Pratto, Petros, Hernanes, Maicosuel, Arboleda.

    Seis “titulares” em 11 possíveis. Nenhum fez pré-temporada. Um “excelente” trabalho do departamento de futebol para entregar um elenco completo ao(s) treinador(es), não!?

    Em 2016, Bauza também teve dificuldades para fechar um time titular e dar sequência. Ricardo Gomes então nem se fala.

    Em comum nos dois anos?

    A luta contra o rebaixamento. Lampejos de bom futebol e competitividade ao longo da temporada e as frequentes mudanças no elenco, contratações e venda totalmente fora de timing e interferências inadequadas no vestiário.

    Tudo isso exercido pelo excelente departamento de futebol, sob indicação e comando de Leco e seus comparsas.

    Curtido por 3 pessoas

    • O elenco era uma metamorfose e o time tambem.. não existia time titular e nem esquema tático.

      Se Ceni tivesse a filosofia do Carille ele teria os mesmos 9 titulares ate a sua saida.
      Pois dos que mais atuavam sairam Maicon, que estava pessimo, e J.Schimdt.

      OS 11 mais usados por Ceni eram,
      Renan, Bruno, R.Caio, Maicon, Tavares, J.Schmidt e Cicero,
      na frente Cueva. Pratto e W.Nem

      L.Araujo era reserva do Cueva e T.Mendes ficou um bom tempo parado por lesão.

      Tem que ver tambem que os jogadores pediram pra sair pois não apostavam no projeto, diferentemente dos rivais.

      Ceni foi responsavel direto pela chegada de reforços como Thomaz, Cidão, Marcinho, Cicero, W.Nem, Douglas, Edimar a utilização de .Schimidt que estava de saida.

      E pela saida de Hudson, Matheus Reis e Reinaldo.. alem de algumas promessas da base.

      Então, leio toda hr essa coisa de desmanche e não faz sentido quando pois pra haver desmanche tem que algo construído e nunca tivemos nada.

      Curtir

  5. O jogo contra o cruzeiro o time vai dar uma melhorada, o pq penso isso:

    Com a saída do Cueva, provavelmente o Marcos Guilherme vai ganhar a vaga , logo a recomposição pelo lado esquerdo vai ser melhor é por características o Marcos Guilherme é muito mais arisco e incisivo que o Cueva , as jogadas de linha de fundo serão mais usadas, pois o Cueva por característica vai pro meio e tenta o passe quando a melhor jogada seria tentar a linha de fundo, a melhor partida do Cueva foi contra o Botafogo , deu passe pra gol e fez seu golzinho, mas sempre vem pelo meio .

    Dorival vai ter uma dor de cabeça, jogar com Petros, Hernanes e jucilei deixa o time lento no meio e tira o Cueva onde ele gosta mais jogar que é o meio ( centralizado) , ou seja, um dos três precisa sair .

    Curtido por 1 pessoa

    • Por isso critico quem pede contratação só pelo nome ou porque o famoso tá disponível no mercado, sem analisar o encaixe do jogador no time. O resultado prático é o que estamos vendo hoje no meio campo do SP. Um dos medalhões vai ter que ser barrado.
      O atlético mineiro também está sofrendo as consequências das contratações por impulso. Contratar diante da necessidade da posição, poucos dirigentes (honestos ou não) sabem fazer. Já soubemos fazer isso um dia.

      Curtir

  6. O negócio é tentar trazer o Marco Aurélio ou o Luiz Cunha, pessoas assim que consigam mexer com o brio dos jogadores. A tropa está com o moral baixo, os inimigos estão tirando proveito, o general é indeciso e fraco, que venha um capitão experiente, que saiba falar a língua desses combalidos soldados.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Piores que o leco, so sendo mongoloide.Vamos e sair desta tragedia anunciada, contando com os nossos jogadores e tecnico. Se dependermos de leco e perfumeiro vamos para serie D.

    Curtir

  8. Não querendo ser pessimista…
    Mas se o campeonato tivesse acabado no domingo, estaríamos rebaixados.
    Sinceramente, ter Fé, acreditar, torcer, comparecer nos jogos e incentivar o time é com a torcida.
    Agora depender do Presidente, diretoria, conselheiros e a maior parte dos jogadores que estão aí, pode contar que estaremos sim rebaixados.
    Porque iria mudar agora no segundo turno?
    Tem vezes que me animo, vendo melhorar, penso…agora vai. No próximo jogo…volta ao normal.
    Unica coisa que poderia mudar de figura é o nosso querido Presidente oferecer uma grana preta para os jogadores para “incentivá-los” a correr e jogar. Essa seria a única esperança!
    É lamentável !!!!!!!

    Curtir

  9. Cabeca anda tao quente q ate tenho evito aparecer por estas bandas.

    Nem sei mais o q pensar.

    Mas vamos la. Temos agora 1 mes de dorival. E uma semana para treinar. Podemos entao dizer q a pre temporada acabou e melhoras devem acontecer.

    Se nao comecarmos esse Segundo turno com forca sera dificil. Me Inspiro no botafogo do ano passado.

    Q seja assim.

    Vamos sp. Ainda mantendo a fe.

    Curtir

  10. Para o São Paulo escapar do inferno, o time tem que fazer campanha de G6 no segundo turno, além de dar aquela secada nos nossos rivais diretos (os times catarinenses, paranaenses, baianos, a Ponte e outros que estiverem mal), não vejo outro jeito!!!!!

    Curtir

  11. O que é uma filosofia furada o senhor dorival manteve praticamente o mesmo time por 07 jogos fez menos gols e tomou mais……Treinador amador, fraco e ainda boonzinho demais pra lidar com cobras velhas já foi engolido.

    A vida do Dorival será curta nesse time….os únicos jogos nesse ano que ganhamos bem foi contra o palmeiras 2 x 0 no brasileiro e santos na vila 3 x 1 porque mudamos a estrategia de jogo ficamos atrás e buscamos com velocidade os gols.

    Contra o cruzeiro ele vai repetir os mesmos erros …tentar pressionar o cruzeiro…o resultado nos já sabemos o que vai acontecer !!!!!

    Curtir

  12. Acho q está na hora dos verdadeiros são-paulinos se mexerem. Diretoria ter a humildade de pedir ajuda em prol do SPFC e MAC ou principalmente Luiz Cunha (q entende MUITO do riscado) abrirem mão de suas concepções e darem seu apoio para reerguer esse time até dezembro de 2017. Depois disso, hora de aparar as arestas, sentar e PLANEJAR um 2018 menos sofrego para nós torcedores. Pq desde 2009 estamos em constate reinicio de fé, esperança e NADA muda.

    Curtir

  13. “Estamos a apenas uma vitória, da Chapecoense e da Ponte Preta, e temos os confrontos direto com os dois, ainda;”

    Engraçado, estávamos na frente de Coritiba e Bahia, tínhamos confrontos direto e olha a merda que deu, precisamos de humildade, jogar primeiro pra não perder, e tentar fazer gols, fora isso a soberba continua

    Curtir

  14. 2013: Playboy milionário empresta dinheiro para o clube e ganha importante cargo. Clube corre risco de rebaixamento.
    2018: Playboy milionário empresta dinheiro para o clube e ganha importante cargo. Clube corre risco se rebaixamento.

    O SP, definitivamente, n aprende com seus erros.

    Curtir

  15. Minha única esperança são pelos times mediocres que estão concorrendo com nos. Individualmente somos melhores mas não coletivamente. Temos muitos jogadores de grife que não estão jogando nada.E o clube é dirigido amadoristicamente, abandonado e sem comando e com jogadores acomodados. E não adianta comparar com os travecos que desde 2007 tem um ex jogador no futebol e nos temos o Pinoti e fora que lá tem pressão e o Chicote estala. Aqui os jogadores apenas cumprem contrato.

    Curtido por 2 pessoas

      • O mais desesperador é que eu queria acreditar que o problema fosse só o Pinoti, ele tiram esse amador e colocam outro pior no cargo.Daquele “Conselho” não confio em ninguém só tem os “menos pior”….. E eles não querem colocar gente de fora no poder, são orgulhosos, querem curar pneumonia com cha Matte leão.

        Curtir

  16. A verdade é que acreditamos somente por acreditar, mas no fundo não existe qualquer motivo racional para isso.
    Repito o que eu disse ontem…cair ou não para mim é indiferente diante da tristeza de ver no que o SPFC se transformou.
    Cair não vai me deixar mais triste e permanecer na série A não vai me deixar mais feliz.

    Curtido por 1 pessoa

  17. Interessante e tenho fé, de verdade. Contudo, parece que apenas a torcida tem fé, haja vista que, mesmo o time criando e muitas vezes jogando melhor, a lentidão e a falta de poder de decisão incomoda muito.
    O Corinthians, por exemplo, tem um time inferior tecnicamente, mas veja a reposição de defesa e ataque deles no campeonato. Isso é mérito de trabalhos anteriores e do treinador, que pratica muito em treinamentos, e também de jogadores abnegados que sabem das suas limitações. Criou-se uma cultura de jogo que não vem de hoje, e Carille, inteligentemente, a manteve.
    Dorival, depois do time ser remontado no meio do campeonato, conseguirá identificar e mudar o cenário o campeonato rolando?
    Espero que sim…

    Curtir

  18. Eu acho que eu fui o único que criticou duramente a escolha do Pinotti para o cargo de diretor de futebol.
    Era uma escolha sem lógica alguma. Era o cara errado, no lugar errado e por motivos errados.
    Não tinha como dar certo.

    Curtir

    • Minha crítica sempre foi uma indagação:

      – quem era o Pinotti no SPFC antes do evento Centurion ?

      À exceção de Adalberto “Porsche” e Pinotti, nossos diretores de futebol sempre foram nomes de imensa tradição no clube …, errando ou acertando.

      Curtir

  19. Acho que o problema do São Paulo é estratégico. O time é desentrosado e busca o jogo de passes curtos pra entrar na defesa.

    Além dos erros de movimentação, de passe o time adversário percebe a jogada.

    Tem que buscar o contato, sofrer faltas, buscar escanteios, parar o jogo, catimbar, passes longos pros pontas, usar o ponto fraco do adversário.

    O Cruzeiro, por exemplo, sempre sofre na ponta esquerda. Diogo e Alysson não dão pressão na marcação. Morato deitou e rolou ali.. Dá pra cruzar de média distancia, fazer ultrapassagens… E quando atacam sempre o volante se desloca pra cobrir Diogo Barbosa.

    Curtir

    • Lógico que quero o time jogando com a bola, fazendo movimentações, envolvendo o adversário com jogadas rápidas como os grandes times do São Paulo.

      Mas a verdade é que o time não tem entrosamento e talvez não tenha a qualidade pra ficar com a posse de bola e ser agressivo no ataque.

      Verdade seja dita, nenhum clube brasileiro tem, tanto é que todos jogam nesta estratégia de resolver a jogada com poucos passes e explorar a desorganização do adversário quando sai para o jogo.

      Talvez no próximo ano o São Paulo consiga se a diretoria se comprometer a dar tempo ao técnico e montar uma equipe qualificada. Ou, por milagre dos deuses, os jogadores talentosos da base serem usados e derem certo. Não sei…

      Curtir

  20. Dá sim pra jogar com Cueva, Hernanes e Petros. Não acho Petros nem um pouco lento. Ele está abaixo fisicamente por falta de pré temporada. Em 2014 jogamos com Denilson, Souza, Kaka, Ganso e Kardec/LF sem problema algum. O que não dá é pra jogar no 4-2-3-1 (tática maldita) com esses jogadores. Então ou o Dorival larga a teimosia (marca registrada por onde passou) ou vai ladeira abaixo. Ou altera tática ou altera jogadores ou os dois, mas do jeito que tá não pode continuar. Além da alteração tática pra um 4-4-2 com um losango ou quadrado no meio também tem que mexer as/ peças individuais. Bruno tem que treinar separado. Marcinho não pode ser titular. E o Pratto tem que ir pro banco por um tempo (Gilberto deu azar de machucar). Pra segundo atacante tem o M. Guilherme ou o Maicosuel (se é que um dia vai estar apto) e também pode subir alguém da base, mas tem que ser alguém que saiba finalizar. Denilson, Marcinho e Thomaz podem voltar de onde vieram. Também voltaria com a estratégia do jogo contra o Vasco. Segura os laterais e libera os volantes. Ultimamente quando o time ataca, os laterais avançam e o Jucilei ou o Petros ficam de terceiro zagueiro e, como temos visto, não tem chegado nem perto de funcionar.

    Curtir

    • Dorival sempre jogou com os laterais avançando, os volantes dão consistência defensiva e volume de passes.

      A verdade é que as laterais são ruins. Bruno, Edimar e Buffarini são medianos e Marcinho não ajuda. Durante o jogo, os volantes vão avançando dada a ineficiência desses jogadores. Acho até normal porque Jucilei, Petros, Hernanes e Cueva são jogadores muito bons e querem decidir, mas os laterais burrinhos saem também e aí fica esses buracos na defesa.

      Curtir

      • Mas é isso aí, cara, vc tem razão mesmo. Os laterais são fracos, por isso que seria melhor eles apenas com a função defensiva. Pega o jogo com o Vasco, tivemos chances criadas tanto pelo Jucilei quanto pelo Petros que são muito bons com a bola no pé. Aí vc vai e segura um deles, sobrecarrega o outro que também não avança tanto e fica esperando um cruzamento decente de Edimar ou Bruno/Buffarini. Não vai fazer gol mesmo. Não a toa o número de cruzamentos do time nas últimas duas rodadas foi elevadíssimo. Vc perde defensivamente (fica duas avenidas pro time adversário pq eles vão e não voltam e na pratica ficamos com apenas 1 volante) e ofensivamente (Petros e Jucilei podem contribuir muito mais no ataque do q Edimar e Buffa/Bruno).

        Sei que é o estilo do Dorival, mas aí é que ele tem que mostrar que é um bom técnico. Bom técnico é aquele que olha pro elenco e pensa numa formação/estilo de jogo com base nos jogadores que tem. O mediano é aquele que desenvolveu uma receita de bolo e tenta encaixar todo elenco naquilo. Muricy por onde passou jogou de maneira diferente. Chegou aqui, tentou o 4-4-2 em 2006, não deu certo, ele voltou pro 3-5-2, em compensação em 2014 tinha laterais fracos e bons meio campistas, ele foi com o 4-4-2. Marcelo Oliveira por onde passou tentou sempre a mesma tática e só deu certo no Cruzeiro. Espero que o Dorival seja mais versátil…

        Curtir

        • Hum… Aí que mora a duvida.

          A realidade é que o todo jogo de Dorival é feito a partir dos laterais, pontas e o meia. Era assim no Santos… Lucas Lima, Marquinhos Gabriel, Gabriel barbosa, Vitor Ferras e Zeca. 4-2-3-1.

          No São Paulo isso não vai dar certo. Edimar, Bruno, Marcinho, Cueva e Hernanes faz o time ficar torto. No lado esquerdo até funciona, com dificuldade porque Edimar só manda bola quadrada pra Cueva, no lado direito a dupla Marcinho e Bruno é de dar vergonha, é só canelada na bola, jogar a boa pra frente e correr.

          Hernanes tá desentrosado e não consegue fazer a bola andar. Por isso a bola fica rolando entre Cueva, Hernanes, Petros e Jucilei. Pratto quando sai da área até participa.

          Na minha cabeça ou jogam no 4-4-2. Segura os laterais e libera todo o meio campo com Cueva, Petros, Jucilei e Hernanes + Marcos Guilherme e Pratto. Ou joga no 4-1-4-1.

          Curtir

  21. O maior problema do sp eh q continua nao havendo um gestor de elenco. AI eh essa lambanca q vemos sempre. Qdo um cara aparece as coisas mudam. Qdo ele some, desanda. Nao sei se nao conseguem enxergar isso…

    Eh dureza…

    Curtir

    • Perfeito, isso eh o que falta!

      Há um vazio entre diretoria e jogadores+comissão técnica, isso a anos está assim, quando teve Luiz Cunha e Marco Aurélio, o time andou, eles sairam e desabou.
      Leco além de incompetente eh burro ou nao está.nem ai pra enxergar isso.

      E assim o barco afunda, se não trazer esse cara, vamos cair, não adianta treino, reforço de jogador etc…o grande problema do SPFC eh a falta de um “boleiro” que saiba lidar com elenco, isso está faltando a tanto tempo e essa diretoria burra não enxerga ou tem muito orgulho pra admitir.

      Curtir

  22. Grande parte da torcida tem culpa também! Vi muitos que se acham entendidos de futebol aplaudirem as contratações de jogadores como Gomez e Arboleda. Muitos apoiando a venda do Maicon, Thiago Mendes, e Luiz Araujo. Gente que se deixa manipular, que gosta mesmo é de trocar as figurinhas do elenco independentemente da qualidade. Já argumentei isso aqui e não faltam torcedores pra justificar dizendo que fulano não tava jogando nada ou que a grana era boa. O resultado das trocas esta ai para todos verem. O elenco não era pra ser campeão, mas não estaríamos nessa situação pois pelo menos os jogadores eram entrosados, agora temos um time sem vigor físico cheio de medalhões ganhando altos salários. Vendemos caro os jovens com salários menores, mas contratamos mais barato os boleiros ganhando muito. Tirando ainda que a maioria não irá ficar por aqui ano que vem, pois não temos grana pra contratar em definitivo, ou seja, ano que vem mais uma vez estaremos reconstruindo o time. Contratação e vendas devem ser feitas em começo de temporada, durante somente pontuais.

    Curtir

    • A torcida preferia Messi, mas veio Gomez. Vai fazer o que? vaiar? Tem que aplaudir mesmo.

      A culpa é de quem contrata pq torcedor não recebe 1 centavo pra torcer e não foi convidado pra participar da gestão Leco.

      Curtir

    • Não dá pra afirmar com certeza que não estaríamos assim com as trocas. Em abril tivemos 3 vexames sem troca alguma. No início do campeonato brasileiro também todos jogaram e as falhas estavam lá. O time não tinha entrosamento algum pq cada jogo era uma escalação, uma tática e um jogador fazendo uma função diferente, no mesmo jogo contra o Atlético PR o Marcinho foi ponta direita, ponta esquerda e lateral direito. T. Mendes era meia ou lateral direito, posições sem menor relação e nenhuma a de origem. Luiz Araujo era reserva. Num dia Neílton era titular, no outro foi dispensado e por aí vai.

      Concordo que o LA não deveria ser vendido. Mas as vendas do Maicon e T. Mendes se encaixam no que você chama de pontuais. No primeiro caso tivemos uma oportunidade ímpar de recuperar o alto investimento que fizemos e que não nos trouxe resultados dentro de campo, pelo contrário, falhou demais e no segundo também tivemos uma boa proposta e repusemos com um jogador que teve melhor desempenho que ele tanto no futebol brasileiro quanto no europeu e ainda com uma margem de lucro bem alta. A contratação do Gomez foi pela necessidade de um reserva pro Cueva no meio que o antigo treinador tanto pediu(nem se pensava em Hernanes na época). “Mas pq não foi feita no início do ano…” pq a diretoria acreditava que Lucas Fernandes e Shaylon podiam ser esse jogador e na minha opinião ainda podem, mas pro treinador que trouxe o Gomez não podiam. Minha opinião é de que a diretoria tava certa…

      Curtir

      • Discordo de sua opinião. Tanto a diretoria quanto você estavam errados que os resultados esportivos estão aí para confirmar. Posso afirmar sim com toda certeza, até porque não estávamos entre os quatro últimos antes do desmanche. O fato de jogadores que foram vendidos terem frequentado o banco de reserva não diz nada, haja vista que a filosofia de trabalho do Ceni não guardava titulares absolutos o que pode ser comprovado pelas várias vezes em que foi feito o rodízio e esses mesmos jogadores entraram durante as partidas. O São Paulo não é banco e o retorno esperado é esportivo e não financeiro. Maicon vinha em má fase mas já havia provado ser um bom jogador assim como Cueva que também não joga bem esse ano. Pessoas estão sujeitas a fases isso é da vida. Maicon seria muito importante agora por estar entrosado com RC. Nem vou entrar no mérito do Arboleda, pois zagueiro que joga pra plateia de 200 torcedores não deve ser cobrado pra resolver problema de um grande time brasileiro.

        Curtir

        • Nessa discussão de xarás, tenho que concordar com Naves. Também acredito que estaríamos ali entre os 8 primeiros facilmente sem as trocas. Nada contra os nomes envolvidos, mas não estamos falando de máquinas e sim humanos. Tem o fator psicológico, ambiente, identificação, unidade do grupo, entrosamento e por aí vai. O LA é um dos mais promissores dessa geração. Disse em fevereiro aqui no blog que ele era o jogador mais importante do time. A quantia de 10 mi de euros nesse jogador é dinheiro de pinga mesmo para um clube endividado. Thiago Mendes e Maicon também fazem falta. E resumindo o que disse, trocamos milhões por essa situação horrível na tabela.

          Curtir

          • Mas aí que tá colocar tudo num bolo ao invés de analisar individualmente. Sobre o LA eu já falei que não deveria ter sido vendido e eu acho q ele faz muita falta. Ainda mais pq ao invés de procurarem um substituto na base (q tem jogadores que podem chegar ao mesmo nível que ele ou até com mais potencial), foram atrás de jogadores bem questionáveis. Mas o Maicon não faz falta nenhuma. Entregou o jogo com o Cruzeiro, entregou o jogo com o Corinthians, contra o Sport entregou um penalti de presente no ultimo lance que o juiz nao deu. Em 1 ano e meio, ele teve 6 meses de bom futebol, é muito pouco. E sobre o T. Mendes, o Petros em 1 mes já fez partidas melhores do que o T. Mendes fez em todo o ano, por exemplo contra Vasco e Gremio. O torcedor tem memoria muito fraca. O Hudson era uma desgraça. Ele saiu já começaram a falar que deveria ter ficado e que era nosso melhor lateral direito e volante. Estavam chorando a saída do Reinaldo esses dias, falaram que estava jogando absurdos na Chape, no jogo seguinte ele tava sendo vaiado. O jogador que tá no elenco leva 2 jogos pra virar um lixo (como fizeram com o LA na fase ruim do time). Aí ele sai e depois de uma semana vira craque..

            Curtir

        • Cara, presta atenção nos seus argumentos.. “os resultados esportivos estão aí” e cadê os resultados esportivos com os jogadores que saíram em campo pra comparar? Não temos, nunca teremos como avaliar, fica tudo no campo do “se”. Vc não pode comparar o resultado de domingo por exemplo com um jogo no campeonato paulista. Então como vc dá certeza de algo que é pura suposição? Até pq se vc comparar, eu já te mostrei no meu comentário que os resultados com tais jogadores estavam bem insatisfatórios. “Maicon vinha em má fase”, cara, se vc pesquisar sobre a passagem pelo Porto vc chega a conclusao que ano passado ele teve uma boa fase e não que esse ano ele tava em má fase. De que adianta ele estar entrosado com o RC se ele tentar sair driblando, perder a bola e resultar em gol como ele fez em toda carreira? O Arboleda não deve ser cobrado pq nem de longe ele tem sido um dos piores do time. Tem atuado bem melhor do que o Maicon vinha atuando. Cueva já virou perseguição. De longe tem sido um dos que mais tenta e um dos únicos que cria. O duro é que ele limpa a jogada e o Pratto tá na lateral totalmente mal posicionado ou a bola cai no pé do Marcinho que não sabe o que fazer com ela. “São Paulo não é banco”. Esse tipo de pensamento que faz com que a gente tenha dinheiro pra contratar Marcinho e Denilson, mas não tenha pra trazer o Everton Ribeiro. Tem que ter equilibrio. E se a troca T. Mendes por Petros é melhor esportiva e financeiramente não tinha pq não fazer. “Tava entrosado”. Se existisse um time organizado (obrigação em 6 meses), uma troca dessas não seria sentida. Como a troca do Grafite pelo Amoroso não foi sentida em 2005, assim como a entrada do Aloisio no Mundial, a entrada do Kardec em 2014, a entrada do Toloi em 2012 e por aí vai. Enfim, cara, vim com meus argumentos disposto a uma discussão e vc veio cheio de certezas baseadas em suposições. Uma pena.

          Curtir

    • Sim.

      Só resta-nos nossa fé tricolor.

      Não acredito em rebaixamento, mas em sofrimento, tristeza, resignação e muita, mas muitas orações.

      Vamos sofrer, torcer e rezar como nunca sofremos, torcemos ou rezamos.

      Mas não vamos cair.

      O SPFC e sua são maiores que essa corja que sequestrou o clube, “assaltou” o poder, sequestrou nosso futebol e acabou com nossa alegria.

      SPFC – nossa alegria triste.
      SPFC – nossa fé tricolor.

      Curtir

  23. eu iria atras do Felipe Mello … nao tem opcao melhor no mercado para primeiro volante.

    tirava o Marcinho e adiantaria o Jucilei e o Petros.

    emprestimo ate o final do Brasileiro … porque nao ?

    Curtir

  24. E se o Corinthians tivesse vendido Rodriguinho e Guilherme Arana. Quem ai duvida que estariam brigando contra o rebaixamento ?

    Todo dia que lembro que vendemos David Neres e Luis Araujo para contratar Prato e Marcinho me da um ódio do Leco…

    Curtir

  25. http://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/opiniao-de-tri-a-desesperado-sao-paulo-ja-foi-rebaixado-por-seus-dirigentes.ghtml

    ótimo texto, no final diz assim:

    “O modus operandi clássico tricolor é minar quem ousa apontar suas falhas e contestar sua soberania. Quando o clube conseguir baixar a crista, admitir o atraso e atender suas necessidades, será um ótimo começo.”

    esse é o grande problema dos dirigentes tricolores, baixar a crista e admitir seus erros, são arrogantes demais pra isso !

    Curtido por 1 pessoa

  26. Olhando seus pontos de 1 a 15, nos leva a concluir que se o SPFC realmente cair, terá sido uma das coisas mais absurdas dos ultimos tempos. Temos mais time que pelo menos uns 12 concorrentes. Só falta colocar isto em prática.

    Curtir

  27. Galera que ja é socio torcedor pode me tirar uma duvida? Virei sócio torcedor na segunda feira, ja paguei o boleto ( ontem) e hoje ja vi que liberou, porém fui comprar mais dois ingressos e só esta liberado 1 para mim, queria mais dois da arquibancada azul e nao consigo, eu tenho que comprar um por vez ou realmente não dá? meu plano é o ” VAMOS SAO PAULO”

    Curtir

    • O meu plano é o “O Mais Querido”. Consigo comprar sempre 3 ingressos com o desconto de ST e quando preciso de mais, compro 1 ingresso de inteira e 1 de meia, totalizando 5. Acho que é o máximo possível.
      Não sei se para todos os planos a quantidade de ingressos com desconto é a mesma.

      Curtir

  28. Acho que o próximo jogo será um bom indicativo do que teremos até o fim do ano.
    Dorival já está há um mês, já tem boa ideia de como as coisas funcionam, agora terá uma semana toda para treinar. Creio que a “cara” que ele quer dar ao time já pode aparecer contra o Cruzeiro. Resta saber se a competência dele é suficiente para o tamanho do São Paulo. Não é hora de duvidar, hora de esperar e torcer, embora a preocupação seja enorme.

    Fora isso, algum movimento de torcedores tem que ser criado para iniciar pressão na administração do futebol, paralelamente, com cobrança civilizada mas dura, porque o que tem acontecido no São Paulo é inadmissível. Eu considero o que tem acontecido um já rebaixamento para um clube com a enormidade do São Paulo.

    Curtir

  29. Até agora o São Paulo só me deu motivos para não acreditar numa virada épica .
    Empatar no Morumbi com o Atlético Goianiense e perder do Coritiba com estádio lotado .
    Tomar sufoco do Vasco e do Gremio dentro do Morumbi .
    Tomar vareio da Chapecoense e do Bahia .
    E o pior é que a gente ainda reclamava quando ganhava do Palmeiras no Morumbi sem dar show .

    Curtir

  30. Esse texto do Lozetti é perfeito e mostrar os motivos que me levaram a não acreditar mais no SPFC.
    É uma desconstrução constante, ano após ano, ação após ação, decisão após decisão, e não temos o menor sinal de alguma mudança.
    Perdemos todos oos valores. Todos.

    Curtir

  31. Creio que a recuperação do São Paulo passa por dar um descanso pro Pratto.
    Ele é excelente jogador. Mas pra esse momento, acho mais válido jogar com Gilberto.
    Até pelo currículo, é mais apto pra jogar em um time na situação em que estamos. Vai saber que a bola tem que entrar, seja de bico, barriga ou até de mão.
    Se estiver pronto pra domingo, entraria com Giba de titular, descansando o Pratto e o colocando em uma eventual necessidade da abafa no segundo tempo (se Deus quiser, não será necessário).

    Curtir

  32. Fato q vivemos ha 8 anos de decisoes erradas atras de decisoes erradas. A logica aponta para o pior.

    Mas se nao tiver fe e acreditar eh melhor nem torcer mais.

    Entao vamos em frente. Aos trancos e barrancos. Segurando o nervosismo.

    Minha esposa acha q sou louco. Dificil explicar logicamente.

    Curtir

  33. Problema do São Paulo é que tanto a diretoria como a torcida não se contentam com pouco .
    Querem time ofensivo , querem ganhar com autoridade , querem massacrar todos os jogos .
    Jogar como os gambás ?
    De jeito nenhum .
    Aquilo não é futebol , aquilo é jogar no erro adversário , eles não sabem propor o jogo .
    Nós é que sabemos né ?

    Curtir

  34. Fui em todos os jogos do São Paulo no estádio do Morumbi e o time jogou bem em duas ocasiões, contra o Palmeiras onde venceu por X2 e contra a Ponte Preta pelo Paulista, de lá pra cá só afobação, correria, descontrole e muita incompetência do time para ganhar de times medíocres. Por isso não acredito que o São Paulo escapará do descenso até porque o futebol é pequeno demais até para uma série B. .

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s