Waldir Peres: Ídolo faleceu neste domingo

Um dos maiores ídolos da história do São Paulo e goleiro titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1982, Waldir Peres faleceu aos 66 anos neste domingo.

 A irmã do ex-jogador confirmou à reportagem da ESPN que ele estava em uma festa em Mogi Mirim, interior de São Paulo, quando sofreu um infarto fulminante. Ele ainda chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu.

Nascido em Garça, o arqueiro foi revelado no começo dos anos 70 na Ponte Preta e chegou ao clube do Morumbi em 1973.

Em 11 anos de São Paulo, Waldir fez 617 partidas – segundo jogador com mais atuações na história do clube, atrás apenas de Rogério Ceni – e venceu o Campeonato Brasileiro de 1977 sobre o Atlético-MG nos pênaltis. Além disso, ele faturou três vezes o Campeonato Paulista (1975, 1980 e 1981).

Em 1984, ele saiu do Morumbi e foi para o América-RJ. Antes de encerrar a carreira, em 1989, o goleiro passou Guarani, Corinthians, Portuguesa, Santa Cruz e Ponte Preta.

Pela seleção brasileira, Waldir Peres fez 39 jogos. Foi reserva nas Copas do Mundo de 1974 e 1978, sendo titular na Copa do Mundo de 1982, na Espanha, no time que contava com Zico, Sócrates, Falcão e Oscar.

A equipe que encantou o mundo acabou eliminada pela Itália de Paolo Rossi por 3 a 2 no estádio Sarriá, no fatídico 5 de julho.

ESPN

55 comentários

    • Waldir Peres, Nelson (nelsinho batista), Paranhos, Arlindo e Gilberto(Sorriso),Chicão e Pedro Rocha. Terto Muricy, Serginho (Chulapa) e Piau (e depois Zé Sergio). Alegrias da minha juventude…

  1. RIP campeão! O Goleiro da minha infância. Quantas bolas eu defendi e griatava o nome dele. Meus pêsames à família.

    • Pois é… Waldir foi o goleiro da minha infância também, como o Serginho Chulapa era o grande artilheiro.
      RIP, Waldir, o 1o grande goleiro que vi defendendo a meta tricolor.

  2. Descanse em paz. Que nossos jogadores façam amanhã uma bela partida em homenagem a tão grande atleta de nossa história. Que Deus conforte a família e amigos nesse momento de dor.

  3. Mais um herói tricolor que virou estrela
    da nossa enorme constelação.

    Que Deus dê paz infinita à sua alma e descanse em paz.

    Waldir Peres presente.

    Muito obrigado, meu herói tricolor.

  4. Profundos pêsames à toda a família, morreu de repente, e relativamente jovem…
    Não o vi jogar, mas é um dos maiores ídolos de nossa história, grande herói das disputas de pênaltis de nossos títulos dos anos 70 e 80, segundo jogador que mais atuou com a nossa camisa, um de nossos grandes mitos!!!
    Que descanse em paz Waldir!!!!

  5. Grande Valdir Peres. Até hoje me lembro daquela antológica conquista do Brasileirão, em 1977 em um Mineirão lotado. Nunca vou me esquecer do Valdir passando a mão na b_unda do cara do Atlético antes dele bater um pênalti, e errar. Aquele sim era um time guerreiro, Valdir Peres, Chicão, Getúlio, Dario Pereira, Zé Sergio e Cia. Dava gosto ver jogar. Esses tranqueiras de hoje deveria aprender com os ídolos do passado.
    Que vá em paz, nosso grande herói!

  6. Boa noite.
    Galera triste essa noticia que descança em paz.
    Estou vendo o jogo do atlético mineiro x vasco
    Não estou vendo marcos rocha.
    Ele está de saída do atlético para o são Paulo isso procede

  7. Boa noite.
    Galera triste essa noticia que descança em paz.
    Estou vendo o jogo do atlético mineiro x vasco
    Não estou vendo marcos rocha.
    Ele está de saída do atlético para o são Paulo isso procede

  8. Pra mim, o Waldir foi o maior goleiro do SPFC. EM 79, matei aula e fui no treino, no Morumbi, na véspera do primeiro jogo decisivo contra o Santos. Eu e uns amigos pulamos o fosso e chegamos nos jogadores. Ali, conversei com o Waldir. Não duramos muito ali. Educadamente, o Gino Orlando nos acompanhou até o portão de saída.

    • Para mim, Waldir Peres e Zetti foram os melhores goleiros que vi defendendo o São Paulo.
      Minha singela opinião.
      Seu bom humor e catimba na hora dos penaltis contra o Galo em 77 foi fundamental para o título. Fora que já tinha defendido uma enormidade durante os 120 minutos…

      Valew Waldir!
      Descanse em paz…

  9. Descanse em paz guerreiro e obrigado por honrar o manto tricolor.

    Que Deus o receba e conforte a família nesse momento triste pra todos nós.

  10. A cada geração que passa, mais vimos decepções e até mesmo valores morais sendo praticamente jogado no lixo. Isso mesmo lixo. Em tempos que não havia muita technologia, o transporte era precário, e as condições muitas vezes dificeis paras as pessoas, ainda assim as pessoas se doavam, davam o seu melhor, chegavam cedo aos treinos, levavam a sério sua profissão e faziam com honra.

    Não lembro bem, mas numa revista Placar de 1981 dizia que o paulista tinha 30 poucos jogos. Fiquei pensando isso só o Paulista, mas também tinha Brasileiro que quem é mais velho sabe que tinham mais times e um calendário mais bagunçado. Mesmo com uma maratona de jogos a qual é dobro do que é nos dias de hj, os jogadores faziam seu melhor em campo.

    Fico triste que a geração de sãopaulinos de 90 pra cá não entende essas coisas. Qualquer fulano já é considerado ídolo só porque ele falou mal do rival para tirar média com a torcida. Na época do Waldir para ser ídolo não precisava falar mal do rival, pelo contrário, os jogadores se tornavam ídolos justamente porque tinham respeito pela instituição que jogavam e pelos adversários. Naquela época jogadores não soltavam dedo do meio para torcida caso tivessem desejo de serem ídolos e jogadores lembrados.

  11. Pêsames à família. Gente da melhor Qualidade e um Grande ser Humano. Todos os Amigos que conviveram com ele ultimamente estão muito tristes. Descanse em Paz meu Amigo!!

  12. Obrigado pelo meu presente de aniversário de 10 anos no dia 17/08/1975.
    Inesquecível.
    Meu primeiro grande ídolo.
    Meu primeiro herói.

  13. Grande Valdir descanse em paz…

    Quantas figurinhas de chiclete jogadas no bafo… bons tempos… grandes jogadores… um futebol mais romântico…
    E Valdir era uma das melhores… seleção de 82 os titulares valiam 2, 5 e até 10 no monte…

    Quantas Saudades… ídolos assim não se vê mais.

  14. Talvez um dos responsáveis por eu ser São Paulino, eu ja tinha uma afeição pelo tricolor em 1977, mas depois do campeonato brasileiro , as três cores se fixaram no meu peito, o Valdir levando o time nos penaltis.
    Vai formar na seleção do céu , ostentando a camisa 1 , não por ser o mehor goleiro , mas por ser o mais carismatico.

  15. o Vasco vai ganhando do galo com dois gols do Paulino garoto de 17 anos e 2 Nascido em 2000) e tem outros garotos jogando.

    Portanto, não venham dizer que o Brenner e/ou outros garotos oriundos da base tricolor são inexperientes para jogarem como titular do time profissional SPFC. Futebol é ousadia.

    • Matheus Reis jogou bem nas primeiras partidas ano passado, depois caiu muito.
      Junior Tavares idem. Lucão idem.
      Não dá para decidir definitivamente por uma partida.

      Colocado eventualmente no segundo tempo sem pressão jogador pode até jogar bem.
      Mas colocar como titular é diferente.
      Tem imprensa, familiares, torcida e pressão. Aí maioria mia.

      Viniciu Jr também cavou o penal que deu a vitoria ao fla, mas entrou no segundo tempo.

      Precisa colocar em campo mas aos poucos e com cautela.

      Tanto o garoto do Vasco, do Fla e do tricolor não são titulares. Nem devem ser por enquanto.

  16. Descanse em paz, Waldir!

    Um goleiraço!
    Só de vê-lo entrar em campo já dava uma sensação de segurança.
    Mestre também em desestabilizar jogadores na hora dos pênaltis.
    Um Mito!

  17. Campeão Paulista de 1980: Waldir Peres, Getúlio, Oscar, Dárío Pereyra, Almir, Aílton, Paulo César Renato, Serginho, Heriberto e Zé Sérgio.

  18. Que Deus o acolha, eterno ídolo tricolor e segundo atleta que mais vestiu nossa camisa…merece muitas homenagens amanhã no morumbi, descanse em paz Waldir e que todos nós fans, amigos e familiares sejamos consolados.

  19. O Céu recebe em festa mais um grande ser humano e craque tricolor. Valeu Waldir Peres, destes muitas alegrias. Sua confiança debaixo da meta tricolor era inabalável. Ninguém se recorda daquela partida pela seleção contra o Perú em Lima, na Copa América, quando pegou tudo! Houve um pouco de injustiça humana com o Waldir, mas a justiça de Deus é perfeita.

  20. Que Deus dê o descanso merecido, comecei acompanhar depois de Gilmar, mas conheço toda a história desse que foi um dos nossos maiores ídolos!
    A nação Tricolor está de luto!

  21. Valdir Peres, Getúlio, Oscar, Dario Pereira e Ayrton : Almir, Renato e Heriberto : Paulo César, Serginho e Zé Sérgio. Como eu gostava deste time. E que alegria quando ele catou dois penaltis batidos por Paul Breitner em amistoso Alemanha e Brasil, estava na escola com o radinho e dizia aos colegas – só podia ser do São Paulo. 1981
    Descanse em Paz

Deixe uma resposta