Competi√ß√£o que come√ßou a ser disputada em 1989, a Recopa Sul-Americana, atualmente, re√ļne os campe√Ķes da Ta√ßa Libertadores e da Copa Sul-Americana do ano anterior.

Nas primeiras edi√ß√Ķes, no entanto, al√©m do vencedor da Libertadores, contava com a participa√ß√£o do campe√£o da Supercopa dos Campe√Ķes da Libertadores.

O Tricolor foi a primeira equipe brasileira a conquista-la, em 1993.

Campe√£o da Libertadores em 1992, o S√£o Paulo teve pela frente o Campe√£o da Supercopa, o Cruzeiro.

Foram duas partidas, em 26 e 29 de setembro de 1993.

Por conta da falta de datas para realização dos jogos, o primeiro também valeu pelo Campeonato Brasileiro daquele ano.

No Morumbi, o jogo foi fraco, e acabou 0 a 0, gra√ßas principalmente a uma espetacular defesa de Zetti em uma cabe√ßada de Ronaldo, o Fen√īmeno, que ainda bateu no travess√£o.

A segunda partida, também acabou sem gols.

A decis√£o foi para as penalidades m√°ximas.

O lateral Paulo Roberto do Cruzeiro chutou quase para fora do estádio a sua cobrança.

J√° o Fen√īmeno bateu de forma excepcional, mas n√£o adiantou, havia uma barreira pela frente, Zetti, novamente.

Uma das mais fantásticas defesas em cobrança de pênalti.

Ser fen√īmeno pode ser f√°cil, j√° marcar gol em Zetti rs rs…

Nem foi necessário bater a quinta cobrança.

Com gols de Dinho, Cafu, V√°lber e Ronald√£o, levamos a melhor por 4 a 2.

Naquele dia, o técnico Telê Santana escalou o São Paulo com: Zetti, Gilmar, Válber, Ronaldão, Cafu, Dinho, Toninho Cerezo, Palhinha depois Catê, André Luís, Juninho I, Valdeir depois Jamelli.

Vale lembrar, http://www.youtube.com/watch?v=JFidYdJx8Ns

No ano seguinte, novamente disputamos, e vencemos, a Recopa.

Por termos conquistado tanto a Ta√ßa Libertadores como a Supercopa dos Campe√Ķes da Libertadores de 1993, em vez de, automaticamente, termos sido declarados vencedores da Recopa, conforme j√° tinha acontecido com o Olimpia em 1991, a Conmebol resolveu chamar o Botafogo, campe√£o da Copa Conmebol de 1993.

Me desculpem os alvinegros, mas não teve nem graça.

Em jogo realizado na cidade japonesa de Kobe, passamos por cima do Botafogo.

Com gols de Leonardo, Guilherme e Euller, vencemos por 3 a 1.

Conquistamos o bicampeonato, ali√°s, somos a √ļnica equipe brasileira a vencer esta competi√ß√£o de forma consecutiva.

O Mestre Tel√™ escalou a equipe naquele dia com Zetti, V√≠tor, J√ļnior Baiano, V√°lber, Andr√© Lu√≠s, Cafu depois Axel, Doriva, Palhinha depois Juninho, Leonardo, Euller e Guilherme.

Vejamos, http://www.youtube.com/watch?v=r8ahnOZL9xE

José Renato Santiago