17/06/1992 : Gamboa bateu……. Zetti!Zetti!Zetti!

O dia acima citado só aconteceu  pelo gol de Mario Tilico contra o Bragantino

no Brasileiro de 1991. Terminamos aquele ano com mais um Campeonato Paulista e

com 8 jogadores na Seleção brasileira.

1992 prometia, íamos disputar uma Copa chamada Libertadores e havia um projeto

chamado Tóquio. Mas começamos muito mal o Campeonato Brasileiro e Telê Santana escalou

o time com 8 reservas na estreia do torneio continental, numa sexta-feira contra o Criciúma. Lembro

que Jairo Lenzi acabou com o jogo e 3 ficou barato. Dois dias depois fomos goleados por 4 a 0 no Morumbi

pela SEP e o mundo queria a cabeça de Telê. Felizmente, os dirigentes da época seguraram a pressão

e o Eterno Mestre ficou.

No jogo seguinte, um jovem chamado Palhinha, não sentiu o efeito dos 4 mil metros de altitude e marcou

3 gols. No fim do giro boliviano, contra o Bolívar, Raí em cobrança de falta aos 35 do segundo tempo

nos deu mais um precioso ponto. No returno devolvemos com juros a goleada contra o Criciúma e garantimos

a classificação com um empate contra o San José e uma vitória contra o Bolívar.

Nas oitavas de final, enfrentamos o tradicional Nacional do Uruguai. Foi um jogo tenso, com Zetti expulso e

vencemos com gol de Elivélton. Na volta os zagueiros Antônio Carlos e Ronaldão fizeram os gols da vitória

que selou a classificação. Vale destacar a participação do saudoso goleiro Alexandre, que em 2 jogos mostrou

segurança e não tomou gol.

Nas quartas um reencontro contra o Criciúma. Pressionamos o tempo inteiro e fomos premiados com

belo gol de Macedo no fim do jogo. Na volta, com o estádio  lotado contra, Raí fez o gol que nos

levou a semi. O juiz era Marcio Rezende de Freitas, corremos muito risco nesse jogo.

Encaramos o Barcelona do Equador e fizemos um primeiro tempo avassalador, gol gols de Muller, Palhinha e

Rinaldo. No segundo tempo perdemos a chance de aplicarmos uma goleada histórica. No Equador, o jogo

era difícil, mas controlado. Eu como tinha aula cedo, dormi. Minha mãe me sacudiu e avisou que

Zetti tomara um frango. Foi uma pressão absurda mas escapamos, rumo a sonhada final.

Tenho poucas lembranças da derrota por 1 x 0 no jogo de ida em Rosário. Lembro que o pênalti dado

contra foi ridículo. Alguns personagens do Newell’s old Boys fazem muito sucesso Tata Martino, Maurício Pochettino

e Marcelo Bielsa. Lembro do goleiro Scoponi e do zagueiro violento Gamboa.

No jogo da volta, no inesquecível 17/06/1992, véspera do meu aniversário, eu não pensava em presente, bolo, eu

só queria que o jogo tivesse o seu início. Lembro que o jogo passou no canal 11 OM/Gazeta, narração do Galvão Bueno,

comentário do Avallone, numa tv Sharp de 20 polegadas com controle remoto. Ás 18 hs, meu pai chegou do serviço com

o Diário Popular e logo peguei a parte de esportes pra ler as notícias, a provável escalação.

Um jogo nervoso, catimbado, com vários recuos de bola dos zagueiros para Scoponi fazer cera. Muller teve uma

atuação apagada e o time argentino levava perigo no contra ataque. Uma coisa engraçada na narração

era Galvão anunciar a todo momento que no sábado a emissora passaria a primeira parte do filme Calígula.

Aos 20 do 2° tempo , Telê tira Muller e coloca o talismã Macedo. Em sua primeira jogada, um pênalti cavado. Raí,

diante de uma enorme pressão, teve competência e venceu Scoponi. O jogo ficou arrastado e foi para os pênaltis.

Era perto da meia-noite e só havia ficado acordado até tarde para ver as corridas de F1 e as lutas do Mike Tyson.

Berrizo chutou na trave, Raí converteu, Zamora empatou, Ivan chutou com força e fez, Llop acertou com

categoria, Ronaldão chutou em cima do goleiro, Mendoza, isolou, Cafu, acertou.

Faltava uma cobrança para cada. Era a hora do Zetti brilhar. Um goleiro que começou como promissor

e que teve a carreira dada como acabada ao quebrar a perna. Que ”pulou” o muro, chegou com desconfiança

e virou o dono da meta com milagres e uma pitada de sorte.

Veio o lance mais importante da história do futebol pra mim. Gamboa bateu …………Zetti!Zetti!Zetti!

Galvão começou a chorar, a torcida invadiu o gramado  e este que escreve acabava de receber o maior presente

de aniversário da sua vida.

O polêmico filme Calígula teve sua transmissão proibida pela justiça, a OM/Gazeta virou CNT/Gazeta e hoje é Gazeta.

O Diário Popular é hoje Diário de SP. A Sharp do Brasil faliu.

Obrigado, presidente Pimenta, saudoso Marcio Aranha, Fernando Casal del Rey, Kalef João Francisco, Alexandre, Cafu,

Antônio Carlos, Ronaldo, Ivan, Sidnei, Suélio, Adílson, Pintado, Raí o terror do Morumbi, Palhinha, Elivélton, Rinaldo,

o talismã Macedo, Catê, Ronaldo Luis, aos demais jogadores inscritos e integrantes da comissão técnica.

Um obrigado especial ao maior goleiro que vi jogar, Zetti e um obrigado ao MESTRE, ao MAIOR DE TODOS: TELÊ

SANTANA DA SILVA.

No dia 18 completarei mais um aniversário e como em 1992 não quero presente, nem bolo. Irei comemorar na nossa

Meca, na nossa casa sacrossanta, na arquibancada azul.

O SP precisa de mim, mas na verdade eu preciso ainda mais do SP .

Torcer para esse clube é acima de tudo uma demonstração de fé, acreditar no impossível.

São Paulo Futebol Clube, eu te amo.

Rafael de Albuquerque

twitter: @rafa_sjc1930

 

Anúncios

33 comentários em “17/06/1992 : Gamboa bateu……. Zetti!Zetti!Zetti!

  1. Parabens pelo texto. EXCELENTE. Estava no estádio naquela noite. A imagem da invasão ao gramado pela torcida no final do jogo é INESQUECÍVEL. Nunca presenciei nas ruas, bares e praças tanta alegria pós jogo. Uma festa de confraternização. Cheguei 6 hs da manhã em casa. Vamos comemorar hj depenando o galo. SPFC entre os grandes és o PRIMEIRO.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Nesse jogo eu estava lá Morumbi .
    Decidi ir ao jogo pouco antes do jogo começar , morava perto do estádio .
    Podem não acreditar mas comprei o ingresso pouco mais de meia hora antes do jogo , acho que de cambista , mas não tenho certeza .
    Jogo difícil e penalti cavadaço no Macedo .
    O que mais me lembro foi que xinguei muito o Ronaldão , quando ele bateu pessimamente o penalti achei que tinhamos perdido o título .
    A segunda coisa que mais me lembro desse jogo foi a defesa milagrosa do Zetti , certamente um dos 3 maiores goleiros que ja tivemos , e não conto o Poy pois não vi jogar , os primeiros que vi foram Fabio que veio do Cruzeiro e Picasso que era do Sul , veio pro Palmeiras , acho que depois pro Juventus e daí pro São Paulo .
    Falam que o Poy era fantástico mas aí é lenda , esse também era Mito .
    A terceira coisa impressionante do jogo foi a torcida invadindo e ocupando totalmente o gramado do Morumbi , foi a maior invasão da história .
    Daniel Perrone descreveu isso muito bem :
    http://saopaulosempre.com.br/2017/06/17/deus-abencoe-quem-invadiu-o-morumbi-na-primeira-maior-gloria-do-tricolor/
    Óbvio que ficar discutindo quem foi o maior goleiro da história é pura perda de tempo pois é impossível , cada um tem uma opinião , os mais novos só viram Rogério e o elegem , os um pouco mais velhos se dividem entre Zetti , Rogério e até Waldir Perez , enquanto que os mais velhos ainda consideram Poy imbatível .
    Porque se o São Paulo tinha um timaço que foi bicampeão mundial o São Paulo teve na longinqua década de 40 um time que por pouco não ganhou 10 campeonatos paulistas seguidos , Leonidas , Remo , Bauer e Sastre .
    Só que aí eu não tinha nem nascido e esse timaço não conseguiu ser tricampeão .
    Feito conseguido sob o comando de outro Mito , Murici Ramalho .

    Curtido por 1 pessoa

    1. Você que estava lá também percebeu que apesar do estádio completamente lotado e da bagunça depois do jogo não foi difícil sair estádio e voltar pra casa , hoje os caras botam CET , marronzinho , mudam as mão de trânsito e você 1 hora pra sair do estádio em qualquer joguinho com 30.000 pessoas .

      Curtir

  3. Moderador deve tá dormindo , tomou umas canas daquelas bem bravas e sabem como é que é , véio do jeito que é acho que só vai acordar lá pelas 2 horas da tarde .
    Vai acordar e vai vestir aquela camisa autografada que ele ganhou do Mito , que ele só veste em dias muito especiais como no Natal e Dia dos Pais .
    E aí vai vir cheio daquela energia que lhe é peculiar e vai distribuir pito a torto e a direito por aí .

    Curtido por 1 pessoa

    1. Engano seu…
      Estou de pé desde as seis horas.
      Não ganhei a camisa do Roberto Dias para vestir.
      Energia para pitos? Mais um engano seu… confesso que estou cansado disso tudo… Isso cansa qualquer um…

      Enfim… agora vou fazer um churrasco para esperar o jogo mais tarde. Isso sim eu gosto…

      Curtido por 1 pessoa

      1. Também vou fazer um , e aí vai a dica , se perto da sua casa tiver loja da Swift você consegue comprar uma boa picanha a preço razoável ( 50 paus o kilo ) sem cochão duro junto .

        Curtir

      2. Roberto Dias não era Mito , era Monstro , carregou o São Paulo nas costas por quase 10 anos , uma vez levei meus filhos para conhecer o estádio num domingo de manhã e eles acabaram conhecendo também o Dias que acabou ficando junto com a gente o tempo todo que durou a visita .

        Curtir

        1. Verdade. Roberto Dias foi sensacional.

          O goleiro Rogério Ceni foi muito importante na história recente, mas está longe de ser o grande ídolo do nosso clube. E não falo isso por demérito dele, mas por reconhecer a importância de outros grandes craques da nossa história.
          Já passou pelo tricolor uma verdadeira constelação com importância em vários momentos da nossa história.

          Curtir

          1. Não existe um único grande ídolo no São Paulo , em cada época tivemos pelo menos um , Dias foi o único a conquistar esse feito sem atuar num time vencedor .
            E será cada vez mais difícil termos grandes ídolos porque na minha opinião para ser ídolo o cara tem que jogar pelo menos 3 anos aqui , tarefa quase impossível porque o sonho de todos é ir pra Europa .

            Curtir

  4. Amo o SP, eu estava no Morumbi esse dia; com em todas as outras finais. Acompanhei tudo tão de perto e os anos foram tão dourados pra gente. Talvez eu seja um mal acostumado. Só sei que é tão triste, de verdade, ver o quanto nos apequenamos. Nada mais passou a dar certo, afundaram o clube em dívidas bancárias… e ainda por cima engessamos em gestão e ficamos à mercê de disputas políticas. Os que lá estão só pensam no próprio c… triste, mas mesmo assim, te amo SPFC. Sou sócio do clube por amor e estarei lá hj contra o Galo por amor. Meu coração tem 5 pontas e é tricolor ❤️🇾🇪

    Curtido por 2 pessoas

    1. Pior de tudo é que é verdade , parece que tudo mudou depois do bicampeonato mundial .
      Fomos roubados dentro do Morumbi depois da final de 94 , desmontamos o time vendendo ou liberando de graça até o goleiro Zetti , começamos uma montagem e desmontagem de time vendendo os melhores a cada ano até 2005 quando tivemos um espasmo de sucesso que durou até 2008 .
      Aí começamos de novo a montar e desmontar time , coisa que dura até hoje .
      Não é um “mérito” dessa gestão , é coisa que vem de mais de 20 anos .

      Curtido por 1 pessoa

  5. Se o time estivesse bem a gente saberia a escalação .
    Mas não é só o Rogério que inventa não .
    Na decisão de 92 o Mestre Telê inventou o Ivan (zagueiro da base estilo Lucão) de lateral esquerdo , o Adilson (outro zagueiro) de volante e substituiu o Muller pelo Macedo no segundo tempo do jogo .
    Nenhum sãopaulino decente acreditava que pudesse dar certo .

    Curtir

  6. São Paulo futebol clube o maior vencedor internacional que esse pais já teve e por muitos anos terá todos os titulo conquistados e uma emoção diferente sempre com gostinho especial sem contestação sem apito amigo sempre com emoção apesar de alguns ancião querer estragar isso seremos sempre São Paulo meu clube de coração com muito orgulho e muito amor sou tricolor sempre 4×0 hoje galera sem perdão

    Curtir

  7. Belo texto. Só fui nascer um ano após isso tudo,mas vc me fez sentir como se estivesse assistindo a final no Morumbi naquele dia.. parabéns,soube expressar muito bem suas emoções.

    Já vi diversas vezes os lances de todas nossas libertadores e mundias,e dá uma pontinha de tristeza imaginar o que vemos em campo hj. Mas a fé tricolor é maior que isso tudo,criticamos,damos opiniões distintas,as vezes uns discutem de forma mais ríspida, mas hj é dia do tricolor,dia de apoiar, de sentar na frente da tv,do PC,no celular,no Morumbi,tomar aquela breja e apoiar de forma incondicional nosso clube !!

    “Tu és forte,tu és grande,entre os grandes, és o primeiro !! ”
    Nenhuma frase de qualquer hino na história do futebol faz tanto sentido como essa … Vamos SPFC !

    OBS: Muitos que estão no tricolor merceiam uma aula do que é São Paulo, se tivesse o zap do ceni (kkk) ,já que ele gosta de treinos revolucionários,ia sugerir pra toda semana passar um vídeo sobre alguma conquista nossa importante,o Morumbi com mais de 100 mil pessoas, os ídolos, a garra que os jogadores demonstravam quando foram campeões com nossa camisa.. e a dessa semana além do vídeo, conteria esse texto. Malandro precisa saber o que é SPFC !!!

    Curtir

  8. Assistindo Coritiba x Sem cor….
    As duas equipes são muito bem organizadas. O Coritiba se apresenta até como um time superior ao adversário. Não há nenhum grande jogador em campo, mas os times estão muito bem organizados, sem espaços entre linhas, muita compactação, deslocamentos em conjunto. Bom trabalho dos dois treinadores.

    Curtir

  9. Exatamente.
    Colocar o Ceni como único ídolo é desmerecer a nossa história, desvalorizar os grandes craques que por aqui já passaram e marcaram a história de um clube vencedor.
    O que, em absoluto, não diminui o fato dele ter sido um jogador de grande destaque, um líder de um time vencedor por muitos anos. Inclusive, poucos goleiros tiveram um jogo quase perfeito como o daquela final do mundial.

    Curtir

  10. O Sato vai moderar, até peço desculpas antecipadas. Mas aguentar imbecis debochando do clube com o nosso belo hino em um blog tricolor relembrando um dos mais belos capítulos da nossa grandiosa história, e de f… Não basta os Rivais sacaneando​ nosso clube ?

    Curtir

    1. Concordo plenamente contigo, criticar é uma coisa,é totalmente respeitável.. mas fazer chacota já é outra bem diferente..

      Por isso postei ali em cima:

      – “Tu és forte,tu és grande,entre os grandes, és o primeiro !! ”
      Nenhuma frase de qualquer hino na história do futebol faz tanto sentido como essa … Vamos SPFC ! –

      É bom demais torcer pra esse clube,independe do momento,e de qualquer coisa que temos passado esses anos,amor incondicional é isso. SEMPRE será o maior do Brasil e estará entre os maiores do mundo ! Avante TRICOLOR !

      Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s