Como Rogério Ceni está cuidando de sua imagem?

O anúncio da diretoria do São Paulo de que Rogério Ceni seria seu novo treinador, no fim de 2016, causou imensa repercussão. Muitas opiniões favoráveis, outras nem tanto, o fato é que um dos maiores ídolos da história do clube seria o responsável pela equipe.

Após um início de certa forma empolgante, vieram alguns resultados negativos e uma queda na qualidade do futebol apresentado. Alguns problemas de relacionamento (como no episódio do cartão de Jô, do Corinthians, retirado após ato de honestidade de Rodrigo Caio e na famosa prancheta que acertou Cícero) também apareceram, mas a diretoria, a princípio, mantém a confiança em seu técnico.

O ponto, no entanto, passa a ser a imagem de Rogério junto à torcida são-paulina. Como jogador, o ex-goleiro é quase unanimidade, já como técnico, começa a entrar em um cenário perigoso (independentemente dos resultados), podendo até por em risco sua imagem de ídolo incontestável.

Na última segunda-feira (22/5), logo após a vitória por 2 a 0 contra o Avaí no Morumbi, no programa Bem Amigos!, da Sportv, o técnico disparou contra a imprensa e foi, no mínimo, deselegante com o zagueiro Rodrigo Caio e com o técnico da Seleção Brasileira, Tite.

Ao lado de seu zagueiro e ao vivo para todo o País, Rogério Ceni discordou da atitude de Rodrigo no fatídico jogo contra o Corinthians. “Perguntei se ele sabia que Jô estaria suspenso com aquele cartão”, disse o treinador. Ora, Rogério, na mesma entrevista você disse que pede para seus jogadores falarem a verdade. Rodrigo Caio não apenas disse, como praticou a verdade em um momento em que muitos não o fariam. E quanto à ética e a verdade, Rogério, não deveria haver meio termo.

E sobre Tite, Rogério disparou. “Eu convocaria o Rodrigo Caio não pelo ato (do famoso cartão no clássico), mas por seu futebol. Daqui a pouco todos que admitirem algo igual deverão ser convocado também”. Rogério,vale lembrar, Rodrigo Caio já foi chamado em outras ocasiões pelo mesmo Tite.

Esse tipo de atitude (pouco ou nada repercutido pela diretoria do clube, o que demonstra certa exacerbação no “poder” de Rogério) apenas contribui para comprometer a idolatria de muitos torcedores nutrem pelo ex-goleiro, mas que talvez não nutram pelo técnico.

Cabe ressaltar que Rogério Ceni não é reverenciado por ser mais “esperto” e “malandro”. Enquanto atleta, seu comportamento sempre foi exemplar, com dedicação e aplicação ao trabalho, o que acabou por ser recompensado com títulos e um justo reconhecimento da torcida. Resumindo, o ídolo tricolor não precisa destas polêmicas para absolutamente nada.

Enfim, o trabalho de Rogério como técnico pode ter sucesso ou não, até porque sabemos que, no futebol brasileiro, sem os resultados esperados, o restante do trabalho quase nunca é considerado. O grande problema, neste caso, é como o treinador tem tratado sua imagem, principalmente junto a aqueles que o tem como ídolo.

Concedendo longas entrevistas após todos os jogos e uma vez por semana no CT, Rogério está demonstrando mais o que pensa, quais são seus conceitos e não estamos falando apenas de futebol.

O ex-dono da camisa 01 é um influenciador e, neste papel, precisa repensar alguns pontos para, quando sair do clube, não estar menor do que quando encerrou sua carreira de atleta. A imagem de um ídolo não pode ser tratada com desdém, apesar, claro, de tratarmos aqui de cargos absolutamente diferentes. Se Ceni se segurou até aqui por conta de seu “tamanho” junto ao São Paulo, então é impossível simplesmente desvincular a história do ídolo atleta com o treinador iniciante.

E você, fã do esporte, o que tem achado da postura de Rogério Ceni como treinador?

Fernando A. Fleury

Anúncios

44 comentários

  1. Acredito sim que todos os profissionais com grau de exposição e representatividade devam se preocupar com sua imagem. Afinal, hoje ele representa uma instituição muito maior que ele. Porém no fim das contas ele é um ser humano e pessoalmente prefiro ele falar oq pensa e sente do que se preocupar em ser pra sempre políticamente correto.

    Curtido por 1 pessoa

    • Telê foi um dos treinadores mais chatos que vi. Tinha momentos de descontração, mas era muito sério e faça diversas respostas politicamente incorretas. Mas foi vencedor, e é isso que fica.

      Murici, Felipão e Luxemburgo, três dos maiores vencedores pós Telê, seguir a mesma cartilha, tendo apenas o Felipão feito um trabalho diferenciado de “Marketing” com a imprensa, mas TODOS tiveram teimosias, personalidade forte e distribuíram muitas frases “politicamente incorretas”.

      No fim, a imagem que fica é da qualidade do trabalho.

      Curtir

  2. Retratou com exatidão a figura de Rogério Ceni – Um jogador exemplar, mas um técnico inexperiente, arrogante, insatisfeito e impotente para solucionar os problemas que a diretoria se incumbe de potencializar com a venda de jogadores e desmonte do seu trabalho já realizado.

    Curtir

  3. Bom dia….

    Toda profissão está sujeita a criticas, e ele optou por duas das de maior exposição (goleiro e, agora, treinador).

    Na primeira, teve vários percalços, começou de baixo, foi reserva durante anos, depois assumiu a titularidade e foi crescendo agregando alguns diferenciais (especialmente a liderança, a reposição com os pés e a cobrança de faltas). No final, seu saldo foi extremamente produtivo, tornou-se ídolo para muitos, é um grande vencedor.

    Na segunda, está iniciando ainda, pulou etapas, vale-se (inteligentemente) de sua carreira para ter o respeito do respaldo da torcida. Comete alguns erros (quem não o faz, especialmente no início), insiste em demasia com situações que só se justificam por teimosia ou vaidade e, talvez recordando seu principal treinador, prefere o conforto de utilizar figuras carimbadas (ainda que talentos questionáveis) a dar oportunidades e desenvolver os talentos de Cotia (que só entram quando ausentes outras alternativas) e isso talvez seja a grande incoerência dele, alguém que está tendo a chance de iniciar uma carreira de treinador em um grande clube jamais poderia ter ressalvas a fazer o mesmo com seus atletas.

    Rogério pode até ser tornar um grande treinador, hoje está em processo de formação e, por isso, cometerá alguns erros “a mais” neste percurso, mas sempre foi vencedor, sempre foi obstinado pela vitória e a imagem que ficará dele como treinador não decorrerá de suas entrevistas ou da roupa que veste, mas do desempenho que ele terá nesta carreira que escolheu (treinadores vencedores, ainda que de personalidade forte, são respeitados; treinadores “gente boa” mas fracassados são esquecidos).

    Curtir

  4. Eu nunca vi um tecnico do São Paulo ser tao cobrado assim. Discordo do texto quase que em sua totalidade. Tele começou perdendo um brasileiro para um rival. Na verdade nao perdeu, levou o time a uma decisão. Rogério é apenas um técnico iniciando com os recursos que tem. Personalidade cada um tem. Cuca perdeu pra ele e disse que foi espionagem. Isso nao é ser arrogante? As pessoas exigem que o Rogério seja o simpático o incrivel o genio o estrategista o espetacular sensacional melhor técnico do mundo. Nunca vi um profissional tao saopaulino na vida. Deixem o cara em paz. Se não der resultado tudo bem tentamos, vida que segue. Desculpem o desabafo. Respeito todos opiniões.

    Curtido por 2 pessoas

    • Ótimo comentário. Rogério vem sendo perseguido por todos os lados; curiosamente, os torcedores são-paulinos o estão tratando de uma forma muito pouco generosa, até pejorativamente. Podem falar o que quiser, mas tem muitos times por aí com “técnicos experientes” e que vinham de trabalhos relativamente longos jogando menos ou quase tanto quanto o próprio São Paulo.

      Curtido por 2 pessoas

  5. Rogério Ceni é um vencedor, fruto de seu talento, personalidade e obstinação. Não podemos saber agora se será um técnico de sucesso como foi na sua carreira de goleiro, mas que o cara é diferenciado não podemos falar que não. Poderia ter ficado sentado em cima da imagem que construiu, ser um gerentão de futebol, um cartola, mas encarou esse baita desafio, e se cercou do que tinha de melhor (na visão dele) para tentar tirar o SPFC desse buraco em que vivemos a anos.
    Torço muito pelo seu sucesso, pois isso implica no ressurgimento do SPFC como time respeitado e temido por todos, coisa que não vemos a muito tempo.
    Boa sorte Rogério, espero que tenha inteligência e paciência o suficiente para triunfar, e consiga nos tirar desse buraco que essa cartolagem nos colocou.

    Curtido por 1 pessoa

  6. “Resumindo, o ídolo tricolor não precisa destas polêmicas para absolutamente nada.”

    Pois é, acho que só você precisa.
    Eu estou muito satisfeito com o jeito que ele peita a mídia cinza. Me incomoda apenas a mídia tricolor colocar em dúvida o trabalho dele, dá até vergonha de ler tanta besteira. Questionar escalação e desempenho técnico é uma coisa, agora colocar em “xeque” a imagem de Ceni diante a mídia é triste. No time dele só joga quem tem gana, vontade. Está sendo traído pelo “planejamento” do clube. Eu não assisto, não ouçoe não leio mídia cinza, acompanho apenas notícias de fontes tricolores, porém esse interesse de likes e polêmicas vazias chegou por essas bandas. Triste.
    “Vamo” São Paulo… “Vamo” Ceni… Calar a boca de gregos e troianos.

    Curtido por 1 pessoa

  7. R Caio foi juvenil naquele lance, então o Rogério tá certo.
    Tite se meteu no negócio só pra encher o saco e tumultuar o SPFC, então tá certo tb.
    No mais, os caras do futebol sayum bando de hipocritas safados, o Tite mesmo passou anos nos Gambas sendo favorecido pela arbitragem e nunca vi ele ir avisar o juiz que um pênalti tinha sido mal marcado ou algo do tipo. Então o Tite que cale a boca e vá treinar o seleção a mais corrupta do mundo, depois de ter feito história no time mais sujo do mundo.

    Curtido por 2 pessoas

  8. Não é fácil ter que falar à imprensa mesmo quando não há nada relevante a dizer. Isso vale para treinador e jogador e o resultado são entrevistas chatíssimas cheias de clichês. Rogério às vezes perde a paciência com as perguntas, mas tem que controlar isso. Não há como escapar dessa rotina.
    Para mim o que importa em 99% das vezes é como ele conduz o time. 1% fica para o que ele diz nas entrevistas.

    Curtido por 2 pessoas

  9. Sobre a atitude do Rodrigo Caio, eu não faria igual, principalmente se for favorecer a escória. Sobre o que o Rogerio disse a respeito do tite, estou com o Rogerio. Quem derrapou foi o Tite. E a imprensa é chata e mediocre, repercutem muitas coisas que não deveriam. Simplesmente ridícula.

    Curtido por 2 pessoas

  10. Achei o post parecido com a imprensa gambá , afinal hipocrisia é o lema de alguns e o Rogério nunca foi diferente disso nas suas respostas como atleta.
    Aliás tem uma galera que é fã do politicamente correto, que vai acabar torcendo com uma língua de sogra na boca na hora de comemorar os gols , mas em casa pq no estádio poderão pegar um resfriado.
    Não foi só o Rogério que não gostou da atitude do Rodrigo, 95% da torcida do SPFC tb não gostou e tirando os politicamente corretos fãs do R. Caio, até os torcedores galináceos tiram até hoje uma onda com a atitude honesta porém idiota do atleta que só se queimou com a própria torcida.
    O Rodrigo Caio na seleção é uma aberração, e só está lá mesmo pelo fato de ser bom moço e não por ser um grande zagueiro, afinal no Brasil tem uns 20 zagueiros melhores do que ele , sem contar que o boçal Tite disse que a atitude do R. Caio contra o time Gambá do técnico , pesou sim pra sua convocação.
    O problema não foi o que o Rogério disse mas como as coisas estão dentro de campo, pois se tivesse levantado um caneco e estivesse nas competições que foi eliminado, ninguém estaria levantando esse tipo de assunto.
    O Telê era conhecido por ser ranzinza, turrão , mal humorado, além de pé frio, mas ao se tornar multi campeão pelo SPFC se tornou o Mestre.
    Quem não nunca gostou do Rogério vai continuar sem gostar, e só vai deixar de criticá-lo se ele ganhar títulos importantes.
    O Muricy não deixou de ser ídolo do SPFC quando foi técnico em 1997 e saiu do SPFC, nem o Dario Pereira, nem o Valdir Peres e nem um outro qualquer, e quem tem o Rogério como ídolo não vai deixar de tê-lo por causa de uma suposta carreira mal sucedida como técnico.

    Curtido por 1 pessoa

  11. Cabe aqui recordar e refletir.

    Edgard Bauza foi jogador mediano. E como técnico que passou sempre por clubes também medianos e de elenco futebolístico medíocre, teve de especializar-se na retranca. Usando bem das retrancas, obteve resultados surpreendentes na Copa Libertadores. Quando no São Paulo, clube expressivo da América do Sul, mas precisando de títulos e de arrumar, sobretudo, sua frouxa defesa, o técnico Bauza, toda vez que criticado, soube sempre sair-se muito bem nas entrevistas e continuar com o moral elevado para realizar seu trabalho.

    Foi, acima de tudo, por sua postura moral e habilidade em tratar com a imprensa que Bauza acabou chegando a ser o técnico da seleção Argentina. Ele não chegou lá pelo futebol de suas equipes, sempre fechadas, com muitos empates e apenas vitórias de placar mínimo, mas pelo futebol feio compensado por conquistas, o que precisava a Argentina. Mesmo na falta de resultados, Bauza sobressaiu-se na postura moral e habilidade em tratar a imprensa. Não deu certo como técnico da seleção, porque a Argentina precisava daquilo que ele não tinha – modernidade!

    Rogério Ceni tem essa modernidade, mas perde longe para Bauza em todos os demais quesitos e com a agravante de que é inexperiente. Seu futuro no São Paulo poderia ser promissor se a diretoria desse a ele condições de trabalho: bom elenco, estabilidade de jogadores para treinar esquemas táticos e tempo para adquirir conjunto e padrão de jogo. Faltando isso, o aprimoramento agora de sua imagem se faz mais difícil, porque estará ligada, exclusivamente, a bons resultados – a ser campeão. O que parece cada vez mais distante.

    Curtir

      • Equívoco seu, o time do SPFC era muito superior em qualidade de atletas do que os demais.
        Telê não formou o Valber, Ricardo Rocha , Leonardo , Toninho Cerezo, Raí, Palhinha, Zetti , Ronaldo Luís, Muller e nem o Cafú que realmente ele ensinou a cruzar e no SPFC multi campeão , não lançou um monte de garotos da base pra aqueles que defendem tanto a integração de garotos que ainda não sabem dar um passe, aliás tem entrevista dele em 1992 dizendo lá naquela época onde “tinha muito mais craques que hoje”, que os jogadores da base chegavam no profissional sem saber os fundamentos básicos.
        Era um mestre e quando treinou o SPFC além de ter mais de 20 anos como técnico já tinha dirigido a seleção em 2 copas do mundo, e por não vencer levou a pecha de pé frio só desfeita com os títulos ganhos no SPFC, que tinha um timaço.

        Curtir

  12. A postura como treinador está horrível! Muito arrogante e prepotente para um iniciante, ainda mais se considerarmos os fracos resultados! Penso que essas atitudes não seriam condizentes nem a um treinador consagrado! Achei o fim a recusa dele em usar a camisa do patrocinador, prejudicando o clube. Se ele diz pensar tanto no SPFC, deveria rever seus “conceitos”!

    Curtir

    • Ele manda no clube nao e de hoje amigo, o mediocre do preparador fisico nao foi mandado embora por causa dele, ninguem tem coragem de peita-lo, vamos ver no fim do ano (se ele durar) o balanço do final da temporada, com nenhum objetivo alcançado…

      Curtir

  13. Bom dia nação .Na minha opinião o mais importante é o trabalho realizado , pois não adianta ter técnicos elegantes e intelectuais como Ricardo gomes ,Parreira , Carpejane , Ney franco, Paulo altuori entre outros …O que manda é um bom trabalho com a base e com descoberta de talentos de times menores , para que no futuro próximo com a venda dos mesmos quitaremos as dividas e implataremos uma ideologia permanente que sera essencial para a retomada de títulos sem grandes investimentos ..Nao temos um patrocínio milionário , nao temos ajuda do governo e muito menos de empresas publicas , por isso tenho serteza de uma coisa ,o time pode ate não estar indo muito bem , mais garanto que a culpa não e só do Ceni e não adianta querer colocar na conta di mesmo os anos sem títulos .

    Curtir

  14. Ha excessos na cobranca porque e o Rogerio Ceni….Sim….mas…..

    Qualquer treinador que fosse eliminado 3 vezes seguidas e uma delas de forma humilhante dentro do Morumbi por um time semi amador argentino, ja seria demitido….portanto……segue o jogo…

    Curtir

  15. Acho isso totalmente secundário. O que é primário é vencer partida e ganhar título. A imagem do Rogério Ceni vai melhorar muito quando ele fizer o time do SPFC jogar bonito, ser eficiente e vencedor. Por enquanto, pode tratar a imprensa com rosas, falar o que a torcida quer ouvir, que isso não vai mudar absolutamente nada a situação do clube dentro de campo.Não adianta ficar esperando boa gestão do Leco e reforços que ele imagina como ideal. Tem que começar a mostrar talento com o que tem em maos.

    Curtir

  16. Time bom tem que ter jogadores protagonistas – jogadores que decidam jogos. Hoje, só temos o Pratto, o resto é coadjuvante. Temos um elenco de nível médio, tendendo para o medíocre em razão da venda constante dos que se destacam no time. Assim, técnico nenhum monta um bom elenco e faz um bom time. E a justificativa de anos é sempre a mesma – a dívida que tem de ser paga com a venda de jogadores.

    Então cabe à diretoria fazer um planejamento mais estendido, colocá-lo em planilha e mostrar a todos a previsão de quando essa dívida será paga. Afinal, deve-se a ela a atual bancarrota. Até quando teremos que conviver com essa dívida? Vamos dar nome aos responsáveis pelo pagamento no prazo estimado e acompanhá-los na gestão, responsabilizando-os até judicialmente se for o caso. Mas não dá para continuar como está!

    Curtir

  17. Quando se fale em novos técnicos , que estão se preparando melhor para a correira de treinador , falar com o imprensa faz parte da carreira de treinador , ser cobrado faz parte da carreira de treinador , saber administrar o ambiente faz parte da carreira de treinador , eu discordo totalmente de que Rogerio Ceni é mais cobrado por ser Rogerio Ceni , ele esta sendo cobrado porque é técnico do são paulo , um clube com problemas e que não ganha nada a muito tempo , e que está a umas 4 temporadas só enfrentando problemas , ele é cobrado porque seus primeiros 6 meses de trabalho foi um desastre , ele esta sendo cobrado com a mesma medida que outros técnicos que passaram por aqui , os últimos técnicos todos sofreram cobrança , com uma diferença tem mais apoio da diretoria que não liga pra nada , e conta com o fanatismo de boa parte da torcida que o apoia independente do resultado .
    Personalidade cada um tem a sua , mais acho que no caso do Rodrigo Caio ele exagerou . e outras coisas também ele não tem que responder tudo que imprensa quer ,

    Curtir

  18. Ceni sempre foi arrogante e com tendências a ser autoritário, o que só tem se confirmado nestes poucos meses como técnico.
    Penso que terá grandes dificuldades com os atletas, pois a mística de mito se esvai rapidamente pelo ralo.
    O time não tem padrão de novo, lembra a um casado x solteiro. Precisa melhor muito, primeiro como pessoa, pra depois como técnico.

    Curtir

  19. Com a imprensa não deve haver contemporização: tem que se impor e, quando possível, constranger os repórteres mesmo. Eles só amenizam para o time sem cor.

    Quanto ao Rodrigo Caio, o Rogério foi honesto: só foi convocado pela “atitude”, e não por seu futebol.

    Por mais entrevistas com a sinceridade do Rogério do que com a falsa cordialidade do Tite.

    PS: a torcida do São Paulo tem que abraçar o time e não se influenciar com o que a imprensa diz.

    Curtir

  20. Depois da saída do Miranda ficamos 05 anos com uma defesa fraca, sem personalidade e tomando goleada de rivais. Os atacantes rivais deitavam e rolavam.
    Chega um cara que de imediato melhora a zaga, impõe respeito, seu companheiro de zaga tão contestado melhora muito e chegamos a semifinais da libertadores graças a sua grande atuação na Bolívia e e seu gol contra o galo. No brasileirão sem ataque, graças a defesa não caímos.
    Mas infelizmente o torcedor só lembra da sua expulsão, absurda em se tratar de libertadores. Aliás este time foi campeão pois foi muito beneficiado pelas arbitragens graças ao seu Messias que colocou muito dinheiro para ser campeão. Tanto que o Messias foi embora e já foram eliminados na 1ª fase.
    Nossa defesa está voltando a jogar bem, mas a torcida que tanto reclama em vender jogadores quer que ele saia. Gostam do zagueiro bonzinho, do fair play, do 6 x 1, 4 x 0 nos clássicos.
    Caso ele saia, depois não adianta chorar.
    Precisamos de mais Maicons no time e menos fair play.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s