Em alguns dias completarei 34 anos. Pelo que li e ouvi, Roberto Dias, Oscar, Darío Pereyra,

Mauro Ramos de Oliveira, foram melhores do que você.Pelo que vi desde 1990, Ricardo Rocha, Valber, Ronaldão e Miranda

foram melhores do que você. Parte deles se destacou pela técnica, pela antecipação, pela versatilidade, atributos

que Lugano n√£o possui.

Mas Lugano está e estará no meu SP de todos os tempos por alguns motivos: pela alma, pela entrega, pelo caráter, pela

persistência. Me lembro da sua contestada contratação, do fato de Oswaldo de Oliveira o ignorar e Lugano ficar chutando

a bola na parede, sozinho.

Seu 1¬ļ jogo contra o Galo no Mineir√£o no distante 11/05/2003 n√£o deixou uma boa impress√£o, mas sua garra chamou a aten√ß√£o.

Até metade de 2004 era reserva e somente com a adoção do esquema 3-5-2, atuando de líbero, Lugano se tornou titular para

nunca mais sair.

Eram tempos difíceis aqueles, como a falta de títulos, Kaká e Luís Fabiano negociados, jogadores

sendo chamados de pipoqueiros. E a entrada de Lugano deu personalidade ao time e confiança aos torcedores.

E quanto mais a maior parte da imprensa chamava Lugano de violento, mais a torcida o idolatrava, tornando a camisa 5

a mais vendida.

Veio os títulos importantes, a convocação pra seleção uruguaia e venda para a Turquia. Ficamos várias janelas de transferência

na ilus√£o de um retorno do nosso √≠dolo. O clube antes modelo de gest√£o, era cercado de den√ļncias, o time dando vexame no

campo, os jogadores ap√°ticos. Por press√£o da torcida, Leco o contratou.

Sabíamos que Lugano estava longe do seu melhor momento, mas o queríamos novamente no time. E ao contrário

dos pessimistas de plantão, não comprometeu. Agora que está eleito e não precisar fazer populismo, Leco demonstra

interesse em n√£o renovar com Lugano.

Em meio ao desmanche que ameaça levar jovens promissores, é necessária a renovação de Lugano, porque precisamos

de jogadores experientes no momento de mais uma interminável transição. E nunca a parte financeira deve ser levada em conta

em se tratando de √≠dolos como Lugano. O retorno que ele nos deu √© intang√≠vel, quando¬† entra em campo carrega 20 milh√Ķes

de torcedores com ele.

Lugano, obrigado pelo carrinho em Gerrard, por n√£o trocar camisa com advers√°rio, pelo chega pra l√° no Guerrero num

jogo que todos davam como perdido num s√°bado de chuva e frio.

Obrigado pela honra, pela garra, pelos chut√Ķes, pelo car√°ter e pela alma que emprestou ao S√£o Paulo nos mais de 200 jogos realizados.

Lugano, jogadores como você estarão nas principais páginas de qualquer revista ou livro sobre o São Paulo, crianças levarão o seu nome na Certidão de Nascimento e aqueles que o humilham estarão no rodapé da história.

Rafael de Albuquerque