A Intertemporada do São Paulo

Pela primeira vez desde o início das competições em 2017, o elenco tem uma pausa no calendário para se preparar com mais tempo entre um jogo e outro – sem a desgastante maratona de partidas que o clube enfrentou na primeira parte do ano. E a intertemporada dá a oportunidade dos reforços que chegaram recentemente de conhecer melhor o trabalho de Rogério Ceni, assim como foi para o restante do elenco na Flórida.

O lateral-esquerdo Edimar, o volante Jucilei, o meia Thomaz e os atacantes Marcinho, Morato e Lucas Pratto têm agora a chance de seguir a metodologia do comandante, que tem preparado o time para a sequência do ano. “É um momento importante, porque podemos trabalhar e fazer aquilo que o Rogério exige em campo. Temos um tempo maior para treinar e aprender mais com ele”, afirmou Thomaz, que completou.

“Além disso, podemos entrosar melhor com os companheiros. A preparação física também tem mais tempo para condicionar os atletas, e temos aproveitado este período para fortalecer o time. Pela necessidade e com o calendário apertado, chegamos ao clube e já fomos para os jogos. Mas, agora, temos mais tranquilidade para conhecer melhor o trabalho desenvolvido pela comissão técnica”, acrescentou o jogador, que teve a opinião compartilhada por Morato.

“Chegar e jogar foi bom por um lado, porque já peguei mais intimidade com o pessoal e fui inserido ao grupo, mas agora tenho a oportunidade de conhecer o trabalho do Rogério sem aquela pressão entre um jogo e outro. Já dá para perceber que é uma filosofia diferente e tenho me adaptado. Queremos evoluir a aprender ainda mais com o treinador, além de poder melhorar fisicamente. O Rogério cobra bastante intensidade e posse de bola. É um método de trabalho legal e tenho aproveitado”, opinou.

O time são-paulino se prepara para encarar o Defensa y Justicia-ARG no dia 11 de maio, no Morumbi, pelo duelo de volta da primeira fase da Sul-Americana, além de ter a estreia do Campeonato Brasileiro pela frente – no dia 14, em Belo Horizonte, o São Paulo enfrentará o Cruzeiro na rodada de abertura da competição nacional.

“Claro que a gente queria disputar as finais do Paulista e seguir na Copa do Brasil, mas agora temos tempo para trabalhar e aprimorar a forma física. É um período importante para entrosar todo o grupo, principalmente os atletas que chegaram durante a temporada, e vamos evoluir bastante. Estamos focados e chegaremos bem no Brasileiro com este tempo de preparação”, finalizou o meio-campista Jucilei.

Site Oficial

Anúncios

31 comentários

  1. Títulos neste ano não dá pra esperar. Uma classificação pra Libertadores estará muito bom. Esperar que o Rogério perceba o que muitos de há muito já notaram, Cícero e TM juntos não dá, fica um meio de campo fraco, na parte defensiva e ofensiva.

    Curtido por 1 pessoa

    • Se o Rogério realmente acompanha as repercussões na internet e redes sociais, ele poderia aproveitar muitas ideias, que são consenso de torcedores engajados. Inclusive aqui temos algumas ótimas sugestões para o departamento de Scout.
      A minha sugestão seria passar a jogar atrás da linha da bola, com uma defesa consistente e só passar a pressionar o adversário em momentos específicos.
      Eu acho que ele quer jogar como o Bayern e o Real Madrid, mas essa estratégia só dá resultado conta times fracos.

      Curtir

    • Nao acho que o problema seja os dois juntos. Eu acredito que o problema é a função que ele põe cada um. Ele recua o Cícero por uma saída de bola melhor, porém ele rende muito mais avançado, participando mais do momento ofensivo e com menos responsabilidades defensivas. E ele deixa o T. Mendes avançado, hoje ele é muito mais um meia direita do que um volante, e seu passe é ruim, ele não tem qualidade pra fazer esse papel. Na minha opinião, tem que inverter a função dos dois e depois colocar o Araruna no lugar do T. Mendes, tem uma marcação melhor, joga o simples e não tem a mania irritante de cair quando um adversário encosta nele.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Pessoal to vendo como boa ideia emprestar Breno, Shaylon para jogarem e ganharem rodagem…além deles poderia emprestar outros como wellington, lucas fernandes, lucão e outros….esses jogadores precisam jogar e mostrar seu talento para voltar e jogar de titular novamente.

    Curtir

  3. Como tem gente com dor de cotovelo por causa dos gambas!
    Não troco a história so São Paulo por de outro time algum.

    Continuo persistente, logo a coisa vai ter que mudar. Vamos São Paulo!

    Curtido por 3 pessoas

    • História do São Paulo (desde quando acompanho):
      Gol do Careca conta o Guarani.
      Três gols do Raí na final do Paulista.
      Zetti pegando o pênalti contra o Newells​ Old Boys.
      Gol de falta do Raí contra o Barcelona.
      Calcanhar do Muller contra o Milan.
      Retorno do Raí na final de 98.
      Defesa do Rogério em 2005……….

      Curtido por 1 pessoa

    • Tô contigo!!
      Jamais deixarei de me orgulhar desse clube.
      Em que pese o fato do adversário vir bem e estar com a mão na taça do Paulista,
      nunca será o SPFC!

      #OrgulhoEternoSerSaopaulino

      Curtido por 1 pessoa

  4. É só pegar a média de idade dos conselheiros, extrapolar para a taxa de mortalidade da população brasileira e fazer as contas pra saber quanto tempo falta pro SPFC mudar de cara, como um todo.

    Curtir

  5. Vamos ver a agora tempo pra treinar não vai ser mais desculpa.
    A diretoria têm que se mexer e contratar peças que chega e joga.
    Lateral direito.
    Nenê do Vasco seria um jogador pra ajuda cueva.
    Schmidt nem colocava mais.
    Chaves também.
    Neilton outro.
    A diretoria têm que analisar é começa cobra o time e Rogério.
    Isso é fato time têm.

    Curtir

  6. Não tem ninguém burro nessa diretoria!

    Basta apenas uns dois ou 3 treinos e o entrosamento da defesa ficará perfeito – não tomaremos mais gol de bola alta na área. Os nossos zagueiros são ótimos rebatedores de cabeça – ganham todas… Não nos falta volante. Os nossos laterais são perfeitos nas bolas altas de segundo pau e levantam muito bem a bola na área para um cabeceio perfeito. Os meia-armadores que temos são precisos nos lançamentos e perigosíssimos próximos à área. A nossa posse de bola só se compara com a do Barcelona. A nossa posse de bola de 70% é feita em campo adversário e quase não há recuo de bola para o nosso goleiro que, diga-se de passagem, é excelente em sair jogando com os pés – por isso foi contratado.

    E o que dizer então dos nossos negócios?

    Formamos na base excelentes jogadores, emprestamos e, quando voltam da experiência, são titulares absolutos, porque não damos opção de compra a ninguém. Nunca demos ninguém de graça. Nunca vendemos ninguém a preço de banana. Temos excelentes analistas e mercado. E, finalmente, não nos falta dinheiro em caixa para comprarmos qualquer jogador. Isso porque não tem burro na nossa diretoria nem no conjunto que a apoia. Em duas semanas teremos um timaço, porque a nossa diretoria sabe bem o que faz!

    Será que é isto que se está vendo?

    Curtir

  7. não aguento ver essa história que esse ano não é pra títulos . O Mônaco também não era pra ser campeão francês e vai ser . Também não era candidato a UCL e está brigando pelo título . Vamos parar que esse ano não é pra títulos . Se a diretoria e o Ceni fizerem a parte deles ganharemos o brasileiro

    Curtir

  8. Bom, acho que está na hora de começar a jogar bola e parar de procurar desculpas, aqui não é a Europa e todos os dirigentes assinam os regulamentos… Continuo com a opinião que tem que dar tempo para o Rogério trabalhar mas não tenho gostado das atitudes dele, baixa a bola que como treinador ainda nao ganhou nada…

    Curtir

  9. Este é um time que dispensa comentários, por isso ficaria dispensado. Trata-se de um tradicional 4-3-3 que há no nosso elenco, formado de modo muito inteligente pela nossa diretoria (segundo alguns). Só tem fera! Deve ser treinado até o Natal, para sermos campões em 2018.
    Denis
    Wesley, Lugano, Douglas e Edimar,
    Breno, Thiago Mendes e Cícero
    Neilton, Chávez e Thomas (Centurión na reserva)

    Curtir

  10. O elenco do SP não é ruim. O que faltou no primeiro semestre foi técnico. É inegável que a queda de rendimento foi devido a má atuação do Rogério. Quis adaptar o time todo à forma de jogar de Real Madrid e Bayern e pra isso trocou vários jogadores de funções por conta de características secundárias, por exemplo escalou o T. Mendes para fazer a função que Modric/T. Alcantâra fazem por ser um segundo volante baixo de bom preparo físico, só esqueceu que a hora que o T. Mendes tiver a bola no pé no ataque ele não vai ser capaz de armar o jogo como os outros dois e que, com funções mais ofensivas, não ajuda na marcação. Recuou o Cícero para ser o Toni Kross/Vidal que marcam, tem boa saída de bola e aparecem bem no ataque, porém o Cícero fica restrito a apenas ser responsável pela saída de jogo, não consegue correr o campo inteiro (algo que ele pedia pro Schmidt e deu muito errado também), ele rendeu como terceiro homem de meio campo ao lado de Arouca e Alison no Santos ou como um segundo volante no Fluminense, mas com mais presença no ataque do que na defesa, não vai ser o Rogério que vai mudar a forma que o jogador de 32 anos atua.

    Com um elenco limitado dos times brasileiros, o técnico tem que colocar cada jogador na função em que rende mais, pq a maioria só faz um papel e olhe lá. Esse é o problema do técnico que não entende que a Europa é uma boa escola de aprendizagem, mas na hora de passar pro Brasil, tem que adaptar pra nossa realidade.
    Tem que parar com as substituições absurdas e parar de pedir jogador (o SP tem substituto pro Cueva, um da base e um indicado pela comissão técnica, o SP tem um bom time, infelizmente não usou o primeiro semestre pra testar a base, agora que use o segundo). Tem que montar o time com o que tem, se não vai ficar na muleta do “tem que contratar jogador” pro resto da vida. Mas o Rogério não tem que sair não, se for demitir todo técnico que fracassou no primeiro semestre, Santos, Palmeiras, São Paulo, Atlético-MG (ou Cruzeiro), Grêmio, Botafogo, Fluminense (ou Flamengo) vão todos ter que demitir seus técnicos.

    Curtir

  11. Ele já colocou na cabeça que os jovens da base devem ser emprestados para ganhar experiência – diferente do Dorival Júnior que os colocou no time para jogar o Paulista. Não sei se terá tempo para ganhar experiência no São Paulo. Se o time, no primeiro turno do Brasileiro, ficar em posição intermediária, ele se sentirá impotente, mas seu caráter como técnico (ao menos até aqui) é de autossuficiência, tendendo a se sustentar até o fim. Eu torço muito para o Rogério acertar, por isso penso que um supervisor como Muricy poderia ajudá-lo, se ele pudesse aceitar isso.

    Curtir

  12. Mais um blá blá blá, deveriamos estar jogando a final do Paulista, a Copa do Brasil, a Libertadores…time adquire ritmo e confiança jogando, ganhando e não em férias como time pequeno…Querem apostar quanto que na volta iremos apresentar um futebol mediocre? Me cobrem.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s