Promessas da base: Lucas Gaúcho

E aí, pessoal, tudo certo?

Graças a operadora Net, a coluna de hoje não será postada da forma que nos habituamos em nossos encontros de quinta feira.

Já que temos o limão, façamos a limonada, relembrando a trajetória de uma promessa da base que despontou como uma promessa de goleador e acabou saindo cedo do tricolor:

LUCAS GAÚCHO

Um jogador de 24 anos pode ser considerado uma promessa? Se encher o torcedor de expectativa antes mesmo de se tornar parte do elenco principal da equipe, acredito que pode sim.

Lucas-Gaucho_ACRIMA20101115_0002_13

Lucas de Souza Gonçalves, ou Lucas Gaúcho, começou sua carreira no Inter, aos 10 anos de idade, passou pela equipe do São José, também do Rio Grande do Sul, mas em 2008, aos 16 anos, por intermédio de um olheiro, veio para a equipe do tricolor.

Destaque nas categorias de base, foi em 2010 que mostrou seu talento e encheu de esperança todo torcedor que acompanhou a Copa São Paulo de Futebol Junior, onde fomos campeões e Lucas foi o artilheiro, com 9 gols.

No mesmo ano, foi integrado aos profissionais, onde não teve muitas chances com o técnico Ricardo Gomes.

Lucas Gaúcho fez apenas 5 jogos pela equipe principal do São Paulo.

Mas, com esse histórico, afinal, porque ele virou promessa?

Lucas Gaúcho, nas 5 oportunidades que teve, jogando pelo tricolor, marcou 2 gols. Aliás, dois golaços de letra!

Sim, dois golaços de letra, curiosamente, ambos vindos de assistência de Jean, o meia improvisado na lateral direita.

Lucas tinha a concorrência de Dagoberto, Fernandinho, Washington e Fernandão, era difícil conseguir espaço na equipe tricolor, apesar dos golaços que você conferiu acima.

O jogador foi emprestado para a equipe de São Bernardo e, em 9 jogos, marcou 3 gols. Em junho de 2011, sabedor de que não haveria espaço na equipe, solicitou a rescisão de seu contrato, prontamente aceita por João Paulo de Jesus Lopes, após consulta ao técnico Paulo César Carpegiani.

Lucas Gaúcho seguiu sua carreira pela Portuguesa, conquistando o título brasileiro da série B. Na Lusa, marcou apenas 1 gol em 9 jogos e foi dispensado após 8 meses de contrato.

Passou por Luverdense, Espanyol B, passou por China, Turquia e Tailândia, mas foi em 2014 que viu novamente sua carreira despontar pela equipe do Al-Shabab de Omã, onde marcou 16 gols em 25 jogos, sendo o vice artilheiro da Liga e ídolo nacional.

Segundo o jogador, em entrevista a ESPN, no início deste ano houveram muitas propostas, inclusive de equipes brasileiras, mas, entre todas as opções, o artilheiro preferiu o Zalgiris, da Lituânia.

273868_med_lucas_gaucho

Depois de fazer 9 gols em 23 partidas (Uma inclusive marcou o famoso hat-trick), se transferiu para a equipe do Thespakusatsu Gunma, da segunda divisão do Japão.

Jogou lá por 6 meses e voltou, em 18/01/2017, para a equipe que fez sucesso em Omã, o Al-Shabab, onde marcou esse gol, que foi destaque pela comemoração:

Por fim, veja um trecho da reportagem que o jogador deu ao portal Terra em 2015 sobre sua passagem pelo tricolor:

Na época, Lucas Gaúcho recebeu o rótulo de baladeiro e isso não pegou bem entre os dirigentes tricolores. O atacante fala sobre: “As pessoas falam muito. Como todo jogador novo, tive uma fase em que gostava de sair. Mas ninguém teve paciência para explicar se o que eu fazia era certo. Dentro de campo, eu dei resultado. Mas, o dentro de campo não importou muito”, lamentou o ex-são-paulino.

Pessoal, é isso, semana que vem tem mais, se Deus e a Net quiserem.

Cleiton

Anúncios

53 comentários

  1. Bom dia.
    Com tanta promessa da base que não deu certo, já não sei mais se os jogadores eram bons e o “profissional” não soube aproveitar ou se o resto da safra que era muito ruim, fazendo com que as ditas promessas se destacassem .

    Vamos São Paulo
    Vlw Cleiton

    Curtido por 1 pessoa

  2. Bom dia à toda legião tricolor do planeta.

    Promessas …, promessas …, promessas.

    São apenas promessas, nada mais que promessas.

    Nascem, crescem e desaparecem, algumas deixam vagas lembranças outras nem isso.

    A base tricolor é ótima em promessas,
    mas muito melhor para os empresários e
    Seus “urubus” de estimação.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Cleiton, falando em limões e limonada …, esta é para você:

    ” Subi no pé de pêra para colher jabuticaba, as uvas estavam verdes e peguei as goiabada ” é assim é nossa base …, ficam apenas os “goiabas”.

    Saudações tricolores, irmão.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Bom dia, outro jogador meia boca mas super estimado por ser da base.Triste ontem,ver os outros times jogando e o nosso time caro de “férias”.Já são mais de dez anos de se quer chegar numa final de Paulista (não estou nem falando em ser campeão) mas nem na final chega.Marasmo total,como diria Milton Leite ” Que faseeeeeeeee!!!!!!!!!”.Depois fica reclamando que quer patrocínio alto…só se for pelo seu passado e pelos milhões de torcedores espalhados pelo Brasil.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Não que o Lucas Gaúcho seria o novo Ronaldo, o novo Careca… mas ainda acho que além de não utilizar devidamente a garotada (use o Paulista, jogos menores, façam mais amistosos, tenham um time B), se deixa sair muito fácil para times menores e sem a devida estrutura para apoiar o crescimento dos mesmos. Utilizando um exemplo atual temos o Gabriel, que veio do Guarani, e foi pro Japão por R$500k… filhos de Deus, 500 mil é grana de pinga para time de futebol, ainda mais se nisso se perder um jogador que, mesmo que não vire um craque, vale 2 ou 3 milhoes (de euros ou reais – dependendo só dele) daqui uns 3 anos.

    Já que queremos nos apoiar tanto em Cotia, e ladrar que temos a melhor base e melhor estrutura, vamos apoiá-los, investir na formação física, técnica e psicologica – essa ultima que sempre tem faltado e pelo jeito que faltou nesse caso também. Pela pressa de madurar o fruto, acaba apodecendo-o.

    Bom dia pra vcs!

    Curtido por 1 pessoa

    • Concordo. Mas há ressalvas no exemplo citado, que foi bem estranho.
      Gabriel foi adquirido e logo emprestado. Com o pessoal que gerencia o clube, não seria surpresa se essa negociação tiver sido algum tipo de ‘maidanismo’…

      Curtir

  6. Jogador muitas vezes é um produto perecível.

    Explico.

    Muitos não tem preparo emocional ou inteligência para assimilar o jogo atual. Há risco de contusões sérias e alguns não têm nenhuma postura profissional.

    Desta maneira, um empresário com um produto perecível em mãos que vale algum dinheiro prefere fazer a primeira venda para um mercado secundário ou para o mercado principal, mas valendo menos do que poderia, ao invés de maturar.

    O que ele poderia ganhar com uma venda, tenta ganhar com várias e assim dilui o risco.

    Esta nova visão de futebol não é errada. Errada é a maneira com que os clubes agem, não tendo uma estratégia eficiente.

    Com os mercados americano e chinês pagando alguns dos mais altos salários do mundo (ver Tevez, Paulinho e outros), não nos resta nem os jovens promissores, nem os veteranos em fim de carreira.

    Há longo prazo, apenas o fortalecimento econômico dos clubes e das ligas e algumas cláusulas de proteção para jogadores nacionais podem fazer com o que a situação melhore.

    Curtido por 1 pessoa

    • A impressão que tenho é que L.Araújo arrependeu de ficar no SPFC, parece fazer corpo mole pra ir embora no meio do ano. Só pode ser isso, porque nem lesão ele sofreu. E nada justifica a curva negativa de seu futebol.

      Curtir

  7. Baita promessa

    So jogou no competitivo futebol de Oma, Lituania e etc

    Esse é o problema hj das novas midias

    Mtos queriam q ele jogasse e criticando os tecnicos, igual ao Sergio Mota

    Mas ngm esta la para ver os treinos

    Era fraquinho – talvez igual ao Lucas Fernandes atual ate no sub 20 ontem nao jogou nada

    Curtir

  8. Acho que qualquer jogador que jogue alguma coisa na base já começa a ser chamado de promessa. Mas se todo jogador que a mídia chama de promessa se tornasse realidade, todo ano teríamos uns 5 kakás saindo de cotia.

    Curtir

  9. Do mesmo jeito que a torcida detona jogador rapidamente, ela também eleva a craque alguns jovens por causa de uma ou duas boas partidas. Quando o moleque não tem estrutura e fica lendo essa melação toda, se perde.

    Curtir

  10. Vendo essa coluna, parece até que quem a escreveu quer o jogador de volta, são paulo precisa de jogadores comprometidos em ser campeões, com mentalidade de campeão. Só pra constar, o segundo gol mostrado no jogo do Fluminense foi contra, do zagueiro gum.

    Curtir

    • De forma alguma. A intenção é esmiuçar a carreira do jogador após ter saído, para fomentar o debate, se vale apena segurarmos promessas, se foi superestimado, subestimado…
      Existem jogadores que nos desfizemos cedo demais, outros, seguramos demais. Há ainda os que o timing foi perfeito, gerando lucro ao clube.
      Essa foi a intenção.
      Um abraço!

      Curtir

  11. Eu lembro muito bem dele e achei estranho ele jogar bem as partidas marcando 2 gols em 5 jogos e ser dispensado facilmente. Desconfiei mesmo de problemas extra-campo. Depois vi os times para onde ele foi e pensei: é não seria grande coisa mesmo. Mas assim como o Gilberto, ele poderia ser um bom reserva.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Bom dia!
    Mas estamos falando dos erros antigos com relação a base, não é isso?
    Pq hoje a garotada é maioria no time principal, pode ser por falta de grana mas os garotos estão sendo aproveitados.

    Curtido por 1 pessoa

  13. Eu tenho que concordar com o Lucas: dentro de campo, no São Paulo, não importa.

    Veja o Dênis….falha atrás de falha, mas recebia todas as chances do mundo por ser “bom moço”.

    Ia citar um outro exemplo, mas vou ficar quieto.

    SP é um clube de futebol, não é uma confraria das melhores almas da humanidade.

    Curtir

  14. Alguém assistiu ao jogo do Palmeiras? A Libertadores está a nível de Sul-America, que várzea!

    Se o Palmeiras não tivesse contratado uma “montanha” de seguranças o campo ia ser palco de MMA.

    Impressionante como a CBF não faz nada para ajudar os times brasileiros. Era obrigação da entidade se reunir com os times brasileiros participantes e exigir segurança e estádios descentes para jogar, caso contrário, não participariam do campeonato.

    Mais esperar o quê de um presidente que não viaja com medo de ser preso.

    Curtir

    • Tentaram fazer uma liga de clubes pra brigar com a Conmebol e o que eu li era que cada país queria uma coisa diferente. Ou seja, se nem no Brasil os clubes conseguem formar uma liga unida pensar nisso em nível sulamericano é utópico. Desde que eu comecei a acompanhar libertadores é essa várzea com os times jogando em pastos, sem iluminação decente, recebendo cuspe na cabeça, saindo escoltado, apanhando..Passaram anos e anos aceitando uma mixaria de bonificação por partida e título que mal bancava a participação no campeonato.

      Os clubes não deveriam fazer nada via CBF. Isso tinha que ser via liga de clubes.

      Curtir

      • Concordo. E hoje com o acesso a informação que temos, qualquer declaração se alastra pelo mundo. Tem time jogando a Libertadores que sequer tem estrutura para oferecer ao adversário e na Sul-America é ainda pior. Se a CBF não se impõe o jeito é os clubes se unirem e brigar por melhores condições de jogo. Ontem iria acontecer uma tragédia dentro e fora de campo. Já pensou se cai aquela grade que separava a torcida do Palmeiras? Lágrimas iriam cair.

        Curtir

  15. Daqui há um mês virão torcedores pedindo Lucas Gaúcho no SP, dirão se tratar de um craque, são paulino de coração, dando sopa no mercado e se não contratar a diretoria é incompetente.

    Curtir

  16. Vai laaaaaaaa diretoria…O Nene tá saindo do Vasco…

    O eterno Vice adora um refugo tricolor…Rodrigo, LF, Éder Luiz….De refugo a Barra Funda tá cheio…

    Não perde esse negócio nao

    Curtir

  17. A empresária Cinira Maturana, que namorou o ex-presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar, foi à Justiça para impedir que dados de transações financeiras de sua empresa cheguem ao Ministério Público.

    Aidar saiu do São Paulo pela porta dos fundos, em 2015. Seus adversários descobriram que a consultoria TML Foco, da qual Cinira é sócia, havia recebido um quinhão de 6 milhões de reais do contrato firmado entre o clube e a fornecedora de material esportivo Under Armour.

    Com o escândalo na praça, Aidar renunciou, e o MP pediu ao Coaf detalhes das movimentações registradas pela TML Foco. A suspeita: lavagem de dinheiro. Cinira entrou com uma ação no Tribunal de Justiça-SP na tentativa de barrar o envio da informações. Perdeu.

    Amanhã, a quinta turma do STJ julgará um recurso da empresária e decidirá se o MP tem direito a obter os dados ou se precisa de uma decisão judicial para recebê-los.

    Curtir

  18. Só um adendo. Jesus Lopes. Um dos diretores mais fracos e incapazes da história do TRICOLOR> Lembro de entrevistas do diretor dizendo que estava tudo acertado com o Betis para a permanência de Ricardo Oliveira em 2006 e também que o eterno Zé Roberto ” jogará no São Paulo se não renovae com o Hamburgo”. Ele se recuperava no REFIS eo Luxa levou ele pro Santos em 2011. Esses seriam peças importantissimas pras Libertadores daqueles anos e esse incompetente diretor não conseguiu traze-los. Jesus Lopes, nefasto dirigente .

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s