Scout trabalha duro com Ceni por novos reforços

Nem Éverton Ribeiro, tampouco Valdivia. As últimas quatro contratações do São Paulo se distanciam do perfil da dupla de meias discutida no clube nos últimos dias e têm algo em comum: a participação efetiva do departamento de análise de desempenho do clube na estreita parceria com o técnico Rogério Ceni.

Edimar, Thomaz, Marcinho e Morato. Todos escolhidos após muita análise de vídeo, características, situação de jogo, encaixe no time em que jogavam, formas de serem aproveitados no elenco atual do Tricolor. São contratações dentro das normas dos chamados departamentos de scouts, já consagrados na Europa e ainda engatinhando aqui no Brasil.

Atualmente, o departamento de análise de desempenho do São Paulo conta com dois analistas, mais um cinegrafista e editor de imagem. Os analistas são Luis Felipe Batista e Raony Thadeu, contratados do Cifut (Centro de Inteligência do Futebol), o departamento do Corinthians. Os dois profissionais passam muito tempo com Rogério Ceni, que os elogia com frequência. Juntos, se debruçam sobre as informações de jogadores que podem reforçar o elenco, que entra agora na reta final do Campeonato Paulista e em fase avançada da Copa do Brasil.

É claro que, mesmo com um modus operandi definido, cada contratação tem suas particularidades. Edimar, por exemplo, foi visto como uma boa opção por não estar sendo utilizado no Cruzeiro, portanto poderia chegar de imediato, e por ter características que a comissão técnica julgou necessárias no elenco atual: poder de marcação, já que o titular Júnior Tavares é mais ofensivo. Veio por empréstimo até o fim do ano, sem custos de transação, apenas o pagamento do salário. Edimar, no entanto, levou azar. Antes de estrear, teve uma lesão no músculo reto femoral da coxa esquerda e não tem prazo de retorno.

Os atacantes Marcinho e Morato também vieram por empréstimo até o fim do ano, com possibilidade de aquisição em definitivo ao término. Os dois chamaram a atenção de Ceni depois de se destacarem contra o próprio São Paulo. Oficializado nesta segunda-feira, o primeiro veio do São Bernardo, enquanto o segundo, que será anunciado nesta terça, chegou do Ituano. Atuam pelos lados, com velocidade, posições para as quais Ceni gostaria de mais opções. No momento, Luiz Araújo, Wellington Nem e Neilton atuam dessa forma. O primeiro começou o ano voando, mas caiu nos últimos jogos. Contratados este ano, os outros dois ainda não vingaram e estão emprestados até o fim do ano.

Já o meia Thomaz, de 30 anos, foi um caso à parte. Ele chamou a atenção com boas atuações nas partidas do Jorge Wilstermann (BOL) contra Peñarol (URU) e Palmeiras, pela Libertadores. Depois disso, com aval de Ceni, os analistas entraram em ação. No entanto, eles tiveram dificuldades para encontrar informações do jogador no modesto campeonato boliviano. O esforço foi grande para encontrar vídeos e números que pudessem comprovar as impressões passadas pelas imagens. Aprovado depois de estudo minucioso com Ceni, assinou contrato de três anos. Ele começou na parte social do clube, e fez seu primeiro gol no último sábado, na goleada de 5 a 0 sobre o Linense.

Essas contratações colocam ainda mais em evidência o departamento de análise de desempenho, pensado e criado no fim de 2015 pelo ex-diretor Gustavo Vieira de Oliveira, demitido ano passado após críticas. Foi nesses moldes que o dirigente chegou à contratação do meia peruano Cueva, hoje o principal destaque do time. Ele estava no Toluca (MEX), foi bem contra o Tricolor na Libertadores e passou pelo pente fino dos analistas. Foi contratado por quatro anos por R$ 9,8 milhões, valor considerado muito baixo. Só para ter uma ideia, Cueva renovou contrato recentemente até 2021 com multa rescisória acima de 30 milhões de euros.

– Temos alguns jogadores mais experiência, e estamos tentando trazer jogadores jovens. Eu, na minha filosofia, apaixonado por esse clube que sempre fui, acho que temos de fazer contratações pontuais e caras, como foi o Pratto, mas ao redor de jogadores especiais como esses, temos de dar oportunidades para jovens que se destacam no clube, e outros que se destacam nos campeonatos estaduais, fazendo bons negócios. O mercado no Brasil, a maioria não pode fazer grandes contratações, temos de formar jogadores aqui. E obviamente não perdendo a competitividade. Acho que esse é o maior predicado do São Paulo até agora – analisou Ceni.

L!

Anúncios

67 comentários

  1. Eu tenho até medo desse departamento de “Análise e desempenho” do SPFC, porque eu já até falei para minha esposa, deixa minha chuteira arrumada que o departamento de ” Análise e desempenho” está de olho, a qualquer hora eles podem me chamar kkkkkkkk

    Curtir

    • Se o time da Leila não tivesse feito aquele gol aos 50 do segundo tempo contra o ex time do Thomaz…Hj já iam praticamente cair fora…Aposto em o Penarol arruma um empate….Eles não vão longe não

      Curtir

          • Fora que o dinheiro da Crefi$a é um dos mais sujos que existe. Vende empréstimo para negativados que estão com a corda no pescoço e se submetem a taxas de juros de 20% mensais! É a agiotagem prevista em lei.
            Time sujo que é campeão mundial via Fax.

            Curtir

          • Tem que ver a arbitragem, infelizmente é comum na Liberta os títulos serem comprados. Ano passado isso ficou claro, com o Atletico Nacional ganhando roubando todas as etapas do mata-mata. Me lembro tb de 2006. Em 2005 roubaram o título brasileiro do Inter e deram pros gambás, o Fernando Carvalho foi a CBF e negociou o silêncio do Inter em troca da liberta 2006. Roubaram todas as partidas desde a primeira fase até a final.
            Se a crefisa arcar com a $$ necessaria vai sair campeão.

            Curtir

  2. Fico contende do São Paulo olhar possíveis revelações em times menores. Contratar estrelas tipo Pratto é excelente, mas contratar carregadores de piano como o Hudson, que veio do Botafogo de Ribeirão Preto com um preço interessante, é necessário. Nossos rivais fizeram isso no passado bem melhor que nós, torço para pelo menos Morato ou Marcinho vingarem, assim as finanças do time sempre terá a expectativa de melhorar.
    Falta ainda a nossa capacidade de encontrar bons reforços e baratos em países como Argentina e Uruguai.

    Curtido por 2 pessoas

    • Eles.sabem exatamente a força que tem. Só não querem assumir a responsabilidade de tocar o futebol brasileiro mandando a CBF se recolher a sua insignificância. Eles preferem o comodismo regado a favores, quebra galhos e algumas coisas mais que talvez um dia venham à tona. A situação dos presidentes de clubes é muito cômoda. E a grana da TV colaborou ainda mais para isso (não sou contra o $ da TV. É muito bem vindo). Agora nem fazer força para pôr torcedor no estádio eles precisam fazer. Vide o regulamento bizarro do carioca feito para deixar o torcedor em casa assistindo do sofá.

      Curtir

    • Eu acho que o SP não tá tão errado. A última vez que o SP começou um boicote contra CBF/Globo, nem metade aderiu e até hoje sofremos represália fortes por isso.
      Tem clube que tem mais é que se lascar mesmo pq quando teve oportunidade, nao soube aproveitar.

      Curtir

    • Por trás da CBF e da FPF está a poderosa Globo. Esses caras derrubam até presidente da república, imagina o que podem fazer com um simples dirigente de futebol.

      Curtir

  3. Sei lá, fiquei com a impressão de que o depto de scout pouco ajudou nessas contrataçoes.
    Um não tinha como ter referências (tomaram por base 2 partidas), outro nem jogava, e os 2 restantes parece que foi mais o acompanhamento e a impressão do próprio Ceni.

    Curtir

    • Você está enganado. O Ceni pode ter indicado, mas havia referências que os analistas foram escarafunchar e ao debruçarem nos números acharam uma boa fazerem a aquisição. Em relação ao Tomás ainda teve a referência do Pirulito que indicou-o muito.

      Curtir

      • Então, na minha visão a principal função do scout seria analisar jogadores, monitorar jogos, clubes, e depois indicar jogadores ao treinador.
        O que está acontecendo? O treinador olha o jogador, gosta do que vê e indica para o scout.
        Acho que o papel deles está além disso, além de avalizar o jogador indicado pelo treinador.

        Curtir

    • Oxe, você se refere ao Edimar, certo?
      De fato ele não jogou esse ano, mas ano passado fez 27 jogos pelo Cruzeiro e 34 pelo Rio Ave.
      Eu não sei exatamente como a equipe de scout faz para analisar, mas certamente eles pegaram no mínimo os jogos do último ano, né? Não analisaram como o Edimar ficava sentado no banco esse ano kkkk

      Curtir

      • Não, estou me referindo aos 4.
        Parece que o treinador indica jogadores para o scout e não o contrario, que seria o mais correto.
        A impressão que eu tenho é que o trabalho de garimpagem tem sido feito pelo Rogerio e mais alguém que o ajuda nessa parte, provavelmente alguém até mesmo extra SPFC.
        Mas é só uma impressão. Nessa semana eu já havia comentado algo nesse sentido, e essa matéria reforçou a minha impressão sobre o assunto.

        Curtido por 1 pessoa

  4. Só não gosto muito é desse negocio de contratar jogador que se destaca contra nós, daqui a pouco todo jogo contra o SPFC vai ser uma vitrine e os caras vão se matar de jogar contra nós.

    Curtir

  5. Zanquetta boa tarde,
    O Pimenta deu um prejuízo de 11 R$ milhões ao São Paulo Na sua gestão na década de 90, e aguardei um post seu sobre o caso, mais não veio, ou seja seus levantamentos só se baseiam na gestão Leco?
    Estranho.

    Curtir

  6. Estou gostando dessa nova proposta do São Paulo de garimpar no interior. Quem fazia isso mto bem a um tempo atrás era o Corinthians que achou o Jucilei, Ralf, Douglas, Elias e até alguns mais perebas mas que serviam para compor elenco como o Romarinho e o Bruno César. E essa estratégia de empréstimo acho mto válida. Mto melhor pegar o jogador emprestado com valor fixo, avaliar o jogador e se servir contrata. Se não serve devolve e segue o jogo. Nada de ficar com um pereba sentado em cima de um contrato longo pq se destacou em um paulistinha. Tem que provar que serve pra jogar no tricolor.

    Curtir

  7. E a cessão do terreno do CT da Barra Funda que vai até 2022? Ninguém sabe de mais nada?

    Teriam que pelo menos conseguir junto a prefeitura que o prazo seja igual ao do Palmeiras 2075.

    Curtir

  8. Posso ser péssimo em interpretação de texto, mas NENHUMA das contratações foi descoberta pelo setor de scouts? Apenas os jogadores foram analisados posteriormente?

    Curtir

  9. O São Paulo podia investir no Camilo do Botafogo que está insatisfeito no clube outro e Diego Souza do sport Marquinho Gabriel do Corinthians que não se adaptou ao sistema de jogo de retranca do treinador mas do jeito solto de toque de bola e velocidade cairia muito bem no São Paulo investir em três jogadores novos da Ponte Jadson Cleyson e Ravanelli

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s