A solução passa pela Base no São Paulo

Na coluna de hoje, falaremos sobre a base tricolor. O grande investimento em Cotia faz com que as expectativas por um retorno em campo sejam muito altas. Neste ano, também pela falta de dinheiro, o São Paulo parece estar fazendo bem a transição de atletas para o profissional. O elenco, sem os jogadores formados em Cotia, seria pequeno e incapaz de completar os 70 jogos em média de uma temporada. Ao invés disso, o time vem bem, com seus jovens jogadores honrando o manto tricolor nas primeiras vezes vestindo-o no profissional.
Rogério Ceni, por saber que não havia dinheiro para comprar todo um elenco competitivo, decidiu subir diversos garotos da base, multicampeã no ano passado. A ideia é de que seria tão bons quanto jogadores mais velhos de times pequenos (que é o que havia dinheiro para comprar) e ainda poderiam evoluir, agregando ao time.
Com isso, atualmente, temos 10 jogadores da base que já jogaram esse ano (sem contar Lyanco, vendido). Além deles, temos outros que estão treinando com o time principal sem ainda ter participado de jogos, como Lucas Perri e Caíque.Rogério Ceni, por saber que não havia dinheiro para comprar todo um elenco competitivo, decidiu subir diversos garotos da base, multicampeã no ano passado.

Os jogadores lançados por Ceni são 4: Shaylon, Araruna, Lucas Perri e Júnior Tavares. Júnior é titular absoluto e Araruna tem entrado bem em vários jogos. Shaylon entrou menos, mas mostra promessa com seus 19 anos. Mostram-se como alternativas claras, podendo entrar a qualquer momento no time sem comprometer.

Não poderíamos esquecer os outros 7 jogadores de Cotia, no elenco principal há mais tempo. São eles: Lucão, R. Caio, Breno, Wellington, J. Schmidt, Lucas Fernandes e Luís Araújo. Desses, jogam constantemente 3, com Lucão começando a entrar mais agora. Lucas Fernandes vinha bem ano passado, mas rompeu os ligamentos do joelho e agora busca retomar ritmo de jogo, mesmo caso de Breno e Wellington. Esperemos que voltem à sua melhor forma!

Além desses jogadores no time principal, temos outras crias do sub-20 emprestadas a outras equipes profissionais, para ganhar experiência. É o caso de Foguete, Banguelê, Matheus Reis, Arthur, Lucas Kal, Tormena, Pedro e Auro. Esses devem evoluir e podem ser opção para integrar o elenco ano que vem. Ceni falou, por exemplo, que só não integrou os zagueiros Kal e Tormena por já haver um excesso destes no elenco.

A tendência é que, com o amadurecimento desses jogadores emprestados e dos já integrados, em um ou dois anos teremos uma equipe com jogadores de qualidade e que custaram pouco dinheiro ao time. Obviamente, também são necessárias contratações, buscando um equilíbrio entre resultados e formação de atletas. Afinal, o objetivo de um clube deve ser ganhar títulos!

De maneira geral, parece que o trabalho de formar atletas está caminhando numa boa direção: temos jogadores já integrados, outros se integrando, alguns ganhando experiência e vários ainda sendo criados em Cotia. Mantendo essa confiança na capacidade de nossas promessas, sem fazer contratações desnecessárias que poderiam tirar espaço deles, com certeza teremos bons frutos.

Para termos uma ideia melhor da contribuição deles para o clube, vão aí alguns dados:

Júnior Tavares: De 19 jogos disputados até agora, jogou 17

Luís Araújo: Dos 19, jogou 16

Schmidt: Jogou 15

Rodrigo Caio: Jogou 14

Araruna: Jogou 13

Shaylon: Jogou 6

Breno: Jogou 5

Wellington: Jogou 5

Lucas Fernandes: Jogou 4

Lucão: Jogou 4, mas nos últimos jogos teve alta frequência. É o primeiro reserva para a zaga atualmente.

O palmeiras, para efeito de comparação, tem como meta anual que jogadores da base joguem pelo menos metade de 10 partidas. Com o elenco cheio de medalhões não vem fazendo isso. Para efeito de comparação, com um pouco menos de um terço dos jogos de toda a temporada disputados, o São Paulo já atingiu a meta deles!

Agora é a vez da base, tomando cuidado na transição e também dando confiança a eles. Acho esse um ótimo caminho a ser seguido, seja o clube pequeno ou grande. O Barcelona fez isso e foi dominante na Europa esse século. Nosso Centro de Formação, apontado  por especialistas como mais completo que, por exemplo, o do Bayern de Munique, já formou um jogador melhor do mundo, Kaká. Com certeza outros bons valores surgirão para poder servir bem ao time!

Está na hora de olhar o que já temos e melhorar isso! A direção foi dada por Rogério Ceni. Espero que consigamos manter essas ideias!

Vai São Paulo!

por Pedro de Moraes Alves

Anúncios

46 comentários

    • Exatamente.
      Com os jogadores que eles tem e um treinador de verdade, vão dar muito trabalho.
      É o mesmo que comparar a seleção brasileira com Dunga e Tite. E olhe que o treinador brasileiro está anos luz atrás de um Simeone ou Sampaoli.

      Curtido por 2 pessoas

      • Na verdade eu acho o Tite melhor que o Sampaoli, mas o Simeoni é melhor que os dois. Aliás Brasil e Argentina vão realizar um amistoso né? eu mal posso espera pra assistir.

        Curtir

        • Tite é um treinador muito bom, mas é preso a um único esquema tático. Todavia, o faz muito bem.

          Simeone domina esse mesmo estilo, mas sabe flutuar bem para outros sistemas. É muito mais treinador.

          Sampaoli é de outra escola, mais dinâmica, mais técnica. Quando necessário, arma retrancas, mas prefere ser protagonista.

          Curtido por 2 pessoas

      • Boa comparação!

        provavelmente vai acontecer com a Argentina a mesma coisa que aconteceu com o Brasil quando trocou de técnico. Mas vamos lá, em 2018 vai dar Brasil!!!

        Curtir

  1. O clube tem que continuar investindo forte na base. O Sub20 que cansou de levantar títulos ano passado continua fazendo bonito completando o plantel profissional com eficiência e competitividade. Demos sorte com um técnico debutando com novas concepções, sem medo de mesclar novatos e experientes. Desses 10 moleques, no mínimo 4 irão vingar, o que justifica plenamente continuidade e novos investimentos no CFC. Não temos um Paulo Nobre, uma Crefisa, Caixa ou Lula, sempre foi na base do suor, sacrifícios, sorte de contar com bons dirigentes, sorte essa que tem faltado a década.
    Se não tocarem na base já é uma vitória a comemorar e que mantenham Jardine por tempo indefinido.

    Curtido por 1 pessoa

  2. O investimento que se faz na base aliado aos talentos que estamos produzindo EXIGE mais espaço para os garotos.

    Outra coisa, gosto dessa política de contratar por empréstimo (e com passe fixado) revelações de campeonatos regionais. Se o cara sentir o peso da camisa, devolvemos (economizando com contratação e salários de um jogador sem espaço), se for bem, teremos um contrato com um jogador que se adequou ao clube.

    Curtir

  3. Boa matéria, concordo com muito do que foi dito (não confio em alguns jogadores, como, por exemplo, banguele).
    Só faria um ajuste nela, acrescentaria os jogos do Lyanco. E recordaria que Thomaz postou por nossa base.

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu assisti muitos jogos do Banguelê na base e posso afirmar que ele protegia muito bem a zaga. Sem ele o time ficava bem mais exposto. Mas é meio grosso mesmo e precisa melhorar a saída de bola. Se tiver mais qualidade no passe, joga com o Ceni, se ficar na de antigo 1º volante estilo Márcio Araújo, não joga.

      Curtir

  4. Estou gostando dessa nova proposta do São Paulo de garimpar no interior. Quem fazia isso mto bem a um tempo atrás era o Corinthians que achou o Jucilei, Ralf, Douglas, Elias e até alguns mais perebas mas que serviam para compor elenco como o Romarinho e o Bruno César. E essa estratégia de empréstimo acho mto válida. Mto melhor pegar o jogador emprestado com valor fixo, avaliar o jogador e se servir contrata. Se não serve devolve e segue o jogo. Nada de ficar com um pereba sentado em cima de um contrato longo pq se destacou em um paulistinha. Tem que provar que serve pra jogar no tricolor.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Muito bom o texto.
    Acredito que precisamos de politicas vindas da CBF (sonho) que incentivassem mais os clubes a investir na base ou em jogadores jovens de outros times ou países, assim como a Alemanha fez.

    Só acho que precisamos começar a revelar melhores centroavantes, Faz tempo que não temos alguém de bom nível.

    Curtir

  6. Realmente muito boa matéria. E o caminho é este e a tendencia e vocação do São Paulo sempre foi de revelar jogadores. Estamos retomando nosso rumo e justamente com o comando do Rogerio Ceni com certeza a pessoa mais indicada para tocar este projeto. Dentro em breve seremos protagonistas novamente!!!!!!!!

    Curtir

  7. Poe a molecada pra compor elenco. A safra é mto boa. Ja sairam boschillia, ewandro, neres e lyanco. Ainda temos lucão, l fernandes, shaylon, pedro, auro, jr, militao, leo natel, caique, liziero, tom, l araujo, artur, m queiroz.
    Auro ja foi bem em 2014, precisa de um trabalho nele como no lucão, ta sem confiança. Lucão vem bem e se for mal contra a galinhada, nao vai mudar nada pq até o Rogério já foi mal em clássico. L araujo vinha bem, ja ja volta. L fernandes tava bem antes de machucar. Jr ta bem. O resto ainda vamos ver…

    Curtir

  8. Gostei.
    O SP pode fazer um trabalho sério, bem feito e planejado de aliar:
    1- Jogadores revelados no interior do estado e de outros locais do país, que venham pelo período
    minimo de 1 ano e com valor de passe fixado
    2- Subida dos garotos da base
    3- Contratações semestrais ou anuais, mas de forma pontual, de 1 até no máximo 3 atletas, mas
    daqueles que cheguem, vistam a camisa e resolvam, além de passar sua experiência aos mais
    novos e inexperiente

    Seguindo essa fórmula, economizará dinheiro na contratação e no pagamento de salários, terá
    condição de projetar atletas que ajudarão a equipe a ganhar títulos e ainda renderão um bom
    dinheiro na venda para o exterior.

    Chega de trazer jogador de baciada e excesso de perebas. Chega de trazer jogador veterano demais
    (a não ser que agregue muito), ou jogadores contundidos vindo se recuperar no Reffis. Essa filosofia
    tem que estar enterrada de uma vez por todas!!

    Vai São Paulo!
    Uma forma nova de trabalhar e um futuro promissor se descortina à nossa frente.
    Tô colocando muita fé nesse time para 2018… esse, sim, será nosso grande ano!
    Esse ano vejo mais como o embrião lançado de um grande projeto, que pode até já render alguns
    frutos, mas que promete mesmo ser muito bom a partir do próximo ano…

    Curtido por 1 pessoa

  9. o SPFC fazia isso até a chegada do JJ na presidência do clube, e fazia muito bem mesclando com jovens talentos, e destaques mais veteranos de clubes menores, como está fazendo agora nas contratações do Marcinho e Moratto, e trazendo um ou outro jogador mais consagrado para ter um time coeso.

    Mas o clube se PERDEU após a chegada do JJ, jogaram a “receita” do sucesso na lata do lixo, e os rivais (principalmente a escória) foram lá “fuçar” nessa lata e pegaram o papel da “receita”, enquanto o SPFC da era JJ preferia trazer apenas suas baciadas de jogadores medianos CAROS !! ae afundou o clube em dívidas !!

    vamos ver se aprenderam a lição e voltem a fazer como antes, e o clube seja aquele SPFC forte e competitivo q sempre conhecemos.

    Curtido por 1 pessoa

    • O que acabou com o São Paulo foi o ego do JJ. Lembro de uma entrevista dele, inclusive postado no YouTube de fazer um planejamento investindo 100% na base e não contratar mais jogador. Mais só ficou no papel.

      Curtir

  10. Valeu, Pedro.
    CFA = mina de ouro. Tem que garimpar!
    Realmente devemos continuar essa filosofia, porque no médio prazo dará bons resultados.
    Militão
    Frizzo
    Leo Natel
    Cipriano
    Tantos outros nas seleções de base. Os times sub XY conquistando títulos…..

    Curtir

  11. Muito bom o texto.
    Cotia devia ser gerenciada como empresa
    Fazer valer a sua grandeza, garimpar pelo Brasil e América do Sul jovens talentos, e colocar como regra subir no mínimo 3 garotos pro profissional por ano, é a salvação das finanças, de deixar tudo em dia, reduzir gastos, pra chegar num tempo que a base seja auto suficiente para o elenco principal, dar o mesmo valor que o Barcelona da para sua base por exemplo.
    A solução do clube sempre esteve próxima, uma pena que o ego da velharada atrapalhe isso.
    Se todo ano tivermos negócios como o Junior Tavares e o shaylon, já vale apena, fazer esses contratos por empréstimos já com o valor fixado é ótimo tbm, sem muitos riscos se n der certo, enfim, falta administração e visão pra essa diretoria.

    Curtir

  12. Excelente matéria. Acho que o blog deveria focar em matérias assim, feitas por torcedores que analisam e focam em coisas específicas do clube. As matérias que são de outros sites não sei se agregam muito (já vi a discussão sobre isso e entendo o objetivo de serem discutidas aqui, mas acredito que esta matéria dá de 10 na maioria das publicadas em grandes portais).
    Tem muita gente aqui no blog que comenta e escreve bem que se disponibilizaria a publicar matéria de graça. Acho que seria uma boa realizar alguns concursos pra selecionar textos de leitores.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s