O são-paulino ainda sonha com o Buffarini do San Lorenzo

O empate contra o Defensa y Justicia foi apenas mais um capítulo do triste início de temporada de Buffarini com a camisa do São Paulo Futebol Clube. O argentino foi contratado no ano passado, após muitos pedidos feitos por Edgardo Bauza e sua comissão técnica. O Tricolor, querendo agradar seu técnico, foi atrás do jogador que já se destacara na conquista do San Lorenzo, um ano antes, pela Libertadores.

Quando estreou, Buffarini claramente sentiu a adaptação, tanto no estilo de jogo quanto nas decisões dos árbitros. Só depois de muitas derrapadas, ele se estabeleceu como titular do time e ajudou bem na reta final do campeonato, quando a equipe escapou de vez do rebaixamento. Sem ser destaque, foi bem, principalmente por sua vontade.

A vontade que ajuda, porém, também atrapalha. E muito. Buffarini é um jogador que tenta sempre matar as jogadas e acaba sendo estabanado. Em alguns momentos, tenta interromper a mesma jogadas duas vezes, erra e acaba cometendo faltas após um primeiro bote errado. Isso tem lhe causado muitos cartões, virando uma certeza para quem acompanha os jogos do Tricolor.

Este ano, Buffarini tem feito apresentações lamentáveis. Nem o culpo quando joga improvisado pela lateral esquerda, pois é uma limitação do elenco. Pelo lado direito, porém, parece meio perdido, principalmente na marcação. Sempre lembrando que ele vinha atuando como ala no San Lorenzo, mais avançado, e pode ainda estar tentando se acostumar com a função mais defensiva.

A questão é que o lateral tem realmente rendido muito pouco. A expulsão contra o Defensa y Justicia foi apenas mais capítulo para rechear seus erros. Afobado, atrapalhado e, às vezes, violento. Dizer, como fez após o jogo, que estava dando o sangue em campo não basta. É muito pouco. Não adianta chorar a cada besteira que faz, é preciso melhorar.

Buffarini precisa retomar o bom futebol que o fez ser contratado, principalmente porque nossa outra opção para a posição é o fraco Bruno. Um problema e tanto para Rogério Ceni resolver.

Por: Pedro Cuenca

Anúncios

77 comentários

  1. Poxa …, que péssimo texto, pois o futebol é coletivo.

    O São-paulino sonha com o SPFC de Minelli, Cilinho, Telê …, Muricy (dentre tantos outros).

    Oxalá o SPFC de Ceni seja algo próximo de algum desses.

    Buscamos consolidar um time que funcione coletivamente, e o Buffarini colabora e muito com o time.

    Pedro Cuenca és tricolor ?

    Curtido por 2 pessoas

    • Paulo, desde a mudança drástica na ESPN na, quando a emissora optou pelo sensacionalismo e não mais pela qualidade este ser chamado Pedro Cuenca, passou a escrever suas bizarrices em um blog dentro do sítio da referida. É um idiota, um idiota são paulino.

      Curtir

  2. Do post anterior …, replico :

    Em minha humilde opinião …, apenas minha opinião.

    O time busca um equilíbrio …, tínhamos “ataque” e nossa “defesa” não existia.
    Hoje a “defesa” apresenta estabilidade e o ” ataque” não é tão efetivo.

    Buscamos um time …, que funcione coletivamente.

    Estamos no caminho certo.

    Deixem o Ceni e sua comissão técnica trabalharem em paz.

    Curtido por 2 pessoas

    • Exato Paulão… Pedra que não sai “leite” ??? não serve para alicerce, descartada… Ceni tem tirado leite das pedras que antes eram “pedras nos sapatos”. É verdade que o elenco precisa se fortalecer, mas, enganasse quem pensa que RCeni está satisfeito com o que tem…afinal…é o que tem né…Abraço Paulão, estou sempre contigo, juntando “pedras” para construção do nosso elenco.

      Curtir

    • É exatamente isso! O time está em evolução. O SPFC tomou diversos gols bobos por não “saber” se defender. O time era voltado para o ataque, a defesa parecia desatenta, desconcentrada e sem ritmo até. Coisas de um time ultra-ofensivo em pré-temporada. O final da pré-temporada (a meu ver, coincide com a primeira fase do Paulista) serviu para ajustar a defesa.

      Curtir

  3. Eu tenho uma certa intuição e a ultima vez que a tive foi na contratação do Buffarini.

    Alguns jogadores como Grafite, Cicinho, Mineiro, Dagoberto, Borges, Aloísio Boi Bandido, e mais alguns outros que não lembro agora eu tive a intuição de que jogariam no São Paulo.

    Lembro-me até hoje em 2004(Creio eu) um jogo entre Atletico Mineiro x Flamengo, foi a primeira vez que vi o Cicinho jogar, quando bati o olho falei: Certeza que o São Paulo irá contratá-lo!

    Senti isso também com o Buffarini, a primeira vez que o vi jogar, bati o olho e falei: esse cara vai vestir a camisa do São Paulo certeza.

    Até hoje só lembro de uma intuição minha que deu errado. Foi com relação aquele Atacante ex-Goiás chamado Araújo.

    Tem uma que eu ainda não errei, mas tenho certeza que um dia vai se concretizar que é a vinda do Everton Ribeiro, falei que ele jogaria no São Paulo ainda quando o vi jogar no Coritiba.

    Curtir

    • O trio Grafite, Araujo e Dimba jogou muito no Goiás em 2003. Tentamos trazer o Araújo, que parecia ser o craque, ficamos com Grafite, que mesmo assim já começou arrebentando no Paulista de 2004, na dupla com Luís Fabiano. Quanto ao Buffarini, é curioso. No San Lorenzo, ele se sentia à vontade na lateral, parecia que ocupava metade do campo, era impressionante a disposição ataque e defesa. Lembro especificamente um jogo dele contra o Botafogo em 2014, na Argentina. Já por aqui parece um perna de pau voluntarioso. Cabe ao técnico ver se é possível essa recuperação, vendo esses vídeos e acompanhando o jogador estrangeiro. Há estrangeiros que tem mais dificuldade de se adaptar, vide o caso Centurión.

      Curtir

  4. Apesar dos pesares, torço muito por ele, em tempo de jogadores acomodados e corpo mole, quando aparece um que passa tamanha vontande e disposição, acredito que dentro do possível devemos apoiá-lo. Mas, entendo aqueles que o criticam.

    Curtir

  5. Buffarini toma muito cartão por ser estabanado, é normal de quem vem de fora, Denílson e Migué Bastos viviam sendo expulsos ao chegarem.
    Discordo completamente sobre deficiência defensiva. Ele é muito bom marcador. O problema é aquele, marca bem o jogo inteiro, um lance o cara chega estabanado e leva o amarelo e depois é expulso. O problema é ser estabanado, mas marcar ele sabe e faz muito bem. Sinceramente não lembro de nenhum gol por falha dele e nem adianta vir com aquele gol do Santos que o mérito é puramente do Vitor Bueno, a marcação foi muito boa, tirou a direita do cara e deixou o mínimo espaço possível pra ele, mas o cara foi bem e deu o drible num espaço minúsculo, praticamente em cima da linha de fundo, seria a mesma coisa que dizer que o terceiro gol nosso naquele jogo foi falha dos 3 defensores do Santos ao invés de méritos do Cueva. O problema é com a bola no pé, seus cruzamentos são bem ruins (assim como são os do Jr, ambos precisam treinar muito esse fundamento) e até seus passes doem de ver.
    É bom jogador, tá se adaptando e pode render mais do que tá rendendo.

    Curtido por 1 pessoa

    • Cara, apesar dos erros que ele comete, hoje dificilmente eu tiraria o T. Mendes do time.
      Ele não é um primor de técnica, por isso creio que a falta de treinos tá pesando para ele.
      Ele, estando descansado, joga por 2.

      Curtir

  6. Difícil entender o Buffarini. Não o conhecia, não sei se realmente é bom jogador. É indiscutível sua dedicação, força, vontade, mas q não mostrou futebol é fato.
    Tivemos alguns casos de demora de adaptação, e com o tempo verificamos ser grande jogadores, como Pedro Rocha, Raí e tantos outros.
    Em relação a Pedro Rocha, era desanimador.
    Nosso meia era Gerson e Rocha jogava avançado, de costas para a marcação.
    Com a saída de Gerson, assumiu sua verdadeira posição e foi o q todos viram ou leram.
    Minha opinião é a de que se o cara realmente tem bola, devemos ter paciência e insistir.

    Curtir

  7. Jogador que vem de fora sempre necessita de um bom período de adaptação… normal isso.

    Adaptação ao novo país, a nova cidade, ao novo clube, aos novos companheiros, ao novo treinador, aos novos conceitos dos árbitros… enfim, uma gama enorme de obstáculos que ele precisa se adaptar. Até jogando em uma posição diferente a que estava acostumado.

    Até um jogador brasileiro que vem de fora precisa se readaptar, imagine um de fora que nunca jogou aqui?

    Precisa dar tempo pra ele, futebol ele já mostrou no clube anterior que ele tem.

    Força Buffarini… eu acredito em você.

    Curtido por 4 pessoas

    • Pois é, ele jogou sem reclamar, sem mimimi, pecou pelo excesso e não por omissão. Parece um caso similar a Alvaro Pereira na questão adaptação e pela gana e seriedade merece paciência e todo tipo de ajuda.

      Curtir

    • Também não entendo. Por que não apostar em formação com três zagueiros e colocar um ala por ali. Wellington Nem, L. Araújo, Cícero e outro canhoto poderiam ser opções. Buffarini tem a perna esquerda péssima, tanto é que tentava passes bizarros com a parte externa do pé direito.

      Curtir

  8. Excelente texto.

    Acompanhei diversos jogos do SL.
    E o cara tava jogando muito bem. Não pode ter desaprendido.
    Aqui não tem jogado nada, mas como citado pelo Cuenca, estava atuando mais como ala.
    No SPFC ora joga na LD ora improvisado. Acho que isso só atrapalha…
    Talvez precise mesmo de um maior tempo de adaptação, que espero que seja breve.
    De uma coisa não dá pra reclamar: Não é um chinelinho, dá o sangue.

    Força Buffa!

    Curtido por 1 pessoa

    • Cartman.
      Para falar do Buffarini eu posso usar em parte um exemplo próximo e recente: Centurion.

      No seu clube anterior, o cara estava destruindo, chamou atenção de vários clubes na Argentina e fora
      do país, e o SP foi lá contratá-lo. Chegou, fez alguns bons jogos, caiu de produção, passou por problemas particulares sérios, cara tímido e com alguma dificuldade de relacionamento com os companheiros, enfim…

      Ameaçou uma melhora com o Bauza, mais especificamente naquela partida que atuou de centroavante e
      fez 2 gols na Libertadores. Bauza aliás foi quem falou que não entendia o que ocorria com ele, pois era
      conhecido na Argentina por seu jogo arrojado e tal…

      Aí o cara é trocado por empréstimo com o Chavez, vai jogar no clube mais popular da Argentina e começa
      a arrebentar (de novo), ou seja, sente-se mais à vontade e desenvolve novamente seu futebol de jogadas
      agudas e atrevidas…

      Conclusão: o Buffarini precisa de tempo, sim, para se ajustar à nossa realidade futebolística bem como a
      forma de jogar no time dentro da filosofia implantada pelo Ceni. Ao menos aparentemente no lado pessoal
      e emocional parece estar melhor que o Centurion. Entendo porém que há um prazo para isso, e se ele
      estourar esse prazo aí sim concordo em procurar negociá-lo.

      Curtir

  9. um grande problema do ceni eh q ele chegou com algumas conviccoes taticas mas nenhuma em relacao aos atletas. entao ele fez um peneirao… testou td q pode.. ou qs td. td bem eh novo e tem q conhecer alguns. mas enfim, td isso para dizer q o q ferrou mesmo foi o revezamento com o Bruno e botar pra jogar na esquerda. ai nao da mesmo… jogador precisa de constancia… ritmo..

    Curtir

  10. Do post anterior. Nicola sem credibilidade!! Pra mim é fumaça pra atrapalhar o ambiente. Renan mal jogou. Não dá pra saber onde pode chegar…. E se realmente duvidassem do kra não era contratando o Sidao que teríamos um goleiro de seleção brasileira…

    Curtir

  11. Pelo menos o Buffa não se esconde e nem se machuca misteriosamente quando está em má fase.
    Lembro que ele era um dos que pelo menos pareciam preocupados quando o time estava naquela série de derrotas consecutivas no ano passado.

    Acho que o que acontece com ele é o mesmo que acontece com o TM, focam mais nas falhas do que nos acertos.

    Curtido por 1 pessoa

  12. Futebol brasileiro ainda faz marcação frouxa, dão espaço para os adversários.
    Jogador q está acostumado a marcação agressiva, com todos marcando sem a bola, qdo vêm para times brasileiros sentem a dificuldade de marcar no mano a nano , ou 2 contra um
    Noto q Buffarini, entra para o meio para ajudar na marcação, adianta o seu combate, mas este estilo de jogo, só funciona com todo o time dedicado a este estilo, e no nosso futebol e mt difícil de se implantar.
    N9 lance da última expulsão ele estava fechando para o meio , para ajudar zagueiros……
    Álvaro Pereira, sofreu do mesmo probl.

    Curtir

  13. O Buffarini nunca foi craque, mas na Argentina o respeitam muito pelo profissionalismo e futebol combativo. Era homem de confiança do Bauza no SL. Joga melhor numa linha de 4, mais defensivo que como ala, típico lateral brasileiro.

    Curtir

  14. Sua garra Buffarini e unica, gosto de voce, e acho que tem de ter oportunidade na LD que e a sua posiçao ou volante, voce jogava muito no San Lorenzo, tenho certeza que vai mostrar no tricolor o seu jogo.

    Curtir

  15. Inegavelmente tem muita força de vontade, mas tecnicamente é abaixo do horrível.

    Se é fase, eu não sei. Todavia, é inquestionável que ele faz uma partida pior que a outra.

    Oxalá esse Bufarinni do San Lorenzo exista e que ele se recupere o mais rapido possível.

    Por enquanto, em 12 jogos, 0 gols, 0 assistencias, 6 amarelos e uma expulsão…ta muito ruim.

    Que essa boa fase volte logo, pois disposição ele tem de sobra, ta faltando futebol.

    Curtir

  16. Do Post anterior:

    Quer dizer que o clube (segundo o Nicola) está atrás de outro arqueiro com a anuência do Ceni?
    Hmm… será?!

    Do meu ponto de vista, o Renan tem que passar a ser considerado titular daqui prá frente, pois o
    Dênis já teve o ano passado inteiro para mostrar algo, e deu no que deu: jogador apenas razoável

    Renan é muito melhor? Pode até não ser, mas vejo ele mais seguro e mais capacitado que o Dênis
    e aliás mais do que o Sidão também. Então, sequencia longa ao Renan, agora! No próximo trimestre
    ele tem que ser o titular e pronto! Paralelamente, que se analise o mercado e, ou contrata um cara
    para chegar e resolver, ou mantem Renan, Perri e façam a escolha entre Sidão e Dênis para continuar
    no grupo.

    Mas, nesse momento, meu entendimento é que o Renan deve ser mantido e prestigiado.

    Curtido por 1 pessoa

    • Pra mim não faz o menor sentido falarem q não confiam no Renan. De todos os jogos q o Renan jogou desde que chegou ao SP, eu não lembro de uma falha gritante dele. Não lembro de falha alguma pra falar a vdd..
      No atlético-mg ele não era confiável, mas todos os goleiros melhoram com o amadurecimento e esse pode ser o caso dele.

      Curtir

      • Pois é… da grande maioria dos jogos que ele atuou pelo SP, não vi nenhum jogo que diria:
        “Xiiii, esse daí não segura a onda…”
        Ou seja: a bola da vez no gol tricolor é ele.

        #ForçaRenan
        #ForçaBuffarini

        Curtir

  17. “Sempre lembrando que ele vinha atuando como ala no San Lorenzo, mais avançado, e pode ainda estar tentando se acostumar com a função mais defensiva.”

    Essa parte responde a questão. Se quer o jogador do último time, que o coloque na posição que ele jogava lá.

    Curtir

  18. Aposto sem medo de perder que mais de 90% que elogiam o craque Buffarini do San Lorenzo, não assistiram nem 10 partidas do mesmo por lá…E não os culpo, foram na onda da torcida do San Lorenzo que realmente gosta dele, como a torcida do SPFC gosta do Lugano por exemplo…E convenhamos,,é difícil ter coragem para assistir o campeonato argentino, que é muito equilibrado, como o campeonato brasileiro, mas muito pior tecnicamente, com campos e gramados que fazem inveja a pastos de fazenda… Acho que por ser um futebol tão feio, e jogado em campos tão ruins, que acho que esses carrinhos excessivos e botes secos facilitaram e fizeram o futebol do buffarini ganhar moral com a torcida do san lorenzo

    Curtir

  19. tem q ter calma com ele, e não to dizendo isso pq é o Buffarini.

    me lembro quando o Bruno chegou, era uma verdadeira avenida na lateral direita, era péssimo na marcação, e para piorar não sabia cruzar, aliás ainda não aprendeu rsrs… mas melhorou e muito sua marcação depois de 1 ano de adaptação no clube, tudo bem q o Bruno ainda continua não sendo o lateral dos sonhos, mas na minha opinião faz o arroz com feijão muito bem, pelo nível do futebol que é jogado no Brasil.

    Por isso eu ainda tenho esperanças com o Buffarini, acho q ele tem boa técnica, muita vontade, é só uma questão de ADAPTAÇÃO, que leva algum tempo para alguns jogadores, uns demora mais q outros, o Bruno é o exemplo do q estou falando.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s