Viagens ao Sub Mundo – Tremas – três temas.

Cerveja

Uma das grandes combinações que existem na vida é o jogo de futebol acompanhado de uma cerveja gelada.

Seja pelo rádio, seja pela televisão, seja, quando permitido, no estádio.

Quem, por razões diversas, não pode desfrutar disso, seja por escolha, seja por outro motivo, pelo menos consegue ter uma ideia do que é comemorar um gol e, em seguida, matar meia caneca de breja trincando… pensa numa coisa boa..

A gente faz aquele ‘Aaaahh!’ Diliça!

E quando nosso gol sai aos 45 min do segundo tempo, empatando uma partida que até o momento parecia perdida… ou dando a vitória suada, mas fruto de uma entrega que há tempos não se via.. ou quando é o 4º gol de mais uma goleada.. e a cerveja ainda está gelada?!?!?

“DER… é só deixar na geladeira que ela fica gelad..”

Não. Você não está entendendo.

O São Paulo que víamos frequentemente nos tempos recentes carregava consigo um ‘mal’.

Ele conseguia constantemente fazer a cerveja esquentar. Ou deixar a bebida amarga, azeda, empapada, ‘sem gás’, enfim.. do jeito que na sua região aí chamam a cerveja que não é cerveja, mas sim ‘mijin’ sem graça.

Tinha vez que estávamos no meio do segundo tempo e era só olhar pro copo que parecia um aquário com peixes mortos boiando.

Resumindo, estou mais que elogiando a postura do time. Estou elogiando o fato de sentir ainda mais vontade de acompanhar cada jogo do São Paulo. Com cerveja, ou não. É sempre um grande evento. Se fosse uma banda, todos os integrantes estariam ‘esmirilhando’ em seus instrumentos. Com pirotecnia, com iluminação e caixas potentes de som viradas pra plateia.

A todos os responsáveis, minha gratidão.

 

Alteração de jogo

O Corinthians pode ser considerado tranquilamente o principal rival Tricolor dos últimos tempos.

Graças a muitos fatores, incluindo a ambição do corrupto deputado petista que presidiu o time e buscou a cada segundo de vida alcançar o patamar são-paulino, criando climas bélicos indecentes, trazendo para perto de seu clube os mais imundos tratos políticos da história do nosso futebol, alavancado pela mesma imprensa que há pouco tempo ajudou a ser instaurado no país um movimento de estupidez generalizada, como se ela, a grande mídia, nada tivesse a ver com a falência moral nacional que reina até hoje com o bipartidarismo ridículo e a cegueira seletiva de muitos dos que dizem ‘lutar contra a corrupção’.

Juvenal, talvez por estar já um pouco fora de suas propriedades racionais, participava do carnaval todo que trazia holofotes para o Cara de Areia Mijada. O eterno time de coração do atual presidente do Audax alcançou muito de seu recente ‘status’ por meio de intensa proteção e parceria junto à imprensa e ao governo.

Com isso, não quero dizer que São Paulo seja o paladino da justiça. É um clube de futebol. É parceiro de muitos políticos. É beneficiado, como todos os outros grandes, de forma pornográfica pelo Estado, seja qual for o governo que chefie o Executivo. Também quis sediar a Copa do Mundo. Tem em sua história uma incógnita com relação à construção de seu estádio (por mais que também seja natural vermos o processo todo o ocorrido na época como algo limpo).

Quero dizer que a projeção que alcançamos dentro de campo, com 3 conquistas mundiais e maior número de taças do principal campeonato nacional, para muitos veículos deixou de ser mais importante que ‘ter o maior número de torcedores’, ter mais jogos transmitidos pela emissora que reina absoluta no país, trazer um ícone que ‘não tem culpa porque votou em fulano’.. era o ridículo sendo privilegiado pelos holofotes.

Também, nossas seguidas infelicidades contra eles em campo nos trouxeram mais ‘necessidade de vitória’, muito por causa do incômodo que é sair derrotado deste clássico tantas vezes nos últimos tempos.

Fato é que teremos que encarar a partida conforme o estipulado em calendário assinado por todos os responsáveis. Se antes fizeram isso, se antes fizeram aquilo, se no Brasileiro de 1986 conseguiram adiar, se no Paulista de 2001 mudaram a cor da meia do bandeirinha, que se Daniel. Espero que façamos uma partida digna de nossa Grande História com os jogadores que tivermos em mãos. Nosso time está se mostrando merecedor de nossa confiança e de nossa sempre inabalável Fé.

 

Atlético Paranaense x Coritiba

Em coluna postada meses atrás, escrevi sobre a necessidade de enxergarmos essa grande possibilidade que surge cada vez mais forte no mundo conectado.

Atlético Paranaense e Coritiba transmitiram seu clássico pelo YouTube e pelo Facebook. Foi algo histórico que mostrou ser possível bater de frente com a palhaçada atual, por mais que ainda tenhamos sabujice nos bastidores.

Acompanhar uma partida transmitida por torcedores de seu time é muito mais gratificante. O trabalho de quem está ali para tratar com máximo respeito e total dedicação os fatos exclusivamente do São Paulo é muito melhor do que ter que ouvir durante um jogo nosso de Libertadores notícias patéticas de um rival treinando.

Para quem desejar, aqui está o link para a coluna postada há 9 meses sobre esse tipo de situação e a ideia, que não é original, mas precisa ser alimentada com muito mais força:

https://saopaulo.blog/2016/05/31/viagens-ao-sub-mundo-so-uma-simples-ideia/

Ronnie Mancuzo – Sub

————————————————————————————-

Sábado, teremos pela frente o time que quer comprar o mundo, como fez na época da Parmalat.

No gol, recentemente estamos carregando uma interrogação não muito comum.

Sidão? Denis? Renan?

Zetti.

Anúncios

41 comentários

  1. Monstro Zetti, para quem tem uma história recheada de Goleiros históricos no Futebol Mundial, ter hoje Sidão na meta é lamentável. É nítida a falta de preparo técnico e psicologico, o goleiro que foi contratado por saber jogar com os pés, da mais susto com a bola no pé que o próprio Dênis, posicionamento com erros primários, erros de goleiro de Dente de Leite.
    Toda saída é atrapalhada, e já senti nele aquele mal que tinha o Felipe do Corinthians por exemplo, toda bola fácil quer fazer graça, espalmar, dar ponte, ir de mão trocada… Olha a simplicidade do Zetti jogando, é natural, “simples”.
    Posso estar errado, e torço para estar, mas se não mudarmos nosso arqueiro o quanto antes, podemos sofrer as consequência em algum momento mais crítico.

    Curtido por 2 pessoas

    • Bonas.
      Com relação ao Sidão, mais uma vez o Bostafogo está tirando o maior sarro do clube. Primeiro: os livramos do carniça gomes, depois, do carniçadão.
      Pro lugar do primeiro, trouxeram um jovem técnico que readequou o time e chegaram na pré libertadores. Já pro segundo, trouxeram gatito, que os levou para a fase de grupos.
      Dizer oq????
      Saudades dos bons tempos em que tínhamos goleiros.

      Curtir

  2. Esse vídeo mostra o Zetti no apogeu de sua forma técnica. No final de sua passagem pelo SP, ele já não estava tão seguro assim, normal para todo grande jogador. Lembro me que lá no Olímpico numa disputa de bola pelo alto, saltou com os dois braços estendidos e perdeu para o Jardel que conseguiu o cabeceio certeiro para o gol. Foi uma de suas derradeiras partidas, Rogério estava pedindo passagem e o grande Zetti acabou indo para o Santos.

    Curtido por 3 pessoas

  3. Pensar que dispensaram o Ederson que está na seleção brasileira e considerado um dos melhores goleiros atuando na Europa, e tem só 23 anos, dispensaram com 17 anos. Lamentável, cotia dá frutos, mas perdemos muitos por falta de olho clinico.

    Curtido por 2 pessoas

    • pelo que sei ele jogou no São Paulo até os 15 anos e aí foi pra Europa , eles não dispensaram o cara , quando um juvenil tem proposta da Europa não tem como segurar , e aos 15 anos não tem contrato profissional .

      Curtir

          • Ue, vc tava na época? Vc viu o desempenho de quem ficou na época e o dele? Falar 7 anos depois é fácil… quem garante q se ele tivesse os professores que os outros tiveram aqui seria esse baita goleiro q é hj… quem garante q os outros nao estavam jogando muito mais que ele?

            Curtir

  4. Clap Clap Clap!

    estava me recordando que houve momentos nesses anos que se passaram recentemente, em que havia desprazer em assistir os jogos. o SPFC estava conseguindo fazer com que eu perdesse um hobby.
    Além de não haver qualquer ânimo, quando arriscava assistir, por ser passional, o jogo me fazia lembrar rapidamente o porquê de o inconsciente ter me dito para não assistir, não perder tempo…

    Hoje não… o mais sem graça embate é divertido e prazeroso. Mesmo nos insucessos, há a sensação de que “valeu a pena”… Então, sim… a cerveja não esquenta no copo.

    É interessante o que aconteceu com o Atletiba.
    Mas temos que lembrar que a gestão do SPFC é totalmente dependente do dinheiro da TV. É a salvação da lavoura o dinheiro que é pago. O SPFC vive antecipando receita… ou ao menos, vivia.
    Infelizmente, enquanto tivermos uma gestão amadora, seremos reféns.

    Curtido por 1 pessoa

    • Roberto, você tem razão com relação à nossa dependência. Não muito difícil, podemos estar com a situação cada vez mais atrelada ao vínculo ruim com a emissora por causa de pessoas de dentro do próprio São Paulo. Como uma espécie de acordo particular entre pessoas que ali ditam regras em setores distintos do clube.
      Por isso, acabo que não vendo mais tanto amadorismo na gestão. Tem algo maior, porque já estamos há um bom tempo só levando ferro em todos os campeonatos.
      Parece que é algo que interessa a muita gente e o melhor (pra essa galera) é continuar assim… sei lá. Espero que estejamos diante de reais e concretas mudanças.

      E, sim.. este ano estamos iniciando de forma muito mais prazerosa! É muito bom acompanhar todos os jogos! Bom demais! A gente já acompanhava e torcia como louco nos tempos ruins. Agora, então.. rs

      Curtido por 2 pessoas

    • Foi humilde para rever a opinião anterior. gostei da postura.

      discordo ainda, quando diz que não pode ser campeão tomando dois gols, apesar de haver bastante coerencia… afinal, não dá para apostar que a média de gols se manterá alta assim…

      Do mais, concordo com muita coisa do ponto de vista do trabalho do Ceni.
      Ponto para ele.

      Curtido por 2 pessoas

  5. Sub, gostaria de propor um exercício ficcional cujo título seria: E se…
    E se o Morumbi tivesse sido a arena paulista da última copa?
    A certeza seria o ego do Juvenal do tamanho do estádio mas e as consequências dessa aventura?
    O tricolor seria o que é o Curiquinha hoje? Estado falimentar, sem perspectivas?
    Enfim, onde estaria o SPFC hoje.

    Curtido por 1 pessoa

    • Sensacional!
      Já imaginou um Juvenal tão inchado de ego, flutuando eternamente sobre um Morumbi quase desmoronando por causa de sua megalomania?
      Seria um exercício e tanto para a imaginação! Com certeza!

      Curtir

  6. Legal Sub, muito divertido ler suas colunas, ainda mais com um toque “maltado”, com a mais pura água, com toque levemente amargo e estupidamente “gelaaaaaaaaaada”.

    Nem vou comentar a respeito dos “zumbis” das mídias “cur..san..parm” e nem sobre as “múmias” da F.P.F e C.B.F. Vai estragar o bom clima que o post me trouxe. Muito bom lembrar de Zetti, falar sim do bom momento do time, o prazer de ver o SPFC de RCeni jogar, mesmo que tomando gols é o melhor time do Brasil até o momento…(meu ponto de vista)…(torcedor)…rsrsrsrsr. É sério, se analisarmos o quanto nosso SP busca os gols até os acréscimos do segundo tempo, dá sim pra dizer que é o melhor. Ver jogadores reservas entrarem com a “faca” nos dentes… é… realmente coisas de RCeni. Parabéns pra ele e pra você. Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    • Valeu, Ronagom!
      Parabéns para todos nós!!!
      Certamente, o time de Ceni está (sinceramente) queimando minha língua.. assim.. não que eu duvidasse tanto. Mas, mantinha uma postura de desconfiança, do tipo gato escaldado, sabe.. por causa dos últimos acontecimentos e tal…
      Mas, está demais de prazeroso acompanhar às partidas!

      Ainda mais com: um toque “maltado”, com a mais pura água, com toque levemente amargo e estupidamente “gelaaaaaaaaaada”.
      haahhahahahahaha
      Abração!!!

      Curtido por 1 pessoa

  7. SUB, me permita uma pequena observação: não sei tua idade, assim não tenho como saber se fostes testemunha da construção do Cícero P. de Toledo. Eu fui. Não há – enfatizo, não há – qualquer .. “incógnita com relação à construção de seu estádio” … O atual bairro não existia no começo dos 1950. Uma incorporadora dona de imensos lotes ofereceu a preços de banana uma gleba ao SPFC e ainda se comprometeu a viabilizar o acesso. A única contribuição de governo foi a Prefeitura aceitar abrir mão de uma exigência de construção de praça pública no local onde seria erguido o Estádio.
    Temos, os brasileiros, uma grave aversão ao entendimento da História. O Estádio NÃO foi uma aspiração apenas tricolor. Era uma aspiração dos paulistas – palmeirense, corinthiana, santista – em termos um Estádio que fizesse frente ao doado Maracanã. Sem ele e seus públicos recorrentes de 100, 120 mil pagantes os clubes paulistas não teriam a importância e grandeza de hoje em dia.
    Foi construído em quinze longuíssimos anos, o que prova de que não havia ajuda financeira do governo, pela contribuição de torcedores tricolores, claro, mas também dos rivais. Tanto que dois dos maiores doadores de ferro e cimento foram os irmãos Antonio e José Ermírio de Moraes, conselheiros no Pq. São Jorge. Tanto que nos clássicos nos 70, 80, o setor das cadeiras cativas – uma das maiores fontes de financiamento – era quase que dividido ao meio entre sampaulinos e adversários.
    E encerrando, não caiam na mentira, docemente nunca desmentida pela imprensa, de que o Morumbi foi feito quando Laudo Natel foi governador de SP. Ele era opositor de Adhemar de Barros e foi empossado quando este foi cassado em junho de 1966, ficando apenas seis meses no cargo. Neste período o Estádio já estava semi-pronto e recebia jogos há seis anos. Depois voltou ao cargo apenas em março de 1971, DOIS MESES DEPOIS da inauguração completa do Estádio.
    Sds tricolores.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s