O Atl√©tico-MG segue na ca√ßa por um volante. O nome da vez √© Jucilei, de 28 anos, do Shandong Luneng, da China.¬† O clube alvinegro, por meio do presidente Daniel Nepomuceno, est√° em contato com Joseph Lee, intermedi√°rio do clube chin√™s no Brasil. Segundo o GloboEsporte.com apurou, para ganhar a disputar o S√£o Paulo, o Galo oferece uma quantia em torno de 200 mil d√≥lares (R$ 634 mil) pelo empr√©stimo do jogador, al√©m de pagar parte dos vencimentos do atleta, que n√£o √© o √ļnico alvo da diretoria no mercado.

Como o país asiático está em período festivo, por causa do início do Ano Novo da China, a expectativa é que haja uma resposta até a próxima segunda-feira. O São Paulo está ciente do interesse do Atlético-MG e que terá concorrência para repatriar o atleta.

Como o jogador tem conversadas avan√ßadas com o S√£o Paulo, faltando apenas a libera√ß√£o do Shandong, o Atl√©tico-MG tem tr√™s situa√ß√Ķes para atrair Jucilei: a primeira √© que o clube vai disputar a Libertadores na temporada, e o Tricolor n√£o. A segunda √© que o Atl√©tico-MG levaria vantagem porque o S√£o Paulo n√£o quer desembolsar nada para trazer o jogador. Por fim, Jucilei encontraria menos concorr√™ncia no elenco alvinegro. Entretanto, o Tricolor confia no que ouviu do jogador, de que quer atuar em S√£o Paulo.

Al√©m de Jucilei, o Galo tamb√©m tenta o volante Elias, do Sporting. O clube e o jogador t√™m conversas avan√ßadas. O Atl√©tico-MG est√° muito necessitado em repor as sa√≠das de Junior Urso e Leandro Donizete, al√©m de ter perdido Lucas C√Ęndido, que sofreu uma ruptura no ligamento do joelho esquerdo.

O volante de 28 anos quer voltar ao futebol brasileiro e, inclusive, está no país. A volta de Jucilei ao Brasil é viável por conta de uma mudança de regulamento no futebol chinês. Desde o início deste ano, o limite de estrangeiros baixou para quatro por clube, sendo que apenas três podem ser relacionados para cada jogo.

O Shandong Luneng tem, além do volante, os também brasileiros Gil e Diego Tardelli, o italiano Pellé e o senegalês Cissé. Por ter cidadania palestina, Jucilei não contava como estrangeiro, mas agora a regra mudou.

GE