Ricardo Gomes está há 12 jogos no comando do São Paulo e, apesar de ter conseguido apena três vitórias, já entendia que tinha encontrado sua escalação ideal e o padrão de jogo desejado.O problema é a falta de gols. A equipe tem o terceiro pior ataque do Campeonato Brasileiro e, a três pontos da zona de rebaixamento, balançar as redes já no duelo contra o Fluminense, na próxima segunda-feira, se tornou crucial. Por isso, Ricardo Gomes deve mexer na escalação e tentar algo novo no Rio de Janeiro.

O técnico teria de alterar algumas peças imediatamente de qualquer forma. Isso porque nessa sexta-feira Hudson e Carlinhos foram diagnosticados com estiramentos musculares e não têm prazo para retornar ao time. A tendência é que a dupla fique no mínimo dez dias apenas em tratamento no CT da Barra Funda. Bruno também segue fora por causa de um desconforto muscular.

Se Ricardo Gomes optar por substituições naturais, entraria apenas João Schimidt na proteção à área. Cueva voltaria naturalmente para sua posição no meio de campo, pois Carlinhos iniciou o clássico com o Santos apenas em função do desgaste do peruano. Mas, Ricardo Gomes parece disposto a encontrar uma nova equipe.

Wesley foi mal na quinta, acabou hostilizado pela torcida e é um forte candidato a perder vaga entre os titulares. Com Michel Bastos sem clima e fora de forma, outras opções seriam Luiz Araújo e Daniel. Mas Jean Carlos, reforço que chegou do Vila Nova-GO, é quem deve iniciar jogando ao lado de Cueva.

João Schimidt deve, sim, ocupar o espaço deixado por Hudson, mas Rodrigo Caio, que atuou como volante no início de sua carreira, se colocou à disposição para ser avançado. Desta forma, Lyanco ou Lugano preencheriam o setor defensivo ao lado de Maicon.

“Na situação que a gente vive, preciso pensar na equipe, não só no meu bem estar. Se ele precisar, vou ajudar da melhor forma possível, porque há muito tempo não jogo assim. Quero contribuir de alguma forma para a equipe vencer”, comentou o campeão olímpico.

Andres Chavez, apesar do jejum de sete jogos sem marcar e das atuações muito aquém do que se espera dele, deve ser mantido, até porque Gilberto, seu único concorrente direto na referência do ataque, está em fim de recuperação de uma lesão e talvez siga fora até mesmo da lista de relacionados.

Ricardo Gomes também estuda o retorno de Kelvin ao time titular. O atacante só marcou um gol em todo o Brasileiro e foi sacado para dar oportunidade a Robson no clássico. Mas o treinador foi xingado de “burro” por isso e a equipe acabou melhorando depois da entrada do ponta ainda no primeiro tempo em função da lesão de Carlinhos. O problema é que Robson também foi bem na derrota para o Alvinegro Praiano.

Ai entra uma grande possibilidade de Ricardo Gomes trocar de esquema tático e literalmente reinventar o São Paulo em busca de pôr fim a série de cinco jogos sem vitória e, enfim, se distanciar da zona de rebaixamento. Confira algumas das possibilidades de escalação do Tricolor do Morumbi para esta segunda:

Opção 1 – Denis; Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; João Schimidt, Thiago Mendes, Wesley e Cueva; Kelvin e Chavez.

Opção 2 – Denis; Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; João Schimidt, Thiago Mendes e Cueva; Kelvin, Robson e Chavez.

Opção 3 – Denis; Buffarini, Rodrigo Caio, Maicon e Mena; João Schimidt, Thiago Mendes, Jean Carlos e Cueva; Robson (Kelvin) e Chavez.

Opção 4 – Denis; Buffarini, Lyanco (Lugano), Maicon e Mena; Rodrigo Caio, Thiago Mendes, Jean Carlos (Kelvin) e Cueva; Robson (Kelvin) e Chavez.

GE