ronnie-mancuzo-sub

 

Ciranda.

Enquanto temos conhecimento dos fatos mais diversos na viciada política interna do São Paulo, vamos tomando uma noção mais precisa do que vive o clube.

Vive uma ciranda de maus feitos orquestrada pelos mesmos senhores que dançam ao redor da fogueira das vaidades há décadas.

Numa visão mais caricata, teríamos pessoas desgastadas pelo tempo, nuas, todas pintadas com argila, essências de folhas, frutos e sementes, com os olhos revirados, no meio do deserto do futebol brasileiro, girando loucamente em volta de uma fogueira que antes parecia infinita, mas que perde intensidade a cada soar dos tambores tribais.

Fazem exatamente o que muitos outros de outras regi√Ķes faziam antes de minguarem as suas chamas, iniciando assim per√≠odos de trevas.

tribo

Por mais que tenhamos quem veja no apagar do fogo algo bom para aprendizagem, vou na dire√ß√£o contr√°ria. Porque outros que pela escurid√£o passaram somente via ‚Äėfeiti√ßos‚Äô ainda mais negros conseguiram retomar suas ‚Äėnormalidades‚Äô como ‚Äėgrandes‚Äô. Seja vendendo suas riquezas mais profundas para entidades oriundas do desconhecido, por√©m sem liga√ß√£o com qualquer tipo de divindade pura, seja via trapa√ßas cravadas eternamente nas entranhas, mas que garantiram o transpassar de etapas vergonhoso.

Dizer que esses mesmos da ciranda doentia ser√£o capazes de buscar as lenhas sagradas, combust√≠vel de nossa Hist√≥ria, promoverem o calor do nosso sentimento de torcedor Tricolor, algo praticamente inexistente perante tantas e tantas ocorr√™ncias da mais vexaminosa origem, ou seja, absolutamente distante do que √© ser S√£o Paulo Futebol Clube, ou que deixar√£o o oxig√™nio puro dos ares do Clube da F√©, comburente √ļnico, reinar enquanto suas presen√ßas falidas de esp√≠rito ainda ocuparem posi√ß√Ķes m√°ximas na dire√ß√£o √© um exerc√≠cio de imagina√ß√£o. Talvez um exerc√≠cio totalmente contr√°rio √† realidade dos fatos recentes e que h√° anos s√£o corriqueiros.

Tamb√©m, como torcedores, estamos acompanhando essa dan√ßa obsoleta proposta, sofrendo muito mais pelo frio que fica cada vez mais pr√≥ximo, √†s vezes brigando entre n√≥s mesmos, sem saber como interferir, ou desperdi√ßando energia onde dificilmente teremos reais solu√ß√Ķes para a cat√°strofe que se anuncia.

Há a urgência de nos ouvirmos melhor.

Temos entre nós pessoas com grande conhecimento e sabedoria. Senhores históricos que vivenciaram grandes momentos, que têm propriedade nos posicionamentos.

Temos pessoas da mais alta competência que depositam muito de seu valoroso tempo aqui, entre nós, comentando, criando ideias, valorizando nossa rotineira torcida.

S√£o ideias ricas. Muitas encontramos aqui no Blog, nos coment√°rios.

Outros ambientes também são dotados desse tipo de situação.

Somos milh√Ķes.

Ora, temos o agora como momento mais que oportuno para voltarmos nossos pensamentos para as solu√ß√Ķes, j√° que os problemas s√£o √≥bvios, claros, reconhecidamente n√≠tidos em todos os locais de trocas de ideias sobre o Tricolor. √Č hoje imposs√≠vel desvincular o fracasso de nossa situa√ß√£o aos senhores que dan√ßam a ciranda m√≥rbida.

Diferentemente do que em outros clubes aconteceu, em outros tempos, num singular passado, a tecnologia em muito nos auxilia agora. A comunica√ß√£o √© r√°pida, muito mais precisa, re√ļne pessoas dos lugares mais distantes, oferece ferramentas, armas estupendas para a√ß√Ķes muito mais contundentes.

Por sermos uma enormidade em quantidade, estamos espalhados pelo vasto território nacional, muitos, milhares se encontram em outros países. Aqueles típicos confrontos em porta de instituição já são bem mais complicados de serem organizados. E nem sempre estão em sentido harmonioso com as reais necessidades que tanto vemos com o passar dos dias.

Amigos, irmãos Tricolores, os ataques aos seres da ciranda devem continuar. Muito mais como atenção ininterrupta para o que fazem do que por serem tais senhores alvo de descarrego de frustração.

Junto a eles, √© mais que preciso um foco nas solu√ß√Ķes. O debate constante, o esclarecimento, o trabalho em cima de possibilidades. A cobran√ßa acompanhada de resposta. A uni√£o entre n√≥s, que absolutamente estamos muito mais distantes do c√≠rculo imundo que tomou conta das nossas seguidas gest√Ķes e que notoriamente sofremos bem mais. Muit√≠ssimo mais.

Trabalhemos por um São Paulo Futebol Clube realmente digno de sua História.

N√£o deixemos que a escurid√£o tome conta.

Que desapareçam os seres da ciranda macabra.

 

Ronnie Mancuzo ‚Äď Sub

—————————————————————————

Entrem sempre em contato conosco.

Pelo Twitter:

@BlogdoSaoPaulo

@Senhor_Mancuzo

@kfirmino

@airnani

@IpaulomartinsI

Acessem o @defendaSPFC ! Acompanhemos de perto o nosso @SaoPauloFC