O São Paulo cria pouco!  Tem posse de bola, troca passes no 2/3 do campo, e jogadas sempre terminam na ponta.  Seja em cruzamento (com apenas Chavez na área), seja chutando em cima dos adversários e ganhando escanteio, seja perdendo a bola.

Normalmente somos “encurralados” nas beiradas, pois n√£o temos infiltra√ß√£o pelo meio.¬† E com isso, os volantes advers√°rios, abrem para “congestionarem” as pontas:

spxjuv1

Os n√ļmeros mostram que ter a bola para o S√£o Paulo, n√£o √© produtivo.¬† Pelo contr√°rio, perdemos a bola no 2/3, e tomamos contra-ataque.

Enfim, se o meio campo não é de criação, não adianta cobrar dos jogadores que se transformem em 30 dias!  E não adianta ficar com a bola!

E como fazer com que volantes usem sua melhor característica para sermos mais agressivos?

Marcando press√£o a sa√≠da de bola dos advers√°rios.¬† Temos que “atacar” a bola, ainda no campo de ataque.

O que diferencia um time com uma folha salarial de R$350K, para um time que paga isso a um √ļnico jogador, √© al√©m do talento, a capacidade de lidar com press√£o.

E press√£o n√£o √© s√≥ da torcida!¬† √Č ter pouco tempo para pensar!¬† √Č tomar decis√Ķes pressionados, com um jogador querendo roubar a bola.

Desta forma, sem poder mudar o elenco, temos que ser humildes e pensar mais nos advers√°rios que enfrentamos, do que como queremos jogar!

No Brasil hoje, não existe goleiro que saiba sair jogando com os pés como Rogerio Ceni e Neur.  Com exceção de Maicon, Rodrigo Caio e Geromel, quais zagueiros do Brasil, que tem categoria para não dar chutão quando esta pressionado?

Desta forma, temos que pressionar a saída de bola dos adversários.

√Č assim que times menores fazem quando jogam em casa!¬† Equilibram o jogo, n√£o deixando o time de mais qualidade pensar e sair jogando!

Hoje jogando com um time da Série C, temos que induzir eles ao erro!  Temos que pressionar a saída de bola do Juventude.

Eles n√£o podem chegar no 2/3 do campo tocando!

Ricardo Gomes faz mistério sobre a escalação!  Mas, treinou essa semana, Bruno no lugar de Buffarini e Carlinhos no lugar de Mena.  Além disso, colocou Lugano no lugar de Lyanco.

E isso me fez pensar na melhor forma√ß√£o, para “sufocarmos” o time do Juventude:

Um time com 3 zagueiros, 4 laterais?

Se a proposta de jogo, √© “sufocar” o advers√°rio em seu campo, temos que ter jogadores que saibam roubar a bola sem fazer faltas ainda no campo advers√°rio!

Se “bloquearmos” a sa√≠da de bola do Juventude pelas laterais, dificilmente tentar√£o sair jogando pelo meio.¬† E se sa√≠rem, os volantes estar√£o de costas para o nosso gol.¬† E desta forma, n√£o precisamos de grande marcadores pelo meio.

Assim, deixaria Cueva pelo meio!

spxjuv2

O advers√°rio ter√° que sair “estourando” a bola!¬† E a√≠, Lyanco √† frente do atacante advers√°rio e zagueiros, possa ganhar pelo alto, e devolver a bola para o campo advers√°rio, onde nossos extremos e meias/volantes j√° estar√£o!

Com isso não precisaremos trocar muitas bolas!  Não precisamos criar muito!  Pois já estaremos no campo adversário!

E se vamos usar os laterais para cruzar, temos que ter vários jogadores na área!  E jogando no campo adversário, teremos mais jogadores na área!

Aliás, esse é um esquema para jogar fora de casa, contra os adversários!  Nenhum time se prepara para ser pressionado!

Temos que fazer o goleiro adversário falhar com de vez em quando Denis (por falta de sorte), como Lucão (quando joga de zagueiro pela esquerda), e fazer os adversários sofrerem o que sofremos:  Bolas áreas, com vários jogadores adversários na área!

Ernani Takahashi