Depois de Jean Carlos, Vila Nova e Marquinhos, Internacional, o São Paulo ainda está de olho em Dátolo e em um centroavante.

Entre os nomes procurados, dois que mais interessam são o de Hernane Brocador, no Bahia e Robson, Paraná Clube, ambos da Série B.

Brocador

Brocador tem 30 anos, rodado e formado no próprio São Paulo. Após ano excepcional no Flamengo em 2013, foi vendido em 2014 ao exterior, voltou em 2015 ao Sport onde não se firmou. Acabou no Bahia e hoje volta a chamar atenção marcando gols. No ano ele marcou 17 gols sendo 7 na Série B. O empecilho para sua saída é o alto salário e o custo que exige o time baiano para liberação.

Tem 1,83m, é mais paradão e joga dentro da área.

Robson

Já Robson, vem das categorias de base da Ponte Preta e passou por times como São Caetano, a própria Macaca e este ano firmou com o Paraná onde é artilheiro do time na Série B.

Atua tanto na área como fora dela. Gosta de atuar em velocidade e tem 1,76m. Tem talento em faltas e com a bola nos pés.

Em 39 jogos ele marcou 12 gols no total. Em 2015, pelo São Caetano, marcou 6 gols em 10 jogos. Em 2014, 5 gols em 30 jogos.

Ao todo, ele tem 79 jogos e 23 gols na carreira.

Veja ficha:

Nome: Robson dos Santos Fernandes
Nascimento: 30/05/1991
Altura: 1,76m
Peso: 75kg
Posição: Atacante
Clubes: Clubes

Ponte Preta – SP – 2007 / 2010

Ṣo Caetano РSP Р2010 / 2012

Ferroviária – SP – 2012 / 2013

Ṣo Caetano РSP Р2013

Rio Claro – SP – 2014

Ṣo Caetano РSP Р2014 / 2015

Paraná – PR – 2016

Veja o vídeo dos gols do jogador paranaense:

A diferença de ambos é clara: um tem nome e um histórico mais sólido mas custa uma fortuna. O outro, é uma aposta, vem tendo bom ano, é de graça mas não passa de uma tentativa. Qual jogador o São Paulo deveria contratar?

Blog do São Paulo