Coluna do José Renato: O Magistral Pita

Uma tradição tricolor.

O São Paulo é um grande formador de jogadores, os chamados “pratas da casa”.

No entanto, a contratação de grandes jogadores também é algo frequente.

Foram muitos ao longo de nossa história.

Nascido em 4 de agosto de 1958 na cidade carioca de Nilópolis, Pita foi um cracaço.

Contratado junto ao Santos, envolvido em uma troca que incluiu a ida do atacante Zé Sérgio a equipe alvinegra, Pita chegou ao tricolor no segundo semestre de 1984 para a disputa do campeonato paulista.

Sua estreia não poderia ter sido melhor.

Em 1º de julho de 1984, no estádio do Morumbi, ele marcou os três gols da vitória por 3 a 0 frente a Ferroviária de Araraquara.

Aliás, todos eles marcados em um intervalo de pouco mais de 20 minutos.

Naqueles tempos, Cilinho comandava a formação de uma equipe que entrou na história do futebol brasileiro, “Os Menudos do Morumbi”.

Ele seria o comandante daquela equipe de muitos jovens talentos, dentre os quais é possível destacar Muller, Silas e Sidney.

Devemos lembrar que outro grande astro daquela equipe, o genial Careca, não vivia bom momento.

Frequentemente machucado ou em recuperação, Careca chegou a ser reserva de um ataque tricolor que era formado pelos apenas esforçados, e obscuros: Geraldo, Agnaldo e Jaiminho.

Pita entrou no time e de imediato fez valer seu talento.

A conquista do estadual de 1984 não veio, principalmente devido ao obscuro caso do doping do jogador alviverde Mário Sergio, no clássico contra o Tricolor.

Fomos claramente prejudicados, pois o regulamento da época considerava a reversão do resultado do jogo para estes casos.

Isto aconteceu apenas quando não tinhamos mais chances de conquistar o título.

Convem lembrar que fomos derrotados por 2 a 1 para uma equipe, em que seu principal jogador estava dopado, logo depois de termos goleada por 4 a 1, a equipe que seria a campeã, o Santos.

No ano seguinte, seria ano de conquista.

Pita foi importantíssimo para o titulo estadual de 1985.

Titular durante toda a competição, acabou sacado da equipe nas finais por uma imposição que que veio de fora de campo.

Falcão tinha sido contratado e precisava jogar.

Cilinho resistiu durante toda a competição, deixando o Rei de Roma no banco em muitas oportunidades.

Márcio Araújo era o homem de confiança de Cilinho e fazia o trabalho de “formiguinha”.

Coube a Pita “dificultar” a vida de Falcão.

No ano seguinte, mais um título, o brasileiro de 1986.

E Pita foi titular durante toda a campanha.

Na final, até gol marcou.

Sua ultima conquista no tricolor foi o do paulista de 1987.

Um dos maiores jogadores de todos os tempos no futebol brasileiro.

Um talento capaz de fazer gols como este, vale rever: http://www.youtube.com/watch?v=wgSXgKolGyE

Anúncios

60 comentários

  1. Monstro, jogava demais! Foi injustiçado na seleção porque tinha Zico, outro monstro, e muitos craques no futebol brasileiro.
    Um dos grandes jogadores que tive o prazer de ver jogar no tricolor.

    Curtir

  2. O Pita jogava demais, não se escondia, muita dinâmica e técnica. Pita, Silas, Müller e Careca, um quarteto de ouro. No time de hoje falta ao Ganso jogadores como esses 3 companheiros do Pita, nível de seleção. O futebol atual decaiu mesmo em termos de jogadores talentosos.

    Curtir

    • SPFC tá igual ao Brasil

      Cresceu as despesas durante a bolha dos patrocínios e luvas da TV, agora q a bolha estourou não consegue “cortar na carne”

      Quanto mais enrolar, pior vai ficar

      Curtido por 2 pessoas

    • Preocupante! Nenhuma entidade sobrevive muito tempo com tanto déficit.
      Pra mim, a única solução, a curto ou médio prazo, são duas grandes vendas de jogadores.
      Por favor, não queimem o Rodrigo Caio também!!!

      Curtir

  3. A coluna faz uma justa homenagem ao craque Pita, ao mesmo tempo em que mostra como os diretores podem tumultuar um time ajeitado com uma contratação sem necessidade, só pela grife. Por sorte Cilinho resistiu, como relata o texto. Mas temos esses exemplos todos os dias. No SP, a última parecida com essa foi gastar um monte para trazer o Ganso quando o Jadson estava se encaixando no time. O resultado todos sabem.

    Curtir

  4. Quem trouxe o Falcão foi o Carlos Miguel Aidar, mas o Falcão jogou muito nas finais daquele Paulistão-85, deu sua contribuição. Quanto ao Jadson, não se sabe se ele seria um maestro do time como tem sido o Ganso. Jadson era muito inconstante e se abatia facilmente.

    Curtir

    • Isso porque vendemos Denilson, Boschilla, Paulo Miranda, Toloi, Souza.

      Infelizmente Denilson, assinou com o São Paulo vindo do Arsenal (rescindiu), e de repente ele só é 40% do São Paulo (gestão JJ).

      Paulo Miranda pagamos caro e ficamos somente com 40%.

      Souza tinhamos 30%.

      Curtir

      • Jogadores que tinham alto salário assim como Luis Fabiano, Pato, Rogerio Ceni!

        Só entre esses jogadores, devemos economizar esse ano, perto de R$3 milhões por mês.

        Mas, já gastamos R$1,9 milhões como Mena, já tinhamos pago dois salários de R$200K para Kieza jogar menos de 2 jogos, e com dois patrocinadores novos na barra da camisa.

        Curtir

  5. Problema é na gestão de contratos de jogadores

    Isso e mais outras coisas tipo: Carro pra diretor com motorista, Voos da alegria pra cupincha, ingressos e transporte pra diretores e amigos

    Aquilo lá é uma festa

    Curtir

    • Criticavam Osvaldo, ele foi embora. Depois o problema era má vontade de Pato, e pediam Centurion.

      Centurion tem sequencia de jogos, agora querem Kelvin que no final do ano vai embora.

      No meio o problema era Denilson e Maicon. Agora é Hudson, Wesley e Michel Bastos.

      Na defesa o problema era Douglas. Agora é Bruno. Na esquerda o problema já foi Cortez, Juan, Clemente Rodrigues, Reinaldo e agora Carlinhos.

      Na zaga o problema era Paulo Miranda, depois Toloi, Lucão e agora é Rodrigo Caio que é jogador de condomínio.

      E a culpa é de Osório, Muricy e Bauza. Afinal, são eles que fazem uma lista de reforços.

      Aliás, tem gente que tem medo de deixar treinador fazer lista de reforço, alegando que o cara sai e os jogadores ficam aí.

      Ora, com dirigente é até pior. Leco foi laranja podre na eleição que sucedeu JJ, e durante todo mandato de Aidar. Que errou! Ataíde saiu na mão com Aidar, e deixou o cargo vago.

      CEO entra, sai, entra outro, volta o primeiro CEO, que é demitido.

      Gerente de Futebol, é demitido, contratam outro, o outro é demitido, e recontratam o ex-gerente como diretor.

      E volta o vice que brigou com o antigo presidente.

      Ano que vem tem eleição! E parece que Leco vai ficar na mão de novo, pois Natel quer concorrer.

      E quem entrar, vai ter um laranja podre, chamado Leco, que fará de tudo para derrubar quem se eleger (se for ele, será a volta da paz).

      Curtido por 1 pessoa

  6. O resultado do balanço mostra só o momento, mas não é um indicativo fiel da real situação financeira de um clube ou empresa. Existem outros indicativos tão importantes quanto o resultado final. Quando fechávamos o ano com superavit já dava para ver que a situação era crítica e que a verdade iria aparecer. O balanço pode apresentar déficit mas indicar um futuro promissor, ou o contrário.
    O resultado de 2015 foi terrível, mas temos que esperar a divulgação do balanço para podermos fazer uma análise mais fiel da real situação financeira.
    Particularmente acho que vai ser tão desanimadora quanto o resultado de 2015, mas vamos aguardar.

    Curtir

  7. Bom dia a todos!
    Esse jogava hein. Trabalho com vendas aqui em Goiânia e se eu não vender to f….. Fico imaginando aonde um departamento de marketing, de qualquer empresa, fica tanto tempo sem conseguir “nada” e ainda tem o emprego. Isso nao entra na minha cabeça. Aí vem as contas aceitas com esse déficit. É para acabar com o “Goiás” mesmo.

    Curtir

  8. Criticavam Osvaldo, ele foi embora. Depois o problema era má vontade de Pato, e pediam Centurion.

    Centurion tem sequencia de jogos, agora querem Kelvin que no final do ano vai embora.

    No meio o problema era Denilson e Maicon. Agora é Hudson, Wesley e Michel Bastos.

    Na defesa o problema era Douglas. Agora é Bruno. Na esquerda o problema já foi Cortez, Juan, Clemente Rodrigues, Reinaldo e agora Carlinhos.

    Na zaga o problema era Paulo Miranda, depois Toloi, Lucão e agora é Rodrigo Caio que é jogador de condomínio.

    E a culpa é de Osório, Muricy e Bauza. Afinal, são eles que fazem uma lista de reforços.

    Aliás, tem gente que tem medo de deixar treinador fazer lista de reforço, alegando que o cara sai e os jogadores ficam aí.

    Ora, com dirigente é até pior. Leco foi laranja podre na eleição que sucedeu JJ, e durante todo mandato de Aidar. Que errou! Ataíde saiu na mão com Aidar, e deixou o cargo vago.

    CEO entra, sai, entra outro, volta o primeiro CEO, que é demitido.

    Gerente de Futebol, é demitido, contratam outro, o outro é demitido, e recontratam o ex-gerente como diretor.

    E volta o vice que brigou com o antigo presidente.

    Ano que vem tem eleição! E parece que Leco vai ficar na mão de novo, pois Natel quer concorrer.

    E quem entrar, vai ter um laranja podre, chamado Leco, que fará de tudo para derrubar quem se eleger (se for ele, será a volta da paz).

    Sensacional….

    Comentário de um DEVOTO das três cores, mas um DEVOTO LÚCIDO.

    Curtido por 1 pessoa

    • Como um presidente, pode cobrar união e espírito coletivo de jogadores, torcida, se ele até hoje, fala mal da gestão passada.

      Seria o mesmo que Bruno reclamar que esta indo mal, porque Douglas e Paulo MIranda, fizeram tanto mal, que não será fácil um lateral ser bem falado.

      Ou Calleri, dizer que Luis Fabiano ficava tão impedido, que ele agora tem medo de ficar mais adiantado.

      Como falar de “laranja podre”, se Leco quando era presidente do Conselho dava entrevista para Menon, para criticar demissão de Bourgeois, dar detalhes da situação financeira do clube (dizendo que o clube não tinha como arcar com salários de outubro).

      E depois blinda tudo, não explica a saída de Bourgeois, e culpa os jogadores porque não entendem que o clube não pode pagar durante 2 meses.

      Todo mundo é errado, menos Leco!

      E ontem ele foi “aparecer”. Entrou no campo durante o treinamento, para falar com Bauza. Parece que quer tirar uma “casquinha” dos elogios que Luiz Cunha tem recebido, por ter coragem de demitir Milton Cruz, e conversar de verdade com um jogador!

      Curtir

  9. Tem que fechar patrocínio por partida.
    50 mil por todos TV aberta e 30 na fechada por exemplo.
    Propor uma alternativa e não ficar esperando o dinheiro cair do ceu.

    Curtir

  10. Quanto tempo uma instituição que fatura por volta de R$ 300 milhões/ano (acho que em 2015 foi bem menos…) consegue sobreviver com déficits de R$ 70, 80 milhões/ano, sem que comprometa de forma irreversível o seu patrimônio, e num caso mais extremo, a sua existência?
    Se não acontecer nada em 2016, ou no mais tardar em 2017, que reverta essa tendência, estamos chegando num ponto extremamente perigoso.
    Por isso é importante ficarmos de olho nos números “escondidos” do balanço que deve ser publicado até o final de abril. Nele já dá para fazer uma projeção do que está por vir.

    Curtir

    • Verdade, mas o SPFC também não coopera. Me lembro que na época do caso Oscar o Casemiro foi pressionado pelo mesmo empresário para entrar na justiça. O Casemiro procurou a direção e expôs o caso e cortou relações com o empresário. Menos de um ano depois o Casemiro era titular e queria um merecido aumento. O que fez a direção?? Se negou a negociar e depois ofereceu algo bem abaixo do que o atleta queria.

      Curtir

  11. Enquanto nós estamos na míngua, o time do governo tá pra ganhar um patrocínio máster de mais de 30 milhões/mês. .

    Se esse valor investido pela CEF tivesse retorno pra casa bancária, as empresas privadas teriam também teriam interesse em patrocinar, mas não é o caso. Triste ver o aparelhamento dessa instituição financeira.

    Curtir

  12. Pra velha guarda os conselheiros esse valor não significa nada.
    Porque eles estão dormindo e estão no tempo da pedra imagina quantos vai ser 2016 .
    Não consegue patrocínio máster.
    Time ruim
    Segunda fase da libertadores já era.
    A torcida sabe que não adianta ir o estádio ver esse time sem padrão de jogo.
    O presidente e fraco não têm liderança então são Paulo de hoje e isso.

    Curtir

  13. Corica vai assinar com a CEF rapidinho…antes da queda da Dilma….vão garantir uma última “mamada”

    Isso aí é “negócio entre amigos”

    Não existe estudo comercial que diga q o investimento da CEF no futebol traga retornos ao banco

    Assim como a viabilidade financeira da construção do Itaquerão

    Curtir

    • Na época em que o SP negociava com a caixa pra ganhar 15 a 20 milhões de reais por ano, duas fontes distintas noticiaram que havia um figurão político, corintiano, que não queria que a CEF patrocinasse o SP e ainda pressionava pra que a instituição financeira assinasse com com o Odebrecht FC.

      Enquanto isso, ontem, a CEF aumentou expressivamente os juros pra o financiamento imobiliário porque tá captando menos dinheiro no mercado.

      Curtir

  14. Bom dia a todos.

    Acho que tem que ter um pouco de calma pra avaliar esse balanço de 2015, só ver déficit de 72 milhões e cravar: “meu deus, estamos falidos!” ou “administração nojenta!”, pode ser apocalíptico demais sem nem ter acesso ao balanço em si.

    Curtido por 1 pessoa

          • Mas não é brigar com os números, eles até podem ter melhorado (e vamos ver o porque disso SÓ quando o balanço for divulgado), mas no dia que gestão se resumir apenas à números só teremos engenheiros nos cargos gerenciais das empresas, enquanto isso a administração Aidar foi horrorosa sem a menor sombra de dúvidas.

            Curtir

          • Essa análise fria dos números que voce faz é a mesma análise fria que levou a grande maioria da torcida a acreditar que o JJ fazia uma boa administração financeira, se prendendo somente no superávit mas sem se preocuparem em como chegavam nele.

            Curtir

      • Baseado em que voce diz isso? Só por ter diminuído em aprox. R$ 20 milhões o déficit, tendo antecipado praticamente todas as receitas com a UA e outros patrocinadores?
        Que receitas ele criou/gerou? Qual foi a revolução em termos de gestão que ele promoveu?

        Curtir

    • Administração nojenta não porque a dívida bancária remonta outras gestões.
      Por outro lado, se o SP fosse uma empresa privada, certamente estaria em “Recuperação Judicial”, o que é menos que falência, mas, ainda assim, é muito grave.
      O balanço negativo, basicamente, demonstra que que as receitas foram 72 milhões menores do que as despesas, mesmo com a venda de vários jogadores no ano passado.
      Ninguém resiste muitos anos com um déficit dessa magnitude, por isso é bem preocupante a notícia.

      Curtir

      • Eu concordo contigo, mas sinceramente, na prática, você esperava muito mais (ou muito menos, pensando nos números do déficit) do que isso?

        To tentando deixar de lado um pouco o ideal pra reparar que na realidade dos fatos 72 milhões foi pouco, quase aquela história do 7×1.

        Curtir

        • Eu esperava muito menos!
          72 milhões dá qse 4 patrocínios másteres.
          Em 2015, deixamos 72 milhões de dívidas pra serem somadas com as que já existiam e essas novas dívidas vão geram mais juros, que sufocarão a capacidade de investimento do SP.
          Por isso eu peço, por favor são paulinos, não queimem o Rodrigo Caio, ele pode valer perto de 72 milhões de reais.

          Curtir

          • Eu não tava tão otimista assim não André, com os gestores que tivemos nesse período fiscal pra mim foi um valor até que ok.

            Com uma administração minimamente profissional daria pra ter mais esperança.

            Curtir

  15. Não sei quem foi que roubou ou gastou mal os outro 70 milhões.
    Mas 2 milhões quem botou no bolso foi o Aidar ladrão com o caso Maidana.
    O Alexandre Aidar tá igual os petistas que defendem a Dilma e o Lula , não existe argumentos mas a adoração é além da conta.

    Curtido por 1 pessoa

  16. É que a partir do momento em que vc escreve besteira demais pra defender o Aidar acaba passando pelo ridículo da tamanha bobagem que vc defende.
    E pra quem faz sempre comparação com os petistas em relação ao governo e aos ídolos Dilma e Lula , vc é exatamente igual em relação ao Aidar.

    Curtido por 1 pessoa

    • É só vc rebater com argumentos pra defender o Aidar e não falando bobagens sem sentido pra defende-lo .
      A gestão anos-luz à frente do Aidar só aumentou as dívidas quando esteve no SPFC.
      As vendas de jogadores tb não aliviaram o caixa, assim como as antecipações com a UA tb não.
      4 técnicos em 1 ano não pode ser uma gestão equilibrada anos-luz à frente de qualquer outra que passou pelo SPFC.
      E um presidente que apanha do VP, que renuncia em meio aos escândalos que estava envolvido não pode ser levado a sério como administrador.

      Curtir

  17. Em homenagem, respeito e uma bandeira branca pela paz com o Jairo, mudei meu nick e tb prometo não mais defender o Aidar….tudo ficará como ele, no passado.

    Pela unidade de todos em prol do clube q amamos

    Vai SPFC !!!

    ** Ps: ainda não entendo os pontas abertos do Baúza, mas rezo pra q ele acerte ….kkkkkkk

    Libera a mensagem aí, Moderação…..

    Curtido por 1 pessoa

    • Alexandre, desculpa se te falei algo que te ofendeu, mas algumas coisas que o Aidar fez nesta última passagem foram muito ruins à imagem do SPFC, assim como o JJ à partir do 3º mandato que é até difícil ler alguém defendendo o último mandato de ambos.
      Ambos são mutuamente criatura e criador e talvez por isso ambos não fizeram o que deveriam enquanto comandavam o SPFC, que era manter a honradez do nosso amado clube.
      Vc pode mudar para Alexandre Aidar (da 1ª gestão) ou Alexandre Bauza,rsrs

      Curtir

  18. Essa foi boa o são Paulo não consegue patrocínio máster com a caixa aí os cara que paga mais para o Corinthians e queima tricolor ta osso pró marketing do são Paulo.
    Falarão que tava negociando com a Nissan e a AIG mas pelo jeito nada.
    A diretoria não pensa grande
    Morre pequeno.
    Isso é culpa da diretoria e leco que todo dia têm notícia negativa caindo na imprensa a sorte nossa que o palmeiras ta quebrando o foco do tricolor.

    Curtir

Comente aqui, Tricolor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s