image002

Contratado junto ao Londrina Esporte Clube, o paranaense Everton Nogueira chegou ao tricolor para a disputa do campeonato brasileiro de 1981. Meio campista habilidoso, com chute muito forte e goleador, o que tornava possível atuar também como atacante.

Logo que chegou a equipe, ganhou a titularidade e assim se manteve durante quase toda a competição, até que chegou a fase dos mata-mata, quando perdeu a posição. Ainda assim, passou a ser considerado um décimo segundo jogador, pois qualquer atleta substituído, do meio de campo para frente, era ele quem entrava.

Chegou a substituir o meio campista Renato, o centroavante Serginho, o ponta direita Paulo César e até mesmo o volante Heriberto.  Em partida válida pelas quartas de finais, no dia 16 de abril, frente ao Internacional, no estádio do Beira Rio, mostrou que também poderia ser decisivo, ao entrar no lugar de Zé Sérgio, que tinha sido expulso na partida frente o Santos, e marcar o gol da vitória tricolor por 1 a 0. Não foi o suficiente, no entanto, para ganhar a posição.

De volta ao banco, continuou sendo opção para o segundo tempo, na partida de volta frente o Colorado, na vitória por 2 a 0, e no primeiro jogo válido pelas semifinais contra o Botafogo no Maracanã, na derrota por 1 a 0.

Até que veio o dia 26 de abril. Precisávamos vencer para alcançar a final do campeonato brasileiro.

A equipe carioca tinha bons jogadores, dentre eles o goleiro Paulo Sérgio, Perivaldo, Rocha e Mendonça, por outro lado, tínhamos também um grande time e um estádio lotado com 98.650 pessoas.

O fato é que com menos de 20 minutos de bola em jogo, Jérson e Mendonça colocaram o alvinegro à frente, 2 a 0. Precisávamos de 3 gols.

O S√£o Paulo n√£o conseguia jogar e estava plenamente anulado pelo Botafogo.

Após o 0 a 2 a equipe começou a demonstrar força e perdeu chances de gols, mas o desespero era grande e ainda no primeiro tempo, Everton foi chamado e entrou no lugar de Heriberto.

Pois é, diferentemente das outras vezes, ele seria a opção ainda no primeiro tempo.

Everton incendiou a partida.

Foi dele a jogada que resultou na penalidade sobre Serginho no finalzinho do primeiro tempo. Serginho cobrou e voltamos ao jogo, 1 a 2.

Ainda assim eram necess√°rios mais 2 gols. Veio o segundo tempo e o tricolor partiu para cima.

Aos 21 minutos do segundo tempo, após um rebote da defesa carioca, Everton acertou um chute de primeira pelo alto de fora da área.

Um gol incrivelmente lindo.

O mais belo gol da história do mundo, sem nenhum exagero ou tricolismo rs rs rs

O empate de 2 a 2, no entanto, ainda n√£o era o suficiente. Precis√°vamos de mais um gol.

Aos 32 minutos, aproveitando uma bola espirrada na √°rea, Everton, novamente… 3 a 2.

O titulo brasileiro não veio, no entanto, Everton entrou de vez em nossa história.

Ainda naquele ano, teve importante papel na conquista do bicampeonato paulista.

Everton defendeu as nossas cores durante 1982, e acabou indo para o Guarani, ao final da temporada, envolvido na negociação que acabou por trazer Careca ao Tricolor.

Vestiu o nosso manto em 153 partidas e marcou 41 gols.

Por: José Renato Sátiro Santiago