cabeça blog

E aí, pessoal, tudo certo?

A sexta chegou!!!

denilson-entrega-cesta-basica-no-jardim-angela-bairro-de-sao-paulo-23052011-1308071005116_1024x768
N√£o a cesta… a sexta mesmo!!

E com ela é dia de alegria, dia de expurgar a tristeza, renovar a esperança, rever a família, amigos, vizinhos ou até mesmo comemorar sozinho mais um fim de semana.

Para muitos de nós, fim de semana é dia de descanso, relaxar, curtir.

Para muitos, é dia de trabalho. E muitas vezes duro. Por falar nisso, peço licença para falar de um conhecido meu. Posso chamar de amigo até.

Meu amigo trabalha há muito tempo na profissão dele. Ele tem um cargo de liderança, uma espécie de gerente operacional. Trabalho duro. Trabalha a semana inteira e o serviço fica muito mais duro nos fins de semana. Tem pequenas férias no ano, poucas folgas na semana, trabalha muitas vezes no sol e na chuva, sem descanso.

Muitos anos de estudo, muito esforço, viajou para alguns países para se especializar e trabalhou muitos anos em uma empresa que lhe pagava razoavelmente bem. Era uma empresa pequena, lá ele era feliz, tinha tudo que queria, o pessoal da empresa amava ele e isso era extremamente recíproco, de verdade.

Um dia, ele decidiu que queria trabalhar numa multinacional. Empresa grande, conhecida por ser l√≠der de mercado. Na entrevista disseram a ele que o ritmo de trabalho seria mais intenso que o anterior, tamb√©m trabalharia nos finais de semana, na chuva, no sol, tarde da noite… Mas o sal√°rio seria maior, as condi√ß√Ķes seriam ideais e, em pouco tempo, a empresa ganharia o √°pice do mercado e ele, por consequ√™ncia, atingiria seus objetivos de ser bem-sucedido nessa nova empreitada.

Ele fez a troca e chegou nessa empresa gigantesca. De pronto descobriu que havia problemas financeiros, de relacionamento entre os funcionários de seu setor, uma briga homérica entre gerente geral e ex-gerente geral, venderam algumas máquinas, deixaram de pagar funcionários por um período e deram a ele metas de, mesmo com a empresa desestruturada, tentando se reerguer, fazê-la tornar-se Top de mercado novamente.

Por mais que ele tentava, algumas coisas deram certo, outras n√£o. Promoveu pessoal, fez foguistas virarem funcion√°rios fixos e fez alguns figur√Ķes acomodados na empresa, rebolarem para garantir seu emprego, montou departamentos inteiros, promoveu treinamentos internos e passou a chamar a aten√ß√£o por n√£o se acomodar em apenas receber seu sal√°rio. √Č, ta pensando o que? Meu amigo √© fera!

Em um pequeno tempo de casa, fez um furdunço. Despertou ira de alguns funcionários, amor de outros e, principalmente, a inveja de outros gerentes de outras empresas, que correram contratar fofoqueiros para tentar diminuir o trabalho dele, que, para o bem ou para o mal, sempre estava em bocas de Matildes.

Meu amigo conheceu express√Ķes que ele n√£o conhecia: l√≠ngua de aluguel, trairagem, fogo amigo…

Meu amigo, em uma conversa recente, falou que está louco para fazer a empresa voltar a dar certo, e está trabalhando como nunca na vida, mas que outras empresas maiores estão querendo contratá-lo, uma inclusive, falou que realizaria o sonho de sua vida: poder escolher os funcionários que quisesse dentro de seus domínios para alcançar desafios internacionais, enfim, deu a ele a promessa e o maior desafio do mundo.

Mas, afinal, que desafio pode ser maior do que colocar uma empresa grande de volta ao prumo?

Se eu trabalhasse na fábrica do meu amigo, brigaria por ele até o fim, mesmo que me rebaixasse de cargo ou que me pedisse para fazer alguma coisa muito diferente do que eu estou acostumado, afinal, sou contratado para trabalhar e dar o meu melhor e esse cara é honesto e competente.

Pensei em conversar com ele um dia desses, chamar ele no canto, tomar uma gelada, nem que seja √°gua, olhar no fundo dos olhos dele e dizer:

РMeu amigo Juan Carlos Osório, esta empresa precisa de você. Não desista. Não dê ouvidos para quem fala com língua financiada para objetivos escusos. Afinal, meu grande amigo, que desafio é maior do que fazer uma empresa que nunca deixou de ser grande voltar a ser líder de mercado?

S√ďCIO TORCEDOR

Atualizando os dados do programa (dados site histórico futebol melhor):

Atualmente somos 76.645 Sócios Torcedores.

Até o momento, em 2015, 39.816 pessoas tornaram-se ST (média de 4.424/mês, a 3ª maior).

Somos a 14ª torcida em proporção torcedores x ST, com 0,48% dos torcedores associados ao programa.

Somos a 8¬™ torcida em proje√ß√£o de receita anual com o programa, com aproximadamente R$ 15,1 milh√Ķes. O 1¬ļ colocado (Internacional) tem proje√ß√£o de R$ 67,8 milh√Ķes, quase 450% a mais.

Facebook do programa ST: https://www.facebook.com/sociotorcedor

Twitter do programa ST: https://twitter.com/ST_SPFC

Youtube: https://www.youtube.com/user/SocioTorcedor1999

Instagram: https://instagram.com/st_spfc/

Telefone: 0800-0929305

GIRO R√ĀPIDO DOS ESPORTES AMADORES

FUTSAL
Liga Nacional

O Tricolor ganhou seu jogo e está apenas há um ponto da zona de classificação para as quartas de final do campeonato nacional, faltando três rodadas.

Copa Paulista

3 jogos, uma vitória, um empate e uma derrota e a primeira colocação do grupo B, juntamente com São José e São Caetano. Faltam três rodadas e os 4 melhores se classificam para as oitavas.

FUTEBOL 7
Campeonato Paulista

Líder da competição, faltam quatro jogos e se classificam os quatro melhores. Um excelente panorama.

Campeonato Paulista Interclubes

Fim da primeira fase, o tricolor aguarda o fim da competição para saber seus jogos.

V√ĒLEI MASCULINO

Ainda há um grande mistério sobre a continuidade ou não da parceria. Setembro será decisivo.

Enquanto nada disso se resolve, a equipe segue vencendo e triturando advers√°rios.

ESSE ERA PROMESSA….

Semana que vem tem mais e ser√° um jogador vindo de uma sugest√£o de um leitor do blog. Continuem enviando sugest√Ķes!

D√ļvidas, sugest√Ķes e contato: futsaltricolor@gmail.com

Por: Cleiton de Farias