banner_sou_tricolor_2

Fatos da semana ‚Äď 09/07 a 16/07

As opini√Ķes deste colunista a respeito da semana que passou.

Ganso ‚Äď Uma das grandes lendas do futebol atual, que muitos jornalistas e torcedores alimentam, √© que Ganso n√£o jogou nada com a camisa do S√£o Paulo. O meia chegou no Morumbi em setembro de 2012. Lesionado, estrou dois meses depois, e completou o ano com apenas 5 partidas realizadas pelo Tricolor. Fez um 2013 razo√°vel naquele time enfadonho que quase nos levou √† segunda divis√£o (mas time grande n√£o cai).

A√≠ veio 2014, e Ganso enfim demonstrou o porque do S√£o Paulo ter investido milh√Ķes na sua contrata√ß√£o. Se n√£o repetiu aquelas peladas do Campeonato Paulista de 2010, quando foi campe√£o ao lado do Neymar, o meia fez pelo menos um √≥timo Brasileir√£o, tendo sido eleito inclusive para a sele√ß√£o da Bola de Prata, da Revista Placar. Perdeu a Bola de Ouro para Ricardo Goulart, mas n√£o tenho d√ļvidas em dizer que Ganso foi um dos tr√™s melhores jogadores do √ļltimo Brasileir√£o.

O ano de 2015 realmente não tem sido bom para o camisa 10. Apenas um gol marcado e 4 assistências anotadas na conta do jogador, que completou sua 27ª partida no ano, contra o Coritiba. Desempenho absolutamente abaixo do restante de sua passagem no Morumbi, tanto que, até este colunista não tem encontrado motivos para mantê-lo no time titular.

A quest√£o sobre sua poss√≠vel ida para Orlando envolve uma s√©rie de fatores que devem ser considerados, sendo o principal deles a motiva√ß√£o do jogador em continuar no Morumbi.¬† O momento talvez n√£o seja o ideal para se desfazer de um meia, j√° que a crise financeira e a escassez de nomes no elenco nos deixaria na d√ļvida entre a procura de uma reposi√ß√£o e o saneamento das d√≠vidas. Al√©m disso, √© v√°lido apostar-se que o per√≠odo de mau futebol ser√° superado, o que valorizaria uma venda em uma outra oportunidade.

Por fim, um dado que ouvi da boca de PVC nesta semana me fez pensar ainda mais sobre a perman√™ncia de Ganso no Morumbi. Ra√≠ chegou do Botafogo-SP em julho de 1987. J√° com passagens pela sele√ß√£o brasileira, e ainda sob a pecha de ser o irm√£o de S√≥crates, nosso eterno camisa 10 sofreu no seu inicio de S√£o Paulo FC. Disso eu j√° sabia. O que eu n√£o sabia √© que Ra√≠ havia feitos exatos 20 gols pelo clube at√© outubro de 1990 (portanto, nos seus 3 primeiros anos de Tricolor), e outros mais de 80 at√© a sua sa√≠da rumo a Paris, em junho de 1993. Come√ßo dif√≠cil para um dos maiores jogadores de nossa hist√≥ria. Para se pensar…

Luis Fabiano ‚Äď No mesmo dia em que Ganso foi sondado pelos Estados Unidos, Luis Fabiano recebeu proposta o M√©xico. Ali√°s, que fase do futebol brasileiro, perdendo jogador para o futebol mexicano.

Com contrato até dezembro e aparente remotíssima chance de ficar em 2016, o nosso centroavante parece disposto a jogar pelo Cruz Azul, time que conta com o nosso ex-volante Pintado como auxiliar técnico.

Assim como Ganso, Luis Fabiano n√£o faz uma boa temporada. S√£o apenas 6 gols no ano, o que faz de 2015 o pior de sua carreira at√© aqui. H√° de se considerar que as les√Ķes cada vez mais afetam a recupera√ß√£o f√≠sica do nosso atacante, que hoje em dia n√£o pode mais ser considerado titular absoluto.

O problema que deve povoar a cabe√ßa de Aidar √© a d√ļvida entre manter um jogador que recebe alto sal√°rio, insatisfeito no elenco, e ser obrigado a apostar em garotos para o comando do ataque at√© o retorno de Alan Kardec, que n√£o deve ocorrer antes de outubro.

Caso opte por liberar o Fabuloso, fatalmente ter√° que correr atr√°s de algu√©m para o setor. Tr√™s meses sem um centroavante preparado podem significar o fim das nossas chances no Brasileir√£o…

Jonathan Caf√ļ ‚Äď Se Ganso e Luis Fabiano geram controv√©rsias, o atacante vindo da Ponte Preta n√£o. Ainda n√£o teve muitas oportunidades √© verdade, mas nas que teve mostrou que n√£o pode vestir a camisa do S√£o Paulo. E ainda tira a chance dos jogadores da base, como Ewandro, Jo√£o Paulo e Luiz Ara√ļjo. Vai tarde!

Wellington ‚Äď Tragam Wellington de volta. O S√£o Paulo precisa de um cabe√ßa de √°rea e, mesmo que n√£o precisasse, mant√™-lo no Internacional seria dar refor√ßo a um concorrente direto pelas vagas para a Libertadores.

Wellington viveu altos e baixos no Tricolor, mas no resumo geral da ópera, acumula um saldo muito positivo, tendo inclusive seu nome sempre relacionado a clubes europeus, desde os tempos da base. Nos poderia trazer retorno, pelo menos equivalente ao de Denilson.

S√≥cios-Torcedores ‚Äď Muito interessante a reformula√ß√£o no plano de s√≥cios anunciada nesta semana pelo S√£o Paulo. N√£o vou entrar em detalhes a respeito dos novos programas e benef√≠cios, visto que este blog j√° bem detalhou em coluna publicada ontem, mas eu fiquei particularmente feliz em ver a import√Ęncia dada √† divulga√ß√£o da a√ß√£o, que contou com a presen√ßa de √≠dolos do clube no lan√ßamento e ter√° direito inclusive a comerciais vinculados na televis√£o. Ao meu ver, a falta de informa√ß√£o √© a principal causa da baixa ades√£o de s√£o-paulinos.

E se a meta da diretoria era findar 2015 com 110 mil s√≥cios (o dobro do que t√≠nhamos at√© esta semana), parece que o inicio n√£o poderia ser melhor. Desde o an√ļncio dos novos planos, cerca de 9 mil s√£o paulinos se associaram(at√© as 23h59 de ontem), o que fez o clube ultrapassar Santos e Flamengo no ranking de maiores programas de s√≥cios. Somos o 6¬ļ maior do pa√≠s agora.

N√£o acho que ningu√©m √© obrigado a contribuir com o clube, por mais s√£o-paulino que seja. Ainda mais um clube gerido por pessoas como as que temos tido no poder nos √ļltimos anos. Mas √© fato que, com muito pouco por m√™s, √© poss√≠vel se fazer muita diferen√ßa em prol dessa nossa paix√£o chamada S√£o Paulo Futebol Clube. Fugindo de clich√™s, mas s√≥cios torcedores s√£o realmente a renda do futuro.

Os√≥rio no FOX Sports‚Äď √ďtima entrevista que o nosso treinador deu para o FOX Sports na noite da √ļltima segunda-feira. Apenas um pouco mais do que temos acompanhado do colombiano, desde que desembarcou no Morumbi.

Me chamou muito a atenção a sua postura com relação por exemplo aos showzinhos particulares que jogador anda dando ao ser substituído no São Paulo. Mais de 90% dos técnicos, no seu lugar, exigiria retratação ou afastaria atleta, em nome de ego ferido.

Na verdade, toda a filosofia que Os√≥rio expressa em palavras e parece empregar em seu trabalho √© que me mantem otimista com nosso futuro, apesar da discord√Ęncia que tenho com rela√ß√£o a v√°rias das a√ß√Ķes tomadas por ele em grande parte dos jogos que comandou o S√£o Paulo at√© aqui.

Lucas Moura na ESPN‚Äď O futebol costuma me oferecer dois tipos de jogadores a serem admirados. Aqueles que se destacam dentro de campo, pelo talento, habilidade e/ou ra√ßa, e aqueles que, al√©m de bom desempenho, conseguem ganhar notoriedade pela pessoa que √©, e por suas atitudes fora do gramado. Do meu primeiro grupo fazem parte craques como Muller, Ronaldo Fen√īmeno e Rivaldo. Do segundo, Rog√©rio Ceni, Ra√≠, Kak√° e n√£o muitos mais.

Dentro do contexto de mais de 20 anos em que acompanho diariamente o futebol, Lucas Moura era para mim um craque que, sempre honrando a camisa Tricolor, havia passado pelo Morumbi para um dia, quem sabe, voltar e encerrar sua carreira. Era.

Na √ļltima ter√ßa-feira, o jogador do PSG foi o convidado para participar do Bola da Vez, da ESPN. Mesmo tendo que responder perguntas do lament√°vel Dan Stulbach, Lucas se saiu muito bem e, pela primeira vez, me chamou a aten√ß√£o por suas respostas ‚Äúdiferenciadas‚ÄĚ, se comparadas a mesmice dos boleiros atuais. Falou (e me convenceu) sobre como o dinheiro n√£o pauta sua vida, sobre o valor que d√° as coisas mais simples da vida, e sobre como √© dif√≠cil fazer amizades quando se √© jogador bem sucedido.

Com a maturidade de um menino de apenas 22 anos e a humildade de alguém que consegue enxergar os fatos mesmo vivendo um ponto alto de sua carreira, Lucas passou pro time dos caras diferentes do meu contexto. Tem agora minha torcida ainda mais forte para que atinja todos os seus objetivos e que possa um dia voltar para nos dar alegrias.

P√°gina do Carlos Miguel Aidar ‚Äď Curtam, comentem e compartilhem a p√°gina do nosso presidente no Facebook:

https://www.facebook.com/pages/Carlos-Miguel-Aidar/745533575534551?ref=aymt_homepage_panel

Wagner Moribe

wmoribe@hotmail.com

twitter.com/wmoribe