Na saída do campo ele avisou e cantou sua insatisfação:

“√Č dif√≠cil. As pessoas falam do dinheiro, mas estou no clube h√° 25 anos e sei que as coisas se resolvem. Isso enfraquece. A gente tinha uma expectativa duas semanas atr√°s e mudou. Entendo a necessidade financeira do clube, mas eu tamb√©m entendo a minha necessidade de ser campe√£o. S√£o conflitos que a gente tem que resolver”.

Quando chegou no vesti√°rio, estava inconformado, irritado e sentindo-se tra√≠do. Em seus √ļltimos 6 meses, estas mudan√ßas que comprometer√£o o ano. Tentaram falar com ele para amenizar e sobrou para toda a gest√£o, de Aidar, Ata√≠de, Chimello a Rubens Moreno.

Este √ļltimo acabou ¬†argumentando e foi detonado. Ceni n√£o se conteve e somente Milton Cruz e outros jogadores conseguiram acalm√°-lo.

Imagine ser torcedor e profissional e ainda saber que renovou por crer no título. Aidar ficou de amenizar com Ceni depois.

Osorio, Ceni, demais jogadores…que situa√ß√£o!

O recado foi claro: quer alguma atitude da direção. E aí?

Resta-nos ter f√© para domingo reverter contra o Fluminense…

Blog do São Paulo