Logo na chegada de Osorio, havia o compromisso de usar o grupo e não contratar. Milton, conhecendo o São Paulo e o estilo dos brasileiros, informou que pelas janelas, era bom se antecipar. Osorio não acreditou e viu seu grupo perder 4 jogadores em 1 semana.

Milton em reunião com Osorio e Chimello afirmou que o grupo era pequeno. Excluindo os atletas da base, o São Paulo ficava com 20 atletas e 4 goleiros. Milton disse a ambos que é pouco para um campeonato longo como o Brasileiro, que tem suspensões e contusões. Allan Kardec está contundido e só em Outubro. A aposta dele é que precisamos de uns quatro jogadores, para aguentar Brasileiro e Copa do Brasil.

Aidar não gostou nada de saber sobre as indicações de Milton e sua forma de ver o grupo destoante dele que quer que subam a base. Osorio pediu 2 nomes a Aidar, no mímimo. Se possível, 3. E claro, vai usar sim a base. 

Milton explicou: “Usamos atletas de Cotia: Boschilia, Lucão, Rodrigo Caio… O Ewandro também, além do João Paulo, Luiz Araújo, estamos vendo outros jogadores. Mas eles precisam ser lapidados. Jogar no juvenil é uma coisa. No profissional, é totalmente diferente. É outro jeito, outra malandragem. O Lucão subiu e foi trabalho. Tem um certo período de adaptação”.

É sabido que: zagueiro, volante e atacante é uma posição desejada por Osorio.

Muitos nomes são especulados, aventados e oferecidos. Ninguém sabe ao certo qual nome Osorio escolheu dos nomes sugeridos de Milton pois ele é muito discreto e Chimello é um túmulo.

Agora, resta saber se Aidar vai abrir um precedente e os cofres para trazer alguém…

O que você acha, Tricolor?

Blog do São Paulo