Antes dadas como encerradas pelo presidente Carlos Miguel Aidar, as negocia√ß√Ķes do Flamengo para tentar tirar Paulo Henrique Ganso do S√£o Paulo ganharam for√ßa. Os cariocas j√° subiram os valores oferecidos ao Tricolor duas vezes, at√© chegar a R$ 18 milh√Ķes nesta quinta-feira. Os paulistas recusaram, pois esperam chegar a R$ 22 milh√Ķes e acreditam que as conversas devem continuar.

A primeira investida flamenguista era em torno de R$ 10 milh√Ķes pelos 32% dos direitos econ√īmicos do Maestro, mas o clube do Morumbi pediu R$ 25 milh√Ķes e praticamente deu o assunto como encerrado. O Rubro-Negro ainda sinalizou com oferta de R$ 15 milh√Ķes, mas os tricolores mantiveram a pedida inicial.

Somente nesta quinta-feira √© que o Fla conseguiu se aproximar do acordo, ao oferecer os R$ 18 milh√Ķes e ver o S√£o Paulo diminuir o montante exigido para liberar sua parcela dos direitos de Ganso. Se chegar aos sonhados R$ 22 milh√Ķes, o Tricolor passaria em quase R$ 6 milh√Ķes o valor investido para tirar o meia do Santos em 2012 – na ocasi√£o a DIS ajudou os s√£o-paulinos a chegarem nos R$ 23,9 milh√Ķes exigidos pelo Peixe.

Embora não seja unanimidade entre os cartolas rubro-negros, Ganso é visto como um nome forte para assumir a camisa 10, ainda guardada mesmo após a chegada de Emerson Sheik. A diretoria do Rubro-Negro, inclusive, deixou claro ao atacante que não lhe deu a peça (eternizada por Zico) porque já estaria engatilhada com um grande nome para a posição de armador. Os cariocas, inclusive, já conversaram com a DIS para saber como os outros 68% dos direitos do armador podem ser negociados.

A diretoria do Flamengo ainda trata a negocia√ß√£o com Ganso como especula√ß√£o. No entanto, essa tem sido a postura em rela√ß√£o a todas as outras conversas com jogadores de ponta. Prova disso √© que as tratativas com Guerrero sempre foram negadas pela c√ļpula de futebol rubro-negro, mas no fim o atacante peruano fechou com o clube da G√°vea.

Pelas novas regras da Fifa para o mercado da bola, empres√°rios e investidores n√£o podem mais ser donos de direitos econ√īmicos. Assim, a DIS precisou estudar com advogados desportivos a melhor maneira de negociar com o Flamengo e com qualquer outro interessado em Ganso. E a alternativa mais razo√°vel, como foi informado ao L! pela empresa, seria formular um contrato c√≠vel com o comprador e parcelar o valor pelos 68%.

A DIS e o empresário Giuseppe Dioguardi procuraram o São Paulo para uma reunião, mas ainda esperam a resposta do clube paulista. Há ainda muita cautela em cima de uma transação, já que Ganso não demonstra tanta empolgação por uma nova troca de equipes no futebol brasileiro. O Maestro acredita que esse cenário poderia prejudicar sua imagem e que já tem no Tricolor a melhor estrutura para ganhar títulos e retomar o sonho de jogar na Europa.

Ao mesmo tempo, o camisa 10 j√° deixou para tr√°s o interesse de alguns clubes do Velho Continente. Os franceses do Monaco foram os √ļnicos a apresentar algo mais concreto, enquanto times da Espanha, R√ļssia e It√°lia chegaram a fazer consultas. Segundo o estafe do atleta, apenas a oferta do Monaco seria “razo√°vel”. No Brasil, Cruzeiro e Santos tamb√©m tentaram neg√≥cio pelo armador.

Paulo Henrique Ganso tem 25 anos de idade e contrato com o S√£o Paulo at√© 20 de setembro de 2019. Com a camisa tricolor, o meia disputou 156 partidas e anotou 15 gols. Nesta temporada foram apenas 23 jogos e um tento marcado. No Campeonato Brasileiro, fez tem seis apari√ß√Ķes e, se chegar √† s√©tima, n√£o poder√° trocar de clube na S√©rie A. Contra a Chapecoense, completaria a marca, mas foi liberado por problemas musculares.

S√£o Paulo e Flamengo t√™m sido protagonistas nesta janela de transfer√™ncias. O Tricolor vendeu Rodrigo Caio por cerca de R$ 44 milh√Ķes para o Valencia (ESP), Paulo Miranda por R$ 10,4 milh√Ķes ao Red Bull Salzburg (AUT) e deve negociar Denilson nos pr√≥ximos dias por R$ 10,7 milh√Ķes ao Al Wahda (EAU). J√° os cariocas contrataram Sheik de gra√ßa e Paolo Guerrero por R$ 12 milh√Ķes de luvas.

L!