Nesta quinta, a juíza Maria Alice Severo Kluwe decidirá se concede ao atleta o direito de rescindir contrato com o Corinthians, o que também o tiraria do São Paulo

O futuro do atacante Alexandre Pato, emprestado pelo Corinthians ao São Paulo, começa a ser definido nesta quarta-feira. Em meio a uma briga judicial para conseguir a rescisão de seu contrato com o Corinthians e, consequentemente, com o São Paulo, o atacante espera pela definição da juíza Maria Alice Severo Kluwe, responsável pelo caso.

Nesta quinta-feira, completa-se o prazo de 72 horas que a ju√≠za tem para dar seu parecer. Corinthians e S√£o Paulo atrasaram o pagamento do direito de imagem. O d√©bito do Tim√£o era de dez meses, enquanto o do Tricolor era de dois meses. O valor total chegava a R$ 4 milh√Ķes. Por isso, o jogador busca a rescis√£o de contrato na Justi√ßa. Caso consiga, estar√° livre para negociar com qualquer clube.

Os dois clubes já quitaram o débito. Mesmo assim, a ação prossegue. Isso porque o advogado de Pato, João Chiminazzo, afirma que o Timão agiu de má fé, pois pagou dois dias depois da apresentação da ação à Justiça, considerando que o clube tinha o dinheiro, mas só pagou depois do processo.

Quando os representantes de Pato deram entrada com a ação na Justiça, o Corinthians suspeitou que a ação seria fruto de um acordo com o São Paulo, que teria caminho livre para assinar em definitivo com Pato. O clube tricolor, no entanto, nega.

Em entrevista ao SporTV, João Chiminazzo, afirmou que o atacante quer se desvincular dos dois clubes. Disse desconhecer, porém, qualquer negociação do jogador com outras equipes.

‚Äď N√£o participo disso, do que conversei com ele n√£o tem nada. Mas ele est√° focado em jogar enquanto for jogador do S√£o Paulo ‚Äď afirmou.

Enquanto isso, Pato segue treinando normalmente com o grupo do São Paulo. Chegou, inclusive, a pedir para que o técnico Juan Carlos Osorio o testasse como meia. Na atividade de quarta, o jogador atuou na posição.

Caso seja escalado no próximo domingo, contra o Avaí, Pato completará sete jogos pelo São Paulo. Assim, não poderia mais se transferir para outro clube da Série A do Campeonato Brasileiro.

globo.com