Lucão: Frieza e Blindagem/Parabéns Surdão

Foram pelo menos três momentos muito difíceis para Lucão desde que ele deixou Cotia, aos 17 anos, para ser profissional do São Paulo na Barra Funda.

Em todos, a receita para superar foi parecida e ele trouxe do berço. É graças à frieza e serenidade que o zagueiro vai ser titular no mata-mata diante do Cruzeiro, na próxima quarta-feira, pela Copa Libertadores. Um cenário que Muricy Ramalho já pintava, mesmo quando Lucão era bastante contestado pela torcida.

Desde que retornou ao clube, nos últimos meses de 2013, Muricy avisava que Lucão tinha “um futuro brilhante à frente”. Naquela altura, o treinador já blindava o zagueiro de maneira pouco comum para quem convive com críticas sobre o pouco aproveitamento dos jovens. Funcionários do clube explicam que a personalidade serena e a maturidade de Lucão, além de suas qualidades técnicas, fizeram o então comandante bancar a revelação mesmo quando poucos acreditavam.

Em junho de 2014, o zagueiro já havia superado a primeira turbulência enfrentada que foi chegar aos profissionais com o time na luta contra o rebaixamento pelo Brasileiro. Naquele momento, Lucão assinava contrato de cinco anos com o São Paulo depois de uma negociação que se arrastou durante meses. Os valores pagos em luvas e salários foram inéditos na história são-paulina para um jogador da base com pouco tempo no elenco de cima. Fez, inclusive, com que os demais nomes de sua geração subissem sua pedida na hora de também negociar.

Enquanto a direção tratava de valores com o empresário Giuliano Bertolucci, o mesmo que foi desafeto do clube no caso Oscar, o jovem zagueiro se cansou de ser chamado de mercenário, mas manteve a calma. Mesmo com comentários públicos de diretores do São Paulo ou até de seus representantes, Lucão ficou distante e isolado de tudo. A forma como driblou os obstáculos impressionou Muricy.

Depois de consultas do Wolfsburg-ALE e do Hoffenheim-ALE, Lucão assinou e ganhou mais chances, mas teve falhas importantes durante o último Campeonato Brasileiro. Em uma atuação para esquecer, o São Paulo levou cinco gols do Fluminense no Rio. Mas, como o próprio jovem zagueiro previa, os erros cessaram aos poucos. Hoje, por mais que entenda no clube que há margem para evolução, ele consegue ficar mais próximo das expectativas que sempre criou.

Capitão são-paulino e de seleção brasileira na base, Lucão foi preparado pelos tios desde cedo para ter uma leitura profissional do futebol e não se envolver nas questões extracampo. Foram eles, sobretudo Jeferson, que atua como empresário, os responsáveis pela blindagem durante as estressantes negociações pelo contrato que assegurou tranquilidade financeira à família Cavalcante Silva Afonso. De tão marcante, a liderança dele com tão pouca idade causa preocupação no São Paulo.

Com 15 partidas na temporada, Lucão só não jogou mais que Toloi entre os zagueiros do São Paulo. Na quarta, antes de viajar para a disputa do Mundial sub-20, ele será o substituto de Dória, suspenso. A cena deve se repetir mais vezes, pois o contrato do titular termina em junho, antes da semifinal da Libertadores. Se a equipe são-paulina chegar lá, não é difícil imaginar quem vai jogar na defesa.

UOL

———————————————————————————————-
418000_276775762395718_444172924_n
Hoje é aniversário do Alexandre Lenz, mais conhecido como Surdão.
Para quem não sabe, é dele cada imagem de preleção, de homenagem que parte desse blog.
Estamos muito felizes em cumprimentar essa pessoa ímpar e querida.

Surdão, que você tenha um dia sensacional ao lado do que o amam e que sua vida seja sempre repleta de coisas boas.

Um abraço fraterno de seus amigos do Blog do São Paulo

24 comentários

  1. Esse tem futuro , é o melhor zagueiro que surgiu no São Paulo desde Antonio Carlos na década de 90 , não tenho certeza se esse era da base .
    Não dura muito aqui , em no máximo 3 anos estará no exterior , muito provavelmente até menos , pelo empresário que tem.

  2. Lucão mostrou muita evolução nos últimos jogos que vi ele jogar. Melhorou o posicionamento homem a homem e o tempo do bote. E tem mais potencial a ser desenvolvido ai. Há pouco menos de um ano atrás, achava que ia ser mais um bruno uvini da vida, mas hoje tenho certeza que o futuro dele será bem diferente. É necessário paciência, trabalho e tempo para que ele alncance o potencial que ele tem.

  3. É… Mais um que a nossa torcida quase fritou por causa da falta de paciência.

    Temos que ter paciência com essa molecada que está chegando. Nenhum deles chega pronto como o Sr. Muricy queria. Precisam de tempo e apoio para maturação.

  4. Sempre achei que tinha mais status do que bola. Lembro que quando vi ele jogando a copa sp, achei o seu parceiro de zaga superior, apesar do lucao ter jogado com 18 e o outro jogador 20.

    Como bem dito acima, achei que seria mais um bruno uvini, aislan. Zagueiros nossos que eram capitão na base, passagem por seleção e foram uma decepção no profissional.
    Esse ano, penso que o lucao é o nosso zagueiro mais regular, ainda tem o fato dele normalmente jogar pelo setor direito da defesa, mas p/ fazer dupla com o toloi está jogando pela esquerda e dando conta do reacado. Sinceramente, acho que se nao conseguirmos prorrogar o empréstimo do doria, o lucao dá conta.

  5. E ele vai endurecer novamente para renovar. Esse seu empresário, o mesmo de Óscar a época, mais uma vez vai deitar e rolar no tricolor. Que vergonha.

    • nao entendi qual a vergonha? qualquer profissional tem o direitro de pedir aumento baseado nas condicoes do mercardo, inclusive jogador de futebol. qualquer profissional tem o direito de escolher auxilio profissional que julgar apropriado – no caso o empresario. O Sao Paulo poderia bloquear qualquer jogador desse empresario – o que nao acho incorreto – mas ao mesmo tempo se aceitou esse jogador tambem esta se beneficiando pela participacao dele Lucao no elenco, nao eh verdade?

  6. Ta aí um que queimou minha língua. Quando começou a entrar era um desastre absoluto. Hoje, é muito mais seguro, maduro dentro de campo. Tomara que evolua e renda uma venda gorda lá na frente.

  7. Ao Wilsonboneh , sobre a quase fritada do Lucão

    Principalmente porque chegam cada vez mais novos ao time de cima .
    Jogadores que há 20 anos seriam lançados com 21 ou 22 estão sendo lançados com 17 .
    Zico estreou no Flamengo com 18 anos e era considerado a maior promessa do futebol de base e mesmo assim só se tornou titular absoluto em 1974 com 21 anos , na base ele era considerado uma jóia tanto quanto Neimar era no Santos.
    Fica dificil para qualquer treinador porque de um lado ele é cobrado por titulos e de outro lado também é cobrado para usar jogadores da base .
    Existem muitos interesses envolvidos nesses jogadores da base . O Lucão por exemplo é empresariado pelo Bertolucci e se não jogar o empresário leva ele para outro lugar .
    O empresário , e não duvido que até dirigentes , tem participação nos direitos econômicos do jogador e aí acontece a pressão para que ele jogue , ou joga ou vai se valorizar em outro lugar , como aconteceu com o Oscar.
    A venda do Lucas Evangelista foi muito estranha , aconteceu menos de 1 ano após ele começar a receber oportunidades de jogar com Paulo Autuori.
    Agora tem essa do Rodrigo Caio que parece que tem proposta mesmo estando voltando de contusão e não ser titular absoluto do time .
    Porque será que tem tanta gente interessada em cuidar do futebol de base ?
    É lá que tá o lucro , a possibilidade de ganho fácil porque jogador bom jogando em clube sem expressão , como Paulinho que veio do Bragantino , ja tem seus direitos na mão de empresário , ele vem para um time grande em troca de uma pequena participação no passe , aí a possibilidade do dirigente e do clube ganharem alguma coisa é bem menor.
    Tá dificil montar bons times sem se endividar .
    Talvez uma estratégia seja montar um expressinho para os jogadores da base e contratar jogadores médios e com experiência para o time de cima .
    Ou ter pelo menos 2 jogadores de alto nivel como Kaká e Robinho que ajudem a impulsionar os jogadores da base , de forma que eles também possam ser aproveitados no time de cima .
    Se jogar só com os da base a chance de sucesso é minima , times como o Santos de 78 , São Paulo de 85 e Santos de 2002 são cada vez mais dificeis de surgir , principalmente por causa dos tais interesses econômicos.

    • Tricolor de 85 tinha goleiro experiente, dupla de zaga experiente (só Oscar e Dario Pereira), lateral experiente, Na frente só Pita, Careca e Falcão. No meio desses transitava Muller, Silas e Sidney.
      Maioria veteranos, não existe essa coisa de só colocar jogador da base. Na hora da pressão precisa de tarimba.

  8. Bom dia!

    Já vendemos ingresso pra entupir um Itaquerão/Chiqueirão e ainda falta mais que uma Vila Belmiro de ingressos pra vender.

    Esse Morumbi é lindo demais, por isso que não podemos diminuí-lo.

    • O maior estádio da Africa do Sul tinha mais de 10mil vagas em pontos cegos.
      O estádio olimpico de Roma tinha 5mil pontos cegos. Colunas, grades e placas de publicidade que atrapalham visao total do gramado.
      Venderam na copa da África somente os pontos não cegos para turistas e as vesperas dos jogos venderam os pontos cegos a preços mais vantajosos.

      60% ou mais do primeiro piso do Morumbi não permitia ver linha lateral do gramado por causa das placas de publicidade. Somente as ultimas duas fileiras permitiam ver todo o gramado.
      O primeiro piso ainda tinha as macas(perto da linha) e vans medicas(mais recuadas) que ficam na entrada do gramado, o quiosque coberto em que ficam os reservas e comissao tecnica e retiram visao total do gramado para quem senta desse lado.

      Uma eventual extensão do segundo piso até o gramado acabaria com o primeiro piso mas traria grande visibilidade e proximidade do gramado para quem for assistir na beirada do campo.

      Torcida colada ao gramado é moderno. Colocar só cobertura e gastar fortuna é como colocar bom ar num banheiro não limpo. Pergunta para quem foi assistir jogos nessas arenas se molha em dia de chuva intensa.

      • Concordo com tudo o q vc disse. Estender o Anel intermediário é fundamental. Só colocar cobertura é tapar o sol com peneira. Além disso, abriria espaço para exploração comercial no térreo, como lojas, que trariam mais comodidade e opções ao cliente/torcedor do estádio.

        • O problema para extender o gramado é rebaixar gramado.
          Como tem corrego coberto abaixo do gramado, somente obras do governo possibilitariam isso. Existem promessas do governo na realização dessa obras.
          Rebaixamento sem obras deve inundar em dia de chuva intensa. Alias sempre que tem chuva intensa inunda a parte social a ponto de arrastar carros estacionados.

          Em suma a equação não é fácil.
          Aquele papo furado de que oposição atrapalhou projeto, que já estava financiado não resistiu ao tempo.

  9. O SPFC sempre teve uma base forte e sempre foi uma fonte de revelação de atletas, e se não me engano somos o time que mais revela jogadores oriundos da base, mais que o Santos, Flamengo e muito mais que o timinho de itaquera.
    Sou à favor de sempre estar subindo jogadores desde que tenhamos um time montado e entrosado pra dar suporte pra estes que estão subindo, caso contrário muitos se perderão no caminho, vide o Breno longe do SPFC e num lugar com outro idioma, praticamente sumiu mesmo antes de ser preso, até pq ele não foi totalmente lapidado no SPFC antes de ir pro Bayern, jogou 7 ou 8 meses no SPFC e depois desapareceu até ser preso, e talvez não venha a ser nem de longe aquele Breno Monstro que se destacou no SPFC, e é inegável que ele mostrou um grande futebol naquela época pois tinha grandes jogadores ao seu lado, se subisse hoje seria cobrado e contestado assim como muitos foram, pq subiram num momento onde o time não era isso tudo ou estava em formação.
    Como disse o Massa tricolor, até os “menudos” do Cilinho tinham um monte de jogadores renomados e veteranos pra darem o suporte que eles precisavam na época, um time só de garotos é quase um suicídio.
    Mas eu vou esperar mais um pouco ainda pq nitidamente o Lucão ainda está longe de ser um zagueiro completo, está no rumo certo mas ainda não é aquela realidade.

  10. Tenho lido comentários sobre o balanço do clube, demissão de 100 funcionários, aumento de 10 milhões na folha de pagamento e outras informações e tenho percebido um pessoal puxa-saco do JJ inventando números somente para atacar a Gestão do Aidar e tentando influenciar a opinião das pessoas.
    Não bastasse a mídia nojenta, ditos São Paulinos que acompanham o blog fazem afirmações levianas com a intenção de desqualificar a gestão de Aidar.
    Como exemplo o aumento de 10 milhões na folha de pagamento, que lendo todos os links não encontrei esta informação. Aos que fazem estas insinuações, que mostrem as provas.
    Estamos a 04 dias de um jogo importante, lançamento da Under, nova pessoa no Marketing, e pessoas somente com insinuações negativas.
    Até parecem que torcem contra.

O São Paulo precisa de nós! Vamos apoiar!