megafone5

Muricy Ramalho foi um meia, camisa oito, que se destacava pela habilidade e bons passes. Formado pela base do S√£o Paulo, no profissional realizou 177 partidas e marcou 26 gols. Como jogador, conquistou os campeonatos paulistas de 1975 e 1977 pelo Maior do Mundo, e o campeonato mexicano pelo Puebla, em 1983.

Como treinador, conquistou pelo S√£o Paulo o in√©dito tri-campeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008), a Copa Master da Conmebol (1996) e Copa Conmebol: 1994. Conquistou ainda mais um Brasileiro pelo Fluminense (2010), , dois campeonatos ga√ļchos pelo Internacional (2003 e 2005), tr√™s campeonatos paulistas pelo S√£o Caetano (2004) e pelo Santos (2011 e 2012). Pelo time da vila, ainda faturou a Libertadores de 2011 e a Recopa em 2012.

Diante dos dados, ele √© um dos maiores treinadores do Brasil em termos de resultado. E em termos de futebol jogado? A√≠ ele n√£o √© dos melhores em termos de plasticidade e n√ļmeros ofensivos. Sempre se destacou por formar setores defensivos eficientes, bons √≠ndices em bolas paradas.

No São Paulo atual conta com um mito no Gol, nenhuma unanimidade nas duas laterais, um zagueiro pela direita com grande potencial, incógnitas na zaga esquerda (Dória pode sanar isso, ou não), vários volantes (tendo Souza como o mais efetivo), um craque (Ganso) e um grande jogador (Michel Bastos) no meio, uma referência como centro-avante (Luís Fabiano, cujo reserva é o Alan Kardec) e ainda Pato, Cafu, Centurion e os jovens Evandro e Ademílson para disputar vaga no ataque. Boschilia e Maicon seriam reservas no meio ofensivo com Thiago Mendes, Hudson, Rodrigo Caio (que também joga na zaga), Wesley e Denilson para o meio defensivo.

Um elenco grande e que de certa forma pode manter alguma regularidade diante de les√Ķes dos titulares ou mesmo revezamento pelo desgaste f√≠sico de jogadores. Quanto ao time titular propriamente dito, no geral, h√° uns 5 ou 6 nomes de peso e que se tiverem bom rendimento n√£o t√™m como sair do equipe pela qualidade que t√™m. Mas ainda sobram 6 ou 5 vagas. Pela caracter√≠stica dos jogadores n√£o vejo como f√°cil armar esse time em curto prazo para ele chegar pr√≥ximo ao potencial dos jogadores √† disposi√ß√£o. Digo, para chegar perto do potencial, mas jogar um futebol no m√≠nimo eficiente √© outra hist√≥ria. Isso poderia acontecer de forma mais r√°pida.

Muitos falam da base que foi mantida em 2014, mas hoje n√£o vejo muitos resqu√≠cios dela. As pe√ßas mudaram e o esquema tem que mudar um pouco para adequar o time √†s melhores pe√ßas √† disposi√ß√£o. Afinal, o trabalho do treinador √© adaptar os jogadores ao seu esquema ou pensamento, ou encontrar a melhor forma de aproveitar as principais caracter√≠sticas dos que s√£o diferenciados? √Č l√≥gico que um jogador ou outro deva se sacrificar taticamente em fun√ß√£o do grupo. E o¬† Muricy tem que encontrar rapidamente uma forma de encontrar esse equil√≠brio.

O que n√£o d√° √© n√£o haver triangula√ß√Ķes, mudan√ßas de posi√ß√Ķes oportunas e flutua√ß√Ķes para enganar as defesas advers√°rias. E isso √© trabalho, meu filho! O Muricy, como citado acima √© um treinador vitorioso e por isso merece respeito. Mas no futebol resultados s√£o necess√°rios, acima de tudo quando a bola jogada √© t√£o burocr√°tica.

Ent√£o, fica de olho, Muricy! Mas enquanto estiver no comando, tem que ter o apoio de nossa torcida. Afinal, torcemos pelo S√£o Paulo acima de qualquer pessoa.

Por: Bruno Barbosa